Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 33
Filtrar
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 72(2): 312-316, Mar./Apr. 2020. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1128168

Resumo

Cercopithifilaria bainae is a nematode belonging to the family Onchocercidae that parasitizes the subcutaneous tissue of dogs. Its transmission occurs through the tick Rhipicephalus sanguineus and its geographical distribution overlaps that of this vector. The present study reports the detection of microfilaremia by C. bainae in an eight-year-old male dog that presented anorexia, hyperthermia, motor incoordination, mydriasis, a nodule in the left testicle and concomitant infection by Ehrlichia sp. Blood samples were analyzed using microscopy, PCR and DNA sequencing. Microfilariae measuring 150±5.5µm in length and 7±1.8µm in width were retrieved. The DNA sequence exhibited 98% identity with C. bainae sequences available in Genbank. This is the first report of microfilaremia by C. bainae in a dog in the central western region of Brazil.(AU)


Cercopithifilaria bainae é um nematoide pertencente à família Onchocercidae, que parasita o tecido subcutâneo de cães. Sua transmissão ocorre pelo carrapato Rhipicephalus sanguineus, e sua distribuição geográfica se sobrepõe ao espalhamento desse vetor. O presente estudo relata a detecção de microfilaremia por C. bainae em um cão macho de oito anos que apresentava anorexia, hipertermia, incoordenação motora, midríase e nódulo no testículo esquerdo e infecção concomitante por Ehrlichia sp. A coleta de sangue foi realizada, e o material analisado por meio dos exames de microscopia, PCR e sequenciamento de DNA. Microfilárias medindo 150±5,5µm de comprimento e 7±1,8µm de largura foram recuperadas. A sequência de DNA obtida mostrou 98% de identidade com sequências de C. bainae disponíveis no Genbank. Este é o primeiro relato de microfilaremia de C. bainae em um cão na região Centro-Oeste do Brasil.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Cães , Onchocerca , Tela Subcutânea/parasitologia , Microfilárias , Nematoides , Brasil , Sequência de Bases , Anorexia , Reação em Cadeia da Polimerase , Análise de Sequência de DNA , Transmissão de Doença Infecciosa
2.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 72(2): 312-316, Mar./Apr. 2020. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29643

Resumo

Cercopithifilaria bainae is a nematode belonging to the family Onchocercidae that parasitizes the subcutaneous tissue of dogs. Its transmission occurs through the tick Rhipicephalus sanguineus and its geographical distribution overlaps that of this vector. The present study reports the detection of microfilaremia by C. bainae in an eight-year-old male dog that presented anorexia, hyperthermia, motor incoordination, mydriasis, a nodule in the left testicle and concomitant infection by Ehrlichia sp. Blood samples were analyzed using microscopy, PCR and DNA sequencing. Microfilariae measuring 150±5.5µm in length and 7±1.8µm in width were retrieved. The DNA sequence exhibited 98% identity with C. bainae sequences available in Genbank. This is the first report of microfilaremia by C. bainae in a dog in the central western region of Brazil.(AU)


Cercopithifilaria bainae é um nematoide pertencente à família Onchocercidae, que parasita o tecido subcutâneo de cães. Sua transmissão ocorre pelo carrapato Rhipicephalus sanguineus, e sua distribuição geográfica se sobrepõe ao espalhamento desse vetor. O presente estudo relata a detecção de microfilaremia por C. bainae em um cão macho de oito anos que apresentava anorexia, hipertermia, incoordenação motora, midríase e nódulo no testículo esquerdo e infecção concomitante por Ehrlichia sp. A coleta de sangue foi realizada, e o material analisado por meio dos exames de microscopia, PCR e sequenciamento de DNA. Microfilárias medindo 150±5,5µm de comprimento e 7±1,8µm de largura foram recuperadas. A sequência de DNA obtida mostrou 98% de identidade com sequências de C. bainae disponíveis no Genbank. Este é o primeiro relato de microfilaremia de C. bainae em um cão na região Centro-Oeste do Brasil.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Cães , Onchocerca , Tela Subcutânea/parasitologia , Microfilárias , Nematoides , Brasil , Sequência de Bases , Anorexia , Reação em Cadeia da Polimerase , Análise de Sequência de DNA , Transmissão de Doença Infecciosa
3.
Semina ciênc. agrar ; 41(3): 1061-1066, May-June 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1501790

Resumo

Anorexia, the result of inadequate nutrient intake, can lead to death and is a constant problem in the feline clinic. However, we did not find any previous studies that evaluated cardiac measures in felines. Therefore, we evaluated 27 emaciated cats by means of hematological exams, urinalysis, and electrocardiography. In the serum, we noted increased creatine kinase, aspartate aminotransferase, and lactate enzyme levels. Further, 62.96% of the cats exhibited electrocardiographic alterations. The most frequent electrocardiographic changes were increased QRS complex duration and QT interval increase. As clinicians become more aware of cardiovascular complications related to malnutrition, they are better able to recognize and assist this animal class.


A anorexia é resultante do consumo inadequado de nutrientes, pode levar ao óbito e é um problema constante na clínica de felinos. Porém não se encontram avaliações cardíacas na espécie felina. Portanto, avaliaram-se por meio de exames hematológicos, de urinálise e eletrocardiográficos 27 gatos emaciados. Observaram-se aumento nas enzimas séricas creatina quinase, aspartato aminotrasnferase e Lactato, além de alterações eletrocardiográficas em 62,96% dos gatos. As alterações eletrocardiográficas mais encontradas foram aumento na duração do complexo QRS e aumento no intervalo QT. Á medida que os clínicos se tornam mais conscientes das complicações cardiovasculares relacionados a desnutrição são mais capazes de reconhecer e auxilar melhor essa classe animal.


Assuntos
Animais , Gatos , Anorexia/veterinária , Desnutrição/veterinária , Doenças do Gato , Eletrocardiografia/veterinária
4.
Semina Ci. agr. ; 41(3): 1061-1066, May-June 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-746028

Resumo

Anorexia, the result of inadequate nutrient intake, can lead to death and is a constant problem in the feline clinic. However, we did not find any previous studies that evaluated cardiac measures in felines. Therefore, we evaluated 27 emaciated cats by means of hematological exams, urinalysis, and electrocardiography. In the serum, we noted increased creatine kinase, aspartate aminotransferase, and lactate enzyme levels. Further, 62.96% of the cats exhibited electrocardiographic alterations. The most frequent electrocardiographic changes were increased QRS complex duration and QT interval increase. As clinicians become more aware of cardiovascular complications related to malnutrition, they are better able to recognize and assist this animal class.(AU)


A anorexia é resultante do consumo inadequado de nutrientes, pode levar ao óbito e é um problema constante na clínica de felinos. Porém não se encontram avaliações cardíacas na espécie felina. Portanto, avaliaram-se por meio de exames hematológicos, de urinálise e eletrocardiográficos 27 gatos emaciados. Observaram-se aumento nas enzimas séricas creatina quinase, aspartato aminotrasnferase e Lactato, além de alterações eletrocardiográficas em 62,96% dos gatos. As alterações eletrocardiográficas mais encontradas foram aumento na duração do complexo QRS e aumento no intervalo QT. Á medida que os clínicos se tornam mais conscientes das complicações cardiovasculares relacionados a desnutrição são mais capazes de reconhecer e auxilar melhor essa classe animal.(AU)


Assuntos
Animais , Gatos , Eletrocardiografia/veterinária , Anorexia/veterinária , Desnutrição/veterinária , Doenças do Gato
5.
Pesqui. vet. bras ; 37(12): 1453-1459, dez. 2017. ilus, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-743402

Resumo

O estudo objetivou avaliar a adesão e a percepção dos proprietários de cães, residentes na cidade de São Paulo/SP, quanto ao emprego de dieta caseira no manejo nutricional de seu animal de estimação. Foram entrevistados por contato telefônico 55 proprietários que forneciam dieta caseira no manejo nutricional do seu cão. O questionário contemplou perguntas relacionadas ao preparo e eficiência das dietas, bem como o manejo dos animais. Verificou-se que considerável número (parcela) de prescrições (45,9%) esteve associado a pacientes com hiporexia. Dentre os proprietários que relataram dificuldade no preparo (10,9%), o tempo dispendido (33,3%) foi a maior problemática. Quando questionados em relação às modificações nas fórmulas prescritas, 60% admitiram que a realizaram sem prévia recomendação. Na opinião dos entrevistados, a dieta caseira não causou alterações nas fezes (50%) e na pelagem (62,7%) dos animais em comparação ao emprego de um alimento comercial e foi considerada adequada pela maioria (79,0%). As dietas caseiras podem ser amplamente utilizadas, mostrando-se especialmente importantes em cães doentes e/ou hiporéticos por apresentarem maior aceite em relação à dieta comercial, no entanto, nem todos os tutores estão aptos a utilizá-la.(AU)


The aim of this study was to evaluate the adhesion and perception of dog owners from the city of São Paulo, Brazil, on the employment of homemade diet for the nutritional management of their pet. The participants were 55 owners that provided homemade diet for their dog. The interviews were conducted by telephone and the questionnaire included points related with the preparation and effectiveness of diets, as well as the handling of animals. It was found that a considerable number of prescriptions (45.9%) was associated with patients with hyporexia. Among the owners who reported difficulty in the preparation (10.9%), time spent (33.3%) was the most problematic topic. When questioned in relation to changes in the prescribed formulas, 60% admitted that conducted it without recommendation. In the opinion of interviewed owners, the homemade diet did not cause changes in feces (50%) and coat (62.7%) of the animals compared to the use of a commercial food and was considered appropriate by the majority (79.0%). The homemade diets can be widely used, being especially important in dogs with diseases and/or dogs with hyporexia, since they are more easily accepted than the commercial diet; however, not all owners are able for its right use.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Anorexia/veterinária , Dieta/métodos , Dietoterapia/veterinária , Prescrições/veterinária , Inquéritos e Questionários
6.
Pesqui. vet. bras ; 37(12): 1453-1459, dez. 2017. ilus, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-895391

Resumo

O estudo objetivou avaliar a adesão e a percepção dos proprietários de cães, residentes na cidade de São Paulo/SP, quanto ao emprego de dieta caseira no manejo nutricional de seu animal de estimação. Foram entrevistados por contato telefônico 55 proprietários que forneciam dieta caseira no manejo nutricional do seu cão. O questionário contemplou perguntas relacionadas ao preparo e eficiência das dietas, bem como o manejo dos animais. Verificou-se que considerável número (parcela) de prescrições (45,9%) esteve associado a pacientes com hiporexia. Dentre os proprietários que relataram dificuldade no preparo (10,9%), o tempo dispendido (33,3%) foi a maior problemática. Quando questionados em relação às modificações nas fórmulas prescritas, 60% admitiram que a realizaram sem prévia recomendação. Na opinião dos entrevistados, a dieta caseira não causou alterações nas fezes (50%) e na pelagem (62,7%) dos animais em comparação ao emprego de um alimento comercial e foi considerada adequada pela maioria (79,0%). As dietas caseiras podem ser amplamente utilizadas, mostrando-se especialmente importantes em cães doentes e/ou hiporéticos por apresentarem maior aceite em relação à dieta comercial, no entanto, nem todos os tutores estão aptos a utilizá-la.(AU)


The aim of this study was to evaluate the adhesion and perception of dog owners from the city of São Paulo, Brazil, on the employment of homemade diet for the nutritional management of their pet. The participants were 55 owners that provided homemade diet for their dog. The interviews were conducted by telephone and the questionnaire included points related with the preparation and effectiveness of diets, as well as the handling of animals. It was found that a considerable number of prescriptions (45.9%) was associated with patients with hyporexia. Among the owners who reported difficulty in the preparation (10.9%), time spent (33.3%) was the most problematic topic. When questioned in relation to changes in the prescribed formulas, 60% admitted that conducted it without recommendation. In the opinion of interviewed owners, the homemade diet did not cause changes in feces (50%) and coat (62.7%) of the animals compared to the use of a commercial food and was considered appropriate by the majority (79.0%). The homemade diets can be widely used, being especially important in dogs with diseases and/or dogs with hyporexia, since they are more easily accepted than the commercial diet; however, not all owners are able for its right use.(AU)


Assuntos
Humanos , Animais , Cães , Anorexia/veterinária , Dieta/métodos , Dietoterapia/veterinária , Prescrições/veterinária , Inquéritos e Questionários
7.
Braz. j. vet. pathol ; 9(1): 20-26, mar. 2016. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1469944

Resumo

A free living female adult of Myrmecophaga tridactyla was captured in an area of deforestation in Salta Province of northwest Argentina, for subsequent relocation in Iberá Park. Three days after entering the quarantine it died with clinical signs of anorexia and ascites. It presented severe hypochromic microcytic anemia, hypoproteinemia and increase of CPK, AST and LDH on blood analysis. Grossly, there were ascites, hydrothorax, pulmonary congestion and severe catarrhal hyperplasic gastritis. The gastric mucosa was diffusely hyperemic with two clusters of numerous Physaloptera magnipapilla attached in the fundic region. Fundic mucosa was irregular with convoluted surface and covered with abundant brown-yellow catarrhal exudates. Microscopically, the gastric mucosa had well described punctate areas (pit-like structures) at points of P. magnipapilla attachment. Additionally, there were mucous hyperplasia of gastric glands and focal fibrosis with scarce infiltration of plasma cells, lymphocytes, multinucleated giant cells and eosinophils in the underlying lamina propria. This report describes a case of anemia and hyperplastic gastritis due to Physaloptera magnipapilla parasitism in a free-living Myrmecophaga tridactyla.


Assuntos
Feminino , Animais , Anemia Hipocrômica/veterinária , Gastrite/veterinária , Spiruroidea/parasitologia , Xenarthra/parasitologia , Anorexia/veterinária , Argentina , Ascite/veterinária
8.
Braz. j. vet. pathol ; 9(1): 34-38, mar. 2016. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1469946

Resumo

A 5-year-old African hedgehog (Atelerix albiventris) was presented to the veterinarian with history of anorexia and progressive weight loss. On clinical examination the mucous membranes were pale, and the skin exhibited extensive alopecia with crusting in all four limbs and tail. A large subcutaneous mass was palpated on the left lateral femur which subsequently was diagnosed histopathologically as a squamous cells carcinoma. The owner declined further tests and the patient returned home where it continued to deteriorate and finally died 90 days after initial presentation. The carcass was submitted for postmortem examination. Necropsy finding included an enlarged spleen with rounded borders and meaty pulp, hyperplastic bone marrow and multiple white foci in both kidneys. Tissues were submitted for cytology, histopathology and electron microscopy. Splenic cytology revealed a monomorphic population of granulocytes with cellular atypia which were most consistent with neoplastic eosinophils. Similar myeloid cells were also seen histologically in kidneys, liver, intestine, heart, skin and brain. The bone marrow was completely effaced with similar cellular infiltrates. Luna stain for eosinophils was positive in all tissues. Electron microscopy showed that neoplastic cells had granules and electron-lucent crystalloid characteristic of eosinophils. Based on these finding chronic eosinophilic leukemia wasdiagnosed, and to our knowledge, eosinophilic leukemia in hedgehogs is rarely reported in the literature.


Assuntos
Animais , Ouriços , Síndrome Hipereosinofílica/diagnóstico , Síndrome Hipereosinofílica/veterinária , Anorexia/veterinária , Carcinoma de Células Escamosas/veterinária , Redução de Peso
9.
Braz. J. Vet. Pathol. ; 9(1): 34-38, mar. 2016. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-684119

Resumo

A 5-year-old African hedgehog (Atelerix albiventris) was presented to the veterinarian with history of anorexia and progressive weight loss. On clinical examination the mucous membranes were pale, and the skin exhibited extensive alopecia with crusting in all four limbs and tail. A large subcutaneous mass was palpated on the left lateral femur which subsequently was diagnosed histopathologically as a squamous cells carcinoma. The owner declined further tests and the patient returned home where it continued to deteriorate and finally died 90 days after initial presentation. The carcass was submitted for postmortem examination. Necropsy finding included an enlarged spleen with rounded borders and meaty pulp, hyperplastic bone marrow and multiple white foci in both kidneys. Tissues were submitted for cytology, histopathology and electron microscopy. Splenic cytology revealed a monomorphic population of granulocytes with cellular atypia which were most consistent with neoplastic eosinophils. Similar myeloid cells were also seen histologically in kidneys, liver, intestine, heart, skin and brain. The bone marrow was completely effaced with similar cellular infiltrates. Luna stain for eosinophils was positive in all tissues. Electron microscopy showed that neoplastic cells had granules and electron-lucent crystalloid characteristic of eosinophils. Based on these finding chronic eosinophilic leukemia wasdiagnosed, and to our knowledge, eosinophilic leukemia in hedgehogs is rarely reported in the literature.(AU)


Assuntos
Animais , Síndrome Hipereosinofílica/diagnóstico , Síndrome Hipereosinofílica/veterinária , Ouriços , Anorexia/veterinária , Redução de Peso , Carcinoma de Células Escamosas/veterinária
10.
Braz. J. Vet. Pathol. ; 9(1): 20-26, mar. 2016. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-684117

Resumo

A free living female adult of Myrmecophaga tridactyla was captured in an area of deforestation in Salta Province of northwest Argentina, for subsequent relocation in Iberá Park. Three days after entering the quarantine it died with clinical signs of anorexia and ascites. It presented severe hypochromic microcytic anemia, hypoproteinemia and increase of CPK, AST and LDH on blood analysis. Grossly, there were ascites, hydrothorax, pulmonary congestion and severe catarrhal hyperplasic gastritis. The gastric mucosa was diffusely hyperemic with two clusters of numerous Physaloptera magnipapilla attached in the fundic region. Fundic mucosa was irregular with convoluted surface and covered with abundant brown-yellow catarrhal exudates. Microscopically, the gastric mucosa had well described punctate areas (pit-like structures) at points of P. magnipapilla attachment. Additionally, there were mucous hyperplasia of gastric glands and focal fibrosis with scarce infiltration of plasma cells, lymphocytes, multinucleated giant cells and eosinophils in the underlying lamina propria. This report describes a case of anemia and hyperplastic gastritis due to Physaloptera magnipapilla parasitism in a free-living Myrmecophaga tridactyla.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Xenarthra/parasitologia , Gastrite/veterinária , Spiruroidea/parasitologia , Anemia Hipocrômica/veterinária , Argentina , Anorexia/veterinária , Ascite/veterinária
11.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 68(4): 938-944, jul.-ago. 2016. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: lil-792461

Resumo

Os tumores estromais gastrointestinais (GIST) são incomuns e apresentam elevada similaridade histológica com as neoplasias de músculo liso e de nervo periférico. Este trabalho relata e caracteriza GIST em cães do ponto de vista epidemiológico, clínico-laboratorial, anatomopatológico e imuno-histoquímico, com base na análise retrospectiva de três cães, machos, com média de idade de 10 anos, variando de porte médio a grande e peso médio de 18.5±6kg. As alterações clínicas foram progressivas e inespecíficas de quadro gastrointestinal crônico, tais como prostração, anorexia, perda de peso e melena. Anemia não regenerativa e leucocitose foram os principais achados laboratoriais. Macroscopicamente, os tumores apresentavam média de 19cm no eixo maior, localizados em jejuno e ceco, com a superfície ulcerada, e exibiam áreas de necrose. Na avaliação microscópica, os casos apresentaram proliferação de células fusiformes, arranjadas em feixes longos densamente celulares, que foram vimentina e CD117 positivas, com diferenciação neural (S100 positivo), muscular (actina e desmina positivas) e anaplásica, cuja morfologia caracteriza neoplasias malignas com sobrevida de um dia a 12 meses. O GIST deve ser um dos diagnósticos diferenciais a serem considerados entre as neoplasias mesenquimais do trato gastrointestinal que acometem cães, e o diagnóstico final necessita de imuno-histoquímica.(AU)


Gastrointestinal stromal tumors (GIST) are uncommon and show high histological similarity with smooth muscle and peripheral neuron tumors. This paper reported three cases of gastrointestinal stromal tumor (GIST) showing its clinical and laboratorial presentation, and gross, microscopical and immunohistochemical features. Clinical signs and symptoms of the animals studied were progressive and characterized by nonspecific chronic gastrointestinal disorders such as depression, anorexia, weight loss and melena. Non regenerative anemia and leukocytosis were the main laboratory findings. Grossly, tumors were 19cm big, ulcerated and with necrotic areas. Microscopically, the tumors were malignant spindle cell proliferation with positivity to vimentine and CD117, with neural (S100+), myogenic (desmine + and smooth muscle actine+) and anaplasic differentiation. GIST should be one of the differential diagnoses to be considered among the mesenchymal neoplasms of the gastrointestinal tract of dogs.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Adulto , Idoso , Cães , Neoplasias Gastrointestinais/veterinária , Tumores do Estroma Gastrointestinal/veterinária , Imuno-Histoquímica/veterinária , Anemia/veterinária , Anorexia/veterinária , Melena , Redução de Peso
12.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 68(4): 938-944, jul.-ago. 2016. tab, ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-340770

Resumo

Gastrointestinal stromal tumors (GIST) are uncommon and show high histological similarity with smooth muscle and peripheral neuron tumors. This paper reported three cases of gastrointestinal stromal tumor (GIST) showing its clinical and laboratorial presentation, and gross, microscopical and immunohistochemical features. Clinical signs and symptoms of the animals studied were progressive and characterized by nonspecific chronic gastrointestinal disorders such as depression, anorexia, weight loss and melena. Non regenerative anemia and leukocytosis were the main laboratory findings. Grossly, tumors were 19cm big, ulcerated and with necrotic areas. Microscopically, the tumors were malignant spindle cell proliferation with positivity to vimentine and CD117, with neural (S100+), myogenic (desmine + and smooth muscle actine+) and anaplasic differentiation. GIST should be one of the differential diagnoses to be considered among the mesenchymal neoplasms of the gastrointestinal tract of dogs.(AU)


Os tumores estromais gastrointestinais (GIST) são incomuns e apresentam elevada similaridade histológica com as neoplasias de músculo liso e de nervo periférico. Este trabalho relata e caracteriza GIST em cães do ponto de vista epidemiológico, clínico-laboratorial, anatomopatológico e imuno-histoquímico, com base na análise retrospectiva de três cães, machos, com média de idade de 10 anos, variando de porte médio a grande e peso médio de 18.5±6kg. As alterações clínicas foram progressivas e inespecíficas de quadro gastrointestinal crônico, tais como prostração, anorexia, perda de peso e melena. Anemia não regenerativa e leucocitose foram os principais achados laboratoriais. Macroscopicamente, os tumores apresentavam média de 19cm no eixo maior, localizados em jejuno e ceco, com a superfície ulcerada, e exibiam áreas de necrose. Na avaliação microscópica, os casos apresentaram proliferação de células fusiformes, arranjadas em feixes longos densamente celulares, que foram vimentina e CD117 positivas, com diferenciação neural (S100 positivo), muscular (actina e desmina positivas) e anaplásica, cuja morfologia caracteriza neoplasias malignas com sobrevida de um dia a 12 meses. O GIST deve ser um dos diagnósticos diferenciais a serem considerados entre as neoplasias mesenquimais do trato gastrointestinal que acometem cães, e o diagnóstico final necessita de imuno-histoquímica.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Adulto , Idoso , Cães , Cães , Neoplasias Gastrointestinais/veterinária , Imuno-Histoquímica/veterinária , Tumores do Estroma Gastrointestinal/veterinária , Melena , Anorexia/veterinária , Redução de Peso , Anemia/veterinária
13.
Vet. Zoot. ; 22(4): 569-574, dez. 2015. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-16193

Resumo

El cáncer de pulmón se considera raro en el ganado. Este informe describe un caso de adenocarcinoma pulmonar em vaca de la raza Nelore vaca servido en la Clínica de Grandes Animales FMVZ-UNESP/Botucatu, SP. El animal tenía anorexia, sin movimientos del rumen, tosiendo y creptación fina y aumento en los ruidos traqueobronquiales y en la auscultación de ambos pulmones. Por la pérdida de peso progresiva se procedido a la prueba de la tuberculina la prueba doble comparativa y el resultado fue negativo. Dado el diagnóstico no concluyente de los hallazgos clínicos y pruebas de laboratorio, se realizo laparotomía exploratoria, y era sospechoso de mesotelioma. Sin embargo, el mal pronóstico, se decidió la eutanasia del animal. Durante la necropsia se encontraron nódulos de diversos tamaños, principalmente serosa parietal y visceral del bazo, y el parénquima pulmonar. El examen histopatológico mostró neoplasia epiteliales que forman acinos, con marcado pleomorfismo nuclear y de alta relación núcleo: citoplasma. La inmunohistoquímica fue positiva para células neoplásicas, donde estas eran difusa y citoplasmática (Citoqueratina A1/E1). El diagnóstico de neoplasia de pulmón se debe considerar en el ganado con la edad y/o la historia avanzada y signos clínicos de la pérdida de apetito y pérdida de peso, sobre todo cuando hay signos clínicos relacionados con el sistema respiratorio.(AU)


Lung neoplasms are considered rare in cattle. This report describes a case of pulmonary adenocarcinoma in a Nelore cow treated in the Large Animal Internal Medicine of FMVZUNESP/Botucatu, SP. The animal had anorexia, no rumen movements, coughing and thin crackling noises and increased tracheobronchial and bronchobronchiolar in the auscultation of both lungs. Because of progressive weight loss, the comparative tuberculin double test was proceeded, but the result was negative. Given the inconclusive diagnosis of clinical findings and laboratory tests, exploratory laparotomy was performed, and the suspicion of mesothelioma. However, due to poor prognosis, it was decided to euthanize the animal. Gross lesions were nodules of various sizes primarily in the parietal and visceral serous spleen, and lung parenchyma. The histopathological epithelial neoplasia found forming acini, with marked nuclear pleomorphism and high in nucleus: cytoplasm. Immunohistochemistry was positive for neoplastic cells, it is cytoplasmic and diffuse (Cytokeratin A1/E1). The diagnosis of lung neoplasms should be considered in cattle with advanced age and/or historical and clinical signs of inappetence, progressive weight loss, especially when there are clinical signs related to respiratory system.(AU)


Neoplasias pulmonares são consideradas raras em bovinos. Este relato descreve um caso de adenocarcinoma pulmonar em vaca Nelore atendida na Clínica de Grandes Animais da FMVZ-UNESP/Botucatu, SP. O animal apresentava anorexia, atonia ruminal, tosse e crepitação fina e aumento dos ruídos traqueobrônquico e broncobronquiolar à auscultação de ambos os pulmões. Pelo emagrecimento progressivo, procedeu-se o teste de tuberculina pelo teste duplo comparativo e o resultado foi negativo. Diante do diagnóstico inconclusivo dos achados clínicos e exames laboratoriais, realizou-se laparotomia exploratória, e suspeitou-se de mesotelioma. Porém, pelo mau prognóstico, decidiu-se a eutanásia do animal. Na necropsia havia nódulos de dimensões variadas principalmente em serosa parietal e visceral do baço, e no parênquima pulmonar. No exame histopatológico, constatou-se neoplasia epitelial formando ácinos, com pleomorfismo nuclear acentuado e alta relação núcleo:citoplasma. A imuno-histoquímica foi positiva para as células neoplásicas, sendo ela citoplasmática e difusa (Citoqueratina A1/E1). O diagnóstico de neoplasia pulmonar deve ser considerado em bovinos com idade avançada e/ou histórico e sinais clínicos de inapetência e emagrecimento progressivo, especialmente quando associado a sinais clínicos relacionados ao aparelho respiratório.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Adenocarcinoma/veterinária , Pulmão/patologia , Anorexia/veterinária , Redução de Peso , Neoplasias Pulmonares/veterinária
14.
Vet. Not. (Online) ; 20(2): 79-84, Jul-Dez. 2014. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1502411

Resumo

As bolsas guturais são divertículos da tuba auditiva, divididas em compartimento lateral e medial, possuindo função termorregulatória. Suas mais frequentes afecções são empiema, micose e timpanismo. O empiema é o que ocorre com maior frequência, tendo como principal agente causador o Streptococcus equi. Animais acometidos apresentam secreção nasal e quando crônico, há espessamento deste material, resultando em concreções duras, os condróides. O objetivo deste trabalho é relatar a utilização da abertura cirúrgica da bolsa gutural através do triângulo de Viborg, fenestração videoendoscópica do septo medial e retirada de condróides da bolsa gutural. Relata-se o caso de um equino que apresentava secreção nasal, apatia e anorexia. Através de endoscopia observou-se secreção purulenta principalmente na bolsa direita, caracterizando empiema. Foi instituído o tratamento clínico, porém sem resultados satisfatórios realizou-se, sob anestesia geral, fenestração do septo medial e acesso à bolsa pelo triângulo de Viborg pelo lado esquerdo, com implantação de sonda de Foley até a entrada da bolsa direita. Sem sucesso no tratamento pós-cirúrgico foi realizada nova endoscopia onde verificou-se a presença de condróides os quais foram retirados por novo procedimento cirúrgico, porém desta vez pelo lado direito. Conclui-se com este relato que a técnica de acesso à bolsa gutural pelo triângulo de Viborg mostra-se muito eficaz na remoção de condróides, que a fenestração do septo potencializa a limpeza diária das bolsas e que o exame endoscópico é a principal forma de diagnóstico do empiema, podendo este ser causado por Pseudomonas aeruginosa.


Assuntos
Animais , Empiema/veterinária , Fenestração do Labirinto/veterinária , Procedimentos Cirúrgicos Operatórios/veterinária , Anorexia/veterinária , Endoscopia , Pseudomonas aeruginosa/patogenicidade , Streptococcus/patogenicidade
15.
Vet. Not. ; 20(2): 79-84, Jul-Dez. 2014. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-481272

Resumo

As bolsas guturais são divertículos da tuba auditiva, divididas em compartimento lateral e medial, possuindo função termorregulatória. Suas mais frequentes afecções são empiema, micose e timpanismo. O empiema é o que ocorre com maior frequência, tendo como principal agente causador o Streptococcus equi. Animais acometidos apresentam secreção nasal e quando crônico, há espessamento deste material, resultando em concreções duras, os condróides. O objetivo deste trabalho é relatar a utilização da abertura cirúrgica da bolsa gutural através do triângulo de Viborg, fenestração videoendoscópica do septo medial e retirada de condróides da bolsa gutural. Relata-se o caso de um equino que apresentava secreção nasal, apatia e anorexia. Através de endoscopia observou-se secreção purulenta principalmente na bolsa direita, caracterizando empiema. Foi instituído o tratamento clínico, porém sem resultados satisfatórios realizou-se, sob anestesia geral, fenestração do septo medial e acesso à bolsa pelo triângulo de Viborg pelo lado esquerdo, com implantação de sonda de Foley até a entrada da bolsa direita. Sem sucesso no tratamento pós-cirúrgico foi realizada nova endoscopia onde verificou-se a presença de condróides os quais foram retirados por novo procedimento cirúrgico, porém desta vez pelo lado direito. Conclui-se com este relato que a técnica de acesso à bolsa gutural pelo triângulo de Viborg mostra-se muito eficaz na remoção de condróides, que a fenestração do septo potencializa a limpeza diária das bolsas e que o exame endoscópico é a principal forma de diagnóstico do empiema, podendo este ser causado por Pseudomonas aeruginosa.(AU)


Assuntos
Animais , Fenestração do Labirinto/veterinária , /fisiologia , Empiema/veterinária , Procedimentos Cirúrgicos Operatórios/veterinária , Endoscopia , Streptococcus/patogenicidade , Anorexia/veterinária , Pseudomonas aeruginosa/patogenicidade
16.
Pesqui. vet. bras ; 33(3): 299-304, Mar. 2013. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: lil-674374

Resumo

Simarouba versicolor é uma árvore semidecídua pertencente à família Simaroubaceae. Um surto de intoxicação por S. versicolor em bovinos por brotos da planta presente no pasto em Mato Grosso do Sul e sua reprodução experimental foram descritos. Esse estudo teve por objetivos verificar experimentalmente se os ovinos podem ser utilizados como modelo clínico-patológico no estudo da intoxicação por Simarouba versicolor St. Hil. (fam. Simaroubaceae), determinar se há indução de resistência pela ingestão de pequenas e repetidas doses e, se a planta mantém sua toxicidade quando dessecada. Foram realizados dois experimentos, sendo o primeiro com folhas verdes ou folhas dessecadas e trituradas de S. versicolor em doses únicas de 5g/kg, 5g/kg e 3g/kg a três ovinos (Ovino 1, 2 e 3 respectivamente). O experimento 2, foi realizado com diferentes doses diárias de folhas dessecadas e trituradas de S. versicolor em quatro ovinos que receberam 1,5g/kg, 0,75g/kg, 0,6g/kg e 0,3g/kg e, com um ovino que recebeu 3g/kg como controle positivo (Ovino 4). A administração foi suspensa quando os ovinos apresentaram sinais clínicos da intoxicação. Após doze dias de recuperação, os animais sobreviventes foram desafiados com a mesma dose diária da planta ingerida anteriormente para avaliar o desenvolvimento de resistência. Os sinais clínicos observados nos dois experimentos caracterizaram-se por anorexia, mucosas oculares congestas, polidipsia, sialorreia, fezes pastosas que evoluíram para diarreia líquida fétida esverdeada, decúbito lateral e morte para os Ovinos 1 a 7. As principais lesões histológicas observadas foram necrose do tecido linfoide (linfonodos, baço, placas de Peyer) e enterite necrosante. Com os resultados obtidos, pode-se concluir que os ovinos podem ser utilizados como modelo experimental clínico-patológico na intoxicação por S. versicolor. Com o método utilizado, não houve resistência ao consumo diário de folhas da planta pelos ovinos e, as folhas mantiveram sua toxicidade quando dessecadas.(AU)


Simarouba versicolor St. Hil. is a semideciduous tree belonging to the Simaroubaceae family. An outbreak of poisoning in cattle by shoots of S. versicolor present in the pasture in Mato Grosso do Sul and experimental reproduction of the poisoning was described. This study aimed to verify experimentally whether sheep could be used as a clinical-pathological model in the study of the poisoning caused by S. versicolor, to determine if there develops resistance induced by ingestion of small and repeated doses of the leaves, and if the plant keeps its toxicity when dried. Two experiments were conducted: Experiment 1 with green leaves or dried and powdered leave of S. versicolor, given in single doses of 5g/kg, 5g/kg and 3g/kg to three sheep (Sheep 1, 2 and 3 respectively). Experiment 2 was made with different daily doses of dried and powdered leaves of S. versicolor; to four sheep was given 1.5g/kg, 0.75g/kg, 0.6g/kg and 0.3g/kg, and the positive control (Sheep 4) received 3g/kg. The administration was suspended when the animals showed clinical signs of poisoning. After twelve days of recovery, the surviving sheep were challenged with the same daily dose given previously, to assess the development of resistance. Clinical signs observed in both experiments were characterized by anorexia, congested ocular mucosa, polydipsia, drooling, loose stools which evolved into fetid greenish watery diarrhea, lateral decumbency and death of Sheep 1 to 7. The main histological lesions observed were necrosis of lymphoid tissue (lymph nodes, spleen, Peyer's patches) and necrotizing enteritis. With the results it can be concluded that sheep can be used as experimental model for the clinic-pathological aspects of poisoning by S. versicolor. The method used has not shown resistance to the daily consumption of the plant by the sheep, and the leaves kept their toxicity when dried.(AU)


Assuntos
Animais , Cabras/imunologia , Sintomas Toxicológicos , Modelos Animais , Simaroubaceae/intoxicação , Anorexia/veterinária , Diarreia/veterinária , Apatia
17.
Pesqui. vet. bras ; 33(3): 299-304, mar. 2013. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-8601

Resumo

Simarouba versicolor é uma árvore semidecídua pertencente à família Simaroubaceae. Um surto de intoxicação por S. versicolor em bovinos por brotos da planta presente no pasto em Mato Grosso do Sul e sua reprodução experimental foram descritos. Esse estudo teve por objetivos verificar experimentalmente se os ovinos podem ser utilizados como modelo clínico-patológico no estudo da intoxicação por Simarouba versicolor St. Hil. (fam. Simaroubaceae), determinar se há indução de resistência pela ingestão de pequenas e repetidas doses e, se a planta mantém sua toxicidade quando dessecada. Foram realizados dois experimentos, sendo o primeiro com folhas verdes ou folhas dessecadas e trituradas de S. versicolor em doses únicas de 5g/kg, 5g/kg e 3g/kg a três ovinos (Ovino 1, 2 e 3 respectivamente). O experimento 2, foi realizado com diferentes doses diárias de folhas dessecadas e trituradas de S. versicolor em quatro ovinos que receberam 1,5g/kg, 0,75g/kg, 0,6g/kg e 0,3g/kg e, com um ovino que recebeu 3g/kg como controle positivo (Ovino 4). A administração foi suspensa quando os ovinos apresentaram sinais clínicos da intoxicação. Após doze dias de recuperação, os animais sobreviventes foram desafiados com a mesma dose diária da planta ingerida anteriormente para avaliar o desenvolvimento de resistência. Os sinais clínicos observados nos dois experimentos caracterizaram-se por anorexia, mucosas oculares congestas, polidipsia, sialorreia, fezes pastosas que evoluíram para diarreia líquida fétida esverdeada, decúbito lateral e morte para os Ovinos 1 a 7. As principais lesões histológicas observadas foram necrose do tecido linfoide (linfonodos, baço, placas de Peyer) e enterite necrosante. Com os resultados obtidos, pode-se concluir que os ovinos podem ser utilizados como modelo experimental clínico-patológico na intoxicação por S. versicolor. Com o método utilizado, não houve resistência ao consumo diário de folhas da planta pelos ovinos e, as folhas mantiveram sua toxicidade quando dessecadas.(AU)


Simarouba versicolor St. Hil. is a semideciduous tree belonging to the Simaroubaceae family. An outbreak of poisoning in cattle by shoots of S. versicolor present in the pasture in Mato Grosso do Sul and experimental reproduction of the poisoning was described. This study aimed to verify experimentally whether sheep could be used as a clinical-pathological model in the study of the poisoning caused by S. versicolor, to determine if there develops resistance induced by ingestion of small and repeated doses of the leaves, and if the plant keeps its toxicity when dried. Two experiments were conducted: Experiment 1 with green leaves or dried and powdered leave of S. versicolor, given in single doses of 5g/kg, 5g/kg and 3g/kg to three sheep (Sheep 1, 2 and 3 respectively). Experiment 2 was made with different daily doses of dried and powdered leaves of S. versicolor; to four sheep was given 1.5g/kg, 0.75g/kg, 0.6g/kg and 0.3g/kg, and the positive control (Sheep 4) received 3g/kg. The administration was suspended when the animals showed clinical signs of poisoning. After twelve days of recovery, the surviving sheep were challenged with the same daily dose given previously, to assess the development of resistance. Clinical signs observed in both experiments were characterized by anorexia, congested ocular mucosa, polydipsia, drooling, loose stools which evolved into fetid greenish watery diarrhea, lateral decumbency and death of Sheep 1 to 7. The main histological lesions observed were necrosis of lymphoid tissue (lymph nodes, spleen, Peyer's patches) and necrotizing enteritis. With the results it can be concluded that sheep can be used as experimental model for the clinic-pathological aspects of poisoning by S. versicolor. The method used has not shown resistance to the daily consumption of the plant by the sheep, and the leaves kept their toxicity when dried.(AU)


Assuntos
Animais , Cabras/imunologia , Modelos Animais , Simaroubaceae/intoxicação , Sintomas Toxicológicos , Apatia , Anorexia/veterinária , Diarreia/veterinária
18.
Rev. Ciênc. Agrovet. (Online) ; 12(1): 88-93, 2013.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1487960

Resumo

intoxicação por paracetamol em gatos ocorre por exposição acidental ou de forma iatrogênica, quando um responsável o administra na intenção de tratar seu animal. Os gatos apresentam defi ciência em sua biotransformação e por isso mesmo pequenas doses do fármaco podem provocar sinais de intoxicação. Dentre os sinais clínicos pode-se observar cianose, depressão, icterícia, edema de face e membros, taquipnéia, dispnéia, anorexia, fraqueza, vômito, hipotermia e hematúria. Felizmente, com um tratamento agressivo e cuidado de suporte adequado, a maioria dos animais se recupera completamente. O proprietário deve ser orientado a nunca administrar paracetamol em gatos. Considerando a grande quantidade de gatos atendidos na emergência veterinária com sinais clínicos de intoxicação por paracetamol, tem-se por objetivo apresentar informações sobre essa enfermidade para que os clínicos de pequenos animais possam identifi car o quadro e assim tratá-lo com sucesso.


Paracetamol intoxication in cats occurs due to accidental or iatrogenic exposure, when the owners administers the medication with the intention of treating their pet. Cats are defi cient in terms of biotransformation, so even small doses of the drug can cause toxicity. Among the clinical signs, cyanosis, depression, icterus, edema of face and limbs, tachypnea, dyspnea, anorexia, weakness,vomiting, hypothermia and hematuria can be observed. Fortunately, with aggressive treatment and appropriate supportive care, most animals are able to recover completely. Owners should be advised not to administer acetaminophen in cats. Considering the large number of cats treated in emergency veterinary with clinical signs of acetaminophen toxicity, we have the objective of presenting information about this disease for clinicians of small animals to identify the framework and thus treat it successfully.


Assuntos
Acetaminofen/toxicidade , Biotransformação/fisiologia , Gatos/classificação , Intoxicação , Anorexia , Cianose , Depressão , Dispneia , Edema , Hipotermia , Icterícia
19.
Rev. Ciênc. Agrovet. (Online) ; 12(Especial): 21-22, junho 2013.
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1488003

Resumo

As úlceras gastroduodenais são incomuns em gatos e suas causas ainda não estão bem esclarecidas (LIPTAK et al., 2002; CARIOU et al., 2010). Contudo, elas podem estar associadas a neoplasias, anti-inflamatórios não esteroidais, estresse, hiperacidez gástrica, hipovolemia, falência renal, endoparasitas e intoxicações (LIPTAK et al., 2002; NELSON e COUTO, 2006; CARIOU et al., 2010). O presente estudo tem como objetivo relatar um caso de úlcera gastroduodenal em felino.


Assuntos
Animais , Gatos , Anorexia/veterinária , Laparotomia/veterinária , Peritonite/veterinária , Vômito/veterinária , Úlcera Péptica Perfurada , Dexametasona/administração & dosagem , Fraturas Ósseas/veterinária , Pelve
20.
R. Ci. agrovet. ; 12(1): 88-93, 2013.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-3438

Resumo

intoxicação por paracetamol em gatos ocorre por exposição acidental ou de forma iatrogênica, quando um responsável o administra na intenção de tratar seu animal. Os gatos apresentam defi ciência em sua biotransformação e por isso mesmo pequenas doses do fármaco podem provocar sinais de intoxicação. Dentre os sinais clínicos pode-se observar cianose, depressão, icterícia, edema de face e membros, taquipnéia, dispnéia, anorexia, fraqueza, vômito, hipotermia e hematúria. Felizmente, com um tratamento agressivo e cuidado de suporte adequado, a maioria dos animais se recupera completamente. O proprietário deve ser orientado a nunca administrar paracetamol em gatos. Considerando a grande quantidade de gatos atendidos na emergência veterinária com sinais clínicos de intoxicação por paracetamol, tem-se por objetivo apresentar informações sobre essa enfermidade para que os clínicos de pequenos animais possam identifi car o quadro e assim tratá-lo com sucesso.(AU)


Paracetamol intoxication in cats occurs due to accidental or iatrogenic exposure, when the owners administers the medication with the intention of treating their pet. Cats are defi cient in terms of biotransformation, so even small doses of the drug can cause toxicity. Among the clinical signs, cyanosis, depression, icterus, edema of face and limbs, tachypnea, dyspnea, anorexia, weakness,vomiting, hypothermia and hematuria can be observed. Fortunately, with aggressive treatment and appropriate supportive care, most animals are able to recover completely. Owners should be advised not to administer acetaminophen in cats. Considering the large number of cats treated in emergency veterinary with clinical signs of acetaminophen toxicity, we have the objective of presenting information about this disease for clinicians of small animals to identify the framework and thus treat it successfully.(AU)


Assuntos
Intoxicação , Acetaminofen/toxicidade , Gatos/classificação , Biotransformação/fisiologia , Cianose , Depressão , Icterícia , Edema , Dispneia , Hipotermia , Anorexia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA