Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Ciênc. rural (Online) ; 53(11): e20210883, 2023. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1427318

Resumo

In the last decades, the high incidence of viruses transmitted by whiteflies has become a problem in the tomato fields, threatening, more recently, the potato crops. The present study carried out a survey of begomoviruses and criniviruses in tomato and potato crops, from 2015 to 2018, in the municipalities of Araucária, Campo do Tenente, Campo Largo, Contenda, Lapa, Faxinal, Morretes, Reserva, Castro, Palmeira and São Mateus do Sul, in Paraná State, Brazil. Total DNA and RNA from leaves were extracted and used as templates to detect, respectively, begomoviruses by PCR and criniviruses by RT-PCR. Out of 215 tomato samples, 14 from Faxinal were infected by crinivirus. The other tomato samples and 243 potato samples showed negative results for begomovirus and crinivirus. Results indicated a low incidence (6.5%) of crinivirus infecting tomato crops in Paraná State, and the nucleotide sequence of one amplified fragment shared 99.71% identity with tomato chlorotic virus (ToCV).


Nas últimas décadas, a alta incidência de vírus transmitidos por mosca-branca tornou-se um problema nos campos de tomateiros, ameaçando, mais recentemente, a cultura da batateira. O presente trabalho teve como objetivo realizar um levantamento de begomovírus e crinivírus em lavouras de tomateiro e batateira nos municípios de Araucária, Campo do Tenente, Campo Largo, Contenda, Lapa, Faxinal, Morretes, Reserva, Castro, Palmeira e São Mateus do Sul, no Estado do Paraná, Brasil, de 2015 à 2018. DNA e RNA totais de folhas foram extraídos e utilizados como molde para detectar begomovírus por PCR e crinivírus por RT-PCR. Das 215 amostras de tomateiros coletadas, 14 provenientes de Faxinal estavam infectadas por crinivírus. As demais amostras de tomateiro e as 243 amostras de batateira analisadas apresentaram resultados negativo para begomovírus e crinivírus. Os resultados indicaram baixa incidência (6,5%) de crinivírus infectando lavouras de tomateiros no Estado do Paraná e a sequência de nucleotídeos de um amplicon apresentou 99,71% de identidade com o crinivírus tomato chlorotic virus (ToCV).


Assuntos
Doenças das Plantas , Solanum tuberosum/virologia , Solanum lycopersicum/virologia , Crinivirus , Begomovirus
2.
Braz. j. biol ; 82: e262248, 2022. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1384040

Resumo

Satellites associated begomoviruses are the most diverse group of plant viruses in tropical and subtropical regions. In Pakistan, during field surveys in 2019-2020, Sonchus palustris (a weed plant) was observed showing begomovirus symptoms i.e., vein yellowing and mosaic patterns on leaves. Rolling circle amplification from total isolated DNA of symptomatic leaves was performed to amplify circular viral genomes. Subsequent cloning and sequencing showed that a new strain of Alternanthera yellow vein virus (AlYVV) is associated with vein yellowing disease of S. palustris. The identity percentage analysis through BLAST search and SDT analysis showed that the new strain is 94-98% identical to AlYVV isolates reported from Pakistan, India and China. In phylogenetic tree, it clustered with AlYVV-[PK:E prostrata:15-KX710155], AlYVV-[PK:E prostrata:13]-KX906697] and AlYVV-[PK:E prostrata:11]-KX906694] previously reported from Pakistan. There was no detectable level of betasatellite or any other satellite molecule in the samples studied here. Phylogenetic analysis of Rep and CP genes of AlYVV with corresponding genes of closely related viruses circulating in Southeast Asia showed intra-specific recombination involving both complementary and virion sense region of virus. Relaxed clock and Bayesian Skyline Plot analysis based on CP gene sequences indicated slight higher substitution rates (4.75 x 10-3 substitutions/nucleotide/year). In the Indian subcontinent satellite-associated monopartite begomoviruses predominately infect crops and non-crop plants. But AlYVV is found infecting mostly non-crop plants independent of satellite molecules. We hypothesize here that AlYVV evolved as a true monopartite begomovirus in the Indian sub-continent and could be a great threat to introduced crops under suitable conditions. Such studies are crucial to understand probable future epidemics of begomoviruses in the region.


Os begomovírus associados aos satélites são o grupo mais diversificado de vírus de plantas encontrado em regiões tropicais e subtropicais. No Paquistão, durante pesquisas de campo entre 2019 e 2020, a espécie Sonchus palustris L. (uma planta daninha) foi observada apresentando sintomas de begomovírus, ou seja, amarelecimento das veias e padrões de mosaico nas folhas. A Amplificação em Círculo Rolante (ACR) a partir de DNA isolado total de folhas sintomáticas foi realizada para amplificar genomas virais circulares. A clonagem e sequenciamento subsequentes mostraram que uma nova cepa de Alternanthera yellow vein virus (AlYVV) está associada à doença do amarelecimento das veias de S. palustris. A análise da porcentagem de identidade por meio de pesquisa BLAST e análise SDT mostrou que a nova cepa é 94-98% idêntica aos isolados de AlYVV relatados no Paquistão, Índia e China. Na árvore filogenética, essa cepa se agrupou com AlYVV-[PK:E prostrata:15-KX710155], AlYVV-[PK:E prostrata:13]-KX906697] e AlYVV-[PK:E prostrata:11]-KX906694] relatada anteriormente de Paquistão. Não houve nível detectável de betassatélite ou qualquer outra molécula satélite nas amostras estudadas aqui. A análise filogenética de genes Rep e CP de AlYVV com genes correspondentes de vírus intimamente relacionados que estão circulando no Sudeste Asiático mostrou recombinação intraespecífica envolvendo a região complementar e de sentido viral do vírus. Relógio molecular relaxado e análise de Bayesian Skyline Plot (BSP) com base nas sequências do gene CP indicaram taxas de substituição ligeiramente mais altas (4,75 x 10-3 substituições/nucleotídeo/ano). No subcontinente indiano, os begomovírus monopartidos associados aos satélites infectam predominantemente culturas e plantas não cultivadas. Mas o AlYVV é encontrado infectando principalmente plantas não cultivadas, independentemente de moléculas satélites. Desenvolveu-se a hipótese de que o AlYVV evoluiu como um verdadeiro begomovírus monopartido no subcontinente indiano e pode ser uma grande ameaça às culturas introduzidas em condições adequadas. Tais estudos são cruciais para entender prováveis e ​​futuras epidemias de begomovírus na região.


Assuntos
Animais , Paquistão , Filogenia , Sonchus/parasitologia , Begomovirus
3.
Braz. j. biol ; 84: e252910, 2024. tab, mapas, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1360209

Resumo

Bemisia tabaci is a species complex that causes damage to its broad range of plant hosts through serious feeding. It transmits plant viruses of different groups to important agricultural crops. Some important cash crops of Pakistan are sugar cane, rice, tobacco and seed oil. It shows high genetic variability and is differentiated as races or biotypes. Biotypes are, biotype Q, biotype B, biotype B2, biotype M, biotype L, biotype A, biotype H, biotype C, biotype K, biotype N, biotype R, biotype E, biotype P, biotype J, biotype S, biotype AN. Although the current report based on the Bayesian study of mitochondrial cytohrome oxidase gene1 (CO1) DNA sequences has classified the different populations of whiteflies into twelve genetic groups which are Mediterranean, Sub-Saharan Africa silverleafing, Indian Ocean, Asia II, Asia I, Australia, New World, Italy, China, Sub-Saharan Africa non-silverleafing, Mediterranean/Asia Minor/Africa and Uganda sweet potato. Begomoviruses is largest group of viruses transmitted by B. tabaci and cause major diseases of crops such as tomato and chili leaf curl disease, cassava mosaic disease; yellow mosaic disease of legumes and cotton leaf curl disease. The main objective of current study is to inculpate knowledge regarding genetic diversity of whitefly in cotton fields across Pakistan via analysis of partial DNA sequence of mitochondrial gene Cytochrom Oxidase I (mtCO1).


Bemisia tabaci é um complexo de espécies que causa danos a uma ampla gama de hospedeiros vegetais por meio de alimentação séria. Ele transmite vírus de plantas de diferentes grupos para importantes safras agrícolas. Algumas safras comerciais importantes do Paquistão são cana-de-açúcar, arroz, tabaco e óleo de semente. Apresenta alta variabilidade genética e é diferenciado em raças ou biótipos. Os biótipos são: biótipo Q, biótipo B, biótipo B2, biótipo M, biótipo L, biótipo A, biótipo H, biótipo C, biótipo K, biótipo N, biótipo R, biótipo E, biótipo P, biótipo J, biótipo S, biótipo AN . Embora o relatório atual baseado no estudo bayesiano das sequências de DNA do gene 1 da oxidase do citocromo mitocondrial (CO1) tenha classificado as diferentes populações de moscas-brancas em doze grupos genéticos, que são Mediterrâneo, África Subsaariana com folha de prata, Oceano Índico, Ásia II, Ásia I, Austrália, Novo Mundo, Itália, China, África Subsaariana sem folha prateada, Batata-doce Mediterrâneo / Ásia Menor / África e Uganda. Os begomovírus são o maior grupo de vírus transmitidos por B. tabaci e causam as principais doenças de culturas, como a doença do cacho do tomate e da pimenta-malagueta, doença do mosaico da mandioca, doença do mosaico amarelo de leguminosas e doença do enrolamento da folha do algodão. O principal objetivo do presente estudo é inculpar conhecimento sobre a diversidade genética da mosca-branca em campos de algodão em todo o Paquistão por meio da análise da sequência parcial de DNA do gene mitocondrial Citocromo Oxidase I (mtCO1).


Assuntos
Variação Genética , Genes Mitocondriais , Begomovirus , Pragas da Agricultura
4.
Braz. j. biol ; 84: e260922, 2024. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1384074

Resumo

Alphasatellites (family Alphasatellitidae) are circular, single-stranded (ss) DNA molecules of ~1350 nucleotide in size that have been characterized in both the Old and New Worlds. Alphasatellites have inherent ability to self-replicate, which is accomplished by a single protein, replication-associated protein (Rep). Although the precise function of alphasatellite is yet unknown, and these consider dispensable for infectivity, however, their Rep protein functions as a suppressor of host defence. While alphasatellites are most frequently associated with begomoviruses, particularly with monopartite than bipartite begomoviruses, they have recently been found associated with mastreviruses. The in planta maintenance of alphasatellites by helper geminivirus is still an enigma, with no available study on the topic. This study aimed to investigate whether a widely distributed bipartite begomovirus, tomato leaf curl New Delhi virus (ToLCNDV), can maintain cotton leaf curl Multan alphasatellite (CLCuMuA) in the presence or absence of cotton leaf curl Multan betasatellite (CLCuMuB). The findings of this study demonstrated that ToLCNDV or its DNA A could maintain CLCuMuA in Nicotiana benthamiana plants. However, the presence of CLCuMuB interferes with the maintenance of CLCuMuA, and mutations in the CP of ToLCNDV further reduces it. Our study highlighted that the maintenance of alphasatellites is impaired in the presence of a betasatellite by ToLCNDV. Further investigation is needed to unravel all the interactions between a helper virus and an alphasatellites.


Alfassatélites (família Alphasatellitidae) são moléculas de DNA circulares de fita simples (ss) de ~1350 nucleotídeos de tamanho, que foram caracterizadas tanto no Velho como no Novo Mundo. Os alfassatélites têm capacidade inerente de autorreplicação, o que é realizado por uma única proteína, a proteína associada à replicação (Rep). Embora a função precisa dos alfassatélites ainda seja desconhecida, e estes sejam considerados dispensáveis ​​para infectividade, entretanto, sua proteína Rep funciona como supressora da defesa do hospedeiro. Embora os alfassatélites sejam mais frequentemente associados a begomovírus, particularmente com begomovírus monopartidos do que bipartidos, eles foram encontrados recentemente associados a mastrevírus. A manutenção in planta de alfassatélites por helper geminivirus ainda é um enigma, sem estudos disponíveis sobre o tema. Este estudo teve como objetivo investigar se um begomovírus bipartido amplamente distribuído, o tomate leaf curl New Delhi virus (ToLCNDV), pode manter o alfassatélite Multan do enrolamento das folhas de algodão (CLCuMuA) na presença ou ausência do betassatélite Multan do enrolamento das folhas de algodão (CLCuMuB). Os achados deste estudo demonstraram que ToLCNDV ou seu DNA A poderia manter CL CuMuA em plantas de Nicotiana benthamiana. No entanto, a presença de CLCuMuB interfere na manutenção de CLCuMuA, e mutações no CP de ToLCNDV a reduzem ainda mais. Nosso estudo destacou que a manutenção de alfassatélites é prejudicada na presença de um betassatélite por ToLCNDV. Mais investigações são necessárias para desvendar todas as interações entre um vírus auxiliar e um alfassatélite.


Assuntos
DNA , Gossypium/genética , Begomovirus
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA