Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 43
Filtrar
1.
Acta Vet. Brasilica ; 17(1): 6-10, 2023. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1436283

Resumo

The aim of this study was to evaluate the sensory quality of Pacific white shrimp (L. vannamei) fed diets in which fish meal was replaced by soy protein concentrate. Four diets were evaluated, with different levels of replacement (33%, 66% and 100%) of fish meal by soy protein concentrate. In the sensory analysis, 50 tasters evaluated using the ordering preference test and 50 tasters evaluated the acceptability of the shrimp. The inclusion of vegetable protein source in the shrimp diet sho-wed no difference in the discriminatory and preference ordering test and did not change the evaluated sensory attributes, which makes the product attractive to the consumer, due to the fact of consuming a product without presenting alterations in the taste(AU)


O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade sensorial do camarão-branco-do-pacífico (L. vannamei) alimentados com dietas em que houve substituição da farinha de peixe por concentrado proteico de soja. Quatro dietas foram avaliadas, com diferentes níveis de substituição (33%, 66% e 100%) da farinha de peixe pelo concentrado proteico de soja. Na análise sensorial, 30 provadores avaliaram por meio do teste de ordenação de preferência e 50 provadores avaliaram a aceitabilidade dos camarões. A inclusão da fonte proteica vegetal na dieta dos camarões não apresentou diferença no teste discriminatório e de ordenação de preferência e não alterou os atributos sensoriais avaliados, o que torna o produto atrativo para o consumidor, pelo fato de consumir um produto sem apresentar alterações no paladar.(AU)


Assuntos
Animais , Penaeidae/fisiologia , Ração Animal/análise , Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Animal , Alimentos de Soja/análise , Farinha de Peixe/análise
2.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 48: e707, 2022. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1417272

Resumo

In the present work, different models for adjustments in feeding rates to produce Pacific white shrimp (Litopenaeus vannamei) in a biofloc system were analyzed. Shrimps were stocked with an initial wei-ght of 4.21 ± 0.09 g at a density of 250 shrimp m-3 and fed following different methodologies for 60 days. The first method was according to the Van-Wyk table, considering the minimum (MIN) and maximum (MAX) feed rates. The second was according to two estimated values from the feed conver-sion ratio (FCR; FCR of 1.1 and 1.5), based on the methodology determined by Garzade Yta. A comple-tely randomized experimental design was adopted, consisting of four treatments (MAX, MIN, FCR 1.1, and FCR 1.5) with 4 independent replicates. Zootechnical performance, the physical and chemical wa-ter quality parameters, and the production of solids in the system were evaluated. The treatment that used minimum amounts of feed determined by the table showed a better feed conversion, survival, using a lower amount of feed and, thus, generating less waste. Although the feeding strategy using the minimum values in the table has shown better results, it is still necessary to improve these strategies, as the biofloc system is a system that has variations and their adjustments must be made according to the interactions of the system.(AU)


No presente trabalho foram analisadas diferentes modelos para ajustes nas taxas de alimentação para a produção do camarão camarão-branco-do-pacífico (Litopenaeus vannamei) em sistema de bioflocos. Os camarões foram povoados com peso inicial de 4,21 ± 0,09 g na densidade de 250 camarões m-3, e alimentados seguindo as diferentes metodologias durante 60 dias. A primeira seguiu a tabela de Van--Wyk, considerando as taxas mínimas (MIN) e máximas (MAX) de ração. A segunda foi de acordo com dois valores estimados do cálculo de conversão alimentar (FCR de 1.1 e 1.5), baseado na metodologia determinada por Garzade Yta et al. (2004). Foi adotado um delineamento experimental inteiramente casualizado, composto por quatro tratamentos (MIN, MAX, FCR 1.1 e FCR 1.5) com 4 repetições cada. Foram avaliados o desempenho zootécnico, os parâmetros físicos e químicos da água e a produção de sólidos do sistema. O tratamento que utilizava quantidades mínimas de ração determinada pela tabela apresentou uma melhor conversão alimentar, sobrevivência, utilizando uma menor quantidade de ração e gerando uma menor quantidade de resíduos. Embora a estratégia de alimentação utilizando os valores mínimos da tabela tenha apresentado melhores resultados, ainda é necessário o aprimora-mento dessas estratégias, pois o sistema de bioflocos possui variações e seus ajustes devem ser feitos de acordo com as interações do sistema.(AU)


Assuntos
Animais , Penaeidae/crescimento & desenvolvimento , Ração Animal/análise , Aquicultura , Pesqueiros
3.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 47: e631, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1465490

Resumo

This paper reports the evaluation of digestibility, immunological parameters, and resistance to thermal shock at low temperature in Litopenaeus vannamei fed diets with diferent Aurantiochytrium sp. meal additions (0; 0.5; 1 and 2%). First, the apparent digestibility coefficient of the ingredient was determined. The digestibility of the microalgae meal was high for protein (74.90%); around 60% for lipids, and for docosahexaenoic fatty acid (DHA) it was 55.61%. After, shrimp rearing with the feed additive was carried out in a clear water system, containing 25 shrimp (initial weight: 4.89 ± 0.27g) per 400 L tank. Feeding occurred four times a day. After a three-week period, immunological parameters were evaluated and thermal shock was performed. Animals fed 0.5% and 2% of the microalgae Aurantiochytrium sp. showed higher survival to thermal shock. In immunological analyses, the serum agglutiniting titer was higher (p <0.05) in the 0.5 and 2% additions of the microalgae meal, and the phenoloxidase activity (PO) was higher in the 1% addition (p <0.05). It is concluded that there is good utilization of the nutrients of Aurantiochytrium sp. meal by L. vannamei and its addition to the diet (0.5 and 1%) increased shrimp resistance to thermal shock.


Avaliou-se a digestibilidade, os parâmetros imunológicos e a resistência ao choque térmico a baixa temperatura em Litopenaeus vannamei alimentado com dietas contendo diferentes proporções de farinha da microalga Aurantiochytrium sp. (0; 0,5; 1 e 2%). Inicialmente, foi determinado o coeficiente de digestibilidade aparente do ingrediente. A digestibilidade da farinha da microalga foi alta para proteína (74,9%), e em torno no 60% para lipídeos em geral, sendo que para o ácido graxo docosahexaenóico (DHA) foi de 55,61%. Posteriormente, o cultivo com o aditivo alimentar foi realizado em sistema de água clara, contendo 25 camarões (peso inicial 4,89 ± 0,27 g) por tanque de 400 L, alimentados quatro vezes ao dia. Após o período de três semanas, foram avaliados os parâmetros imunológicos e realizado o choque térmico. Os animais alimentados com 0,5% e 1% da microalga na dieta apresentaram melhor sobrevivência ao choque térmico. Nas análises imunológicas, o título aglutinante do soro foi significativamente superior (p <0,05) nas adições de 0,5 e 2% da farinha da microalga, e a atividade da fonoloxidade (PO) na adição de 1% (p <0,05). Conclui-se que a farinha de Aurantiochytrium sp. tem bom aproveitamento de seus nutrientes por L. vannamei e sua adição na dieta (0,5 e 1%) aumentou a resistência dos camarões à variação térmica.


Assuntos
Animais , Penaeidae/imunologia , Penaeidae/metabolismo , Ração Animal/efeitos adversos , Temperatura Baixa/efeitos adversos
4.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 47: e657, 2021. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1465513

Resumo

This study aimed to evaluate the use of protein hydrolysate of poultry by-product and swine liver in the diet of Litopenaeus vannamei and its effect on the intestinal microbiota and on the enzymatic activity of the hepatopancreas. Shrimp (10.94 ± 0.90 g) were fed with diets containing 0%, 25%, 50%, 75% and 100% of replacement of salmon by-product meal by protein hydrolysate, in triplicate. The hepatopancreas enzymatic activity and composition of intestinal microbiota was studied. It was observed that the protein hydrolysate in the diet changed the enzymatic activity of the shrimp when compared to the control group (p <0.05). Amylase activity increases directly with the percent of protein replacement in the diet. Metagenomic analysis revealed change in the gut biome of the shrimps. The increasing levels of protein replacement provided greater richness and diversity in gut microbiota in the 75% and 100% treatments, which were mainly related to changes in the abundances in the families Rhodobacteraceae and Flavobacteriaceae. A reduction in the abundance of the Vibrionaceae family was observed with the inclusion of protein hydrolysate in the diet. These results indicate that the protein hydrolysate demonstrated beneficial changes when added at concentrations of 25% in the diet of L. vannamei.


Este estudo teve como objetivo avaliar a utilização de hidrolisado proteico de subproduto de aves e fígado de suíno na dieta do Litopenaeus vannamei e seu efeito na microbiota intestinal e na atividade enzimática do hepatopâncreas. Camarões (10,94 ± 0,90 g) foram alimentados com dietas contendo 0%, 25%, 50%, 75% e 100% de substituição da farinha de subproduto de salmão pela proteína hidrolisada, em triplicata. A atividade enzimática do hepatopâncreas e a composição da microbiota intestinal foram estudadas. Observou-se que a proteína hidrolisada da dieta alterou a atividade enzimática do camarão quando comparado ao grupo controle (p <0,05). A atividade da amilase aumentou diretamente com a porcentagem de reposição de proteínas na dieta. A análise metagenômica revelou mudança no bioma intestinal dos camarões. Os níveis crescentes de reposição proteica proporcionaram maior riqueza e diversidade no trato digestório nos tratamentos 75% e 100%, estando principalmente relacionadas a mudanças na abundância das famílias Rhodobacteraceae e Flavobacteriaceae. Uma redução na abundância da família Vibrionaceae foi observada com a inclusão do hidrolisado proteico na dieta. Esses resultados indicam que a proteína hidrolisada demonstrou alterações benéficas quando adicionada em concentrações de 25% na dieta do L. vannamei.


Assuntos
Animais , Carne , Ciências da Nutrição Animal , Enzimas , Metagenômica , Galinhas , Suínos
5.
B. Inst. Pesca ; 47: e657, 2021. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-765377

Resumo

This study aimed to evaluate the use of protein hydrolysate of poultry by-product and swine liver in the diet of Litopenaeus vannamei and its effect on the intestinal microbiota and on the enzymatic activity of the hepatopancreas. Shrimp (10.94 ± 0.90 g) were fed with diets containing 0%, 25%, 50%, 75% and 100% of replacement of salmon by-product meal by protein hydrolysate, in triplicate. The hepatopancreas enzymatic activity and composition of intestinal microbiota was studied. It was observed that the protein hydrolysate in the diet changed the enzymatic activity of the shrimp when compared to the control group (p <0.05). Amylase activity increases directly with the percent of protein replacement in the diet. Metagenomic analysis revealed change in the gut biome of the shrimps. The increasing levels of protein replacement provided greater richness and diversity in gut microbiota in the 75% and 100% treatments, which were mainly related to changes in the abundances in the families Rhodobacteraceae and Flavobacteriaceae. A reduction in the abundance of the Vibrionaceae family was observed with the inclusion of protein hydrolysate in the diet. These results indicate that the protein hydrolysate demonstrated beneficial changes when added at concentrations of 25% in the diet of L. vannamei.(AU)


Este estudo teve como objetivo avaliar a utilização de hidrolisado proteico de subproduto de aves e fígado de suíno na dieta do Litopenaeus vannamei e seu efeito na microbiota intestinal e na atividade enzimática do hepatopâncreas. Camarões (10,94 ± 0,90 g) foram alimentados com dietas contendo 0%, 25%, 50%, 75% e 100% de substituição da farinha de subproduto de salmão pela proteína hidrolisada, em triplicata. A atividade enzimática do hepatopâncreas e a composição da microbiota intestinal foram estudadas. Observou-se que a proteína hidrolisada da dieta alterou a atividade enzimática do camarão quando comparado ao grupo controle (p <0,05). A atividade da amilase aumentou diretamente com a porcentagem de reposição de proteínas na dieta. A análise metagenômica revelou mudança no bioma intestinal dos camarões. Os níveis crescentes de reposição proteica proporcionaram maior riqueza e diversidade no trato digestório nos tratamentos 75% e 100%, estando principalmente relacionadas a mudanças na abundância das famílias Rhodobacteraceae e Flavobacteriaceae. Uma redução na abundância da família Vibrionaceae foi observada com a inclusão do hidrolisado proteico na dieta. Esses resultados indicam que a proteína hidrolisada demonstrou alterações benéficas quando adicionada em concentrações de 25% na dieta do L. vannamei.(AU)


Assuntos
Animais , Carne , Enzimas , Ciências da Nutrição Animal , Metagenômica , Galinhas , Suínos
6.
B. Inst. Pesca ; 47: 1-8, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-764687

Resumo

This paper reports the evaluation of digestibility, immunological parameters, and resistance to thermal shock at low temperature in Litopenaeus vannamei fed diets with diferent Aurantiochytrium sp. meal additions (0; 0.5; 1 and 2%). First, the apparent digestibility coefficient of the ingredient was determined. The digestibility of the microalgae meal was high for protein (74.90%); around 60% for lipids, and for docosahexaenoic fatty acid (DHA) it was 55.61%. After, shrimp rearing with the feed additive was carried out in a clear water system, containing 25 shrimp (initial weight: 4.89 ± 0.27g) per 400 L tank. Feeding occurred four times a day. After a three-week period, immunological parameters were evaluated and thermal shock was performed. Animals fed 0.5% and 2% of the microalgae Aurantiochytrium sp. showed higher survival to thermal shock. In immunological analyses, the serum agglutiniting titer was higher (p <0.05) in the 0.5 and 2% additions of the microalgae meal, and the phenoloxidase activity (PO) was higher in the 1% addition (p <0.05). It is concluded that there is good utilization of the nutrients of Aurantiochytrium sp. meal by L. vannamei and its addition to the diet (0.5 and 1%) increased shrimp resistance to thermal shock.(AU)


Avaliou-se a digestibilidade, os parâmetros imunológicos e a resistência ao choque térmico a baixa temperatura em Litopenaeus vannamei alimentado com dietas contendo diferentes proporções de farinha da microalga Aurantiochytrium sp. (0; 0,5; 1 e 2%). Inicialmente, foi determinado o coeficiente de digestibilidade aparente do ingrediente. A digestibilidade da farinha da microalga foi alta para proteína (74,9%), e em torno no 60% para lipídeos em geral, sendo que para o ácido graxo docosahexaenóico (DHA) foi de 55,61%. Posteriormente, o cultivo com o aditivo alimentar foi realizado em sistema de água clara, contendo 25 camarões (peso inicial 4,89 ± 0,27 g) por tanque de 400 L, alimentados quatro vezes ao dia. Após o período de três semanas, foram avaliados os parâmetros imunológicos e realizado o choque térmico. Os animais alimentados com 0,5% e 1% da microalga na dieta apresentaram melhor sobrevivência ao choque térmico. Nas análises imunológicas, o título aglutinante do soro foi significativamente superior (p <0,05) nas adições de 0,5 e 2% da farinha da microalga, e a atividade da fonoloxidade (PO) na adição de 1% (p <0,05). Conclui-se que a farinha de Aurantiochytrium sp. tem bom aproveitamento de seus nutrientes por L. vannamei e sua adição na dieta (0,5 e 1%) aumentou a resistência dos camarões à variação térmica.(AU)


Assuntos
Animais , Penaeidae/imunologia , Penaeidae/metabolismo , Ração Animal/efeitos adversos , Temperatura Baixa/efeitos adversos
7.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 47: e645, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1465487

Resumo

This study aimed to evaluate the in vitro effect of the phenolic compound carvacrol on different microorganisms of importance in shrimp farming, and it's in vivo effect on zootechnical, immunological and microbiological performance, and resistance of Litopenaeus vannamei challenged with Vibrio parahaemolyticus. In particular, the antimicrobial activity of carvacrol was evaluated in vitro by analysis of the minimum inhibitory concentration (MIC) and by agar diffusion with Gram-negative and Gram-positive bacteria. The in vivo experiment was conducted using different concentrations of carvacrol (1, 3, 4 and 6 mg mL-¹) added to shrimp feed, together with a control diet without carvacrol. After four weeks, zootechnical, immunological and microbiological parameters and resistance of animals challenged with V. parahaemolyticus were evaluated. The MIC of carvacrol was 0.078 mg mL-¹ for Vibrio alginolyticus and Vibrio harveyi, while for the other bacteria, it was 0.156 mg mL-¹ of carvacrol. The greatest halos of inhibition were observed in V. parahaemolyticus and V. harveyi with significant differences demonstrated for the other microorganisms, except Escherichia coli. The in vivo results showed no significant differences among treatments. In conclusion, the antimicrobial activity of carvacrol was confirmed with Gram-negative and Gram-positive bacteria, and it is suggested that its antimicrobial potential is more effective against Vibrio spp. However, the concentrations of carvacrol used in vivo did not affect the parameters evaluated.


O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito in vitro do carvacrol contra diferentes microrganismos de importância na carcinicultura e o seu efeito in vivo no desempenho zootécnico, imunológico, microbiológico e na resistência de Litopenaeus vannamei desafiados com Vibrio parahaemolyticus. A atividade antimicrobiana do carvacrol foi realizada in vitro pela análise da concentração inibitória mínima (CIM) e por difusão em ágar, com bactérias Gram-negativas e Gram-positivas. Para o experimento in vivo foram adicionadas diferentes concentrações do carvacrol (1, 3, 4 e 6 mg mL-¹) na alimentação dos camarões e uma dieta controle. Após quatro semanas, foram avaliados parâmetros zootécnicos, imunológicos, microbiológicos e a resistência dos animais desafiados com V. parahaemolyticus. A CIM do carvacrol para Vibrio alginolyticuse Vibrio harveyi foi de 0,078 mg mL-¹, enquanto nas demais bactérias foi de 0,156 mg mL-¹ de carvacrol. Os maiores halos de inibição foram observados em V. parahaemolyticus e V. harveyie demonstraram diferenças significativas em relação aos demais microrganismos, exceto Escherichia coli. Os resultados in vivo não demonstraram diferenças significativas entre os tratamentos. Em conclusão, a atividade antimicrobiana do carvacrol foi confirmada com bactérias Gram-negativas e Gram-positivas e sugere-se que seu potencial antimicrobiano seja mais eficaz contra Vibrio spp. No entanto, as concentrações de carvacrol utilizadas in vivo não afetaram os parâmetros avaliados.


Assuntos
Animais , Penaeidae/efeitos dos fármacos , Penaeidae/imunologia , Penaeidae/microbiologia , Óleos Voláteis/efeitos adversos
8.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 47: e652, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1465488

Resumo

The present study evaluated the use of the indigenous probiotic Lactobacillus plantarum and commercial probiotic containing Bacillus spp. in the culture of Litopenaeus vannamei in a biofloc system. Shrimp were fed four diets: L. plantarum, Bacillus spp., L. plantarum + Bacillus spp. and feed with no additives. Growth performance, water quality variables, microbiological counting of water and digestive tract of shrimp were determined. The control group and L. plantarum treatment showed better growth performance. The highest feed conversion ratio (FCR) and the lowest survival were obtained in the L. plantarum + Bacillus spp. treatment, which had significantly higher nitrite values. Vibrio spp. counts in the water were lower in the L. plantarum and L. plantarum + Bacillus spp. treatments and were lower in the intestinal tract in the L. plantarum treatment. Lactic acid bacteria (LAB) was higher in the L. plantarum treatment in the water and digestive tract. The count of total heterotrophic bacteria (THB) deferred only among Bacillus spp. and L. plantarum + Bacillus spp. treatment, being higher in the latter group. In Bacillus spp. treatment, no presence of LAB was detected in the water or intestinal tract. We conclude that the use of L. plantarum combined with Bacillus spp. negatively affected survival, FCR and water quality, but that the use of L. plantarum alone reduced the presence of Vibrio spp., even though it did not change the growth performance of L. vannamei.


O presente estudo avaliou o uso do probiótico endógeno Lactobacillus plantarum e do probiótico comercial contendo Bacillus spp. no cultivo de Litopenaeus vannamei em sistema de bioflocos. Camarões foram alimentados com quatro dietas: L. plantarum, Bacillus spp., L. plantarum + Bacillus spp. e ração sem aditivos. Foram avaliados o crescimento, a qualidade da água e contagem microbiológica na água e intestino dos camarões. O controle e o tratamento com L. plantarum apresentaram melhor desempenho de crescimento. O maior fator de conversão alimentar (FCA) e a menor sobrevivência foram obtidas no tratamento L. plantarum + Bacillus spp., apresentando valores de nitrito significativamente elevados. As contagens de Vibrio spp na água foram menores nos tratamentos L. plantarum e L. plantarum + Bacillus spp. e igualmente foram menores no intestino no tratamento com L. plantarum. As contagens de bactérias ácido lácticas (BAL) foram maiores no tratamento L. plantarum na água e no trato intestinal. A contagem de bactérias heterotróficas totais (BHT) diferiu apenas entre os tratamentos Bacillus spp. e L. plantarum + Bacillus spp., sendo maior no último grupo. No tratamento Bacillus spp. não foi detectada presença de BAL na água nem no trato intestinal. Concluímos que o uso de L. plantarum combinado com Bacillus spp. afetou negativamente a sobrevivência, o FCA e a qualidade da água, contudo o uso de L. plantarum isoladamente reduziu a presença de Vibrio spp., embora não tenha alterado o desempenho de crescimento de L. vannamei.


Assuntos
Animais , Penaeidae/crescimento & desenvolvimento , Penaeidae/metabolismo , Penaeidae/microbiologia , Probióticos/administração & dosagem , Probióticos/efeitos adversos
9.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 47: e653, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1465506

Resumo

This study evaluated the protein requirement of Litopenaeus vannamei post-larvae during the initial rearing phase in a biofloc system. Five different diets were evaluated with increasing concentrations of crude protein: 31.28, 36.29, 41.57, 46.34, and 51.74 g 100 g-¹ CP. Post-larvae (0.16 ± 0.01 g) were stocked at a density of 450 PL m-³ in 400 L tanks. Water quality parameters were maintained within the limits recommended for shrimp farming. After 38 days, a regression analysis revealed that levels of CP content (65.29–72.83%), EE (10.45–11.65%) and body N (10.45–11.64%) increased with increasing protein levels in the diet. A similar trend was observed in the biofloc sludge with respect to CP and N. Survival exceeded 80%, and the shrimp with diets containing 31.28 to 46.34 g 100 g-¹ CP presented an increase in final weight (1.52–2.61 g), productivity (0.69–1.10 kg m-³), weight gain (1.38–2.44 g), and feeding efficiency (77.28–101.68%), whereas these indices decreased to 51.74 g 100 g-¹ CP. Crude protein content from 44.26 to 47.12 g 100 g-¹ provided the best growth performance during the initial rearing phase of Pacific white shrimp L. vannamei in a biofloc system.


Esse estudo avaliou a exigência proteica do Litopenaeus vannamei na fase inicial de cultivo em sistema de bioflocos. Cinco dietas com quantidades crescentes de proteína bruta (31,28; 36,29; 41,57; 46,34 e 51,74 g 100 g-¹ PB) foram avaliadas. As pós-larvas (0,16 ± 0,01 g) foram estocadas na densidade de 450 PL m-³ em tanques de 400 L. A qualidade de água manteve-se dentro dos limites adequados para o cultivo. Após 38 dias, uma análise de regressão revelou que teores de PB (65,29–72,83%), EE (10,45–11,65%) e N corporal (10,45–11,64%) aumentaram com os níveis crescente de proteína na dieta. A mesma análise foi realizada para o lodo do bioflocos, que apresentou aumento crescente de PB e N. A sobrevivência foi superior a 80% e os camarões alimentados com dietas contendo 31,28 à 46,34g 100 g-¹ PB obtiveram aumento no peso final (1,52–2,61 g), produtividade (0,69–1,10 kg m-³), ganho em peso (1,38–2,44 g) e eficiência alimentar (77,28–101,68%), enquanto esses índices decresceram no tratamento 51,74 g 100 g-¹ PB. O conteúdo de proteína bruta entre 44,26 à 47,12 g 100 g-¹ PB proporcionou o melhor desempenho de crescimento durante a fase inicial do cultivo do camarão-branco-do-pacífico L. vannamei em bioflocos.


Assuntos
Animais , Decápodes/crescimento & desenvolvimento , Decápodes/metabolismo , Dieta Rica em Proteínas/veterinária
10.
B. Inst. Pesca ; 47: 1-9, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-764703

Resumo

This study evaluated the protein requirement of Litopenaeus vannamei post-larvae during the initial rearing phase in a biofloc system. Five different diets were evaluated with increasing concentrations of crude protein: 31.28, 36.29, 41.57, 46.34, and 51.74 g 100 g-¹ CP. Post-larvae (0.16 ± 0.01 g) were stocked at a density of 450 PL m-³ in 400 L tanks. Water quality parameters were maintained within the limits recommended for shrimp farming. After 38 days, a regression analysis revealed that levels of CP content (65.29–72.83%), EE (10.45–11.65%) and body N (10.45–11.64%) increased with increasing protein levels in the diet. A similar trend was observed in the biofloc sludge with respect to CP and N. Survival exceeded 80%, and the shrimp with diets containing 31.28 to 46.34 g 100 g-¹ CP presented an increase in final weight (1.52–2.61 g), productivity (0.69–1.10 kg m-³), weight gain (1.38–2.44 g), and feeding efficiency (77.28–101.68%), whereas these indices decreased to 51.74 g 100 g-¹ CP. Crude protein content from 44.26 to 47.12 g 100 g-¹ provided the best growth performance during the initial rearing phase of Pacific white shrimp L. vannamei in a biofloc system.(AU)


Esse estudo avaliou a exigência proteica do Litopenaeus vannamei na fase inicial de cultivo em sistema de bioflocos. Cinco dietas com quantidades crescentes de proteína bruta (31,28; 36,29; 41,57; 46,34 e 51,74 g 100 g-¹ PB) foram avaliadas. As pós-larvas (0,16 ± 0,01 g) foram estocadas na densidade de 450 PL m-³ em tanques de 400 L. A qualidade de água manteve-se dentro dos limites adequados para o cultivo. Após 38 dias, uma análise de regressão revelou que teores de PB (65,29–72,83%), EE (10,45–11,65%) e N corporal (10,45–11,64%) aumentaram com os níveis crescente de proteína na dieta. A mesma análise foi realizada para o lodo do bioflocos, que apresentou aumento crescente de PB e N. A sobrevivência foi superior a 80% e os camarões alimentados com dietas contendo 31,28 à 46,34g 100 g-¹ PB obtiveram aumento no peso final (1,52–2,61 g), produtividade (0,69–1,10 kg m-³), ganho em peso (1,38–2,44 g) e eficiência alimentar (77,28–101,68%), enquanto esses índices decresceram no tratamento 51,74 g 100 g-¹ PB. O conteúdo de proteína bruta entre 44,26 à 47,12 g 100 g-¹ PB proporcionou o melhor desempenho de crescimento durante a fase inicial do cultivo do camarão-branco-do-pacífico L. vannamei em bioflocos.(AU)


Assuntos
Animais , Dieta Rica em Proteínas/veterinária , Decápodes/crescimento & desenvolvimento , Decápodes/metabolismo
11.
B. Inst. Pesca ; 47: 1-9, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-764685

Resumo

The present study evaluated the use of the indigenous probiotic Lactobacillus plantarum and commercial probiotic containing Bacillus spp. in the culture of Litopenaeus vannamei in a biofloc system. Shrimp were fed four diets: L. plantarum, Bacillus spp., L. plantarum + Bacillus spp. and feed with no additives. Growth performance, water quality variables, microbiological counting of water and digestive tract of shrimp were determined. The control group and L. plantarum treatment showed better growth performance. The highest feed conversion ratio (FCR) and the lowest survival were obtained in the L. plantarum + Bacillus spp. treatment, which had significantly higher nitrite values. Vibrio spp. counts in the water were lower in the L. plantarum and L. plantarum + Bacillus spp. treatments and were lower in the intestinal tract in the L. plantarum treatment. Lactic acid bacteria (LAB) was higher in the L. plantarum treatment in the water and digestive tract. The count of total heterotrophic bacteria (THB) deferred only among Bacillus spp. and L. plantarum + Bacillus spp. treatment, being higher in the latter group. In Bacillus spp. treatment, no presence of LAB was detected in the water or intestinal tract. We conclude that the use of L. plantarum combined with Bacillus spp. negatively affected survival, FCR and water quality, but that the use of L. plantarum alone reduced the presence of Vibrio spp., even though it did not change the growth performance of L. vannamei.(AU)


O presente estudo avaliou o uso do probiótico endógeno Lactobacillus plantarum e do probiótico comercial contendo Bacillus spp. no cultivo de Litopenaeus vannamei em sistema de bioflocos. Camarões foram alimentados com quatro dietas: L. plantarum, Bacillus spp., L. plantarum + Bacillus spp. e ração sem aditivos. Foram avaliados o crescimento, a qualidade da água e contagem microbiológica na água e intestino dos camarões. O controle e o tratamento com L. plantarum apresentaram melhor desempenho de crescimento. O maior fator de conversão alimentar (FCA) e a menor sobrevivência foram obtidas no tratamento L. plantarum + Bacillus spp., apresentando valores de nitrito significativamente elevados. As contagens de Vibrio spp na água foram menores nos tratamentos L. plantarum e L. plantarum + Bacillus spp. e igualmente foram menores no intestino no tratamento com L. plantarum. As contagens de bactérias ácido lácticas (BAL) foram maiores no tratamento L. plantarum na água e no trato intestinal. A contagem de bactérias heterotróficas totais (BHT) diferiu apenas entre os tratamentos Bacillus spp. e L. plantarum + Bacillus spp., sendo maior no último grupo. No tratamento Bacillus spp. não foi detectada presença de BAL na água nem no trato intestinal. Concluímos que o uso de L. plantarum combinado com Bacillus spp. afetou negativamente a sobrevivência, o FCA e a qualidade da água, contudo o uso de L. plantarum isoladamente reduziu a presença de Vibrio spp., embora não tenha alterado o desempenho de crescimento de L. vannamei.(AU)


Assuntos
Animais , Penaeidae/crescimento & desenvolvimento , Penaeidae/metabolismo , Penaeidae/microbiologia , Probióticos/administração & dosagem , Probióticos/efeitos adversos
12.
B. Inst. Pesca ; 47: 1-9, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-764684

Resumo

This study aimed to evaluate the in vitro effect of the phenolic compound carvacrol on different microorganisms of importance in shrimp farming, and it's in vivo effect on zootechnical, immunological and microbiological performance, and resistance of Litopenaeus vannamei challenged with Vibrio parahaemolyticus. In particular, the antimicrobial activity of carvacrol was evaluated in vitro by analysis of the minimum inhibitory concentration (MIC) and by agar diffusion with Gram-negative and Gram-positive bacteria. The in vivo experiment was conducted using different concentrations of carvacrol (1, 3, 4 and 6 mg mL-¹) added to shrimp feed, together with a control diet without carvacrol. After four weeks, zootechnical, immunological and microbiological parameters and resistance of animals challenged with V. parahaemolyticus were evaluated. The MIC of carvacrol was 0.078 mg mL-¹ for Vibrio alginolyticus and Vibrio harveyi, while for the other bacteria, it was 0.156 mg mL-¹ of carvacrol. The greatest halos of inhibition were observed in V. parahaemolyticus and V. harveyi with significant differences demonstrated for the other microorganisms, except Escherichia coli. The in vivo results showed no significant differences among treatments. In conclusion, the antimicrobial activity of carvacrol was confirmed with Gram-negative and Gram-positive bacteria, and it is suggested that its antimicrobial potential is more effective against Vibrio spp. However, the concentrations of carvacrol used in vivo did not affect the parameters evaluated.(AU)


O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito in vitro do carvacrol contra diferentes microrganismos de importância na carcinicultura e o seu efeito in vivo no desempenho zootécnico, imunológico, microbiológico e na resistência de Litopenaeus vannamei desafiados com Vibrio parahaemolyticus. A atividade antimicrobiana do carvacrol foi realizada in vitro pela análise da concentração inibitória mínima (CIM) e por difusão em ágar, com bactérias Gram-negativas e Gram-positivas. Para o experimento in vivo foram adicionadas diferentes concentrações do carvacrol (1, 3, 4 e 6 mg mL-¹) na alimentação dos camarões e uma dieta controle. Após quatro semanas, foram avaliados parâmetros zootécnicos, imunológicos, microbiológicos e a resistência dos animais desafiados com V. parahaemolyticus. A CIM do carvacrol para Vibrio alginolyticuse Vibrio harveyi foi de 0,078 mg mL-¹, enquanto nas demais bactérias foi de 0,156 mg mL-¹ de carvacrol. Os maiores halos de inibição foram observados em V. parahaemolyticus e V. harveyie demonstraram diferenças significativas em relação aos demais microrganismos, exceto Escherichia coli. Os resultados in vivo não demonstraram diferenças significativas entre os tratamentos. Em conclusão, a atividade antimicrobiana do carvacrol foi confirmada com bactérias Gram-negativas e Gram-positivas e sugere-se que seu potencial antimicrobiano seja mais eficaz contra Vibrio spp. No entanto, as concentrações de carvacrol utilizadas in vivo não afetaram os parâmetros avaliados.(AU)


Assuntos
Animais , Penaeidae/efeitos dos fármacos , Penaeidae/imunologia , Penaeidae/microbiologia , Óleos Voláteis/efeitos adversos
13.
Rev. Ciênc. Agrovet. (Online) ; 19(3): 377-380, Set. 2020. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1488407

Resumo

The objective of this work was to evaluate the use of biofloc technology to reared Amazon River prawn (Macrobrachium amazonicum). One hundred Amazon River prawn juveniles were divided into two experimental units (250 L), 50 animals per each. Prawns were fed two times per day, with 3% of the prawn biomass.  Dissolved oxygen and temperature were performed twice a day. Total suspended solids, pH, alkalinity, ammonia nitrogen, nitrite and nitrate were monitored twice a week. Prawns showed 77.67%, survival, 2.98 feed conversion, weekly weight gain of 0.29 g day-1, and yield of 822.0 g m-3 after six weeks of rearing. Dissolved oxygen, temperature and pH were suitable for the species, however, for some weeks, ammonia nitrogen and nitrite were higher than the limits recommended for prawn. In conclusion it is possible to use BFT to maintain and rearing Amazon River Prawn (M. amazonicum), however to improve the performance it is necessary to define nutritional requirements, as well improve the management techniques for this species in BFT.


O objetivo deste trabalho foi avaliar o uso da tecnologia de bioflocos para criar camarão do rio Amazonas (Macrobrachium amazonicum). Cem camarões amazônicos foram divididos em duas unidades experimentais (250 L), com 50 animais por cada. Os camarões foram alimentados duas vezes por dia, com 3% da biomassa dos camarões. Oxigênio dissolvido e temperatura foram mensurados duas vezes ao dia. Sólidos suspensos totais, pH, alcalinidade, nitrogênio amoniacal, nitrito e nitrato foram monitorados duas vezes por semana. Os camarões apresentaram 77,67%, de sobrevivência, 2,98 de conversão alimentar médio, ganho em peso semanal de 0,29 g dia-1, e produtividade de 822,0 g m-3, após seis semanas de criação. O oxigênio dissolvido, a temperatura e o pH foram adequados à espécie, enquanto, por algumas semanas, nitrogênio amoniacal e nitrito foram superiores aos limites recomendados para o camarão. Em conclusão, é possível utilizar o BFT para manter e criar o camarão amazônico (M. amazonicum), no entanto, para melhorar o desempenho é necessário definir requisitos nutricionais, bem como melhorar as técnicas de manejo para esta espécie em BFT.


Assuntos
Animais , Aquicultura , Astacoidea/classificação , Astacoidea/crescimento & desenvolvimento , Biotecnologia
14.
R. Ci. agrovet. ; 19(3): 377-380, Set. 2020. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27652

Resumo

The objective of this work was to evaluate the use of biofloc technology to reared Amazon River prawn (Macrobrachium amazonicum). One hundred Amazon River prawn juveniles were divided into two experimental units (250 L), 50 animals per each. Prawns were fed two times per day, with 3% of the prawn biomass.  Dissolved oxygen and temperature were performed twice a day. Total suspended solids, pH, alkalinity, ammonia nitrogen, nitrite and nitrate were monitored twice a week. Prawns showed 77.67%, survival, 2.98 feed conversion, weekly weight gain of 0.29 g day-1, and yield of 822.0 g m-3 after six weeks of rearing. Dissolved oxygen, temperature and pH were suitable for the species, however, for some weeks, ammonia nitrogen and nitrite were higher than the limits recommended for prawn. In conclusion it is possible to use BFT to maintain and rearing Amazon River Prawn (M. amazonicum), however to improve the performance it is necessary to define nutritional requirements, as well improve the management techniques for this species in BFT.(AU)


O objetivo deste trabalho foi avaliar o uso da tecnologia de bioflocos para criar camarão do rio Amazonas (Macrobrachium amazonicum). Cem camarões amazônicos foram divididos em duas unidades experimentais (250 L), com 50 animais por cada. Os camarões foram alimentados duas vezes por dia, com 3% da biomassa dos camarões. Oxigênio dissolvido e temperatura foram mensurados duas vezes ao dia. Sólidos suspensos totais, pH, alcalinidade, nitrogênio amoniacal, nitrito e nitrato foram monitorados duas vezes por semana. Os camarões apresentaram 77,67%, de sobrevivência, 2,98 de conversão alimentar médio, ganho em peso semanal de 0,29 g dia-1, e produtividade de 822,0 g m-3, após seis semanas de criação. O oxigênio dissolvido, a temperatura e o pH foram adequados à espécie, enquanto, por algumas semanas, nitrogênio amoniacal e nitrito foram superiores aos limites recomendados para o camarão. Em conclusão, é possível utilizar o BFT para manter e criar o camarão amazônico (M. amazonicum), no entanto, para melhorar o desempenho é necessário definir requisitos nutricionais, bem como melhorar as técnicas de manejo para esta espécie em BFT.(AU)


Assuntos
Animais , Astacoidea/classificação , Astacoidea/crescimento & desenvolvimento , Biotecnologia , Aquicultura
15.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 46(3): e602, 2020. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1465472

Resumo

This work evaluated the use of effluent from a marine shrimp biofloc rearing system to cultivate two species of the green seaweed of the genus Ulva. First, the growth of two Ulva species, U. ohnoi and U. fasciata, was evaluated. Second, the best-performing species was cultivated under two different stocking densities (2 g L-1 and 4 g L-1) to evaluate both growth and nutrient uptake rates, considering total ammonia nitrogen, nitrate, and orthophosphate. In both cases, environmental variables were monitored, and the cultivation medium, consisting of 25% biofloc water and 75% seawater, was exchanged weekly. Ulva ohnoi grew significantly better, considering all variables evaluated (p <0.05). The smaller stocking density produced a higher specific growth rate (p <0.05). Yield, however, was unaffected (p ≥0.05). No significant differences in the nutrient uptake rates were observed (p ≥0.05). Overall, this work highlights the importance of species selection for seaweed destined for aquaculture. Additionally, it also optimizes the cultivation of seaweeds, specifically U. ohnoi, using effluent from biofloc systems.


Este trabalho avaliou o uso de água de um cultivo de camarão marinho em bioflocos como fertilizante no cultivo de Ulva. Inicialmente, o crescimento de duas espécies de Ulva, U. ohnoie U. fasciata, foram avaliados. Subsequentemente, a alga com melhor desempenho foi cultivada sob duas densidades de estocagem (2 g L-1 e 4 g L-1), e o crescimento e a absorção de nutrientes (nitrogênio amoniacal total, nitrato e ortofosfato) foram avaliados. Em ambos os casos, variáveis ambientais foram monitoradas e o biofloco na concentração de 25% foi trocado semanalmente. Ulva ohnoi apresentou um crescimento significativamente melhor para todas as variáveis consideradas (p <0,05). A menor densidade de estocagem produziu uma taxa de crescimento específico significativamente maior (p <0,05), embora a produtividade não tenha sido afetada (p ≥0,05). Diferenças significativas na absorção de nutrientes também não foram observadas (p ≥0,05). No geral, este trabalho destaca a importância da seleção de espécies de macroalgas destinadas à aquicultura. Além disso, otimiza a viabilidade de se cultivar macroalgas utilizando água de sistemas de bioflocos.


Assuntos
Animais , Aquicultura , Biodiversidade , Ulva
16.
B. Inst. Pesca ; 46(3): e602, 2020. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-30364

Resumo

This work evaluated the use of effluent from a marine shrimp biofloc rearing system to cultivate two species of the green seaweed of the genus Ulva. First, the growth of two Ulva species, U. ohnoi and U. fasciata, was evaluated. Second, the best-performing species was cultivated under two different stocking densities (2 g L-1 and 4 g L-1) to evaluate both growth and nutrient uptake rates, considering total ammonia nitrogen, nitrate, and orthophosphate. In both cases, environmental variables were monitored, and the cultivation medium, consisting of 25% biofloc water and 75% seawater, was exchanged weekly. Ulva ohnoi grew significantly better, considering all variables evaluated (p <0.05). The smaller stocking density produced a higher specific growth rate (p <0.05). Yield, however, was unaffected (p ≥0.05). No significant differences in the nutrient uptake rates were observed (p ≥0.05). Overall, this work highlights the importance of species selection for seaweed destined for aquaculture. Additionally, it also optimizes the cultivation of seaweeds, specifically U. ohnoi, using effluent from biofloc systems.(AU)


Este trabalho avaliou o uso de água de um cultivo de camarão marinho em bioflocos como fertilizante no cultivo de Ulva. Inicialmente, o crescimento de duas espécies de Ulva, U. ohnoie U. fasciata, foram avaliados. Subsequentemente, a alga com melhor desempenho foi cultivada sob duas densidades de estocagem (2 g L-1 e 4 g L-1), e o crescimento e a absorção de nutrientes (nitrogênio amoniacal total, nitrato e ortofosfato) foram avaliados. Em ambos os casos, variáveis ambientais foram monitoradas e o biofloco na concentração de 25% foi trocado semanalmente. Ulva ohnoi apresentou um crescimento significativamente melhor para todas as variáveis consideradas (p <0,05). A menor densidade de estocagem produziu uma taxa de crescimento específico significativamente maior (p <0,05), embora a produtividade não tenha sido afetada (p ≥0,05). Diferenças significativas na absorção de nutrientes também não foram observadas (p ≥0,05). No geral, este trabalho destaca a importância da seleção de espécies de macroalgas destinadas à aquicultura. Além disso, otimiza a viabilidade de se cultivar macroalgas utilizando água de sistemas de bioflocos.(AU)


Assuntos
Animais , Ulva , Aquicultura , Biodiversidade
17.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 46(2): e573, 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1465464

Resumo

This trial aimed to evaluate the growth performance and hematological parameters of Nile tilapia (Oreochromis niloticus) GIFT strain during nursery using different stock densities in a biofloc system. The experiment was conducted in circular tanks (400 L) with sexually reversed fish, weighing 6.74 ± 0.37 g, over a period of 35 days. Five treatments with three replicates each were used in a completely randomized design. The treatments were as follows: T1 (200 fishes m-3); T2 (300 fishes m-3); T3 (400 fishes m-3); T4 (500 fishes m-3), and T5 (600 fishes m-3). The fishes were fed four times a day, following a feed table for this species, with adjustments according to fish biomass. The water quality parameters total ammoniacal nitrogen, and unionized ammonia showed a significant difference (p<0.05) between the treatments with lower (T1) and higher stocking densities (T4, T5). Alkalinity was significantly higher in treatments with higher densities (T4 and T5). For hematological parameters, the number of thrombocytes was higher in T5. Hemoglobin concentration was significantly lower in T5 than in T3. The best productive indexes were found in T4, presenting final biomass of 9915.16 ± 14.80 g m-3, apparent feed conversion rate of 1.11 ± 0.02, mean survival of 95.75 ± 0.75%, and daily mean weight gain of 0.43 ± 0.07 g. Overall, the Nile tilapia nursery in a biofloc system showed higher individual growth at densities up to 300 fishes m-3 and increased stocking density up to 500 fishes m-3.


O objetivo foi avaliar o desempenho zootécnico e os parâmetros hematológicos de tilápias-do-nilo (Oreochromis niloticus) linhagem GIFT, utilizando diferentes densidades de estocagem em sistema de criação em bioflocos. O experimento foi conduzido em tanques circulares (400 L), com peixes invertidos sexualmente, pesando 6,74 ± 0,37 g, em um período de 35 dias. Foi utilizado um delineamento inteiramente casualisado com cinco tratamentos e três repetições cada. Os tratamentos foram o T1 (200 peixes m-3); T2 (300 peixes m-3); T3 (400 peixes m-3); T4 (500 peixes m-3) e T5 (600 peixes m-3). Os peixes foram arraçoados quatro vezes ao dia, seguindo a tabela de alimentação específica para a espécie, com ajustes pelas biometrias semanais. Os parâmetros de qualidade de água nitrogênio amoniacal total e amônia não-ionizada apresentaram diferença significativa (p<0,05) entre os tratamentos com menor (T1) e maiores densidades de estocagem (T4, T5). A alcalinidade foi significativamente maior nos tratamentos com maiores densidades (T4 e T5). Dos parâmetros hematológicos, a quantidade de trombócitos foi mais elevada no T5 em relação aos demais tratamentos. A concentração de hemoglobina foi significativamente menor no T5 em relação ao T3. Os melhores índices produtivos foram encontrados no T4, apresentando biomassa final de 9915,16 ± 14,80 g m-3, taxa de conversão alimentar aparente de 1,11 ± 0,02, sobrevivência média de 95,75 ± 0,75% e ganho médio diário de 0,43 ± 0,07 g. O berçário de tilápia-do-nilo em sistema de bioflocos apresentou maior crescimento individual em densidade de até 300 peixes m-3 e aumento de produtividade em densidade de estocagem de até 500 peixes m-3.


Assuntos
Animais , Aquicultura/métodos , Aumento de Peso , Ciclídeos/crescimento & desenvolvimento , Ciclídeos/sangue , Pesos e Medidas Corporais/veterinária , Contagem de Plaquetas , Índices de Eritrócitos
18.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 45(4): e533, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1465442

Resumo

This study evaluated different stocking densities during pre-nursery of Pacific white shrimp post-larvae (PL) reared in a biofloc system. The tanks (60 L) were stocked with PL stage 5 (PL 5) under five densities (80, 100, 120, 140 and 160 PLs L-1), in triplicate, resulting in 15 experimental units. PLs were fed nine times a day using commercial feed. Molasses was added in all treatments four times a day at an average carbon: nitrogen ratio of 14.7: 1. The experiment was carried out until the PLs reached PL 20 stage, and during this time, water quality variables, survival, weight gain and survival to salinity stress were all evaluated. For treatments above 100 PLs L-1, total suspended solids were higher than recommended (700 mg L-1). Also, the treatment with 160 PL L-1 had higher total ammonia nitrogen peaks (>10 mg L-1), resulting in lower survival in this treatment. No differences were observed between treatments in the other performance parameters evaluated (final weight and survival to salinity stress). It was concluded that pre-nursery of Pacific white shrimp can be performed using densities up to 140 post-larvae L-1 in a biofloc system without compromising shrimp growth performance.


O estudo avaliou diferentes densidades de estocagem no pré-berçário de camarão-branco-do-pacífico em sistema de bioflocos. Tanques (60 L) foram estocados com pós-larva estádio 5 (PL 5) em cinco densidades (80, 100, 120, 140 e 160 PLs L-1), em triplicata, resultando em 15 unidades experimentais. PLs foram alimentados nove vezes ao dia usando ração comercial. O melaço foi adicionado em todos os tratamentos quatro vezes ao dia em uma proporção média de carbono: nitrogênio de 14,7: 1. O experimento foi conduzido até que as PLs atingissem o estádio PL 20, nesse período, a qualidade da água, sobrevivência, ganho de peso e sobrevivência ao estresse salino foram avaliados. Para tratamentos acima de 100 PLs L-1, o total de sólidos suspensos foi superior ao recomendado (700 mg L-1). Além disso, o tratamento com 160 PL L-1 apresentou maiores níveis de nitrogênio amoniacal total (> 10 mg L-1), resultando em menor sobrevivência neste tratamento. Não houve diferença nos demais parâmetros de desempenho avaliados (peso final e sobrevivência ao estresse salino) entre os tratamentos. Concluiu-se que o pré-berçário de camarão-branco-do-pacífico pode ser realizado utilizando densidades de até 140 pós-larvas L-1 em sistema de bioflocos sem comprometer o desempenho zootécnico do camarão.


Assuntos
Animais , Densidade Demográfica , Estresse Psicológico , Penaeidae/crescimento & desenvolvimento , Aquicultura
19.
B. Inst. Pesca ; 45(4): e533, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-24581

Resumo

This study evaluated different stocking densities during pre-nursery of Pacific white shrimp post-larvae (PL) reared in a biofloc system. The tanks (60 L) were stocked with PL stage 5 (PL 5) under five densities (80, 100, 120, 140 and 160 PLs L-1), in triplicate, resulting in 15 experimental units. PLs were fed nine times a day using commercial feed. Molasses was added in all treatments four times a day at an average carbon: nitrogen ratio of 14.7: 1. The experiment was carried out until the PLs reached PL 20 stage, and during this time, water quality variables, survival, weight gain and survival to salinity stress were all evaluated. For treatments above 100 PLs L-1, total suspended solids were higher than recommended (700 mg L-1). Also, the treatment with 160 PL L-1 had higher total ammonia nitrogen peaks (>10 mg L-1), resulting in lower survival in this treatment. No differences were observed between treatments in the other performance parameters evaluated (final weight and survival to salinity stress). It was concluded that pre-nursery of Pacific white shrimp can be performed using densities up to 140 post-larvae L-1 in a biofloc system without compromising shrimp growth performance.(AU)


O estudo avaliou diferentes densidades de estocagem no pré-berçário de camarão-branco-do-pacífico em sistema de bioflocos. Tanques (60 L) foram estocados com pós-larva estádio 5 (PL 5) em cinco densidades (80, 100, 120, 140 e 160 PLs L-1), em triplicata, resultando em 15 unidades experimentais. PLs foram alimentados nove vezes ao dia usando ração comercial. O melaço foi adicionado em todos os tratamentos quatro vezes ao dia em uma proporção média de carbono: nitrogênio de 14,7: 1. O experimento foi conduzido até que as PLs atingissem o estádio PL 20, nesse período, a qualidade da água, sobrevivência, ganho de peso e sobrevivência ao estresse salino foram avaliados. Para tratamentos acima de 100 PLs L-1, o total de sólidos suspensos foi superior ao recomendado (700 mg L-1). Além disso, o tratamento com 160 PL L-1 apresentou maiores níveis de nitrogênio amoniacal total (> 10 mg L-1), resultando em menor sobrevivência neste tratamento. Não houve diferença nos demais parâmetros de desempenho avaliados (peso final e sobrevivência ao estresse salino) entre os tratamentos. Concluiu-se que o pré-berçário de camarão-branco-do-pacífico pode ser realizado utilizando densidades de até 140 pós-larvas L-1 em sistema de bioflocos sem comprometer o desempenho zootécnico do camarão.(AU)


Assuntos
Animais , Penaeidae/crescimento & desenvolvimento , Estresse Psicológico , Densidade Demográfica , Aquicultura
20.
Bol. Inst. Pesca (Impr.) ; 44(2): [1-7], abr.-jun. 2018. graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1465346

Resumo

Abrupt changes in water quality parameters affect strongly the growth, survival and resistance to disease of farmed marine shrimps. However, unlike the determination of the toxic levels of substances affecting 50% of the population, standard protocols to nontoxic stressors tests are often neglected. The main objective of this work was to establish the lethal temperature (LT50) and salinity (LS50) for 50% of the population. Juvenile shrimps weighting from 10 g to 12 g and 17 day-postlarvae reared at 28 °C temperature and 32‰ salinity were submitted to hypothermic stress for one hour at temperatures of 7°C, 10°C, 11.5°C, 13°C and 16°C (juveniles), or for 72 hours at temperatures of 11°C, 12°C, 13°C and 14°C (postlarvae). Besides hypothermic stress, juveniles were submitted to 24 hours hyposaline stress in water having 0‰, 3‰, 6‰ and 9‰ salinities, and the postlarvae for 72 hours in water having 0‰, 1.5‰, 3‰, 4.5‰ and 6‰ salinities. Mortality rates were determined after those periods. The LT50 were 11.7 °C for juveniles and 12.9°C for postlarvae, and the LS50 were 2.4‰ and 1.8‰ for the juveniles and postlarvae, respectively.


Alterações abruptas nos parâmetros da qualidade da água têm forte influência no crescimento, sobrevivência e resistência às doenças dos camarões marinhos cultivados. Entretanto, ao contrário da determinação dos níveis tóxicos de substâncias que afetam 50% da população, protocolos padrão para testes de estressores não tóxicos são muitas vezes negligenciados. O objetivo deste trabalho foi estabelecer a temperatura (TL50) e salinidade (SL50) letal para 50% da população. Camarões juvenis pesando entre 10 e 12 g e pós-larvas de 17 dias cultivados à temperatura de 28 °C e salinidade de 32‰ foram submetidos ao estresse hipotérmico por uma hora nas temperaturas de 7°C, 10°C, 11,5°C, 13°C e 16°C (juvenis), ou 72 horas nas temperaturas de 11°C, 12°C, 13°C e 14°C (pós-larvas). Além do estresse hipotérmico, juvenis foram submetidos por 24 horas ao estresse hipossalino em águas contendo salinidade de 0‰, 3‰, 6‰ e 9‰, e pós-larvas por 72 horas em água contendo salinidade de 0‰, 1,5‰, 3‰, 4,5‰ e 6‰. As taxas de mortalidade foram determinadas após estes períodos. A TL50 calculada foi de 11,7°C para os juvenis e 12,9°C para as pós-larvas, e a SL50 calculada foi de 2,4‰ e 1,8‰ para juvenis e pós-larvas, respectivamente.


Assuntos
Animais , Estresse Fisiológico , Hipotermia/veterinária , Mortalidade , Penaeidae , Salinidade
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA