Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Semina ciênc. agrar ; 24(2): 261-264, 2003.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1433124

Resumo

The aim of this project was to evaluate the effect of indol-butiric acid on rooting of west Indian cherry (Malpighia emarginata D. C.) cuttings. The 10-12 cm long cuttings were taken from cv. Camb-6 with 3-4 pairs of leaves. The cuttings were treated (10 seconds) with 0; 500; 1,000; 1,500; 2,000 mg L-1 of indolbutiric acid. The experimental design was randomized blocks with 10 cuttings per plot. Indol-butiric acid had no effect in the rooting of the cuttings, which presented 36-46% of rooting.


O trabalho teve o objetivo de avaliar a influência do ácido indol-butírico sobre o enraizamento de estacas de acerola (Malpighia emarginata D. C.) na Universidade Estadual de Londrina. As plantas matrizes utilizadas pertencem a seleção Camb-6 do IAPAR, tiveram suas estacas colhidas com 10 a 12 cm de comprimento, com três a quatro pares de folhas e foram submetidas a uma imersão rápida (10 segundos) em soluções de ácido indol-butírico (AIB) com cinco concentrações (0, 500, 1.000, 1.500, 2.000 mg L-1). O delineamento estatístico adotado foi o de blocos ao acaso com cinco repetições, sendo cada parcela composta por 10 estacas. O ácido indol-butírico não influenciou o enraizamento das estacas, que apresentaram 36 a 46% de enraizamento.

2.
Semina ciênc. agrar ; 25(3): 193-196, 2004.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1433162

Resumo

This research work had as objective to evaluate and to compare the amount and the distribution of the roots of 4.5 years old West Indian Cherry plants, in a clayey Typic Hapludox, propagated by: a) seeds (and subsequent grafting); b) cuttings. It was used the trench profile method, in the planting rows and in the inter-rows, covering half spacing. Images of 25 x 25 cm were taken in the trenches and evaluated with the SIARCS program. The density of fine ( 0.5 cm of diameter) were assessed. There was no difference between the two propagation systems for the density of fine roots in the planting row. The plants propagated by cuttings presented larger density of fine roots in the depth 0-0.25 m; and plants propagated by seeds showed more roots in the depths 0.25-0.50 and 0.50-0.75 m in the inter-row. The plants propagated by seeds presented larger density of thick roots than plants propagated by cuttings in the layers 0-0.25 and 0.25-0.50 m in the row and in the general density of roots (row + inter-row).


O trabalho teve o objetivo de avaliar e comparar a quantidade e a distribuição das raízes de plantas de aceroleira (Malpighia emarginata) com 4,5 anos de idade, em Latossolo Vermelho distroférrico, propagadas por: a) semeadura, e posterior enxertia; b) estaquia. Para a avaliação das raízes utilizou-se o método da trincheira, aberta em duas direções: na linha e na entrelinha, até metade do espaçamento entre plantas. Nas trincheiras foram tomadas imagens de 25 x 25 cm e avaliadas com o programa SIARCS. Foi avaliada a densidade de raízes finas (< 0,5 cm de diâmetro) e de raízes grossas (> 0,5 cm de diâmetro) por área de trincheira. Não houve diferença entre os dois sistemas de propagação, na linha de plantio, para a densidade de raízes finas. Na entrelinha, as plantas propagadas por estaca apresentaram maior densidade de raízes finas na profundidade 0-0,25 m, enquanto que nas propagadas por semente apresentaram mais raízes finas nas profundidades 0,25-0,50 e 0,50-0,75 m. Para as raízes grossas, as plantas propagadas por semente apresentaram maior densidade que o tratamento estaca na linha de plantio para as profundidades 0,00-0,25 e 0,25-0,50 m e na média geral da densidade de raízes (linha + entrelinha).

3.
Semina ciênc. agrar ; 23(2): 191-196, 2002.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1433079

Resumo

The knowledge of the amount and distribution of plant roots is essential to all crops because it gives useful information to irrigation, soil management and amendment. The aim of this research was to quantify and analyze the root distribution of West Indian cherry (Malpighia emarginata D.C.) through digital images using the trench profile method in a clayey oxisol in Londrina, State of Paraná (Brazil). The orchard was planted in a 4 x 4 spacing and was 5 years old. There were evaluated three rootstocks obtained by seeds and grafted on Camb-6, Cia-2 and Cia-3 genotypes. There was no difference regarding the amount of roots in row and inter-rows as well. The effective distance and depth (distance and depth until there are located 80% of the roots), in the row and inter-row had no difference regarding the evaluated plants. The effective depth of roots were 0.62 m in the row, and 0.65 m in the inter-row.


O conhecimento sobre a quantidade e a distribuição das raízes das plantas é fundamental para a produção agrícola, pois auxilia na tomada de decisões relativas ao manejo do solo e à localização da irrigação e de fertilizantes. O presente trabalho teve como objetivo avaliar e comparar a quantidade e a distribuição das raízes de aceroleiras (Malpighia emarginata D.C.), por meio de imagens digitais, no método da trincheira, em Latossolo Vermelho distroférrico, em Londrina, Paraná. Foram avaliados porta-enxertos obtidos de sementes e enxertados com os clones Camb-6, Cia-2 e Cia-3. O espaçamento de plantio utilizado foi de 4 x 4 m e as plantas estavam com 5 anos de idade. Não houve diferença estatística quanto à quantidade de raízes entre as plantas, tanto na linha, quanto na entrelinha de plantio, bem como no total de raízes (linha + entrelinha). A distância e a profundidade efetivas (até onde localizamse 80 % das raízes) na linha e na entrelinha não mostraram diferença estatística entre as plantas avaliadas. A profundidade efetiva para os porta-enxertos com os clones Camb-6, Cia-2 e Cia-3 foi de 0,62 m na linha de plantio e 0,65 m na entrelinha.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA