Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Ars vet ; 32(1): 4135-41, 2016. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1463404

Resumo

The bone development in lambs is extremely important, as this will reflect in the performance of the animals when they are adults. Bone problems in sheep affect the productivity of animals, increasing mortality rates and infection. Therefore, the evaluation of lambs skeletal development should be taken into account when they are fed different types and concentrations of bulk. There are no studies in the literature that demonstrate this relationship. Twenty Ile de France male lambs were used. They were uncastrated and weaned at 15 kg body weight then distributed in four treatments, with five animals per treatment. The treatments consisted of roughage: concentrate 60:40 (corn silage:concentrate); 60:40 ( sugar cane: concentrate); 40:60 (corn silage: concentrate); 40:60 ( sugar cane:concentrate). For morphometric evaluation, weighing of the femurs was performed and the length the perimeter of the proximal and distal epiphysis and the diaphysis of femurs and bone mineral density of the respective treatments were evaluated. No significant differences in the morphometric and densitometric evaluation was found between different treatments, with the exception of diaphysis bone mineral density, which was significantly (p < 0.05) higher in the treatment with 40% corn silage in relation to the treatment 60% sugar cane. The use of diets containing of corn silage and sugarcane associated withaddition of concentrate maintained the anatomical features. However, the proportion of 40% corn silage and 60%concentrate, showed better diaphysis bone mineral density due to a higher intake of nutrients and minerals present in this diet and consequently a higher energy intake, as well as an increased supply of dietary calcium.


O desenvolvimento ósseo em cordeiros é de extrema importância, levando em consideração que, este irá refletir no desempenho dos animais quando adultos. Problemas ósseos em ovinos acometem a produtividade dos animais, aumentando os índices de mortalidade e infecções. Portanto, a avaliação do desenvolvimento ósseo de cordeiros deve ser levada em consideração, quando estes são alimentados com diferentes tipos e concentrações de volumosos, mesmo porque não existem trabalhos na literatura que demonstrem esta relação. Foram utilizados 20 cordeiros Ile de France machos não castrados, desmamados aos 15 kg de peso corporal, distribuídos em quatro tratamentos, sendo utilizados cinco animais por tratamento, com os tratamentos constituídos por proporções de volumoso:concentrado 60:40 (silagem de milho:concentrado); 60:40 (cana-de-açúcar:concentrado); 40:60 (silagem de milho:concentrado); 40:60 (cana-deaçúcar:concentrado). Para a avaliação morfométrica, foi realizada a pesagem dos fêmures e avaliado o comprimento, o perímetro da epífise proximal e distal, bem como o da diáfise dos fêmures e a densidade mineral óssea dos respectivos tratamentos. Não ocorreram diferenças significativas nas avaliações morfométricas e densitométricas dos fêmures dos cordeiros dos diferentes tratamentos, com exceção da densidade mineral óssea da diáfise, que foi significativamente (p <0,05) maior no tratamento com 40% de silagem de milho em relação ao tratamento com 60% de cana de açúcar. A utilização de dietas contendo silagem de milho e cana-de-açúcar, associados à adição de concentrados manteve as características anatômicas dos ossos dos cordeiros em desenvolvimento. No entanto, a proporção de 40% de silagem demilho e 60% de concentrado, evidenciou uma melhor densidade mineral óssea da diáfise em decorrência de um maior consumo de nutrientes e minerais presentes nesta dieta, consequentemente um maior aporte energético.


Assuntos
Animais , Desenvolvimento Ósseo/fisiologia , Fêmur/crescimento & desenvolvimento , Ovinos/crescimento & desenvolvimento , Saccharum , Silagem , Zea mays , Densidade Óssea , Densitometria/veterinária
2.
Ars vet ; 32(1): 35-41, 2016.
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1463414

Resumo

O desenvolvimento ósseo em cordeiros é de extrema importância, levando em consideração que, este irá refletir no desempenho dos animais quando adultos. Problemas ósseos em ovinos acometem a produtividade dos animais, aumentando os índices de mortalidade e infecções. Portanto, a avaliação do desenvolvimento ósseo de cordeiros deve ser levada em consideração, quando estes são alimentados com diferentes tipos e concentrações de volumosos, mesmo porque não existem trabalhos na literatura que demonstrem esta relação. Foram utilizados 20 cordeiros Ile de France machos não castrados, desmamados aos 15 kg de peso corporal, distribuídos em quatro tratamentos, sendo utilizados cinco animais por tratamento, com os tratamentos constituídos por proporções de volumoso:concentrado 60:40 (silagem de milho:concentrado); 60:40 (cana-de-açúcar:concentrado); 40:60 (silagem de milho:concentrado); 40:60 (cana-de-açúcar:concentrado). Para a avaliação morfométrica, foi realizada a pesagem dos fêmures e avaliado o comprimento, o perímetro da epífise proximal e distal, bem como o da diáfise dos fêmures e a densidade mineral óssea dos respectivos tratamentos. Não ocorreram diferenças significativas nas avaliações morfométricas e densitométricas dos fêmures dos cordeiros dos diferentes tratamentos, com exceção da densidade mineral óssea da diáfise, que foi significativamente (p

3.
Ars Vet. ; 32(1): 4135, 2016. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-15187

Resumo

The bone development in lambs is extremely important, as this will reflect in the performance of the animals when they are adults. Bone problems in sheep affect the productivity of animals, increasing mortality rates and infection. Therefore, the evaluation of lambs skeletal development should be taken into account when they are fed different types and concentrations of bulk. There are no studies in the literature that demonstrate this relationship. Twenty Ile de France male lambs were used. They were uncastrated and weaned at 15 kg body weight then distributed in four treatments, with five animals per treatment. The treatments consisted of roughage: concentrate 60:40 (corn silage:concentrate); 60:40 ( sugar cane: concentrate); 40:60 (corn silage: concentrate); 40:60 ( sugar cane:concentrate). For morphometric evaluation, weighing of the femurs was performed and the length the perimeter of the proximal and distal epiphysis and the diaphysis of femurs and bone mineral density of the respective treatments were evaluated. No significant differences in the morphometric and densitometric evaluation was found between different treatments, with the exception of diaphysis bone mineral density, which was significantly (p < 0.05) higher in the treatment with 40% corn silage in relation to the treatment 60% sugar cane. The use of diets containing of corn silage and sugarcane associated withaddition of concentrate maintained the anatomical features. However, the proportion of 40% corn silage and 60%concentrate, showed better diaphysis bone mineral density due to a higher intake of nutrients and minerals present in this diet and consequently a higher energy intake, as well as an increased supply of dietary calcium.(AU)


O desenvolvimento ósseo em cordeiros é de extrema importância, levando em consideração que, este irá refletir no desempenho dos animais quando adultos. Problemas ósseos em ovinos acometem a produtividade dos animais, aumentando os índices de mortalidade e infecções. Portanto, a avaliação do desenvolvimento ósseo de cordeiros deve ser levada em consideração, quando estes são alimentados com diferentes tipos e concentrações de volumosos, mesmo porque não existem trabalhos na literatura que demonstrem esta relação. Foram utilizados 20 cordeiros Ile de France machos não castrados, desmamados aos 15 kg de peso corporal, distribuídos em quatro tratamentos, sendo utilizados cinco animais por tratamento, com os tratamentos constituídos por proporções de volumoso:concentrado 60:40 (silagem de milho:concentrado); 60:40 (cana-de-açúcar:concentrado); 40:60 (silagem de milho:concentrado); 40:60 (cana-deaçúcar:concentrado). Para a avaliação morfométrica, foi realizada a pesagem dos fêmures e avaliado o comprimento, o perímetro da epífise proximal e distal, bem como o da diáfise dos fêmures e a densidade mineral óssea dos respectivos tratamentos. Não ocorreram diferenças significativas nas avaliações morfométricas e densitométricas dos fêmures dos cordeiros dos diferentes tratamentos, com exceção da densidade mineral óssea da diáfise, que foi significativamente (p <0,05) maior no tratamento com 40% de silagem de milho em relação ao tratamento com 60% de cana de açúcar. A utilização de dietas contendo silagem de milho e cana-de-açúcar, associados à adição de concentrados manteve as características anatômicas dos ossos dos cordeiros em desenvolvimento. No entanto, a proporção de 40% de silagem demilho e 60% de concentrado, evidenciou uma melhor densidade mineral óssea da diáfise em decorrência de um maior consumo de nutrientes e minerais presentes nesta dieta, consequentemente um maior aporte energético.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/crescimento & desenvolvimento , Fêmur/crescimento & desenvolvimento , Silagem , Zea mays , Saccharum , Desenvolvimento Ósseo/fisiologia , Densidade Óssea , Densitometria/veterinária
4.
Ars vet ; 32(1): 35-41, 2016.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-33300

Resumo

O desenvolvimento ósseo em cordeiros é de extrema importância, levando em consideração que, este irá refletir no desempenho dos animais quando adultos. Problemas ósseos em ovinos acometem a produtividade dos animais, aumentando os índices de mortalidade e infecções. Portanto, a avaliação do desenvolvimento ósseo de cordeiros deve ser levada em consideração, quando estes são alimentados com diferentes tipos e concentrações de volumosos, mesmo porque não existem trabalhos na literatura que demonstrem esta relação. Foram utilizados 20 cordeiros Ile de France machos não castrados, desmamados aos 15 kg de peso corporal, distribuídos em quatro tratamentos, sendo utilizados cinco animais por tratamento, com os tratamentos constituídos por proporções de volumoso:concentrado 60:40 (silagem de milho:concentrado); 60:40 (cana-de-açúcar:concentrado); 40:60 (silagem de milho:concentrado); 40:60 (cana-de-açúcar:concentrado). Para a avaliação morfométrica, foi realizada a pesagem dos fêmures e avaliado o comprimento, o perímetro da epífise proximal e distal, bem como o da diáfise dos fêmures e a densidade mineral óssea dos respectivos tratamentos. Não ocorreram diferenças significativas nas avaliações morfométricas e densitométricas dos fêmures dos cordeiros dos diferentes tratamentos, com exceção da densidade mineral óssea da diáfise, que foi significativamente (p

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA