Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Ci. Rural ; 50(7): e20190919, May 18, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27035

Resumo

The objectives of this research were to evaluate the interaction between herbicides mixed with saflufenacil for the control of barnyardgrass and to determine the effect on photosynthetic and chlorophyll fluorescence parameters. The experiment was conducted in a greenhouse in a 2x8 factorial scheme, whose factor A tested resistant and susceptible biotypes; and factor B the herbicides: saflufenacil (70 g a.i. ha-1), clomazone (180 g a.i. ha-1), imazapyr + imazapic (73.5 + 24.5 g a.i. ha-1), and cyhalofop (360 g a.i. ha-1), the mixtures of these herbicides with saflufenacil, and control without treatment. Weed control was assessed 7, 14, 21 and 28 days after herbicide application (DAA), as well as shoot dry matter at 28 DAA, photosynthetic parameters using infrared gas analyzer (IRGA), and emission of chlorophyll a fluorescence after 24 and 28 hours of application of treatments, respectively, and interaction of herbicides. Combination of saflufenacil with the herbicides tested in general did not change the response of both barnyardgrass biotypes to the herbicides used. The resistant biotype showed a lower negative effect on chlorophyll fluorescence and photosynthesis parameters in the combination of herbicides with saflufenacil. The herbicide cyhalofop was effective for the control of ALS-susceptible and resistant barnyardgrass.(AU)


O objetivo deste trabalho foi avaliar a interação entre herbicidas associados ao saflufenacil para o controle de capim-arroz e a determinação do efeito dos herbicidas sobre os parâmetros fotossintéticos e de fluorescência de clorofila. O experimento foi conduzido em casa de vegetação em esquema fatorial 2x8, cujo fator A testou os biótipos resistente e suscetível; e o fator B os herbicidas: saflufenacil (70 g i.a. ha-1), clomazone (180 g i.a. ha-1), imazapyr+imazapic (73,5+24,5 g i.a. ha-1), cyhalofop (360 g i.a. ha-1), as associações desses com saflufenacil, e testemunha sem tratamento. Foi avaliado o controle aos 7, 14, 21 e 28 dias após a aplicação dos herbicidas (DAA), massa seca da parte aérea aos 28 DAA, avaliação de parâmetros fotossintéticos com analisador de gás infravermelho (IRGA) e emissão de fluorescência da clorofila a 24 e 48 horas após aplicação dos tratamentos, respectivamente, e interação dos herbicidas. A associação de saflufenacil com herbicidas testados na maior parte não modificou a resposta dos herbicidas para o controle de capim-arroz em ambos os biótipos. O biótipo resistente apresentou menor efeito negativo nos processos de fluorescência de clorofila e parâmetros de fotossíntese na associação de herbicidas com saflufenacil. O herbicida cyhalofop associado ao saflufenacil demonstra ser eficiente para o controle de capim-arroz suscetível e resistente a ALS.(AU)


Assuntos
Echinochloa/efeitos dos fármacos , Echinochloa/crescimento & desenvolvimento , Herbicidas , Fotossíntese/efeitos dos fármacos , Fluorescência , Clorofila
2.
Ci. Rural ; 48(12): e20180507, 2018. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-738746

Resumo

Rhizospheric carbon resulting from root exudation is one of the substrates used by the soil microbiota, and reflects methane (CH4) emissions in anoxic environments such as irrigated rice cultivation. With the increase of the photosynthetic capacity of the plant in the reproductive period, there is greater accumulation of biomass which, in turn, increases the rate of root exudation. However, genotypic variations in the physiological aspects of rice plants may be related to the amount of root exudates. Ten cultivars of irrigated rice were evaluated for the exudation rate of total organic carbon (EXRToc), shoot dry matter (SDM), and physiological variables related to photosynthesis during the full flowering (blooming) period. Two experiments were conducted in the greenhouse of the Department of Soils of the UFSM (University of Santa Maria, Santa Maria, RS, Brazil) in a completely randomized experimental design. The cultivars presented significant differences in EXRToc, SDM, and all physiological variables as well as positive and significant correlations between EXRToc and physiological variables. Early cultivars were more inefficient in the physiological variables reflecting reduced values of EXRToc and SDM whereas medium-cycle cultivars were more efficient with larger EXRToc and SDM reflections.(AU)


O carbono rizosférico resultado da exsudação radicular é um dos substratos utilizados pela microbiota do solo, refletindo-se nas emissões de metano (CH4) em ambientes anóxicos, como no cultivo de arroz irrigado. Com o aumento da capacidade fotossintética da planta no período reprodutivo, ocorre acúmulo maior de biomassa, que por sua vez, impulsiona aumento na taxa de exsudação radicular. Entretanto, variações genotípicas nos aspectos fisiológicos das plantas de arroz podem se relacionar com a quantidade de exsudatos radiculares. Foram avaliadas dez cultivares de arroz irrigado quanto a taxa de exsudação de carbono orgânico total (TEXCOT), matéria seca da parte aérea (MSPA) e variáveis fisiológicas relacionadas com a fotossíntese no período de florescimento pleno. Dois experimentos foram conduzidos na casa de vegetação do Departamento de Solos da UFSM em delineamento experimental inteiramente casualizado. As cultivares apresentaram diferenças significativas na TEXCOT, na MSPA e em todas as variáveis fisiológicas, bem como, correlações positivas e significantes entre TEXCOT e as variáveis fisiológicas, sendo que as cultivares de ciclo precoce se mostraram mais ineficientes nas variáveis fisiológicas refletindo em valores reduzidos de TEXCOT e MSPA, enquanto que as cultivares de ciclo médio se mostraram mais eficientes com reflexos em maiores TEXCOT e MSPA.(AU)

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA