Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Acta amaz. ; 51(2): 129-138, abr.-jun. 2021. mapas, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-31531

Resumo

The river continuum concept predicts that gradual changes in river geomorphology and hydrology can drive longitudinal changes in aquatic community structure. Accordingly, we evaluated how environmental variables (electrical conductivity, pH, water transparency and water velocity), spatial factors (distance from headwaters and Morans eigen vector maps - MEMs), and the presence of dams affect small-sized fish assemblages along a 105-km stretch of the upper Branco River, a tributary in the Madeira River, Amazonas Basin, Brazil. Seine-net based collections were carried out at 15 sites up- and downriver from dams during the 2019 dry season. We captured a total of 4,330 individual fish belonging to three orders, nine families and 26 species (and a hybrid individual). Electrical conductivity and pH were affected by the presence of dams and the distance from headwaters. Species richness and abundance did not vary in response to environmental variables. While species richness showed no significant variation along the sampled river section, abundance showed a negative relationship with distance from headwaters. Species composition varied significantly in response to pH, linear spatial factors and the presence of dams. Our results suggest that change in species composition of small-sized fish assemblages in the upper Branco River occurs due to variation in water characteristics, inherent dispersal limitation, and in response to the presence of dams.(AU)


O conceito de rio continuo prediz que mudanças graduais na geomorfologia e hidrologia de um rio podem causar mudanças longitudinais na estrutura de comunidades aquáticas. Nesse contexto, avaliamos como variáveis ambientais (condutividade elétrica, pH, transparência e velocidade da água), fatores espaciais (distância da cabeceira e Morans eigen vector maps - MEMs) e presença de barragens afetam as assembleias de peixes de pequeno porte ao longo de um trecho de 105 km do alto Rio Branco, um tributário do Rio Madeira, bacia Amazônica, Brasil. Coletas com rede de arrasto foram realizadas em 15 pontos a jusante e montante de barragens durante a estação seca de 2019. Capturamos um total de 4.330 indivíduos, distribuídos em três ordens, nove famílias e 26 espécies (e um indivíduo híbrido). Condutividade elétrica e pH foram afetados significativamente pela presença de barragens e pela distância da cabeceira. A riqueza de espécies e a abundância não variaram em função das variáveis ambientais. Ao contrário da riqueza de espécies, que não variou ao longo do trecho amostrado, a abundância apresentou uma relação negativa com a distância da cabeceira. A composição de espécies variou significativamente em resposta ao pH, a fatores espaciais lineares e à presença de barragens. Nossos resultados sugerem que a mudanças na composição de espécies de peixes de pequeno porte no alto Rio Branco ocorre devido à variação em características da água, em função da limitação na dispersão inerente das espécies e em resposta à presença de barragens.(AU)


Assuntos
Animais , Peixes , Desempenho Ambiental , Análise Espacial
2.
Colloq. Agrar ; 14(4): 88-98, out.-dez. 2018. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | VETINDEX | ID: biblio-1481442

Resumo

A compactação do solo constitui um fator limitante ao crescimento e desenvolvimento vegetativo, reduzindo a produtividade agrícola. Neste contexto, objetivou-se com o presente trabalho, avaliar os efeitos da profundidade da camada compactada e do nível de compactação de um Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico no crescimento de plântulas de milho. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em parcelas subdividas no tempo, disposto em um esquema fatorial 2×2 + 1, sendo duas densidades do solo (1,5 e 1,7 g cm-3), duas profundidades da camada compactada (0 -3 cm e 8 -11 cm) e um controle com densidade natural do solo (1,3 g cm-3), com três repetições. Foi cultivado o milho híbrido AG 1051 em colunas durante o período de 38 dias. Durante o período experimental, foram avaliados: a área foliar (AF), o número de folhas (NF), o diâmetro do caule (DC), comprimento do caule (CC), volume radicular (VR), massa seca foliar (MSF), do caule (MSC) e das raízes (MSR), a taxa de crescimento absoluto (TCA) e relativo (TCR). De acordo com os resultados obtidos, o aumento da densidade do solo promoveu alterações morfológicas no diâmetro do caule (DC), e no volume da raiz (VR), e, consequentemente, na massa seca da raiz (MSR) e massa seca total (MST). A compactação na camada superficial é mais prejudicial ao crescimento da cultura do que na camada subsuperficial.


Soil compaction is a limiting factor to growth and vegetative development, reducing agricultural productivity. In this context, the aim of the present study was to evaluate the effects of the depth of the compacted layer and the level of compaction of a Dystrophic Red-Yellow Oxisol on the growth of maize seedlings. The experimental design was completely randomized in split plots in time, arranged in a factorial 2 ×2 + 1, being two soil densities (1.5 and 1.7 g cm-3), two layers of compacted layer (0 -3 cm and 8 -11 cm) and a control with natural soil density (1.3 g cm-3), with three replications. Hybrid maize AG 1051 were cultivated in columns, over the period of 31 days. During the trial period, were evaluated: the leaf area (LA), the number of leaves (NL), stem diameter (SD), stem length (SL), root volume (RV), leaves dry matter (LDM), stem (SDM) and root (RDM), the absolute growth rate (AGR) and relative (RGR). According to the results, the increase in soil density promoted morphological changes in stem diameter, and the volume of the root, and consequently, the root dry mass and total dry matter. The compression in the surface layer is more harmful to crop growth than in the subsurface layer.

3.
Colloq. agrar. ; 14(4): 88-98, out.-dez. 2018. ilus, tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-741755

Resumo

A compactação do solo constitui um fator limitante ao crescimento e desenvolvimento vegetativo, reduzindo a produtividade agrícola. Neste contexto, objetivou-se com o presente trabalho, avaliar os efeitos da profundidade da camada compactada e do nível de compactação de um Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico no crescimento de plântulas de milho. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em parcelas subdividas no tempo, disposto em um esquema fatorial 2×2 + 1, sendo duas densidades do solo (1,5 e 1,7 g cm-3), duas profundidades da camada compactada (0 -3 cm e 8 -11 cm) e um controle com densidade natural do solo (1,3 g cm-3), com três repetições. Foi cultivado o milho híbrido AG 1051 em colunas durante o período de 38 dias. Durante o período experimental, foram avaliados: a área foliar (AF), o número de folhas (NF), o diâmetro do caule (DC), comprimento do caule (CC), volume radicular (VR), massa seca foliar (MSF), do caule (MSC) e das raízes (MSR), a taxa de crescimento absoluto (TCA) e relativo (TCR). De acordo com os resultados obtidos, o aumento da densidade do solo promoveu alterações morfológicas no diâmetro do caule (DC), e no volume da raiz (VR), e, consequentemente, na massa seca da raiz (MSR) e massa seca total (MST). A compactação na camada superficial é mais prejudicial ao crescimento da cultura do que na camada subsuperficial.(AU)


Soil compaction is a limiting factor to growth and vegetative development, reducing agricultural productivity. In this context, the aim of the present study was to evaluate the effects of the depth of the compacted layer and the level of compaction of a Dystrophic Red-Yellow Oxisol on the growth of maize seedlings. The experimental design was completely randomized in split plots in time, arranged in a factorial 2 ×2 + 1, being two soil densities (1.5 and 1.7 g cm-3), two layers of compacted layer (0 -3 cm and 8 -11 cm) and a control with natural soil density (1.3 g cm-3), with three replications. Hybrid maize AG 1051 were cultivated in columns, over the period of 31 days. During the trial period, were evaluated: the leaf area (LA), the number of leaves (NL), stem diameter (SD), stem length (SL), root volume (RV), leaves dry matter (LDM), stem (SDM) and root (RDM), the absolute growth rate (AGR) and relative (RGR). According to the results, the increase in soil density promoted morphological changes in stem diameter, and the volume of the root, and consequently, the root dry mass and total dry matter. The compression in the surface layer is more harmful to crop growth than in the subsurface layer.(AU)

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA