Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Colloq. agrar. ; 15(5): 67-76, set.-out. 2019. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-23983

Resumo

Atualmente, é crescente o interesse na produção de mudas de espécies nativas para recuperação de áreas degradadas, recomposição de reserva legal e áreas de preservação permanente ou para o uso em diferentes setores da economia. Com isso objetivou-se avaliar a qualidade de mudas de Copaifera langsdorffii Desf. (Copaíba) cultivada em substrato alternativo em função da adubação mineral complementar. O experimento foi desenvolvido no viveiro florestal da Universidade Federal do Tocantins UFT, campus universitário de Gurupi. Instalou-se ensaio experimental em delineamento de blocos casualizados, em esquema fatorial de 2x12, com dez repetições. Foram mensurados aos 90 dias após a emergência: altura das mudas, comprimento da raiz; diâmetro do colo; massa seca de parte aérea e sistema radicular; área foliar; densidade do substrato e o índice de qualidade de mudas. O substrato foi constituído por húmus de minhoca (50%) e terra de subsolo (50%) na ausência de adubação proporciona melhoria na morfologia das mudas quanto a massa seca da parte aérea, massa seca das raízes e o maior índice de qualidade de mudas. Os substratos com 75% comercial e 25% de terra de subsolo e 100% de substrato comercial não requerem a suplementação da fertilidade com adubação para promover a melhoria no índice de qualidade de mudas. No entanto, se forem utilizadas as fontes de substrato comercial e casca de arroz carbonizada, recomenda-se o uso de adubação à medida em que forem diminuindo a proporção desses compostos orgânicos.(AU)


There is a growing interest in the production of seedlings of native species for the recovery of degraded areas, restoration of legal reserves and permanent preservation areas or for use in different sectors of the economy. The objective of this study was to evaluate the quality of seedlings of Copaifera langsdorffii Desf. (Copaíba) cultivated in alternative substrate as a function of complementary mineral fertilization. The experiment was carried out in the forest nursery of the Federal University of Tocantins - UFT, Gurupi university campus. The experimental design was a randomized block design in a 2x12 factorial scheme with ten replications. They were measured at 90 days after emergence: seedling height, root length; neck diameter; dry mass of shoot and root system; leaf area; substrate density and seedling quality index. The substrate consisted of earthworm humus (50%) and underground soil (50%) in the absence of fertilization. Substrates with 75% commercial and 25% subsoil and 100% commercial substrate do not require fertilization supplementation to promote seedling quality improvement. However, if commercial substrate and carbonized rice husk sources are used, fertilizer use is recommended as the proportion of these organic compounds decreases.(AU)


Assuntos
Fabaceae/crescimento & desenvolvimento , Esterco , Fertilizantes
2.
Colloq. Agrar ; 15(5): 67-76, set.-out. 2019. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1481514

Resumo

Atualmente, é crescente o interesse na produção de mudas de espécies nativas para recuperação de áreas degradadas, recomposição de reserva legal e áreas de preservação permanente ou para o uso em diferentes setores da economia. Com isso objetivou-se avaliar a qualidade de mudas de Copaifera langsdorffii Desf. (Copaíba) cultivada em substrato alternativo em função da adubação mineral complementar. O experimento foi desenvolvido no viveiro florestal da Universidade Federal do Tocantins – UFT, campus universitário de Gurupi. Instalou-se ensaio experimental em delineamento de blocos casualizados, em esquema fatorial de 2x12, com dez repetições. Foram mensurados aos 90 dias após a emergência: altura das mudas, comprimento da raiz; diâmetro do colo; massa seca de parte aérea e sistema radicular; área foliar; densidade do substrato e o índice de qualidade de mudas. O substrato foi constituído por húmus de minhoca (50%) e terra de subsolo (50%) na ausência de adubação proporciona melhoria na morfologia das mudas quanto a massa seca da parte aérea, massa seca das raízes e o maior índice de qualidade de mudas. Os substratos com 75% comercial e 25% de terra de subsolo e 100% de substrato comercial não requerem a suplementação da fertilidade com adubação para promover a melhoria no índice de qualidade de mudas. No entanto, se forem utilizadas as fontes de substrato comercial e casca de arroz carbonizada, recomenda-se o uso de adubação à medida em que forem diminuindo a proporção desses compostos orgânicos.


There is a growing interest in the production of seedlings of native species for the recovery of degraded areas, restoration of legal reserves and permanent preservation areas or for use in different sectors of the economy. The objective of this study was to evaluate the quality of seedlings of Copaifera langsdorffii Desf. (Copaíba) cultivated in alternative substrate as a function of complementary mineral fertilization. The experiment was carried out in the forest nursery of the Federal University of Tocantins - UFT, Gurupi university campus. The experimental design was a randomized block design in a 2x12 factorial scheme with ten replications. They were measured at 90 days after emergence: seedling height, root length; neck diameter; dry mass of shoot and root system; leaf area; substrate density and seedling quality index. The substrate consisted of earthworm humus (50%) and underground soil (50%) in the absence of fertilization. Substrates with 75% commercial and 25% subsoil and 100% commercial substrate do not require fertilization supplementation to promote seedling quality improvement. However, if commercial substrate and carbonized rice husk sources are used, fertilizer use is recommended as the proportion of these organic compounds decreases.


Assuntos
Esterco , Fabaceae/crescimento & desenvolvimento , Fertilizantes
3.
Colloq. Agrar ; 14(1): 16-25, jan.-mar. 2018. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1481386

Resumo

Objetivou-se com esse trabalho avaliar a germinação das sementes de Senna obtusifolia (L.) H. S. Irwin & Barneby em diferentes condições ambientais. Para isso, foram realizados quatro experimentos: 1 - avaliação de diferentes métodos de superação de dormência (escarificação manual com lixa; imersão em ácido sulfúrico por 1, 5 e 10 minutos; imersão em água quente (95°C) por 1, 5 e 10 minutos; e tratamento controle); 2 - avaliação da germinação em diferentes temperaturas (20, 25, 30 e 35 ºC); 3 - influência de soluções aquosas com diferentes níveis pH (3,0; 5,0; 7,0; 9,0; e 11,0) na germinação; 4 – influência dos sais NaCl, KCl e CaCl2 nas concentrações 0, 25, 50, 75 e 100 mM no processo germinativo. Onde todos os tratamentos foram testados no fotoperíodo de 12 horas. Os parâmetros avaliados foram à porcentagem de germinação e IVG. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com quatro repetições de 50 sementes para cada tratamento. Os dados dos tratamentos de superação de dormência foram submetidos ao teste de médias através do software Sisvar, pelo teste Tukey a nível de 5% de probabilidade. Os dados de temperatura, pH e estresse salino foram submetidos à análise de regressão utilizando o software Sigmaplot 10.0 e o modelo de regressão escolhido foi baseado na significância dos coeficientes da equação de regressão e determinação a 5% de probabilidade. Os resultados mostraram que o melhor método para superação da dormência de sementes foi à imersão ácido sulfúrico por 10 minutos. A temperatura ótima para porcentagem de germinação e IVG foi de 25°C. A germinação ocorreu em todas as faixas de pH analisadas, porém decrescendo com o aumento do pH. O tratamento realizado com estresse salino afetou negativamente a germinação das sementes, tendo os piores resultados na solução salina de CaCl2 na concentração de 50 mM.


The objective of this work was to evaluate the germination of Senna obtusifolia (L.) H. S. Irwin & Barneby seeds in different environmental conditions. Four experiments were carried out: 1 – evaluation of different methods to overcome seed dormancy (manual scarification with sandpaper; immersion in sulfuric acid for 1, 5 and 10 minutes; immersion in hot water (95 °C) for 1, 5 and 10 minutes and control treatment); 2 – evaluation of germination at different temperatures (20, 25, 30 and 35°C); 3 – Influence of aqueous solutions with different pH levels (3.0, 5.0, 7.0, 9.0 and 11.0) on germination; and 4 – influence of salts NaCl, KCl and CaCl2 at concentrations of 0, 25, 50, 75 and 100 mM in the germination process. Where all treatments were tested in the 12-hour photoperiod. The evaluated parameters were the percentage of germination and IVG. The experimental design was completely randomized, with four replicates of 50 seeds for each treatment. The data of the dormancy surpass treatments were submitted to the means test using the Sisvar software, using the Tukey test at a 5% probability level. The results showed that the best method to overcome seed dormancy was to immersion sulfuric acid for 10 minutes. The optimum temperature for percentage of germination and IVG was 25 ° C. Germination occurred in all pH ranges analyzed, but decreasing with increasing pH. The treatment with saline stress negatively affected seed germination, with the worst results in 50 mM CaCl2 salt solution.


Assuntos
Germinação/fisiologia , Sementes/crescimento & desenvolvimento , Sementes/fisiologia , Senna/crescimento & desenvolvimento , Senna/fisiologia , Concentração de Íons de Hidrogênio , Dormência de Plantas , Salinidade , Temperatura
4.
Colloq. agrar. ; 14(1): 16-25, jan.-mar. 2018. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-735273

Resumo

Objetivou-se com esse trabalho avaliar a germinação das sementes de Senna obtusifolia (L.) H. S. Irwin & Barneby em diferentes condições ambientais. Para isso, foram realizados quatro experimentos: 1 - avaliação de diferentes métodos de superação de dormência (escarificação manual com lixa; imersão em ácido sulfúrico por 1, 5 e 10 minutos; imersão em água quente (95°C) por 1, 5 e 10 minutos; e tratamento controle); 2 - avaliação da germinação em diferentes temperaturas (20, 25, 30 e 35 ºC); 3 - influência de soluções aquosas com diferentes níveis pH (3,0; 5,0; 7,0; 9,0; e 11,0) na germinação; 4 influência dos sais NaCl, KCl e CaCl2 nas concentrações 0, 25, 50, 75 e 100 mM no processo germinativo. Onde todos os tratamentos foram testados no fotoperíodo de 12 horas. Os parâmetros avaliados foram à porcentagem de germinação e IVG. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com quatro repetições de 50 sementes para cada tratamento. Os dados dos tratamentos de superação de dormência foram submetidos ao teste de médias através do software Sisvar, pelo teste Tukey a nível de 5% de probabilidade. Os dados de temperatura, pH e estresse salino foram submetidos à análise de regressão utilizando o software Sigmaplot 10.0 e o modelo de regressão escolhido foi baseado na significância dos coeficientes da equação de regressão e determinação a 5% de probabilidade. Os resultados mostraram que o melhor método para superação da dormência de sementes foi à imersão ácido sulfúrico por 10 minutos. A temperatura ótima para porcentagem de germinação e IVG foi de 25°C. A germinação ocorreu em todas as faixas de pH analisadas, porém decrescendo com o aumento do pH. O tratamento realizado com estresse salino afetou negativamente a germinação das sementes, tendo os piores resultados na solução salina de CaCl2 na concentração de 50 mM.(AU)


The objective of this work was to evaluate the germination of Senna obtusifolia (L.) H. S. Irwin & Barneby seeds in different environmental conditions. Four experiments were carried out: 1 evaluation of different methods to overcome seed dormancy (manual scarification with sandpaper; immersion in sulfuric acid for 1, 5 and 10 minutes; immersion in hot water (95 °C) for 1, 5 and 10 minutes and control treatment); 2 evaluation of germination at different temperatures (20, 25, 30 and 35°C); 3 Influence of aqueous solutions with different pH levels (3.0, 5.0, 7.0, 9.0 and 11.0) on germination; and 4 influence of salts NaCl, KCl and CaCl2 at concentrations of 0, 25, 50, 75 and 100 mM in the germination process. Where all treatments were tested in the 12-hour photoperiod. The evaluated parameters were the percentage of germination and IVG. The experimental design was completely randomized, with four replicates of 50 seeds for each treatment. The data of the dormancy surpass treatments were submitted to the means test using the Sisvar software, using the Tukey test at a 5% probability level. The results showed that the best method to overcome seed dormancy was to immersion sulfuric acid for 10 minutes. The optimum temperature for percentage of germination and IVG was 25 ° C. Germination occurred in all pH ranges analyzed, but decreasing with increasing pH. The treatment with saline stress negatively affected seed germination, with the worst results in 50 mM CaCl2 salt solution.(AU)


Assuntos
Germinação/fisiologia , Senna/crescimento & desenvolvimento , Senna/fisiologia , Sementes/crescimento & desenvolvimento , Sementes/fisiologia , Temperatura , Concentração de Íons de Hidrogênio , Salinidade , Dormência de Plantas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA