Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 13 de 13
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Vet. zootec ; 29: 1-11, 2022. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1380842

Resumo

Em granjas de postura, infestações por ectoparasitas são um problema que gera gastos e diminui a produção dos animais, pelo aumento do estresse. O piolho Menacanthus stramineus é apontado como um dos principais parasitas na avicultura comercial. Há um interesse crescente no uso de abordagens de controle de parasitos na produção de aves minimizando o uso de pesticidas sintéticos tradicionais. Objetivou-se avaliar a eficácia do caldo de fumo (Nicotiana tabacum) no controle do Menacanthus stramineus (Phthiraptera: Menoponidae) em galinhas poedeiras no município de Salinas, Minas Gerais. Para isso, 30 galinhas poedeiras naturalmente infestadas por piolhos, oriundas dos Setor de Zootecnia I do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais - Campus Salinas (IFNMG), foram selecionadas aleatoriamente e divididas em três grupos, mantidos em galpões distintos e separados: Grupo I- Tratado com caldo de fumo, conforme Sagrilo e colaboradores (2007); Grupo II- Tratado com Colosso Pulverização®, diluídos 11ml em nove litros; Grupo III- Controle, tratado com água, sendo todos os grupos submetidos ao tratamento por imersão em balde com nove litros de solução. Espécimes de piolhos foram coletados manualmente através de inspeção visual, juntamente com penas contendo ovos em sua base e encaminhados ao Laboratório de Parasitologia Veterinária (LPV) do IFNMG, para realização do diagnóstico parasitológico através de chaves de identificação. Os espécimes foram clarificados em hidróxido de potássio a 10% e observados em microscopia óptica nas objetivas de 4x e 10x. Os ovos foram observados em microscópio estereoscópico, no aumento de 4x. Todas as galinhas foram diagnosticadas com infestação por ovos e adultos de M. stramineus. Para o banho de imersão, as aves foram seguradas pelo pescoço e pelas asas, mergulhando todo seu corpo em balde plástico. Sete dias após a realização dos tratamentos, as aves foram novamente examinadas em uma inspeção visual pelos mesmos examinadores. O Grupo I não apresentou ovos e nem adultos de M. stramineus em nenhuma ave, revelando 100% de eficácia. O Grupo II não apresentou adultos, mas foram observados ovos aderidos à base das penas, friáveis ao toque, em nove aves. Posteriormente, verificou-se que se tratava de cascas de ovos vazias. E, o Grupo III estava ainda intensamente parasitado por ovos e adultos de M. stramineus. Conclui-se que o caldo de fumo (Nicotiana tabacum) preparado conforme descrito na metodologia do presente trabalho, é eficaz no controle do piolho Menacanthus stramineus (Phthiraptera: Menoponidae) em galinhas poedeiras no município de Salinas, Minas Gerais.(AU)


In laying hens barns, ectoparasite infestations are a problem that generates expenses and decreases animal production due to increased stress. The Menacanthus stramineus louse is considered one of the main parasites in commercial poultry. There is growing interest in the use of parasite control approaches in poultry production while minimizing the use of traditional synthetic pesticides. The objective of this study was to evaluate the efficacy of tobacco broth (Nicotiana tabacum) in controlling Menacanthus stramineus (Phthiraptera: Menoponidae) in laying hens in the municipality of Salinas, Minas Gerais. Thus, 30 laying hens naturally infested with lice, housed at the Zootechnics Sector I at the Federal Institute of Northern Minas Gerais ­ Campus Salinas (FINMG) were randomly selected and divided into three groups, which were kept in different and separated barns: Group I- Treated with tobacco broth, according to Sagrilo et al (2007); Group II- Treated with Colosso Pulverização®, diluted 11ml in nine liters; Group III- Control, treated with water. All groups were elaborated for treatment by immersion in a bucket with nine liters of solution. Lice specimens were manually collected through visual inspection including feathers containing eggs at their base and then sent to the Veterinary Parasitology Laboratory (VPL) at the FINMG for parasitological diagnosis by using identification keys. The specimens were clarified in potassium hydroxide 10% and observed under optical microscopy at 4x and 10x objectives. The eggs were observed under a stereoscopic microscope at 4x magnification. All chickens were diagnosed with infestation of adult and egg stages of M. stramineus. For the immersion bath, the animals were held by the neck and wings, dipping their entire bodies in a plastic bucket. Seven days after the treatments were carried out they were again examined in a visual inspection by the same examiners. Group I did not show any eggs or adults of M. stramineus, which presented efficacy of 100%. Group II did not have adults, but friable eggs when touched adhered to the base of the feathers were observed in nine animals. Later on, it was found that they were empty egg shells. And, Group III was still intensely parasitized by eggs and adults stages of M. stramineus. It is concluded that tabocco broth (Nicotiana tabacum) prepared as described in the methodology of the present study is effective in controlling the lice Menacanthus stramineus (Phthiraptera: Menoponidae) in laying hens in the municipality of Salinas, Minas Gerais.(AU)


En las gallinas ponedoras, las infestaciones de ectoparásitos son un problema que genera gastos y disminuye la producción animal, debido al aumento del estrés. El piojo Menacanthus stramineus se considera uno de los principales parásitos de las aves comerciales. Existe un interés creciente en el uso de enfoques de control de parásitos en la producción avícola mientras se minimiza el uso de pesticidas sintéticos tradicionales. El objetivo fue evaluar la eficacia del caldo de tabaco (Nicotiana tabacum) en el control de Menacanthus stramineus (Phthiraptera: Menoponidae) en gallinas ponedoras del municipio de Salinas, Minas Gerais. Para ello, 30 gallinas ponedoras naturalmente infestadas de piojos, del Sector I de Zootecnia del Instituto Federal del Norte de Minas Gerais - Campus Salinas (IFNMG), fueron seleccionadas al azar y divididas en tres grupos, mantenidos en galpones separados y separados: Grupo I - Tratado con caldo de humo, según Sagrilo et al. (2007); Grupo II- Tratado con Colosso Pulverização®, diluido 11ml en nueve litros; Grupo III- Control, tratado con agua, con todos los grupos sometidos a tratamiento por inmersión en un balde con nueve litros de solución. Las muestras de piojos se recolectaron manualmente mediante inspección visual, junto con plumas que contenían huevos en su base y se enviaron al Laboratorio de Parasitología Veterinaria (LPV) del IFNMG, para el diagnóstico parasitológico mediante claves de identificación. Las muestras se clarificaron en hidróxido de potasio al 10% y se observaron bajo microscopía óptica en objetivos 4x y 10x. Los huevos se observaron bajo un microscopio estereoscópico, con un aumento de 4x. Todos los pollos fueron diagnosticados con huevos de M. stramineus e infestación de adultos. Para el baño de inmersión, se sujetó a las aves por el cuello y las alas, sumergiendo todo su cuerpo en un balde de plástico. Siete días después de que se llevaron a cabo los tratamientos, las aves fueron examinadas de nuevo en una inspección visual por los mismos examinadores. El grupo I no presentó huevos ni adultos de M. stramineus en ninguna ave, mostrando una efectividad del 100%. El grupo II no presentó adultos, pero se observaron huevos adheridos a la base de las plumas, friables al tacto, en nueve aves. Posteriormente, se encontró que se trataba de cáscaras de huevo vacías. Y, el Grupo III todavía estaba intensamente parasitado por huevos y adultos de M. stramineus. Se concluye que el caldo de tabaco (Nicotiana tabacum) elaborado según lo descrito en la metodología del presente trabajo, es efectivo en el control de los piojos Menacanthus stramineus (Phthiraptera: Menoponidae) en gallinas ponedoras del municipio de Salinas, Minas Gerais.(AU)


Assuntos
Animais , Infestações por Piolhos , Nicotiana/efeitos adversos , Galinhas/parasitologia , Amblíceros , Aves Domésticas/parasitologia , Controle Biológico de Vetores/métodos
2.
Vet. zootec ; 28: 1-12, 13 jan. 2021. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1503667

Resumo

La leishmaniasis es una enfermedad causada por un protozoo de la especie Leishmania chagasi. Se transmite por la picadura de las hembras del insecto vector infectado, un mosquito de la especie Lutzomyia longipalpis, conocido popularmente como mosquito de la paja. Con una amplia distribución geográfica, Brasil es responsable del 96% de los casos notificados en las Américas. Es una zoonosis de evolución crónica, con afectación sistémica y, si no se trata, puede provocar la muerte hasta en un 90% de los casos. En los perros, considerada el principal reservorio urbano del agente etiológico, la leishmaniasis visceral canina es una enfermedad que causa gran sufrimiento a los animales afectados, guardianes y contactos. Las manifestaciones clínicas dependen intrínsecamente del tipo de respuesta inmune que presente su hospedador, que pueden aparecer desde tres meses hasta varios años después de la infección y en ocasiones son inespecíficas. El diagnóstico de laboratorio de la leishmaniasis visceral canina se basa en la tríada de métodos serológicos, parasitológicos y moleculares y es fundamental para la definición de las etapas de la enfermedad y la elección del tratamiento adecuado. Los principales objetivos del tratamiento son reducir la carga parasitaria del perro, neutralizar su capacidad infecciosa, restablecer adecuadamente su respuesta inmunitaria, promover la mejoría clínica...


Leishmaniasis is a disease caused by a protozoan of the species Leishmania chagasi. It is transmitted by the bite of females of the infected vector insect, the sandfly known popularly as the straw mosquito; In Brazil, the main species responsible for transmission is Lutzomyia longipalpis. In Brazil, the disease has a wide geographical distribution and is responsible for 96% of reported cases in the Americas. It is a chronic evolutionary zoonosis with systemic involvement and, if left untreated, can lead to death in up to 90% of cases. In dogs, considered the main urban reservoir of the etiological agent, CVL is a disease that causes great suffering to affected animals, tutors and contactants. The clinical manifestations of CVL depend intrinsically on the type of immune response presented by its host. Clinical signs may appear from three months to several years after infection and are sometimes nonspecific. The laboratory diagnosis of CVL is based on the triad of serological, parasitological and molecular methods and is essential for staging the disease and choosing the appropriate treatment. Treatment aims to reduce the dog's parasitic load, neutralizing its infectious capacity, properly restoring its immune response, promoting clinical improvement and preventing relapses. The aim of this paper was to present a review of the expository literature on the epidemiological aspects...


A leishmaniose é uma doença causada por um protozoário da espécie Leishmania chagasi. É transmitida pela picada de fêmeas do inseto vetor infectado, um flebotomíneo da espécie Lutzomyia longipalpis, conhecido popularmente como mosquito palha. De ampla distribuição geográfica, o Brasil é responsável por 96% dos casos notificados nas Américas. Trata-se de uma zoonose de evolução crônica, com acometimento sistêmico e, se não tratada, pode levar a óbito até 90% dos casos. No cão, considerado o principal reservatório urbano do agente etiológico, a leishmaniose visceral canina é uma enfermidade que provoca grande sofrimento aos animais acometidos, tutores e contactantes. As manifestações clínicas dependem intrinsecamente do tipo de resposta imunológica apresentada pelo seu hospedeiro, podendo surgir de três meses até vários anos após a infecção e são, por vezes, inespecíficas. O diagnóstico laboratorial da leishmaniose visceral canina baseia-se na tríade de métodos sorológicos, parasitológicos e moleculares e é essencial para o estadiamento da doença e escolha do tratamento adequado. O tratamento possui como principais objetivos reduzir a carga parasitária do cão, neutralizando a sua capacidade infectante, restaurando adequadamente a sua resposta imune, promovendo a melhora clínica e prevenindo recaídas. O objetivo com esse trabalho foi apresentar uma revisão de literatura expositiva...


Assuntos
Animais , Cães , Leishmaniose Visceral/diagnóstico , Leishmaniose Visceral/epidemiologia , Leishmaniose Visceral/terapia , Leishmaniose Visceral/veterinária , Leishmania infantum/isolamento & purificação , Psychodidae
3.
Vet. Zoot. ; 28: 1-12, 5 out. 2021. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-33481

Resumo

La leishmaniasis es una enfermedad causada por un protozoo de la especie Leishmania chagasi. Se transmite por la picadura de las hembras del insecto vector infectado, un mosquito de la especie Lutzomyia longipalpis, conocido popularmente como mosquito de la paja. Con una amplia distribución geográfica, Brasil es responsable del 96% de los casos notificados en las Américas. Es una zoonosis de evolución crónica, con afectación sistémica y, si no se trata, puede provocar la muerte hasta en un 90% de los casos. En los perros, considerada el principal reservorio urbano del agente etiológico, la leishmaniasis visceral canina es una enfermedad que causa gran sufrimiento a los animales afectados, guardianes y contactos. Las manifestaciones clínicas dependen intrínsecamente del tipo de respuesta inmune que presente su hospedador, que pueden aparecer desde tres meses hasta varios años después de la infección y en ocasiones son inespecíficas. El diagnóstico de laboratorio de la leishmaniasis visceral canina se basa en la tríada de métodos serológicos, parasitológicos y moleculares y es fundamental para la definición de las etapas de la enfermedad y la elección del tratamiento adecuado. Los principales objetivos del tratamiento son reducir la carga parasitaria del perro, neutralizar su capacidad infecciosa, restablecer adecuadamente su respuesta inmunitaria, promover la mejoría clínica...(AU)


Leishmaniasis is a disease caused by a protozoan of the species Leishmania chagasi. It is transmitted by the bite of females of the infected vector insect, the sandfly known popularly as the straw mosquito; In Brazil, the main species responsible for transmission is Lutzomyia longipalpis. In Brazil, the disease has a wide geographical distribution and is responsible for 96% of reported cases in the Americas. It is a chronic evolutionary zoonosis with systemic involvement and, if left untreated, can lead to death in up to 90% of cases. In dogs, considered the main urban reservoir of the etiological agent, CVL is a disease that causes great suffering to affected animals, tutors and contactants. The clinical manifestations of CVL depend intrinsically on the type of immune response presented by its host. Clinical signs may appear from three months to several years after infection and are sometimes nonspecific. The laboratory diagnosis of CVL is based on the triad of serological, parasitological and molecular methods and is essential for staging the disease and choosing the appropriate treatment. Treatment aims to reduce the dog's parasitic load, neutralizing its infectious capacity, properly restoring its immune response, promoting clinical improvement and preventing relapses. The aim of this paper was to present a review of the expository literature on the epidemiological aspects...(AU)


A leishmaniose é uma doença causada por um protozoário da espécie Leishmania chagasi. É transmitida pela picada de fêmeas do inseto vetor infectado, um flebotomíneo da espécie Lutzomyia longipalpis, conhecido popularmente como mosquito palha. De ampla distribuição geográfica, o Brasil é responsável por 96% dos casos notificados nas Américas. Trata-se de uma zoonose de evolução crônica, com acometimento sistêmico e, se não tratada, pode levar a óbito até 90% dos casos. No cão, considerado o principal reservatório urbano do agente etiológico, a leishmaniose visceral canina é uma enfermidade que provoca grande sofrimento aos animais acometidos, tutores e contactantes. As manifestações clínicas dependem intrinsecamente do tipo de resposta imunológica apresentada pelo seu hospedeiro, podendo surgir de três meses até vários anos após a infecção e são, por vezes, inespecíficas. O diagnóstico laboratorial da leishmaniose visceral canina baseia-se na tríade de métodos sorológicos, parasitológicos e moleculares e é essencial para o estadiamento da doença e escolha do tratamento adequado. O tratamento possui como principais objetivos reduzir a carga parasitária do cão, neutralizando a sua capacidade infectante, restaurando adequadamente a sua resposta imune, promovendo a melhora clínica e prevenindo recaídas. O objetivo com esse trabalho foi apresentar uma revisão de literatura expositiva...(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Leishmaniose Visceral/diagnóstico , Leishmaniose Visceral/epidemiologia , Leishmaniose Visceral/terapia , Leishmaniose Visceral/veterinária , Leishmania infantum/isolamento & purificação , Psychodidae
4.
R. cient. eletr. Med. Vet. ; (36): 47-60, jan. 2021. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-32369

Resumo

Ácaros do gênero Cheyletiella são responsáveis pela queiletielose, doença zoonótica contagiosa que acomete cães, gatos e coelhos. É um parasita obrigatório e permanente. A presente revisão de literatura objetivou destacar aspectos relacionados à taxonomia, morfologia e ciclo do ácaro Cheyletiella. Morfologicamente, o que mais se destaca são os grandes palpos, que se parecem garras, além do corpo acinturado. As principais espécies, C. parasitivorax, C. yasguri e C. blakei, se diferenciam com base na morfologia do solenídeo, uma projeção no genu do primeiro par de patas. Os ovos são postos nos pelos contendo a pré-larva, e o estágio larval se desenvolve no ovo para ninfas. A infestação pode se espalhar por contato direto e também através de fômites.(AU)


Cheyletiella mites are responsible for the cheyletiellosis zoonotic disease which is contagious and infects domestic animals like dogs, cats and rabbits. It is an obligate and permanent parasite. The present literature review aimed to highlight aspects related to the taxonomy, morphology and cycle of the mite Cheyletiella. In its morphology what stands out the most are the large palps that looks like claws and also its saddle-shaped body. The most common species, C. parasitivorax, C. yasguri and C. blakei differentiate itself by the variation in the shape of the solenidion, a projection located of the genu of the first leg. Eggs containing the pre-larva are laid in the hair, where it develops in to larval stage nymphs. The infestation can spread by direct contact and also by fomites.(AU)


Assuntos
Ácaros/anatomia & histologia , Ácaros/classificação , Ácaros/crescimento & desenvolvimento , Zoonoses , Estágios do Ciclo de Vida , Fômites
5.
Rev. cient. eletrônica med. vet ; (36): 47-60, jan. 2021. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1494383

Resumo

Ácaros do gênero Cheyletiella são responsáveis pela queiletielose, doença zoonótica contagiosa que acomete cães, gatos e coelhos. É um parasita obrigatório e permanente. A presente revisão de literatura objetivou destacar aspectos relacionados à taxonomia, morfologia e ciclo do ácaro Cheyletiella. Morfologicamente, o que mais se destaca são os grandes palpos, que se parecem garras, além do corpo acinturado. As principais espécies, C. parasitivorax, C. yasguri e C. blakei, se diferenciam com base na morfologia do solenídeo, uma projeção no genu do primeiro par de patas. Os ovos são postos nos pelos contendo a pré-larva, e o estágio larval se desenvolve no ovo para ninfas. A infestação pode se espalhar por contato direto e também através de fômites.


Cheyletiella mites are responsible for the cheyletiellosis zoonotic disease which is contagious and infects domestic animals like dogs, cats and rabbits. It is an obligate and permanent parasite. The present literature review aimed to highlight aspects related to the taxonomy, morphology and cycle of the mite Cheyletiella. In its morphology what stands out the most are the large palps that looks like claws and also its saddle-shaped body. The most common species, C. parasitivorax, C. yasguri and C. blakei differentiate itself by the variation in the shape of the solenidion, a projection located of the genu of the first leg. Eggs containing the pre-larva are laid in the hair, where it develops in to larval stage nymphs. The infestation can spread by direct contact and also by fomites.


Assuntos
Ácaros/anatomia & histologia , Ácaros/classificação , Ácaros/crescimento & desenvolvimento , Estágios do Ciclo de Vida , Fômites , Zoonoses
6.
R. cient. eletr. Med. Vet. ; (36): 1-15, jan. 2021.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-764626

Resumo

A hidatidose é uma zoonose causada pelo estado larvar do cestódeo Echinococcus granulosus que apresenta distribuição mundial. Os hospedeiros definitivos são cães e os hospedeiros intermediários são herbívoros, como ovinos, bovinos e o homem. A hidatidose é considerada um importante problema de saúde pública e causa prejuízos econômicos na pecuária. O objetivo dessa revisão bibliográfica foi abordar a importância médico-veterinária da doença no âmbito de saúde pública, com atenção especial para a biologia, epidemiologia, controle e profilaxia.(AU)


Hydatidosis is a zoonotic disease caused by the larval stage of Echinococcus granulosus cestode that has worldwide distribution. The definitive hosts are dogs and the intermediates are herbivores such as sheep, cattle and humans. Hydatidosis is considered an importat public health problem and causes economic losses in livestock. The objective of this literature review was to aproach the veterinary importance of the disease in public health, with special attention to biology, epidemiology, con trol and prophilaxis.(AU)


Assuntos
Animais , Equinococose/epidemiologia , Equinococose/prevenção & controle , Equinococose/veterinária , Echinococcus , Saúde Pública , Zoonoses
7.
Rev. cient. eletrônica med. vet ; (36): 1-15, jan. 2021.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1494379

Resumo

A hidatidose é uma zoonose causada pelo estado larvar do cestódeo Echinococcus granulosus que apresenta distribuição mundial. Os hospedeiros definitivos são cães e os hospedeiros intermediários são herbívoros, como ovinos, bovinos e o homem. A hidatidose é considerada um importante problema de saúde pública e causa prejuízos econômicos na pecuária. O objetivo dessa revisão bibliográfica foi abordar a importância médico-veterinária da doença no âmbito de saúde pública, com atenção especial para a biologia, epidemiologia, controle e profilaxia.


Hydatidosis is a zoonotic disease caused by the larval stage of Echinococcus granulosus cestode that has worldwide distribution. The definitive hosts are dogs and the intermediates are herbivores such as sheep, cattle and humans. Hydatidosis is considered an importat public health problem and causes economic losses in livestock. The objective of this literature review was to aproach the veterinary importance of the disease in public health, with special attention to biology, epidemiology, con trol and prophilaxis.


Assuntos
Animais , Echinococcus , Equinococose/epidemiologia , Equinococose/prevenção & controle , Equinococose/veterinária , Saúde Pública , Zoonoses
8.
Vet. zootec ; 27: 1-12, 2 mar. 2020. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1503614

Resumo

Este estudo teve como objetivo verificar a ocorrência de diplostomídeos e cimotoídeos em peixes da barragem do rio Serra Branca, do município de Pai Pedro, Norte de Minas Gerais, Brasil. Foram adquiridos de pescadores locais, 15 peixes de quatro gêneros diferentes, sendo eles, Prochilodus, Astyanax, Acestrorhynchus e Leporinus. A musculatura, a região bucal, órgãos, cavidades e globo ocular de cada peixe foram examinados macroscopicamente. Os parasitos encontrados foram coletados e identificados. Foi observado um percentual total de 53,33% (8/15) de positividade, com 46,66% (7/15) do total positivas para metacercárias de diplostomídeos de dois morfotipos: Austrodiplostomum sp. e Sphincterodiplostomum sp., restritas ao globo ocular e 6,66% (1/15) positiva unicamente para espécime da família Cymothoidae, sendo identificado como pertencente ao gênero Braga sp., configurando-se como primeiro registro em Prochilodus lineatus (Curimbatá). A diversidade de metacercárias em peixes da barragem do rio Serra Branca, no Norte de Minas Gerais, mostra, que além da participação dos peixes nativos como hospedeiros intermediários no ciclo biológico destes parasitos, sua participação na rede alimentar local, já que os hospedeiros definitivos dos diplostomídeos são aves piscívoras. Quanto ao isópode, é mais um parasito registrado com capacidade de causar danos físicos a um peixe de importância comercial. Diante disso, serão necessárias pesquisas futuras para determinar as consequências desse parasitismo na ictiofauna dos reservatórios brasileiros. Estes estudos poderão fornecer informações para um melhor aproveitamento dessa atividade zootécnica.


This study aimed to verify the occurrence of diplostomids and cimotoids in fish of the Serra Branca river dam, in the municipality of Pai Pedro, North of Minas Gerais, Brazil. From local fishermen, 15 fish of four different genres were acquired, being them Prochilodus, Astyanax, Acestrorhynchus and Leporinus. The musculature, mouth region, organs, cavities and eyeball of each fish were macroscopically examined. The parasites found were collected and identified. A total percentage of 53.33% (8/15) of positivity was observed, with 46.66% (7/15) of the total positive for diplostomide metacaria of two morphotypes: Austrodiplostomum sp. and Sphincterodiplostomum sp, restricted to the eyeball and 6.66% (1/15) positive only for specimens of the family Cymothoidae, being identified as belonging to the genus Braga sp., being configured as first record in Prochilodus lineatus (Curimbatá). The diversity of metacercaries in fish from the Serra Branca river dam, in the North of Minas Gerais, shows that besides the participation of native fish as intermediate hosts in the biological cycle of these parasites, their participation in the local food web since the ultimate hosts of diplostomids are fish-eating birds. As for the isopod, it is another registered parasite capable of causing physical damage to a fish of commercial importance. Therefore, future research will be necessary to determine the consequences of this parasite on the ichthyofauna of Brazilian reservoirs. These studies may provide information for a better use of this zootechnical activity.


Este estudio tuvo como objetivo verificar la presencia de diplostomidos y cimotoides en peces de la presa del río Serra Branca, en el municipio de Pai Pedro, al norte de Minas Gerais, Brasil. Se compraron 15 peces de cuatro géneros diferentes a los pescadores locales, a saber, Prochilodus, Astyanax, Acestrorhynchusy Leporinus. La musculatura, la región oral, los órganos, las cavidades y los globos oculares de cada pez se examinaron macroscópicamente. Los parásitos encontrados fueron recolectados e identificados. Se observó un porcentaje total de 53.33% (8/15) de positividad, con 46.66% (7/15) del total positivo para metacercarias de diplostomids de dos morfotipos: Austrodiplostomum sp. y Sphincterodiplostomum sp., restringido al globo ocular y 6.66% (1/15) positivo solo para el espécimen de la familia Cymothoidae, siendo identificado como perteneciente al género Braga sp., configurándo se como el primero registro en Prochiloduslineatus (Curimbatá). La diversidad de metacercarias en peces de la presa del río Serra Branca, en el norte de Minas Gerais, muestra que, además de la participación de peces nativos como hospedadores intermedios en el ciclo biológico de estos parásitos, su participación en la red alimentaria local, desde los hospedadores definitivos de Las diplomostomidas son aves piscívoras. En cuanto al isópodo, es otro parásito registrado capaz de causar daño físico a un pez comercialmente importante. Por lo tanto, será necesaria una investigación futura para determinar las consecuencias de este parasitismo en la ictiofauna de los reservorios brasileños. Estos estudios pueden proporcionar información para un mejor uso de esta actividad zootécnica.


Assuntos
Animais , Fauna , Isópodes/parasitologia , Metacercárias , Peixes/parasitologia , Trematódeos , Brasil
9.
Vet. Zoot. ; 27: 1-12, 11 dez. 2020. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-31666

Resumo

Este estudo teve como objetivo verificar a ocorrência de diplostomídeos e cimotoídeos em peixes da barragem do rio Serra Branca, do município de Pai Pedro, Norte de Minas Gerais, Brasil. Foram adquiridos de pescadores locais, 15 peixes de quatro gêneros diferentes, sendo eles, Prochilodus, Astyanax, Acestrorhynchus e Leporinus. A musculatura, a região bucal, órgãos, cavidades e globo ocular de cada peixe foram examinados macroscopicamente. Os parasitos encontrados foram coletados e identificados. Foi observado um percentual total de 53,33% (8/15) de positividade, com 46,66% (7/15) do total positivas para metacercárias de diplostomídeos de dois morfotipos: Austrodiplostomum sp. e Sphincterodiplostomum sp., restritas ao globo ocular e 6,66% (1/15) positiva unicamente para espécime da família Cymothoidae, sendo identificado como pertencente ao gênero Braga sp., configurando-se como primeiro registro em Prochilodus lineatus (Curimbatá). A diversidade de metacercárias em peixes da barragem do rio Serra Branca, no Norte de Minas Gerais, mostra, que além da participação dos peixes nativos como hospedeiros intermediários no ciclo biológico destes parasitos, sua participação na rede alimentar local, já que os hospedeiros definitivos dos diplostomídeos são aves piscívoras. Quanto ao isópode, é mais um parasito registrado com capacidade de causar danos físicos a um peixe de importância comercial. Diante disso, serão necessárias pesquisas futuras para determinar as consequências desse parasitismo na ictiofauna dos reservatórios brasileiros. Estes estudos poderão fornecer informações para um melhor aproveitamento dessa atividade zootécnica.(AU)


This study aimed to verify the occurrence of diplostomids and cimotoids in fish of the Serra Branca river dam, in the municipality of Pai Pedro, North of Minas Gerais, Brazil. From local fishermen, 15 fish of four different genres were acquired, being them Prochilodus, Astyanax, Acestrorhynchus and Leporinus. The musculature, mouth region, organs, cavities and eyeball of each fish were macroscopically examined. The parasites found were collected and identified. A total percentage of 53.33% (8/15) of positivity was observed, with 46.66% (7/15) of the total positive for diplostomide metacaria of two morphotypes: Austrodiplostomum sp. and Sphincterodiplostomum sp, restricted to the eyeball and 6.66% (1/15) positive only for specimens of the family Cymothoidae, being identified as belonging to the genus Braga sp., being configured as first record in Prochilodus lineatus (Curimbatá). The diversity of metacercaries in fish from the Serra Branca river dam, in the North of Minas Gerais, shows that besides the participation of native fish as intermediate hosts in the biological cycle of these parasites, their participation in the local food web since the ultimate hosts of diplostomids are fish-eating birds. As for the isopod, it is another registered parasite capable of causing physical damage to a fish of commercial importance. Therefore, future research will be necessary to determine the consequences of this parasite on the ichthyofauna of Brazilian reservoirs. These studies may provide information for a better use of this zootechnical activity.(AU)


Este estudio tuvo como objetivo verificar la presencia de diplostomidos y cimotoides en peces de la presa del río Serra Branca, en el municipio de Pai Pedro, al norte de Minas Gerais, Brasil. Se compraron 15 peces de cuatro géneros diferentes a los pescadores locales, a saber, Prochilodus, Astyanax, Acestrorhynchusy Leporinus. La musculatura, la región oral, los órganos, las cavidades y los globos oculares de cada pez se examinaron macroscópicamente. Los parásitos encontrados fueron recolectados e identificados. Se observó un porcentaje total de 53.33% (8/15) de positividad, con 46.66% (7/15) del total positivo para metacercarias de diplostomids de dos morfotipos: Austrodiplostomum sp. y Sphincterodiplostomum sp., restringido al globo ocular y 6.66% (1/15) positivo solo para el espécimen de la familia Cymothoidae, siendo identificado como perteneciente al género Braga sp., configurándo se como el primero registro en Prochiloduslineatus (Curimbatá). La diversidad de metacercarias en peces de la presa del río Serra Branca, en el norte de Minas Gerais, muestra que, además de la participación de peces nativos como hospedadores intermedios en el ciclo biológico de estos parásitos, su participación en la red alimentaria local, desde los hospedadores definitivos de Las diplomostomidas son aves piscívoras. En cuanto al isópodo, es otro parásito registrado capaz de causar daño físico a un pez comercialmente importante. Por lo tanto, será necesaria una investigación futura para determinar las consecuencias de este parasitismo en la ictiofauna de los reservorios brasileños. Estos estudios pueden proporcionar información para un mejor uso de esta actividad zootécnica.(AU)


Assuntos
Animais , Peixes/parasitologia , Metacercárias , Isópodes/parasitologia , Trematódeos , Fauna , Brasil
10.
Ciênc. anim. bras. (Impr.) ; 11(3): 637-642, 2010. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1472986

Resumo

A partir de ensaios in vitro, em ambiente controlado e a campo, foi avaliada a atividade do inseticida tiametoxam em populações de Musca domestica provenientes da colônia do Laboratório de Doenças Parasitárias do Departamento de Epidemiologia e Saúde Pública da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e do aterro sanitário do Município de Seropédica, RJ. Para a técnica in vitro o ativo utilizado foi previamente diluído em acetona, obtendo-se as concentrações de 5; 7,5; 10; 12,5; 15; 17,5; 20; 22,5; 25; 27,5 e 30 mg/ml. Em seguida, discos de papel-filtro foram impregnados com 1 ml de cada uma dessas diluições e realizaram-se testes com estas em moscas adultas acondicionadas em placas de Petri, sendo que os discos do grupo-controle foram impregnados apenas com acetona. Para técnica em ambiente controlado e em nível de campo, empregaram-se iscas com o ativo e placebo para o grupo-controle. O valor calculado da dose letal 50 (DL50), utilizando-se a técnica in vitro, para tiametoxam em M. domestica foi de 0,2612 mg/cm². A eficácia das iscas com tiamethoxan no ensaio em ambiente controlado e em nível de campo foi de 94,06 % e 98,09 %, respectivamente.


The activity of the insecticide thiamethoxam on populations of Musca domestica was assessed through in vitro tests, controlled environment and field conditions. The flies were gathered from a colony maintained by the Laboratory of Parasitic Diseases, Department of Epidemiology and Public Health, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, and from the landfill of the city of Seropédica-RJ, Brazil. Regarding the in vitro assay, thiamethoxan was previously diluted in acetone, resulting in concentrations of 5, 7.5, 10, 12.5, 15, 17.5, 20, 22.5, 25, 27, 5 and 30 mg/ml. Then, filter paper discs were impregnated with 1 ml of each of these dilutions. Thus, the test was conducted with adult flies maintained in Petri dishes. For the controlled environment and field conditions, trial baits were used with the active or a placebo (control group). The lethal concentration 50 (LC50) of thiamethoxam on M. domestica found in the in vitro assay was 0.2612 mg / cm ². The efficacy of thiamethoxan baits on the controlled environment and field conditions trials was 94.06 % and 98.09 %, respectively.


Assuntos
Animais , Fatores R , Inseticidas/efeitos adversos , Muscidae/classificação , Conjuntivite/etiologia , Hanseníase/etiologia , Tracoma/etiologia
11.
Ciênc. anim. bras. (Impr.) ; 11(3): 637-642, 2010. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-4052

Resumo

A partir de ensaios in vitro, em ambiente controlado e a campo, foi avaliada a atividade do inseticida tiametoxam em populações de Musca domestica provenientes da colônia do Laboratório de Doenças Parasitárias do Departamento de Epidemiologia e Saúde Pública da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e do aterro sanitário do Município de Seropédica, RJ. Para a técnica in vitro o ativo utilizado foi previamente diluído em acetona, obtendo-se as concentrações de 5; 7,5; 10; 12,5; 15; 17,5; 20; 22,5; 25; 27,5 e 30 mg/ml. Em seguida, discos de papel-filtro foram impregnados com 1 ml de cada uma dessas diluições e realizaram-se testes com estas em moscas adultas acondicionadas em placas de Petri, sendo que os discos do grupo-controle foram impregnados apenas com acetona. Para técnica em ambiente controlado e em nível de campo, empregaram-se iscas com o ativo e placebo para o grupo-controle. O valor calculado da dose letal 50 (DL50), utilizando-se a técnica in vitro, para tiametoxam em M. domestica foi de 0,2612 mg/cm². A eficácia das iscas com tiamethoxan no ensaio em ambiente controlado e em nível de campo foi de 94,06 % e 98,09 %, respectivamente.(AU)


The activity of the insecticide thiamethoxam on populations of Musca domestica was assessed through in vitro tests, controlled environment and field conditions. The flies were gathered from a colony maintained by the Laboratory of Parasitic Diseases, Department of Epidemiology and Public Health, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, and from the landfill of the city of Seropédica-RJ, Brazil. Regarding the in vitro assay, thiamethoxan was previously diluted in acetone, resulting in concentrations of 5, 7.5, 10, 12.5, 15, 17.5, 20, 22.5, 25, 27, 5 and 30 mg/ml. Then, filter paper discs were impregnated with 1 ml of each of these dilutions. Thus, the test was conducted with adult flies maintained in Petri dishes. For the controlled environment and field conditions, trial baits were used with the active or a placebo (control group). The lethal concentration 50 (LC50) of thiamethoxam on M. domestica found in the in vitro assay was 0.2612 mg / cm ². The efficacy of thiamethoxan baits on the controlled environment and field conditions trials was 94.06 % and 98.09 %, respectively.(AU)


Assuntos
Animais , Inseticidas/efeitos adversos , Muscidae/classificação , Fatores R , Tracoma/etiologia , Hanseníase/etiologia , Conjuntivite/etiologia
12.
Seropédica; s.n; 01/03/2012. 70 p.
Tese em Português | VETINDEX | ID: biblio-1504836

Resumo

O presente trabalho foi realizado com o objetivo avaliar a atividade do fluazuron administrado por via oral no controle de R. sanguineus em cães. Foram utilizados 12 cães da raça Beagle, que, no dia 0, dia do tratamento, foram divididos em dois grupos: Grupo 1. Seis cães tratados com formulação oral de fluazuron na dosagem de 20 mg/Kg de peso corporal e Grupo 2. Seis cães mantidos como controle, sem tratamento. No mesmo dia, dispositivos para contenção de ixodídeos de pano brim foram aderidos com cola ao dorso tricotomizado dos cães. Após esse procedimento, foram realizados três desafios, nos dias +1, +20 e +40, onde os animais dos dois grupos receberam infestações com as três fases do carrapato R. sanguineus: aproximadamente 2.500 larvas, 200 ninfas e 25 casais de adultos. Foi utilizada câmara climatizada com demanda bioquímica de oxigênio, tipo BOD, a uma temperatura de 27 ± 1oC e umidade relativa de 80 ± 10%. Do quarto ao décimo dia após cada desafio, os dispositivos foram abertos diariamente para a coleta das fases ingurgitadas. As larvas e as ninfas foram contadas e separadas em seringas para a avaliação da muda. As fêmeas ingurgitadas foram coletadas e fixadas em placas de petri para realização da postura que foi pesada e colocada em seringas, vedadas com algodão, para o cálculo da eclodibilidade. A eficácia do fluazuron sobre a recuperação de larvas de R. sanguineus em cães foi de 84,3% para o desafio do dia +20 e 36% para o dia +40. Com relação à recuperação de ninfas ingurgitadas de R. sanguineus em cães, o fluazuron obteve uma eficácia de 82,4% e 51,7% nos dias +20 e +40. Houve diferença estatística entre os números médios de ninfas ingurgitadas de R. sanguineus recuperadas nos dias +20 e +40 (p?0,05). A eficácia do fluazuron sobre a recuperação de fêmeas ingurgitadas foi inferior a 30,3% durante todo o período experimental. A eficácia do tratamento sobre a eficiência reprodutiva de R. sanguineus se apresentou inferior a 12,4% nos três dias de desafio. Na inibição da muda ou ecdise de larvas para ninfas, o fluazuron apresentou uma eficácia de 0%, 96,9% e 45,0% para os dias +1, +20 e +40, respectivamente. No dia +20, observou-se diferença estatística significativa entre as médias de larvas ingurgitadas que realizaram muda para ninfas (p?0,05). A eficácia do fluazuron sobre a inibição da muda ou ecdise de ninfas para adultos foi de 0%, 99,5% e 63,5% para os dias +1, +20 e +40, respectivamente, havendo diferença estatística significativa entre as médias dos grupos controle e tratado nos dias +20 e +40 (p?0,05). O regulador de crescimento de artrópodes fluazuron é eficaz no auxílio do controle de larvas e ninfas de R. sanguineus, quando administrado oralmente em cães, na dose de 20mg/Kg. Na mesma dose e via de administração, não apresenta efeito negativo significativo na reprodução de fêmeas de R. sanguineus


Assuntos
Animais , Cães , Preparações Farmacêuticas/administração & dosagem , Preparações Farmacêuticas/análise , Rhipicephalus sanguineus , Controle Biológico de Vetores
13.
Seropédica; s.n; 01/03/2012. 70 p.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-524

Resumo

O presente trabalho foi realizado com o objetivo avaliar a atividade do fluazuron administrado por via oral no controle de R. sanguineus em cães. Foram utilizados 12 cães da raça Beagle, que, no dia 0, dia do tratamento, foram divididos em dois grupos: Grupo 1. Seis cães tratados com formulação oral de fluazuron na dosagem de 20 mg/Kg de peso corporal e Grupo 2. Seis cães mantidos como controle, sem tratamento. No mesmo dia, dispositivos para contenção de ixodídeos de pano brim foram aderidos com cola ao dorso tricotomizado dos cães. Após esse procedimento, foram realizados três desafios, nos dias +1, +20 e +40, onde os animais dos dois grupos receberam infestações com as três fases do carrapato R. sanguineus: aproximadamente 2.500 larvas, 200 ninfas e 25 casais de adultos. Foi utilizada câmara climatizada com demanda bioquímica de oxigênio, tipo BOD, a uma temperatura de 27 ± 1oC e umidade relativa de 80 ± 10%. Do quarto ao décimo dia após cada desafio, os dispositivos foram abertos diariamente para a coleta das fases ingurgitadas. As larvas e as ninfas foram contadas e separadas em seringas para a avaliação da muda. As fêmeas ingurgitadas foram coletadas e fixadas em placas de petri para realização da postura que foi pesada e colocada em seringas, vedadas com algodão, para o cálculo da eclodibilidade. A eficácia do fluazuron sobre a recuperação de larvas de R. sanguineus em cães foi de 84,3% para o desafio do dia +20 e 36% para o dia +40. Com relação à recuperação de ninfas ingurgitadas de R. sanguineus em cães, o fluazuron obteve uma eficácia de 82,4% e 51,7% nos dias +20 e +40. Houve diferença estatística entre os números médios de ninfas ingurgitadas de R. sanguineus recuperadas nos dias +20 e +40 (p?0,05). A eficácia do fluazuron sobre a recuperação de fêmeas ingurgitadas foi inferior a 30,3% durante todo o período experimental. A eficácia do tratamento sobre a eficiência reprodutiva de R. sanguineus se apresentou inferior a 12,4% nos três dias de desafio. Na inibição da muda ou ecdise de larvas para ninfas, o fluazuron apresentou uma eficácia de 0%, 96,9% e 45,0% para os dias +1, +20 e +40, respectivamente. No dia +20, observou-se diferença estatística significativa entre as médias de larvas ingurgitadas que realizaram muda para ninfas (p?0,05). A eficácia do fluazuron sobre a inibição da muda ou ecdise de ninfas para adultos foi de 0%, 99,5% e 63,5% para os dias +1, +20 e +40, respectivamente, havendo diferença estatística significativa entre as médias dos grupos controle e tratado nos dias +20 e +40 (p?0,05). O regulador de crescimento de artrópodes fluazuron é eficaz no auxílio do controle de larvas e ninfas de R. sanguineus, quando administrado oralmente em cães, na dose de 20mg/Kg. Na mesma dose e via de administração, não apresenta efeito negativo significativo na reprodução de fêmeas de R. sanguineus(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Preparações Farmacêuticas/administração & dosagem , Preparações Farmacêuticas/análise , Rhipicephalus sanguineus , Controle Biológico de Vetores
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA