Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 165
Filtrar
1.
Braz. j. biol ; 83: e246180, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1278550

Resumo

Abstract In fisheries, the phenomenon known as fishing down food webs is supposed to be a consequence of overfishing, which would be reflected in a reduction in the trophic level of landings. In such scenarios, the resilience of carnivorous, top predator species is particularly affected, making these resources the first to be depleted. The Serra Spanish mackerel, Scomberomorus brasiliensis, exemplifies a predator resource historically targeted by artisanal fisheries on the Brazilian coast. The present work analyzes landings in three periods within a 50-year timescale on the Parana coast, Southern Brazil, aiming to evaluate whether historical production has supposedly declined. Simultaneously, the diet was analyzed to confirm carnivorous habits and evaluate the trophic level in this region. Surprisingly, the results show that from the 1970's to 2019 Serra Spanish mackerel production grew relatively to other resources, as well as in individual values. The trophic level was calculated as 4.238, similar to other Scomberomorus species, consisting of a case where landings increase over time, despite the high trophic level and large body size of the resource. The results agree with a recent global assessment that has demystified a necessary correlation between high trophic level and overexploitation, but possible factors acting on the present findings are discussed.


Resumo Na pesca, o fenômeno fishing down food webs, ou 'pescando teias tróficas abaixo', expressa a redução do nível trófico na composição das capturas, e tem origem tradicionalmente atribuída à sobrepesca. Sob intenso extrativismo, a resiliência das espécies carnívoras, predadoras de topo, é particularmente afetada, sendo seus estoques os primeiros a entrarem em depleção. A cavala, ou serra, ou sororoca, Scomberomorus brasiliensis, é exemplo de recurso predador historicamente alvo da pesca artesanal, de pequena escala, na costa brasileira. O presente trabalho analisa os valores de desembarque do recurso em três períodos ao longo de 50 anos na costa paranaense, sul do Brasil, com objetivo de avaliar se sua produção tem efetivamente diminuído. Ainda, estuda-se a dieta da espécie na região, para confirmar seus hábitos carnívoros e avaliar o nível trófico na região. Os resultados mostram que, surpreendentemente, dos anos 1970 para 2019 a produção de S. brasiliensis tem aumentado em valores absolutos, bem como relativamente à de outros recursos, em que pese o nível trófico 4,238, similar a outras espécies do gênero. Constata-se que a pesca da cavala na região de estudo constitui um caso de aumento nos desembarques a despeito de elevado nível trófico e grande tamanho corpóreo. Os resultados concordam com recente levantamento em nível mundial, que nega existir correlação necessária entre sobrepesca e nível trófico alto, mas fatores que podem explicar os resultados do presente trabalho são discutidos.


Assuntos
Animais , Perciformes , Pesqueiros , Brasil , Conservação dos Recursos Naturais , Cadeia Alimentar
2.
Neotrop. ichthyol ; 21(1): e220064, 2023. mapas, graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1418161

Resumo

The hydrological regime leads to fluctuations in the availability of food resources for fish, which may reflect in their diet variation. Our main goal was to analyze the relationship between water-level fluctuations and the diet and the body condition of Trachelyopterus galeatus in the Upper Paraná River floodplain. The fish used in the study were sampled quarterly along nine years, at nine sampling stations. Our results showed that diet of T. galeatus varied in response to oscillations in the hydrometric level, with the consumption of terrestrial invertebrates being positively related to hydrometric level, while the consumption of aquatic invertebrates was negatively related. The trophic niche breadth and feeding activity were not affected by hydrometric level, but the fish body condition was positively affected. The high food plasticity allows T. galeatus to consume the most available resources (e.g., terrestrial invertebrates in high water levels), which probably contributed to the increase in its body condition in higher hydrometric levels. In summary, the hydrological dynamic is fundamental for the diet variation of omnivorous fish, which can take advantage of the resource availability according to the hydrometric level, increasing its body condition when allochthonous resources as terrestrial invertebrates are supposed to be more available.(AU)


O regime hidrológico leva a flutuações na disponibilidade de recursos alimentares para os peixes, o que pode refletir na variação de sua dieta. O principal objetivo foi analisar a relação entre as oscilações do nível hidrométrico e a dieta e condição corporal de Trachelyopterus galeatus na planície de inundação do alto rio Paraná. Os peixes foram amostrados trimestralmente durante nove anos, em nove locais. Nossos resultados mostraram que a dieta de T. galeatus variou em resposta às oscilações do nível hidrométrico, com o consumo de invertebrados terrestres sendo positivamente relacionado com o nível hidrométrico, enquanto o consumo de invertebrados aquáticos foi negativamente relacionado. O nicho trófico e a atividade alimentar não foram afetados pelo nível hidrométrico, mas a condição corporal dos peixes foi positivamente afetada. A alta plasticidade alimentar permite que T. galeatus aproveite recursos mais disponíveis (por exemplo, invertebrados terrestres em níveis elevados), o que provavelmente contribui para o aumento da condição corporal em níveis hidrométricos elevados. Em resumo, a dinâmica hidrológica é fundamental para a variação da dieta de peixes onívoros, que podem aproveitar a disponibilidade de recursos de acordo com o nível hidrométrico, aumentando sua condição corporal quando recursos alóctones, como invertebrados terrestres, são supostamente mais disponíveis.(AU)


Assuntos
Animais , Peixes-Gato/fisiologia , Cadeia Alimentar , Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Animal , Balanço Hidrológico
3.
Neotrop. ichthyol ; 21(1): e220103, 2023. mapas, graf, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1418883

Resumo

Data obtained by direct observation of organisms in their natural habitats can provide valuable contributions regarding intra- and inter-specific interactions, as well as spatial distribution and trophic relationships. However, relatively few such data are available for the Neotropical ichthyofauna relative to the great species diversity of this region. We present data on the ichthyofauna in karst environments of the Serra da Bodoquena, Upper Paraguay River basin regarding their categorization into functional trophic groups. We used direct observations that focused on the most frequent feeding tactics and their spatial (vertical and horizontal) distribution in the channel. We observed 83 fish species in 17 functional trophic groups. The greatest species richness was concentrated in the Characidae and Loricariidae in the categories Diurnal Backwater Drift Feeders and Grazers, respectively. Regarding horizontal depth stratification, we found a positive relationship between the association of small fish with the shallow marginal habitats. This work represents a contribution to a region known for its high tourist potential and to the important diversity of the entire ichthyofauna of the Upper Paraguay basin region that requires proper conservation strategies for sustaining these species.(AU)


Dados obtidos pela observação direta dos organismos em seus hábitats naturais podem fornecer valiosas contribuições com relação a interações intra e inter-específicas, além de distribuição espacial e relações tróficas. Entretanto, relativamente poucos dados estão disponíveis no que diz respeito à ictiofauna neotropical dada à grande diversidade dessa região. Apresentamos dados sobre a ictiofauna em ambientes cársticos da Serra da Bodoquena, bacia do alto rio Paraguai e a categorização das mesmas em grupos tróficos funcionais baseada em observações diretas relacionadas às táticas alimentares mais frequentes e à sua distribuição espacial (vertical e horizontal) no canal. Assim sendo, observamos 83 espécies de peixes alocadas em 17 grupos tróficos funcionais. A maior riqueza de espécies concentrou-se nas famílias Characidae e Loricariidae, abrangendo as categorias Catadores Diurnos de Itens Arrastados pela Corrente e Pastadores, respectivamente. Com relação à estratificação horizontal, encontramos a relação positiva entre a associação de peixes de pequeno porte com relação aos hábitats marginais. Esse trabalho representa uma contribuição a uma região conhecida pelo seu alto potencial turístico e à importante diversidade da ictiofauna da região da bacia do alto Paraguai que requer estratégias de conservação adequadas para sustentar essas espécies.(AU)


Assuntos
Animais , Cadeia Alimentar , Comportamento Alimentar , Peixes/fisiologia , Brasil , Ecossistema , Níveis Tróficos
4.
Braz. j. biol ; 83: e270256, 2023. tab, graf, mapas
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1429997

Resumo

Cobalt metal is considered as an essential trace element for the animals. Present investigation was undertaken in the peri-urban area to analyze the cobalt availability in animal food chain by using different indices. Cow, buffalo and sheep samples along with forage and soil samples were collected from the three different sites of District Jhang and analyzed through atomic absorption spectrophotometer. Cobalt values differed in soil samples as 0.315-0.535 mg/kg, forages as 0.127-0.333 mg/kg and animal samples as 0.364-0.504 mg/kg. Analyzed cobalt concentration in soil, forage and animal samples was found to be deficient in concentration with respect to standard limits. Soil showed the minimum cobalt level in Z. mays while maximum concentration was examined in the forage C. decidua samples. All indices examined in this study has values lesser than 1, representing the safer limits of the cobalt concentration in these samples. Enrichment factor (0.071-0.161 mg/kg) showed the highly deficient amount of cobalt enrichment in this area. Bio-concentration factor (0.392-0.883) and pollution load index (0.035-0.059 mg/kg) values were also lesser than 1 explains that plant and soil samples are not contaminated with cobalt metal. The daily intake and health risk index ranged from 0.00019-0.00064 mg/kg/day and 0.0044-0.0150 mg/kg/day respectively. Among the animals, cobalt availability was maximum (0.0150 mg/kg/day) in the buffaloes that grazed on the C. decidua fodder. Results of this study concluded that cobalt containing fertilizers must be applied on the soil and forages. Animal feed derived from the cobalt containing supplements are supplied to the animals, to fulfill the nutritional requirements of livestock.


O metal cobalto é considerado um oligoelemento essencial para os animais. A presente investigação foi realizada na área periurbana para analisar a disponibilidade de cobalto na cadeia alimentar animal usando diferentes índices. Amostras de vacas, búfalos e ovelhas, juntamente com amostras de forragem e solo foram coletadas em três locais diferentes do Distrito Jhang e analisadas por meio de espectrofotômetro de absorção atômica. Os valores de cobalto diferiram em amostras de solo como 0,315-0,535mg/kg, forragens como 0,127-0,333 mg/kg e amostras de animais como 0,364-0,504 mg/kg. A concentração de cobalto analisada no solo, forragem e amostras de animais foi considerada deficiente em relação aos limites padrão. O solo apresentou o teor mínimo de cobalto em Z. mays enquanto a concentração máxima foi examinada nas amostras de forragem C. decidua. Todos os índices examinados neste estudo possuem valores menores que 1, representando os limites mais seguros da concentração de cobalto nestas amostras. O fator de enriquecimento (0,071-0,161 mg/kg) mostrou a quantidade altamente deficiente de enriquecimento de cobalto nesta área. Os valores do fator de bioconcentração (0,392-0,883) e do índice de carga de poluição (0,035-0,059 mg/kg) também foram menores que 1, o que explica que as amostras de plantas e solo não estão contaminadas com cobalto metálico. A ingestão diária e o índice de risco à saúde variaram de 0,00019-0,00064 mg/kg/dia e 0,0044-0,0150 mg/kg/dia, respectivamente. Entre os animais, a disponibilidade de cobalto foi máxima (0,0150 mg/kg/dia) nos búfalos que pastaram na forragem de C. decidua. Os resultados deste estudo concluíram que fertilizantes contendo cobalto devem ser aplicados no solo e nas forragens. A ração animal derivada dos suplementos contendo cobalto é fornecida aos animais, para atender às necessidades nutricionais do gado.


Assuntos
Análise do Solo , Cobalto , Cadeia Alimentar , Fertilizantes
5.
Braz. j. biol ; 83: 1-7, 2023. map, graf, tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1468825

Resumo

In fisheries, the phenomenon known as fishing down food webs is supposed to be a consequence of overfishing, which would be reflected in a reduction in the trophic level of landings. In such scenarios, the resilience of carnivorous, top predator species is particularly affected, making these resources the first to be depleted. The Serra Spanish mackerel, Scomberomorus brasiliensis, exemplifies a predator resource historically targeted by artisanal fisheries on the Brazilian coast. The present work analyzes landings in three periods within a 50-year timescale on the Parana coast, Southern Brazil, aiming to evaluate whether historical production has supposedly declined. Simultaneously, the diet was analyzed to confirm carnivorous habits and evaluate the trophic level in this region. Surprisingly, the results show that from the 1970's to 2019 Serra Spanish mackerel production grew relatively to other resources, as well as in individual values. The trophic level was calculated as 4.238, similar to other Scomberomorus species, consisting of a case where landings increase over time, despite the high trophic level and large body size of the resource. The results agree with a recent global assessment that has demystified a necessary correlation between high trophic level and overexploitation, but possible factors acting on the present findings are discussed.


Na pesca, o fenômeno fishing down food webs, ou 'pescando teias tróficas abaixo', expressa a redução do nível trófico na composição das capturas, e tem origem tradicionalmente atribuída à sobrepesca. Sob intenso extrativismo, a resiliência das espécies carnívoras, predadoras de topo, é particularmente afetada, sendo seus estoques os primeiros a entrarem em depleção. A cavala, ou serra, ou sororoca, Scomberomorus brasiliensis, é exemplo de recurso predador historicamente alvo da pesca artesanal, de pequena escala, na costa brasileira. O presente trabalho analisa os valores de desembarque do recurso em três períodos ao longo de 50 anos na costa paranaense, sul do Brasil, com objetivo de avaliar se sua produção tem efetivamente diminuído. Ainda, estuda-se a dieta da espécie na região, para confirmar seus hábitos carnívoros e avaliar o nível trófico na região. Os resultados mostram que, surpreendentemente, dos anos 1970 para 2019 a produção de S. brasiliensis tem aumentado em valores absolutos, bem como relativamente à de outros recursos, em que pese o nível trófico 4,238, similar a outras espécies do gênero. Constata-se que a pesca da cavala na região de estudo constitui um caso de aumento nos desembarques a despeito de elevado nível trófico e grande tamanho corpóreo. Os resultados concordam com recente levantamento em nível mundial, que nega existir correlação necessária entre sobrepesca e nível trófico alto, mas fatores que podem explicar os resultados do presente trabalho são discutidos.


Assuntos
Animais , Cadeia Alimentar , Dieta , Equilíbrio Ecológico/análise , Pesqueiros
6.
Braz. J. Biol. ; 83: 1-7, 2023. mapas, graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-765402

Resumo

In fisheries, the phenomenon known as fishing down food webs is supposed to be a consequence of overfishing, which would be reflected in a reduction in the trophic level of landings. In such scenarios, the resilience of carnivorous, top predator species is particularly affected, making these resources the first to be depleted. The Serra Spanish mackerel, Scomberomorus brasiliensis, exemplifies a predator resource historically targeted by artisanal fisheries on the Brazilian coast. The present work analyzes landings in three periods within a 50-year timescale on the Parana coast, Southern Brazil, aiming to evaluate whether historical production has supposedly declined. Simultaneously, the diet was analyzed to confirm carnivorous habits and evaluate the trophic level in this region. Surprisingly, the results show that from the 1970's to 2019 Serra Spanish mackerel production grew relatively to other resources, as well as in individual values. The trophic level was calculated as 4.238, similar to other Scomberomorus species, consisting of a case where landings increase over time, despite the high trophic level and large body size of the resource. The results agree with a recent global assessment that has demystified a necessary correlation between high trophic level and overexploitation, but possible factors acting on the present findings are discussed.(AU)


Na pesca, o fenômeno fishing down food webs, ou 'pescando teias tróficas abaixo', expressa a redução do nível trófico na composição das capturas, e tem origem tradicionalmente atribuída à sobrepesca. Sob intenso extrativismo, a resiliência das espécies carnívoras, predadoras de topo, é particularmente afetada, sendo seus estoques os primeiros a entrarem em depleção. A cavala, ou serra, ou sororoca, Scomberomorus brasiliensis, é exemplo de recurso predador historicamente alvo da pesca artesanal, de pequena escala, na costa brasileira. O presente trabalho analisa os valores de desembarque do recurso em três períodos ao longo de 50 anos na costa paranaense, sul do Brasil, com objetivo de avaliar se sua produção tem efetivamente diminuído. Ainda, estuda-se a dieta da espécie na região, para confirmar seus hábitos carnívoros e avaliar o nível trófico na região. Os resultados mostram que, surpreendentemente, dos anos 1970 para 2019 a produção de S. brasiliensis tem aumentado em valores absolutos, bem como relativamente à de outros recursos, em que pese o nível trófico 4,238, similar a outras espécies do gênero. Constata-se que a pesca da cavala na região de estudo constitui um caso de aumento nos desembarques a despeito de elevado nível trófico e grande tamanho corpóreo. Os resultados concordam com recente levantamento em nível mundial, que nega existir correlação necessária entre sobrepesca e nível trófico alto, mas fatores que podem explicar os resultados do presente trabalho são discutidos.(AU)


Assuntos
Animais , Pesqueiros , Cadeia Alimentar , Equilíbrio Ecológico/análise , Dieta
7.
Iheringia, Sér. zool ; 112: e2022022, 2022. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1405116

Resumo

Cladocerans, an important zooplankton community, are consumers from the base of the food web of aquatic environments. We investigated the contribution of producers (phytoplankton and periphytic biofilm) and particulate organic carbon (POC). Collections were carried out in lakes of the Upper Paraná River Floodplain, the last stretch free of dams in the second-largest South American basin. Isotope ratios (δ13C and δ15N) were measured, besides the contributions of probable food sources to the cladocerans biomass. The phytoplankton constituted the source of carbon for cladocerans, followed by POC. Thus this work, in addition to emphasizing the importance of cladocerans in nutrient cycling, highlighted the need for the conservation of environments surrounding the lakes as they are the sources of organic matter for aquatic communities. Besides, the analyzed zooplanktonic organisms demonstrated their role in the interconnection between the green and brown food webs, which have been studied separately for a long time.


Os cladóceros, importante comunidade zooplanctônica, são consumidores da base da cadeia alimentar dos ambientes aquáticos. O objetivo foi identificar a real contribuição dos produtores (fitoplâncton e biofilme perifítico) e do carbono orgânico particulado (COP) na biomassa dos cladóceros. As coletas foram realizadas em lagoas da planície de inundação do alto rio Paraná, último trecho livre de barragens na segunda maior bacia da América do Sul. As razões isotópicas (δ¹³C e δ15N) e as contribuições de prováveis fontes de alimento para a biomassa de cladóceros foram medidas. Verificou-se valores enriquecidos de δ15N para o fitoplâncton de ambiente sob impacto antrópico, COP com valores de d13C semelhante a plantas C3 e diferenças na assinatura do d13C do fitoplâncton dos ambientes estudados. Ademais, que o fitoplâncton constituiu a maior fonte de carbono para os cladóceros (35% ou mais da biomassa dos cladóceros), seguido pelo COP (30% ou mais). Assim, o presente trabalho, além de enfatizar a importância dos cladóceros na ciclagem de nutrientes, destacou a necessidade de conservação dos ambientes no entorno dos lagos, uma vez que são fontes de matéria orgânica para as comunidades aquáticas. Além disso, os organismos zooplanctônicos analisados demonstraram seu papel na interconexão entre as cadeias alimentares verde e marrom, que há muito vêm sendo estudadas separadamente.


Assuntos
Animais , Fitoplâncton , Cadeia Alimentar , Cladocera , Matéria Orgânica , Zooplâncton , Brasil , Lagos
8.
J. venom. anim. toxins incl. trop. dis ; 28: e20210036, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1356460

Resumo

Background: Scorpions are arachnids that have a generalist diet, which use venom to subdue their prey. The study of their trophic ecology and capture behavior is still limited compared to other organisms, and aspects such as trophic specialization in this group have been little explored. Methods: In order to determine the relationship between feeding behavior and venom toxicity in the scorpion species Tityus fuhrmanni, 33 specimens were offered prey with different morphologies and defense mechanisms: spiders, cockroaches and crickets. In each of the experiments we recorded the following aspects: acceptance rate, immobilization time and the number of capture attempts. The median lethal dose of T. fuhrmanni venom against the three different types of prey was also evaluated. Results: We found that this species does not have a marked difference in acceptance for any of the evaluated prey, but the number of capture attempts of spiders is higher when compared to the other types of prey. The immobilization time is shorter in spiders compared to other prey and the LD50 was higher for cockroaches. Conclusions: These results indicate that T. fuhrmanni is a scorpion with a generalist diet, has a venom with a different potency among prey and is capable of discriminating between prey types and employing distinct strategies to subdue them.(AU)


Assuntos
Animais , Comportamento Predatório , Escorpiões , Toxicidade , Comportamento Alimentar , Cadeia Alimentar , Mecanismos de Defesa , Dose Letal Mediana
9.
Neotrop. ichthyol ; 20(2): e210123, 2022. graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1380598

Resumo

Non-native predators are known to cause ecological impacts through heightened consumption of resources and decimation of native species. One such species is Micropterus salmoides. Often introduced for sport fishing worldwide; it has been listed by International Union for Conservation of Nature and Natural Resources as one of the 100 of the world's worst invasive species. Whilst impacts conferred towards native prey are well known, its relationship with other non-native species has received much less attention. Therefore, the aim of this study was to experimentally investigate the feeding preference of M. salmoides towards native prey (Geophagus iporangensis) compared to non-native prey (Oreochromis niloticus and Coptodon rendalli) using comparative consumption and the Manly-Chesson selectivity index. We found a higher consumption by M. salmoides towards the non-native prey and a tendency for this non-native preference to increase when prey availability increased. Our results are in line with the hypothesis that the invasion of the non-native predator can be facilitated by the high abundance and reproductive rate of the non-native prey. This is relevant considering the interaction of multiple invaders in an ecosystem, in particular environments modified by humans. Interspecific relationships are complex and their understanding is necessary for environmental management decision-making.(AU)


Predadores não-nativos são conhecidos por causar impactos ecológicos com o aumento do consumo de recursos e do declínio das espécies nativas. Uma dessas espécies é Micropterus salmoides. Frequentemente introduzida ao redor do mundo para pesca esportiva; essa espécie foi listada pela União Internacional para a Conservação da Natureza como uma das 100 piores espécies invasoras do mundo. Embora os impactos nas presas nativas sejam bem conhecidos, sua relação com outras espécies não-nativas tem recebido muito menos atenção. Portanto, o objetivo deste estudo foi pesquisar experimentalmente a preferência alimentar de M. salmoides por presas nativas (Geophagus iporangensis) em comparação com presas não-nativas (Oreochromis niloticus e Coptodon rendalli) comparando o consumo e o índice de seletividade de Manly-Chesson. Encontramos que M. salmoides tem um maior consumo de presas não-nativas e uma tendência de aumento de preferência pela presa não-nativa com o aumento da disponibilidade de presas. Nossos resultados são consistentes com a hipótese de que a invasão do predador não-nativo pode ser facilitada pela grande abundância e capacidade reprodutiva de presas não-nativas. Isso é relevante considerando a interação de múltiplos invasores em um ecossistema, particularmente em ambientes modificados pelo homem. Relações interespecíficas são complexas e seu entendimento é necessário para a tomada de decisões de gestão ambiental.(AU)


Assuntos
Animais , Tilápia/fisiologia , Comportamento Alimentar/fisiologia , Seletividade Alimentar , Cadeia Alimentar
10.
Acta amaz ; 52(3): 229-231, 2022. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1392836

Resumo

Orthopterans are an important component of the food chain. The species belonging to the order Orthoptera are herbivores or predators, and several behave as opportunistic predators. However, their predatory habits are not well understood. Here we report the predation of a Chactopsis sp. scorpion by a Hyperomerus sp. katydid in a fragment of terra firme forest in the western Brazilian Amazon. The specimens were found on a 60-cm tall bush. The scorpion showed spasmodic motions of the metasoma while it was being devoured by the katydid. This is the first report of a predator­prey interaction between an orthopteran and a scorpion in the Amazon biome. We believe that records of this type are important to allow a better understanding of predator-prey interactions in tropical invertebrate communities.(AU)


Os ortópteros são um componente importante da cadeia alimentar. As espécies pertencentes a ordem Orthoptera são herbívoras ou predadoras, e muitas se comportam como predadores oportunistas. No entanto, seus hábitos predatórios não são bem compreendidos. Aqui nós relatamos a predação de um escorpião Chactopsis sp. por uma esperança Hyperomerus sp. em um fragmento de floresta de terra firme no oeste da Amazônia brasileira. Os espécimes foram encontrados em um arbusto de 60 cm de altura. O escorpião apresentou movimentos espasmódicos do metassoma enquanto era devorado pela esperança. Este é o primeiro relato de interação predador-presa entre um ortóptero e um escorpião no bioma Amazônia. Nós acreditamos que registros deste tipo são importantes por permitir um melhor entendimento das interações predador-presa em comunidades de invertebrados tropicais.(AU)


Assuntos
Animais , Ortópteros , Comportamento Predatório , Escorpiões , Cadeia Alimentar , Brasil , Florestas , Ecossistema Amazônico
11.
Neotrop. ichthyol ; 20(3)2022. ilus, graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1396085

Resumo

Peacock basses (genus Cichla) are predatory fish widely distributed across the Amazon, where two or more species normally coexist in a same drainage. The mechanisms that allow coexistence remain poorly understood, although these species share a number of functional traits and behavioral aspects. To advance on this question, the present study compared population and functional traits of Cichla kelberi and C. piquiti, based on data collected between 2010 and 2020 in the upper section of the Lajeado Reservoir, Tocantins River. Both species were captured in all sampling sites, frequently in a same sample, but C. piquiti was far more frequent and abundant. The species used the same habitats, and co-occurred more often than expected by chance. Species had a similar diet (small-sized fish), reproductive effort, fecundity and fat accumulation, but C. piquiti showed larger body sizes, shoaling behavior, a longer reproductive period, and morphology associated with greater swimming potential. Overall, results revealed that these species coexist in the impoundment, with significant overlap in the use of habitats and food resources. Differences in other functional traits may favor their coexistence, possibly involving niche partitioning, which seem to explain the dominance of C. piquiti in the impoundment.(AU)


Tucunarés (gênero Cichla) são peixes predadores amplamente distribuídos pela Amazônia, sendo comum que duas ou mais espécies coexistam em uma mesma drenagem. Os mecanismos que permitem sua coexistência permanecem pouco compreendidos, embora essas espécies compartilhem uma série de traços funcionais e comportamentais. Para avançar nessa questão, o presente estudo comparou uma série de características populacionais e funcionais de Cichla kelberi e C. piquiti, com base em dados coletados entre 2010 e 2020 no reservatório de Lajeado, rio Tocantins. Ambas as espécies foram capturadas em todos os locais de amostragem, frequentemente em uma mesma amostra, mas C. piquiti foi muito mais frequente e abundante que C. kelberi. As espécies ocuparam os mesmos habitats, e co-ocorreram mais vezes do que o esperado ao acaso. As espécies apresentaram dieta (composta por peixes de pequeno porte), esforço reprodutivo, fecundidade e acúmulo de gordura semelhantes, mas C. piquiti apresentou tamanho corporal maior, comportamento de formar cardumes, período reprodutivo mais longo, e morfologia associada com maior poder de natação. No geral, os resultados revelaram que essas espécies coexistem no represamento, com sobreposição significativa no uso de habitats e recursos alimentares. Diferenças em outros traços funcionais devem favorecer sua coexistência, possivelmente envolvendo partição de nicho, o que parece explicar a dominância de C. piquiti no represamento.(AU)


Assuntos
Animais , Perciformes/fisiologia , Cadeia Alimentar , Reservatórios de Água , Caça
12.
Iheringia, Sér. zool ; 112: e2022023, 2022. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1405114

Resumo

Oceanographic fluctuations and changes in ocean productivity directly affect the abundance and distribution of prey species, which in turn, affect the population status of their predators. In order to have a better understanding of this predator-prey relationship, the aim of the present study was to analyze the diet of the South American Sea Lion Otaria flavescens (Shaw, 1800) in two rookeries of the San Matias Gulf, in northern Patagonia (Argentina). A total of 52 scat samples of O. flavescens were collected in the Promontorio Belén colony and 35 in Caleta de los Loros during the late spring of 2011. The analysis of the samples indicated that at both localities fish occurred in 100% of scats with prey remains, followed by cephalopods (32.3%) and crustaceans (21.4%). The fish Raneya brasiliensis (Kaup, 1856) constituted the main prey taxon, both in terms of occurrence and numerical abundance. The octopod Octopus tehuelchus (d' Orbigny, 1834) and squids of the genus Doryteuthis constituted the dominant cephalopod prey. It is concluded that sea lions focused their foraging activity on those species of demersal and benthic habits, associated with coastal and shelf waters. Furthermore, this study reports for the first time the feeding habits of the South American Sea Lion colony of Promontorio Belén, second in population size of Río Negro province.


Las fluctuaciones oceanográficas y los cambios en la productividad del océano afectan directamente a la abundancia y distribución de las especies presa, que a su vez afectan al estado de la población de sus predadores. Con el fin de tener una mejor comprensión de esta relación predador-presa, el objetivo del presente trabajo fue analizar la dieta del lobo marino de un pelo sudamericano Otaria flavescens (Shaw, 1800) en dos apostaderos del Golfo San Matias, en Patagonia norte (Argentina). Se colectaron un total de 52 muestras de fecas de O. flavescens en el apostadero de Promontorio Belén y 35 en Caleta de los Loros durante la primavera tardía de 2011. El análisis de las muestras indicó que en ambas localidades los peces ocurrieron en el 100% de las muestras con remanentes alimentarios, seguidos por cefalópodos (32.3%) y crustáceos (21.4%). El pez Raneya brasiliensis (Kaup, 1856) constituyó el principal taxón presa, tanto en términos de ocurrencia como de abundancia numérica. El octópodo Octopus tehuelchus (d' Orbigny, 1834) y los calamares del género Doryteuthis constituyeron los cefalópodos presa dominantes. Se concluye que los lobos marinos centraron su actividad forrajera en aquellas especies de hábitos demersales y bentónicos, asociado a aguas costeras y de plataforma. Además, este estudio analiza por primera vez los hábitos alimenticios de la colonia de lobos marinos de un pelo sudamericanos en el apostadero de Promontorio Belén, segunda en tamaño poblacional de la provincia de Río Negro.


Assuntos
Animais , Recursos Marinhos , Otárias , Dieta/veterinária , Argentina , Cadeia Alimentar , Comportamento Alimentar
13.
Neotrop. ichthyol ; 20(3): e220001, 2022. tab, graf, ilus, mapas
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1406137

Resumo

In the Southeastern Tropical Atlantic, Haemulidae family play an important role both environmentally, acting as a link between lower and higher trophic levels, and socioeconomically, being widely caught by artisanal fleets. This study aimed to describe the trophic ecology of three grunt species (Haemulon aurolineatum, H. plumierii and H. squamipinna) considering spatial, temporal and ontogenetic aspects, integrating stomach content and stable isotopes analysis. Sampling occurred in 26 stations along the Northeast of Brazil (04°­ 09°S), in August 2015 and April 2017, using bottom trawling net. There was greater feeding intensity at night, at latitudes below 08°S and in the inner continental shelf. Higher values of δ¹5N were reported for H. aurolineatum and H. plumierii collected near coastline. The isotopic niche breadth indicated that H. aurolineatum has a narrower diet thanH. plumierii. For the three species, the trophic level ranged between three and four. Considering stomach content and isotopic niche, diet was similar comparing species. This trophic ecology pattern reveals a likewise use of the habitat, which may be essential for identifying priority areas for conservation on an ecosystem basis, especially in rich reef zones that are subject to several increasing pressures, such as those in Northeast Brazil.


No Atlântico Tropical Sudeste, peixes da família Haemulidae desempenham um papel importante tanto ambientalmente, atuando como um elo entre os níveis tróficos mais baixos e mais altos, quanto socioeconomicamente, sendo amplamente capturados pelas frotas artesanais. Este estudo teve como objetivo descrever a ecologia trófica de três espécies de roncadores (Haemulon aurolineatum, H. plumierii e H. squamipinna) considerando aspectos espaciais, temporais e ontogenéticos integrando conteúdo estomacal e análise de isótopos estáveis. A amostragem ocorreu em 26 estações ao longo do Nordeste do Brasil (04°­ 09°S), em agosto de 2015 e abril de 2017, utilizando rede de arrasto de fundo. Houve maior intensidade de alimentação à noite, em latitudes abaixo de 08°S e na plataforma continental interna. Valores mais altos de δ¹5N foram reportados para H. aurolineatum e H. plumierii coletados perto da linha costeira. A amplitude do nicho isotópico indicou que o H. aurolineatum tem uma dieta mais estreita do que o H. plumierii. Para as três espécies, o nível trófico variou entre três e quatro. Considerando o conteúdo estomacal e o nicho isotópico, a dieta foi semelhante comparando as espécies. Este padrão de ecologia trófica mostra um uso semelhante do habitat, que pode ser essencial para identificar áreas prioritárias para conservação em uma base ecossistêmica, especialmente em zonas ricas de recifes que estão sob várias pressões crescentes, como as do Nordeste do Brasil.


Assuntos
Animais , Perciformes/classificação , Cadeia Alimentar , Fatores de Tempo , Dieta , Distribuição Animal
14.
Acta amaz ; 52(2): 158-161, 2022. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1378542

Resumo

The feeding habit of Trachelyichthys exilis is described for the first time, with additional comments on its growth type and size at sexual maturity. We analyzed 42 specimens from the Amanã Reserve (Amazonas state, Brazil) collected with a seine net amidst stands of floating herbaceous vegetation during the dry season of 2002. Stomach contents revealed a predominantly carnivorous habit (tending to piscivorous), an isometric growth type, and size at maturity around 5.5 cm standard length. Based on the biological characteristics of the consumed prey, we presume that T. exilis forage actively during the twilight/night around and among the root tangle of herbaceous vegetation, preying upon nocturnally active animals such as small fishes and aquatic invertebrates, and/or close to the water surface, where diurnally active prey usually rests. Our findings provide essential information to fill knowledge gaps on the natural history of auchenipterid catfishes, especially on trophic ecology.(AU)


O hábito alimentar de Trachelyichthys exilis é descrito pela primeira vez, com comentários adicionais sobre seu tipo de crescimento e tamanho de maturação sexual. Nós analisamos 42 espécimes da Reserva Amanã (Amazonas, Brasil) coletados com rede de cerco em bancos flutuantes de herbáceas durante a estação seca de 2002. Conteúdos estomacais revelaram um hábito predominantemente carnívoro (tendendo a piscívoro), um tipo de crescimento isométrico e tamanho de maturação sexual em torno de 5,5 cm de comprimento padrão. Com base nas características biológicas das presas consumidas, presumimos que T. exilis forrageia ativamente durante o crepúsculo/noite ao redor e entre as raízes dos bancos flutuantes, onde captura presas noturnas como pequenos peixes e invertebrados aquáticos, e/ou próximo à superfície da água, onde geralmente repousam as presas diurnas. Nossos resultados fornecem informações essenciais para preencher lacunas de conhecimento sobre a história natural de bagres auchenipterídeos, especialmente sobre a ecologia trófica.(AU)


Assuntos
Animais , Peixes-Gato/fisiologia , Cadeia Alimentar , Comportamento Alimentar , Condicionamento Físico Animal , Maturidade Sexual , Brasil , Estação Seca , Ecologia , Fenômenos Ecológicos e Ambientais/fisiologia
15.
Neotrop. ichthyol ; 20(1): e210101, 2022. graf, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1365197

Resumo

Color in animals responds to selective pressures and mediates the relationship between organism and environment. Reef fishes have the amplest variety of pigment cell types. This color patterns' variety may function as camouflage and be related to spatial use. We tested the hypothesis that the coloration of reef fish relates to water column stratum occupation. We predicted that sedentary animals connected to the background take advantage of background matching or disruptive patterns; more mobile demersal species apply disruptive coloration or motion-dazzle; and that pelagic species tend to have silvery bodies. We classified color patterns and categorized the water column stratum use for the Brazilian reef fishes in FishBase. Our analyses confirmed that irregular contrasting contour breaks, suggestive of disruptive coloration, occurs in benthic species and that silvering color was more prevalent in the pelagic stratum. Our raw data suggested a higher frequency of contrasting regular stripes, typical of motion-dazzle, in demersal species. However, the considerable uncertainty around estimates did not confirm this pattern. Reef fishes coloration is correlated to occupation of different strata in the water column. This can be interpreted as fishes being adapted to these habitats and partially explaining the richness of color patterns among them.(AU)


A cor nos animais responde a pressões seletivas e media a relação entre organismo e ambiente. Peixes recifais têm a maior variedade de tipos de células de pigmento. Essa variedade de padrões de coloração pode funcionar como camuflagem e estar relacionada ao uso espacial. Nós testamos a hipótese de que a coloração dos peixes recifais está relacionada à ocupação do estrato da coluna d'água. Previmos que animais sedentários conectados ao fundo aproveitam a semelhança ao fundo ou padrões disruptivos; espécies demersais mais móveis aplicam coloração disruptiva ou deslumbramento de movimento; e que espécies pelágicas tendem a apresentar corpos prateados. Classificamos os padrões de coloração e categorizamos o uso do estrato da coluna d'água para os peixes recifais brasileiros no FishBase. Nossas análises confirmaram que quebras de contorno irregulares, sugerindo coloração disruptiva, ocorrem em espécies bentônicas e que a cor prateada prevaleceu no estrato pelágico. Nossos dados brutos sugeriram uma maior frequência de listras contrastantes, típicas do deslumbramento de movimento, em espécies demersais. Mas a considerável incerteza dessas estimativas não confirmou esse padrão. A coloração dos peixes recifais está correlacionada com a ocupação de diferentes estratos da coluna d'água. Isso pode ser interpretado como peixes sendo adaptados a estes habitats, explicando em parte a riqueza de padrões de coloração entre eles.(AU)


Assuntos
Animais , Ecossistema , Cadeia Alimentar , Meio Ambiente , Peixes
16.
Acta amaz ; 52(3): 208-217, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1392819

Resumo

Terrestrial arthropod groups, including insects, spiders, and millipedes, represent an important food resource for primates. However, species consumed and patterns and rates of arthropod-related feeding for most frugivorous primates are still poorly known. We examined stomach contents of 178 Amazonian primate specimens of nine genera and three families obtained from community-based collections voluntarily donated by subsistence hunters. Based on our results, we assessed whether consumption patterns followed the expected negative relationship between arthropod ingestion and body size as postulated in the Jarman-Bell and Kay models. We identified 12 consumed arthropod taxa, including insects (beetles, grasshoppers, ants, flies, caterpillars, praying mantises, and others), spiders and millipedes. Medium and large-bodied primates consumed a greater diversity (measured by Simpson's diversity index) and richness of arthropods, but differed in terms of composition of taxa consumed. Cacajao, Sapajus and Cebus consumed proportionally more Orthoptera and Coleoptera compared to the other primate genera analyzed. We did not find significant correlations between richness and diversity of arthropods consumed and primate body mass. There was a slight tendency for the decrease in the relative content of arthropods in the diet with increased body mass in medium and large primates, which does not provide full support for the Jarman-Bell and Kay models. The study of arthropod consumption by arboreal primates in the wild remains challenging. Our study suggests that arthropods supply essential nutrients for frugivorous primates, and provides an alternative method to analyse faunal consumption patterns in primates.(AU)


Grupos de artrópodes terrestres, incluindo insetos, aranhas e milípedes, representam um importante recurso alimentar para muitos primatas. Porém, espécies consumidas e padrões de consumo de artrópodes ainda são pouco conhecidos para a maioria dos primatas frugívoros. Nós examinamos o conteúdo estomacal de 178 espécimes de primatas amazônicos, de nove gêneros e três famílias, provenientes de coletas de base comunitária, doados voluntariamente por caçadores de subsistência. Com base em nossos resultados, avaliamos se os padrões de consumo seguem a relação negativa esperada em relação ao tamanho corporal, conforme postulado nos modelos de Jarman-Bell e Kay. Identificamos 12 taxa de artrópodes consumidos, incluindo insetos (besouros, gafanhotos, formigas, moscas, lagartas, louva-a-deuses, entre outros), aranhas e milípedes. Primatas de médio e grande porte consumiram maior diversidade (medida pelo índice de diversidade de Simpson) e riqueza de artrópodes, mas difeririam na composição dos taxa consumidos. Cacajao, Sapajus e Cebus consumiram proporcionalmente mais Orthoptera e Coleoptera que os outros gêneros analizados. Não encontramos correlações significativas entre riqueza ou diversidade de artrópodes consumidos e a massa corporal dos primatas. Houve uma leve tendência de diminuição no conteúdo relativo de artrópodes na dieta com o aumento da massa corporal de primatas médios e grandes, o que não fornece suporte completo para os modelos de Jarman-Bell e de Kay. O estudo do consumo de artrópodes por primatas arborícolas na natureza continua sendo desafiador. Nosso estudo sugere que os artrópodes fornecem nutrientes essenciais para primatas frugívoros, e apresenta um método alternativo para estudar padrões de consumo de fauna por primatas.(AU)


Assuntos
Animais , Primatas/fisiologia , Artrópodes , Cadeia Alimentar , Ingestão de Alimentos/fisiologia
17.
Zoologia (Curitiba, Impr.) ; 38: e63231, 2021. mapas, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1290415

Resumo

Jaguars, Panthera onca (Linnaeus, 1758), and pumas, Puma concolor (Linnaeus, 1771) are the largest felids in the neotropics. Both can overlap in niche axes (time, space and prey), and are therefore potentially competing species. Segregation mechanisms presented by a low overlap in one of these axes of niche can facilitate the coexistence. Our aim was to analyze jaguar and puma temporal and spatial overlap for understanding their segregation mechanisms. Between 2015 and 2017, twenty-six camera trap stations were located in five habitat types of El Cielo Biosphere Reserve (ECBR) in northeastern Mexico. Temporal activity was analyzed using circular statistics and time overlap analysis. Spatial overlap was calculated with the Pianka index and a selectivity habitat analysis. Our results showed that jaguars and pumas were nocturnal and that the temporal overlap was high (∆4 = 0.77). We found an intermediate spatial overlap (Pianka index = 0.61). Jaguars were more selective and preferred the deciduous forest. In comparison, pumas preferred oak-pine forest, but also used oak and deciduous forest. Our results indicate that spatial segregation best explains the coexistence of jaguars and pumas in our study area, probably due to both habitat diversity in the reserve and the generalist habits of the puma.(AU)


Assuntos
Animais , Cadeia Alimentar , Felidae , Análise Espaço-Temporal , México
18.
Neotrop. ichthyol ; 19(4): e200015, 2021. tab, graf, mapas
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1351156

Resumo

Kajikia audax, Thunnus albacares, Katsuwonus pelamis, and Auxis spp. occupy high and middle-level trophic positions in the food web. They represent important sources for fisheries in Ecuador. Despite their ecological and economic importance, studies on pelagic species in Ecuador are scarce. This study uses stable isotope analysis to assess the trophic ecology of these species, and to determine the contribution of prey to the predator tissue. Isotope data was used to test the hypothesis that medium-sized pelagic fish species have higher δ15N values than those of the prey they consumed, and that there is no overlap between their δ13C and δ15N values. Results showed higher δ15N values for K. audax, followed by T. albacares, Auxis spp. and K. pelamis, which indicates that the highest position in this food web is occupied by K. audax. The stable isotope Bayesian ellipses demonstrated that on a long time-scale, these species do not compete for food sources. Moreover, δ15N values were different between species and they decreased with a decrease in predator size.(AU)


Kajikia audax, Thunnus albacares, Katsuwonus pelamis e Auxis spp. ocupam posições tróficas intermedias e/ou elevadas nas cadeias alimentares. Estas espécies representam um importante recurso pesqueiro no Ecuador. Apesar da sua importância económica e ecológica, estudos nestas espécies pelágicas no Ecuador são raras. Este estudo usa isótopos estáveis para avaliar o seu nível trófico de modo a determinar a contribuição das suas presas para os tecidos destes predadores. Dados dos isótopos foram usados para testar a hipótese de que estas espécies de peixes pelágicos possuem valores mais elevados de δ15N do que daqueles das presas consumidas, e que não existe uma sobreposição entre os valores de δ13C e δ15N. Resultados mostram que valores mais elevados de δ15N para K. audax, seguidos por T. albacares, Auxis spp. e K. pelamis, indicam que a posição mais elevada na cadeia alimentar é ocupada por K. audax. Elipses Bayesianas de isótopos estáveis demonstram que, a uma escala de longo-termo, estas espécies de peixes não competem pelos recursos. Adicionalmente, os valores de δ15N são diferentes entre espécies de peixe estudadas e estes valores decrescem com a diminuição do tamanho do predador.(AU)


Assuntos
Animais , Cadeia Alimentar , Ecologia , Isótopos , Perciformes
19.
Neotrop. ichthyol ; 19(4): e200015, 2021. tab, graf, mapas
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-765885

Resumo

Kajikia audax, Thunnus albacares, Katsuwonus pelamis, and Auxis spp. occupy high and middle-level trophic positions in the food web. They represent important sources for fisheries in Ecuador. Despite their ecological and economic importance, studies on pelagic species in Ecuador are scarce. This study uses stable isotope analysis to assess the trophic ecology of these species, and to determine the contribution of prey to the predator tissue. Isotope data was used to test the hypothesis that medium-sized pelagic fish species have higher δ15N values than those of the prey they consumed, and that there is no overlap between their δ13C and δ15N values. Results showed higher δ15N values for K. audax, followed by T. albacares, Auxis spp. and K. pelamis, which indicates that the highest position in this food web is occupied by K. audax. The stable isotope Bayesian ellipses demonstrated that on a long time-scale, these species do not compete for food sources. Moreover, δ15N values were different between species and they decreased with a decrease in predator size.(AU)


Kajikia audax, Thunnus albacares, Katsuwonus pelamis e Auxis spp. ocupam posições tróficas intermedias e/ou elevadas nas cadeias alimentares. Estas espécies representam um importante recurso pesqueiro no Ecuador. Apesar da sua importância económica e ecológica, estudos nestas espécies pelágicas no Ecuador são raras. Este estudo usa isótopos estáveis para avaliar o seu nível trófico de modo a determinar a contribuição das suas presas para os tecidos destes predadores. Dados dos isótopos foram usados para testar a hipótese de que estas espécies de peixes pelágicos possuem valores mais elevados de δ15N do que daqueles das presas consumidas, e que não existe uma sobreposição entre os valores de δ13C e δ15N. Resultados mostram que valores mais elevados de δ15N para K. audax, seguidos por T. albacares, Auxis spp. e K. pelamis, indicam que a posição mais elevada na cadeia alimentar é ocupada por K. audax. Elipses Bayesianas de isótopos estáveis demonstram que, a uma escala de longo-termo, estas espécies de peixes não competem pelos recursos. Adicionalmente, os valores de δ15N são diferentes entre espécies de peixe estudadas e estes valores decrescem com a diminuição do tamanho do predador.(AU)


Assuntos
Animais , Cadeia Alimentar , Ecologia , Isótopos , Perciformes
20.
Neotrop. ichthyol ; 19(3): e200155, 2021. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1340228

Resumo

In South America, mercury contamination due to gold mining operations is a threat to both biodiversity and human health. We examined mercury (Hg) concentrations in fishes that constitute important subsistence fisheries from mined and non-mined tributaries in the middle Mazaruni River, Guyana. Mercury concentrations and trophic food web structure (based on carbon and nitrogen stable isotopes) were characterized for primary basal sources and 39 fish species representing seven trophic guilds. Fishes collected at mined sites had higher mercury concentrations; piscivores and carnivores had the highest Hg concentrations and exhibited significant Hg biomagnification. Our results showed that medium- to large-bodied fishes commonly eaten by local people contained Hg values that exceed the World Health Organization (WHO) criteria, and pose a health concern for riverine communities along the Mazaruni River that depend on fish as their main source of protein. Further research to determine the sources of Hg contamination and how it affects human health in this neotropical river must become a top priority. In addition, more research on how Hg contamination impacts the fishes themselves and overall aquatic biodiversity is also needed in the Mazaruni River which has both high fish endemism and diversity.(AU)


Na América do Sul, a contaminação por mercúrio devido às operações de mineração de ouro é uma ameaça à biodiversidade e à saúde humana. Nós examinamos as concentrações de mercúrio (Hg) em peixes que constituem importantes pescarias de subsistência em afluentes minerados e não minerados no médio rio Mazaruni, Guiana. As concentrações de mercúrio e a estrutura trófica da teia alimentar (baseada em isótopos estáveis ​​de carbono e nitrogênio) foram caracterizadas para fontes basais primárias e 39 espécies de peixes representando sete guildas tróficas. Os peixes coletados em locais minerados tiveram maiores concentrações de mercúrio; piscívoros e carnívoros tiveram as maiores concentrações de Hg e exibiram biomagnificação significativa de Hg. Nossos resultados mostraram que peixes de corpo médio a grande comumente consumidos pela população local continham valores de Hg que excedem os critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS) e representam uma preocupação para a saúde das comunidades ribeirinhas ao longo do rio Mazaruni que dependem dos peixes como sua principal fonte de proteína. Outras pesquisas para determinar as fontes de contaminação por Hg e como isso afeta a saúde humana neste rio neotropical devem se tornar uma prioridade. Além disso, mais pesquisas sobre como a contaminação por Hg impacta os próprios peixes e a biodiversidade aquática em geral também são necessárias no rio Mazaruni, que tem alto endemismo e diversidade de peixes.(AU)


Assuntos
Animais , Contaminação Química , Peixes/fisiologia , Mercúrio/toxicidade , Cadeia Alimentar , Bioacumulação , Isótopos de Mercúrio/química
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA