Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 8 de 8
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. j. biol ; 83: 1-10, 2023. ilus, graf, tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1469019

Resumo

Only few studies have focus on animals that received Pilocarpine (Pilo) and did not develop behavioral status epilepticus (SE) and, whether they may become epileptic in the model's chronic phase. Previews works observed mossy fiber sprouting in the hippocampus of Non-SE (NSE) rats, while others observed spontaneous and recurrent seizures (SRS) 6 - 8 months after animals received Pilo. It is known that neuronal excitability is influenced by female hormones, as well as, the occurrence of SE in castrated and non-castrated female rats. However, it is not known whether females that received Pilo and did not show SE, may have SRS. The aim of this work was to investigate whether castrated and non-castrated female rats that did not show behavioral SE after Pilo, will develop SRS in the following one-year. For that, animals received 360 mg/kg of Pilo and were video monitored for 12 months. SE females from castrated and non-castrated groups became epileptic since the first month after drug injection. Epileptic behaviors were identified watching video monitoring recordings in the fast speed. Castrated and Non castrated NSE animals showed behaviors resembling seizures described by Racine Scale stages 1 - 3. Motor alterations showed by NSE groups could be observed only when recordings were analyzed in slow speed. In addition, behavioral manifestations as, rhythmic head movements, sudden head movements, whole body movements and immobility were also observed in both, SE and NSE groups. We concluded that NSE female rats may have become epileptic. Adding to it, slow speed analysis of motor alterations was essential for the observation of NSE findings, which suggests that possibly many motor alterations have been underestimated in epilepsy experimental research.


Poucos são os estudos com foco em animais que receberam Pilocarpina (Pilo) e não desenvolveram status epilepticus (SE) comportamental e, se os mesmos se tornarão epilépticos na fase crônica do modelo. Autores observaram o brotamento das fibras musgosas no hipocampo de ratos Não-SE (NSE), enquanto outros observaram crises espontâneas e recorrentes (CER) 6 - 8 meses após receberam a droga. A excitabilidade neuronal é influenciada pelos hormônios femininos e, da mesma forma, a ocorrência de SE em ratas castradas e não-castradas. Entretanto, não é sabido se as fêmeas que não apresentam SE terão CER. O objetivo deste trabalho foi investigar se fêmeas castradas e não castradas que não tiveram SE comportamental após a injeção de Pilo desenvolverão CER dentro de um ano. Para isto, os animais receberam 360 mg/kg de Pilo e foram videomonitorados por 12 meses. As fêmeas SE castradas e não-castradas se tornaram epilépticas desde o primeiro mês pós Pilo. O comportamento epiléptico foi identificado assistindo as gravações na velocidade rápida. As fêmeas NSE castradas e não-castradas apresentaram comportamentos similares aos estágios 1 - 3 da Escala de Racine. As alterações motoras nestes grupos (NSE) foram observadas apenas quando as videomonitoração foi analisada na velocidade lenta. Além destas, manifestações comportamentais como movimentos rítmicos da cabeça, movimentos súbitos da cabeça, movimentos de todo o corpo e imobilidade também foram observadas em ambos grupos, SE e NSE. Concluímos que as fêmeas NE podem ter se tornado epilépticas. Adicionado a isto, a análise das alterações motoras na velocidade lenta foi essencial para a observação dos achados das fêmeas NSE, o que sugere que possivelmente muitas alterações motoras têm sido subestimados na pesquisa em epilepsia experimental.


Assuntos
Feminino , Animais , Ratos , Epilepsia/induzido quimicamente , Epilepsia/veterinária , Modelos Animais , Pilocarpina/administração & dosagem , Pilocarpina/efeitos adversos , Pilocarpina/farmacologia
2.
Braz. j. biol ; 832023.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1469238

Resumo

Abstract Only few studies have focus on animals that received Pilocarpine (Pilo) and did not develop behavioral status epilepticus (SE) and, whether they may become epileptic in the models chronic phase. Previews works observed mossy fiber sprouting in the hippocampus of Non-SE (NSE) rats, while others observed spontaneous and recurrent seizures (SRS) 6 - 8 months after animals received Pilo. It is known that neuronal excitability is influenced by female hormones, as well as, the occurrence of SE in castrated and non-castrated female rats. However, it is not known whether females that received Pilo and did not show SE, may have SRS. The aim of this work was to investigate whether castrated and non-castrated female rats that did not show behavioral SE after Pilo, will develop SRS in the following one-year. For that, animals received 360 mg/kg of Pilo and were video monitored for 12 months. SE females from castrated and non-castrated groups became epileptic since the first month after drug injection. Epileptic behaviors were identified watching video monitoring recordings in the fast speed. Castrated and Non-castrated NSE animals showed behaviors resembling seizures described by Racine Scale stages 1 - 3. Motor alterations showed by NSE groups could be observed only when recordings were analyzed in slow speed. In addition, behavioral manifestations as, rhythmic head movements, sudden head movements, whole body movements and immobility were also observed in both, SE and NSE groups. We concluded that NSE female rats may have become epileptic. Adding to it, slow speed analysis of motor alterations was essential for the observation of NSE findings, which suggests that possibly many motor alterations have been underestimated in epilepsy experimental research.


Resumo Poucos são os estudos com foco em animais que receberam Pilocarpina (Pilo) e não desenvolveram status epilepticus (SE) comportamental e, se os mesmos se tornarão epilépticos na fase crônica do modelo. Autores observaram o brotamento das fibras musgosas no hipocampo de ratos Não-SE (NSE), enquanto outros observaram crises espontâneas e recorrentes (CER) 6 - 8 meses após receberam a droga. A excitabilidade neuronal é influenciada pelos hormônios femininos e, da mesma forma, a ocorrência de SE em ratas castradas e não-castradas. Entretanto, não é sabido se as fêmeas que não apresentam SE terão CER. O objetivo deste trabalho foi investigar se fêmeas castradas e não castradas que não tiveram SE comportamental após a injeção de Pilo desenvolverão CER dentro de um ano. Para isto, os animais receberam 360 mg/kg de Pilo e foram videomonitorados por 12 meses. As fêmeas SE castradas e não-castradas se tornaram epilépticas desde o primeiro mês pós Pilo. O comportamento epiléptico foi identificado assistindo as gravações na velocidade rápida. As fêmeas NSE castradas e não-castradas apresentaram comportamentos similares aos estágios 1 - 3 da Escala de Racine. As alterações motoras nestes grupos (NSE) foram observadas apenas quando as videomonitoração foi analisada na velocidade lenta. Além destas, manifestações comportamentais como movimentos rítmicos da cabeça, movimentos súbitos da cabeça, movimentos de todo o corpo e imobilidade também foram observadas em ambos grupos, SE e NSE. Concluímos que as fêmeas NE podem ter se tornado epilépticas. Adicionado a isto, a análise das alterações motoras na velocidade lenta foi essencial para a observação dos achados das fêmeas NSE, o que sugere que possivelmente muitas alterações motoras têm sido subestimados na pesquisa em epilepsia experimental.

3.
Braz. j. biol ; 83: e237412, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1355854

Resumo

Abstract Only few studies have focus on animals that received Pilocarpine (Pilo) and did not develop behavioral status epilepticus (SE) and, whether they may become epileptic in the model's chronic phase. Previews works observed mossy fiber sprouting in the hippocampus of Non-SE (NSE) rats, while others observed spontaneous and recurrent seizures (SRS) 6 - 8 months after animals received Pilo. It is known that neuronal excitability is influenced by female hormones, as well as, the occurrence of SE in castrated and non-castrated female rats. However, it is not known whether females that received Pilo and did not show SE, may have SRS. The aim of this work was to investigate whether castrated and non-castrated female rats that did not show behavioral SE after Pilo, will develop SRS in the following one-year. For that, animals received 360 mg/kg of Pilo and were video monitored for 12 months. SE females from castrated and non-castrated groups became epileptic since the first month after drug injection. Epileptic behaviors were identified watching video monitoring recordings in the fast speed. Castrated and Non-castrated NSE animals showed behaviors resembling seizures described by Racine Scale stages 1 - 3. Motor alterations showed by NSE groups could be observed only when recordings were analyzed in slow speed. In addition, behavioral manifestations as, rhythmic head movements, sudden head movements, whole body movements and immobility were also observed in both, SE and NSE groups. We concluded that NSE female rats may have become epileptic. Adding to it, slow speed analysis of motor alterations was essential for the observation of NSE findings, which suggests that possibly many motor alterations have been underestimated in epilepsy experimental research.


Resumo Poucos são os estudos com foco em animais que receberam Pilocarpina (Pilo) e não desenvolveram status epilepticus (SE) comportamental e, se os mesmos se tornarão epilépticos na fase crônica do modelo. Autores observaram o brotamento das fibras musgosas no hipocampo de ratos Não-SE (NSE), enquanto outros observaram crises espontâneas e recorrentes (CER) 6 - 8 meses após receberam a droga. A excitabilidade neuronal é influenciada pelos hormônios femininos e, da mesma forma, a ocorrência de SE em ratas castradas e não-castradas. Entretanto, não é sabido se as fêmeas que não apresentam SE terão CER. O objetivo deste trabalho foi investigar se fêmeas castradas e não castradas que não tiveram SE comportamental após a injeção de Pilo desenvolverão CER dentro de um ano. Para isto, os animais receberam 360 mg/kg de Pilo e foram videomonitorados por 12 meses. As fêmeas SE castradas e não-castradas se tornaram epilépticas desde o primeiro mês pós Pilo. O comportamento epiléptico foi identificado assistindo as gravações na velocidade rápida. As fêmeas NSE castradas e não-castradas apresentaram comportamentos similares aos estágios 1 - 3 da Escala de Racine. As alterações motoras nestes grupos (NSE) foram observadas apenas quando as videomonitoração foi analisada na velocidade lenta. Além destas, manifestações comportamentais como movimentos rítmicos da cabeça, movimentos súbitos da cabeça, movimentos de todo o corpo e imobilidade também foram observadas em ambos grupos, SE e NSE. Concluímos que as fêmeas NE podem ter se tornado epilépticas. Adicionado a isto, a análise das alterações motoras na velocidade lenta foi essencial para a observação dos achados das fêmeas NSE, o que sugere que possivelmente muitas alterações motoras têm sido subestimados na pesquisa em epilepsia experimental.


Assuntos
Animais , Feminino , Ratos , Pilocarpina/toxicidade , Convulsões/induzido quimicamente , Estado Epiléptico/induzido quimicamente , Ratos Wistar , Agonistas Muscarínicos/toxicidade , Modelos Teóricos
4.
Braz. J. Biol. ; 83: 1-10, 2023. ilus, graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-765596

Resumo

Only few studies have focus on animals that received Pilocarpine (Pilo) and did not develop behavioral status epilepticus (SE) and, whether they may become epileptic in the model's chronic phase. Previews works observed mossy fiber sprouting in the hippocampus of Non-SE (NSE) rats, while others observed spontaneous and recurrent seizures (SRS) 6 - 8 months after animals received Pilo. It is known that neuronal excitability is influenced by female hormones, as well as, the occurrence of SE in castrated and non-castrated female rats. However, it is not known whether females that received Pilo and did not show SE, may have SRS. The aim of this work was to investigate whether castrated and non-castrated female rats that did not show behavioral SE after Pilo, will develop SRS in the following one-year. For that, animals received 360 mg/kg of Pilo and were video monitored for 12 months. SE females from castrated and non-castrated groups became epileptic since the first month after drug injection. Epileptic behaviors were identified watching video monitoring recordings in the fast speed. Castrated and Non castrated NSE animals showed behaviors resembling seizures described by Racine Scale stages 1 - 3. Motor alterations showed by NSE groups could be observed only when recordings were analyzed in slow speed. In addition, behavioral manifestations as, rhythmic head movements, sudden head movements, whole body movements and immobility were also observed in both, SE and NSE groups. We concluded that NSE female rats may have become epileptic. Adding to it, slow speed analysis of motor alterations was essential for the observation of NSE findings, which suggests that possibly many motor alterations have been underestimated in epilepsy experimental research.(AU)


Poucos são os estudos com foco em animais que receberam Pilocarpina (Pilo) e não desenvolveram status epilepticus (SE) comportamental e, se os mesmos se tornarão epilépticos na fase crônica do modelo. Autores observaram o brotamento das fibras musgosas no hipocampo de ratos Não-SE (NSE), enquanto outros observaram crises espontâneas e recorrentes (CER) 6 - 8 meses após receberam a droga. A excitabilidade neuronal é influenciada pelos hormônios femininos e, da mesma forma, a ocorrência de SE em ratas castradas e não-castradas. Entretanto, não é sabido se as fêmeas que não apresentam SE terão CER. O objetivo deste trabalho foi investigar se fêmeas castradas e não castradas que não tiveram SE comportamental após a injeção de Pilo desenvolverão CER dentro de um ano. Para isto, os animais receberam 360 mg/kg de Pilo e foram videomonitorados por 12 meses. As fêmeas SE castradas e não-castradas se tornaram epilépticas desde o primeiro mês pós Pilo. O comportamento epiléptico foi identificado assistindo as gravações na velocidade rápida. As fêmeas NSE castradas e não-castradas apresentaram comportamentos similares aos estágios 1 - 3 da Escala de Racine. As alterações motoras nestes grupos (NSE) foram observadas apenas quando as videomonitoração foi analisada na velocidade lenta. Além destas, manifestações comportamentais como movimentos rítmicos da cabeça, movimentos súbitos da cabeça, movimentos de todo o corpo e imobilidade também foram observadas em ambos grupos, SE e NSE. Concluímos que as fêmeas NE podem ter se tornado epilépticas. Adicionado a isto, a análise das alterações motoras na velocidade lenta foi essencial para a observação dos achados das fêmeas NSE, o que sugere que possivelmente muitas alterações motoras têm sido subestimados na pesquisa em epilepsia experimental.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Ratos , Epilepsia/induzido quimicamente , Epilepsia/veterinária , Pilocarpina/farmacologia , Pilocarpina/administração & dosagem , Pilocarpina/efeitos adversos , Modelos Animais
5.
Braz. J. Biol. ; 78(3): 501-504, 2018. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-17157

Resumo

We evaluated the involvement of the serotonergic system on memory formation and learning processes in healthy adults Wistar rats. Fifty-seven rats of 5 groups had one serotonergic nuclei damaged by an electric current. Electrolytic lesion was carried out using a continuous current of 2mA during two seconds by stereotactic surgery. Animals were submitted to learning and memory tests. Rats presented different responses in the memory tests depending on the serotonergic nucleus involved. Both explicit and implicit memory may be affected after lesion although some groups showed significant difference and others did not. A damage in the serotonergic nucleus was able to cause impairment in the memory of Wistar. The formation of implicit and explicit memory is impaired after injury in some serotonergic nuclei.(AU)


Avaliar a participação do sistema serotoninérgico em processos de formação de memória e aprendizagem em ratos Wistar adultos saudáveis. Cinquenta e sete ratos de 5 grupos tinham um núcleo serotoninérgico danificado por uma corrente elétrica. A lesão eletrolítica foi realizada utilizando uma corrente contínua de 2 mA durante dois segundos por cirurgia estereotáxica. Os animais foram submetidos a testes de aprendizagem e memória. Os ratos apresentaram respostas diferentes nos testes de memória, dependendo do núcleo serotoninérgica envolvido. A memória explícita e implícita pode ser afetada após a lesão, embora alguns grupos apresentaram diferença significativa e outros não. A lesão no núcleo serotoninérgico foi capaz de causar danos na memória de Wistar. A formação da memória implícita e explícita é prejudicada após a lesão em alguns núcleos serotoninérgicos.(AU)


Assuntos
Animais , Ratos , Serotonina/análogos & derivados , Serotonina/análise , Plasticidade Neuronal , Receptores de Serotonina , Ratos
6.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1467103

Resumo

Abstract We evaluated the involvement of the serotonergic system on memory formation and learning processes in healthy adults Wistar rats. Fifty-seven rats of 5 groups had one serotonergic nuclei damaged by an electric current. Electrolytic lesion was carried out using a continuous current of 2mA during two seconds by stereotactic surgery. Animals were submitted to learning and memory tests. Rats presented different responses in the memory tests depending on the serotonergic nucleus involved. Both explicit and implicit memory may be affected after lesion although some groups showed significant difference and others did not. A damage in the serotonergic nucleus was able to cause impairment in the memory of Wistar. The formation of implicit and explicit memory is impaired after injury in some serotonergic nuclei.


Resumo Avaliar a participação do sistema serotoninérgico em processos de formação de memória e aprendizagem em ratos Wistar adultos saudáveis. Cinquenta e sete ratos de 5 grupos tinham um núcleo serotoninérgico danificado por uma corrente elétrica. A lesão eletrolítica foi realizada utilizando uma corrente contínua de 2 mA durante dois segundos por cirurgia estereotáxica. Os animais foram submetidos a testes de aprendizagem e memória. Os ratos apresentaram respostas diferentes nos testes de memória, dependendo do núcleo serotoninérgica envolvido. A memória explícita e implícita pode ser afetada após a lesão, embora alguns grupos apresentaram diferença significativa e outros não. A lesão no núcleo serotoninérgico foi capaz de causar danos na memória de Wistar. A formação da memória implícita e explícita é prejudicada após a lesão em alguns núcleos serotoninérgicos.

7.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-718304

Resumo

Abstract We evaluated the involvement of the serotonergic system on memory formation and learning processes in healthy adults Wistar rats. Fifty-seven rats of 5 groups had one serotonergic nuclei damaged by an electric current. Electrolytic lesion was carried out using a continuous current of 2mA during two seconds by stereotactic surgery. Animals were submitted to learning and memory tests. Rats presented different responses in the memory tests depending on the serotonergic nucleus involved. Both explicit and implicit memory may be affected after lesion although some groups showed significant difference and others did not. A damage in the serotonergic nucleus was able to cause impairment in the memory of Wistar. The formation of implicit and explicit memory is impaired after injury in some serotonergic nuclei.


Resumo Avaliar a participação do sistema serotoninérgico em processos de formação de memória e aprendizagem em ratos Wistar adultos saudáveis. Cinquenta e sete ratos de 5 grupos tinham um núcleo serotoninérgico danificado por uma corrente elétrica. A lesão eletrolítica foi realizada utilizando uma corrente contínua de 2 mA durante dois segundos por cirurgia estereotáxica. Os animais foram submetidos a testes de aprendizagem e memória. Os ratos apresentaram respostas diferentes nos testes de memória, dependendo do núcleo serotoninérgica envolvido. A memória explícita e implícita pode ser afetada após a lesão, embora alguns grupos apresentaram diferença significativa e outros não. A lesão no núcleo serotoninérgico foi capaz de causar danos na memória de Wistar. A formação da memória implícita e explícita é prejudicada após a lesão em alguns núcleos serotoninérgicos.

8.
Braz. j. biol ; 84: e248411, 2024. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1374640

Resumo

The dopamine content in cerebral structures has been related to neuronal excitability and several approaches have been used to study this phenomenon during seizure vulnerability period. In the present work, we describe the effects of dopamine depletion after the administration of 6-hidroxidopamine (6-OHDA) into the substantia nigra pars compacta of male rats submitted to the pilocarpine model of epilepsy. Susceptibility to pilocarpine-induced status epilepticus (SE), as well as spontaneous and recurrent seizures (SRSs) frequency during the chronic period of the model were determined. Since the hippocampus is one of main structures in the development of this experimental model of epilepsy, the dopamine levels in this region were also determined after drug administration. In the first experiment, 62% (15/24) of 6-OHDA pre-treated rats and 45% (11/24) of those receiving ascorbic acid as control solution progressed to motor limbic seizures evolving to SE, after the administration of pilocarpine. Severeness of seizures during the model´s the acute period, was significantly higher in epileptic experimental rats (56.52%), than in controls (4.16%). In the second experiment, the frequency of seizures in the model's chronic phase did not significantly change between groups. Our data show that dopamine may play an important role on seizure severity in the pilo's model acute period, which seems to be due to dopamine inhibitory action on motor expression of seizure.


O conteúdo de dopamina nas estruturas cerebrais tem sido relacionado à excitabilidade neuronal e várias abordagens têm sido utilizadas para estudar este fenômeno durante o período de vulnerabilidade às crises. No presente trabalho, descrevemos os efeitos da depleção de dopamina após a administração de 6-hidroxidopamina (6-OHDA) na região pars compacta da substância negra de ratos submetidos ao modelo de epilepsia com pilocarpina. A susceptibilidade ao estado de mal epiléptico induzido pela pilocarpina, bem como a frequência de crises espontâneas e recorrentes durante o período crônico do modelo foi determinada. Sendo o hipocampo uma das principais estruturas afetadas no desenvolvimento desse modelo experimental de epilepsia, os níveis de dopamina nessa região foram determinados após a administração da droga. No primeiro experimento, 62% (15/24) dos ratos pré-tratados com 6-OHDA e 45% (11/24) daqueles que receberam ácido ascórbico como solução controle evoluíram para crises límbicas motoras e para o estado de mal epiléptico, após a administração de pilocarpina. A gravidade das crises durante o período agudo do modelo foi significativamente maior nos ratos epilépticos experimentais (56,52%) do que nos ratos controle (4,16%). No segundo experimento, não houve diferença significante entre os grupos quanto à frequência de crises na fase crônica do modelo. Nossos dados mostraram que a dopamina pode desempenhar um papel importante na gravidade das crises na fase aguda da pilo, o que parece ser exercido por sua ação inibitória da dopamina sobre a expressão motora das crises.


Assuntos
Ratos , Substância Negra , Dopamina , Ratos Wistar , Epilepsia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA