Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 12 de 12
Filtrar
Mais filtros

Intervalo de ano de publicação
1.
Neotrop. ichthyol ; 13(1): 103-112, Jan-Mar/2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-12500

Resumo

Previously recognized color and pattern variants of adult Cichla temensis in Amazon flood pulse river environments reflect the cycling of individuals through seasonal sexual maturity and spawning. Individuals also vary in shape from blocky to fusiform. To determine if shape differences are related to patterns of fat reserve deposition and utilization, and to quantify the relationship of shape with color and pattern variation and life history status, specimens in each of four previously defined grades of color and pattern variation were compared using geometric morphometric techniques. Progressive shape changes occurred between grades independent of sex and correlated to gonosomatic index (GSI). Thin plate spline deformation visualizations indicate that the observed shape differences are related to fat deposition patterns. The seasonal timing of shape change and its link to color pattern variation, sexual maturity and local water level conditions suggests a relationship between the physiological and behavioral characteristics of C. temensis and the cyclical flood pulse pattern of its habitat.(AU)


As variantes de cor e padrão previamente reconhecidos dos adultos de Cichla temensis em ambientes alagáveis amazônicos refletem o ciclo de indivíduos durante o período de maturidade sexual e desova. Indivíduos também variam na forma de oblonga a fusiforme. Para determinar se as diferenças de forma estão relacionadas aos padrões de deposição e utilização das reservas de gordura e quantificar a relação da forma com cor, variação de padrão e status da história de vida, espécimes de cada quatro níveis de cor e variação de padrão previamente definidos foram comparados usando técnicas de morfometria geométrica. Mudanças progressivas ocorreram na forma entre os níveis independentes do sexo e correlacionadas ao índice gonadossomático (IGS). Visualizações de finas deformações na placa da espinha indicam que as diferentes formas observadas estão relacionadas aos padrões de deposição de gordura. O período de mudança de forma e sua ligação com a variação do padrão de cor, maturidade sexual e as condições do nível da água local sugerem uma relação entre as características fisiológicas e comportamentais de Cichla temensis e o padrão de inundação cíclico do seu habitat.(AU)


Assuntos
Animais , Perciformes/fisiologia , Composição Corporal/fisiologia , Comportamento Sexual Animal/fisiologia , Ecossistema/efeitos adversos
2.
Neotrop. ichthyol ; 13(1): 113-122, Jan-Mar/2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-12496

Resumo

The troglobitic electric fish Eigenmannia vicentespelaea, endemic to a single cave-system and included in the Brazilian Red List of Threatened Fauna, was studied in relation to population densities and habitat. For comparison, we used the epigean species, E. trilineata. We verify if the population densities recorded for E. vicentespelaea follow the pattern observed for other subterranean fishes; if there are seasonal fluctuations in these densities and which environmental variables explain the densities variation. We estimated abundances and population densities during three consecutive dry seasons concomitant with habitat description and physicochemical variables measurements. For E. vicentespelaea: in six stream reaches in the São Vicente II cave. For E. trilineata: from counts of active fish in rio da Lapa. The mean population density recorded for E. vicentespelaea is considered low (0.17 ind.m-2), similar to those of E. trilineata (0.13 ind.m-2), without significant differences between the years, but with marked fluctuations during dry seasons within each year, suggesting seasonality. Estimated population size of E. vicentespelaea is considered low (270 individuals in average). Depth, water current and substrate, allied to plant debris explain better the variation of densities. Urgent actions for E. vicentespelaea conservation include protection of headsprings in Terra Ronca State Park.(AU)


O peixe troglóbio Eigenmannia vicentespelaea, endêmico de um único sistema de cavernas e incluído na Lista Brasileira de Fauna Ameaçada foi estudado em relação às densidades populacionais e hábitat. Para comparação utilizamos a espécie epígea E. trilineata. Verificamos se as densidades populacionais registradas para E. vicentespelaea seguem o padrão observado para outros peixes subterrâneos; se há flutuações sazonais nestas densidades e quais variáveis ambientais explicam as variações nas densidades. Estimamos as abundâncias e densidades populacionais ao longo de três estações secas consecutivas, concomitantes à descrição do habitat e das variáveis físico-químicas. Para E. vicentespelaea: em seis trechos de rio ao longo da caverna São Vicente II. Para E. trilineata: na contagem de peixes ativos no rio da Lapa. A densidade populcional média registrada para E. vicentespelaea é baixa (0,17 ind.m-2), similar à observada para E. trilineata (0,13 ind.m-2), sem diferenças significativas entre os anos, mas com flutuações marcantes ao longo das estações secas dentro de cada ano, sugerindo sazonalidade. O tamanho populacional estimado para E. vicentespelaea é considerado pequeno (270 indivíduos em média). Profundidade, correnteza, substrato, aliadas à concentração de detrito vegetal explicam melhor a variação nas densidades. Ações urgentes para conservação de E. vicentespelaea incluem a proteção das nascentes do Parque Estadual de Terra Ronca.(AU)


Assuntos
Animais , Peixes/crescimento & desenvolvimento , Ecossistema/efeitos adversos , Espécies em Perigo de Extinção/estatística & dados numéricos , Cavernas/química
3.
Neotrop. ichthyol ; 13(2): 401-412, 20150600. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-303205

Resumo

Onze atributos ecomorfológicos e a dieta de dezessete espécies de peixes juvenis foram examinados para testar a hipótese de que os padrões morfológicos determinam a utilização dos recursos em habitats estuarinos. As espécies foram separadas de acordo com o modo de captura do alimento e uso do habitat (bentônicos ou pelágicos) em três grupos distintos: (1) um grupo de peixes depressiformes, com forte pedúnculo caudal e nadadeiras peitorais alargadas; (2) um segundo grupo, compressiforme, com ampla boca protrusível, e (3) um terceiro grupo, fortemente achatado e com pequenas nadadeiras peitorais. Seis grupos tróficos foram organizados com base nas categorias de presas: Zooplanctívoros, Bentívoros, Omnívoros, Detritívoros, Macrocarnívoros e Insetívoros. Foram encontrados resultados significativos (PERMANOVA) entre os índices ecomorfológicos e o habitat e entre os índices ecomorfológicos e os grupos tróficos. Estes dados indicam que a similaridade ecomorfológica, que reflete o ambiente e o tipo de alimento consumido, facilitaria a coexistência desses peixes quando estes são abundantes neste estuário tropical.(AU)


Eleven ecomorphological attributes and diet of seventeen juvenile fish species were examined to test the hypothesis that morphological patterns determine resource uses in estuarine habitats. Species were separated according to the apparatus to food capture and habitat use (benthic or pelagic) in three different groups: (1) a group with depressed fish body, strong caudal peduncle and enlarged pectoral fins; (2) a second group laterally flattened with a wide protruding mouth, and (3) a third group strongly flattened with small pectorals fins. The following six trophic groups were organized based on prey categories: Zooplanktivores, Benthivores, Omnivores, Detritivores, Macrocarnivores and Insectivores. Significant results (PERMANOVA) between ecomorphological indices and habitat and between ecomorphological indices and trophic groups were found. These data indicate that similarity of ecomorphological forms, which minimize the influence of environment and partitioning of food, would help facilitate the co-existence of these fish when they are abundant in this tropical estuary.(AU)


Assuntos
Animais , Adulto Jovem , Peixes/crescimento & desenvolvimento , Ecossistema/efeitos adversos , Ração Animal/efeitos adversos , Estuários/classificação
4.
Neotrop. ichthyol ; 13(1): 187-194, 24/03/2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-12481

Resumo

We evaluate the simultaneous use of Sr: Ca and Zn: Ca ratios of the sagitta otolith as a potential indicator of the habitat of Percophis brasiliensis along a latitudinal gradient in the southwestern Atlantic Ocean (34-42ºS and 51-67ºW), in order to reliably identify fish stocks. Fish were collected in three sampling sites: Argentine-Uruguayan Common Fishing Zone (AUCFZ), El Rincón (ER) and San Matías Gulf (SMG). The otolith Sr:Ca and Zn:Ca ratios were determined by ICP-OES and EDTA volumetric method. The otolith Sr:Ca ratio was similar in the three sampling sites, while the Zn:Ca ratio was significantly higher in AUCFZ than in ER and SMG for all age groups. The discriminant analysis showed an association between the otolith Sr:Ca and Zn:Ca ratios from ER and SMG. Present results suggest the potential occurrence of two fish stocks of P. brasiliensis in the study area.(AU)


Evaluamos el uso simultáneo de las relaciones Sr:Ca y Zn:Ca de los otolitos sagittae como un potencial indicador de hábitat de Percophis brasiliensis a lo largo de un gradiente longitudinal el Atlántico sudoccidental (34-42ºS - 51-67ºW) con el fin de contribuir a la identificación de los stocks pesqueros. Los peces fueron capturados en tres sitios de muestreo: Zona Común de Pesca Argentina-Uruguaya (ZCPAU), El Rincón (ER) y el Golfo San Matías (GSM). Las relaciones Sr:Ca y Zn:Ca se determinaron por ICP-OES y por titulación con EDTA. La relación Sr:Ca fue similar en los tres sitios de muestreo. La relación Zn:Ca fue mayor en la ZCPAU que en las demás areas (ER y GSM) para todos los rangos de edad. El análisis discriminante mostró una asociación entre las relaciones Sr:Ca y Zn:Ca de ER y GSM. Los resultados de este trabajo sugieren la presencia de al menos dos stocks de P. brasiliensis en el aérea de estudio.(AU)


Assuntos
Animais , Membrana dos Otólitos/química , Cálcio/fisiologia , Estrôncio/fisiologia , Zinco/fisiologia , Perciformes/anatomia & histologia , Ecossistema/efeitos adversos
5.
Neotrop. ichthyol ; 12(4): 861-870, Oct-Dec/2014. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-12442

Resumo

Pop-up satellite archival tags (PSATs) were deployed on four sailfish, Istiophorus platypterus, in the coastal waters of Rio de Janeiro State in southeast Brazil during January and February of 2009 (sailfish I and II) and between November 2010 and January 2011 (sailfish III and IV). The total number of days monitored (i.e., time that the tags remained attached) were 12 (sailfish I), 51 (sailfish II), 16 (sailfish III) and 43 days (sailfish IV). The results indicate a clear pattern of vertical habitat utilization with the majority of the time spent concentrated near the uniform sea surface layer occupying a relatively narrow temperature range. Despite the clear preference for epipelagic surface waters, sailfish regularly undertook vertical excursions into deeper waters (>50 m) within three to six hour intervals. "Most Probable Tracks" (estimated from raw geolocations using the state-space Kalman filter model) and linear displacements suggested that tagged sailfish did not move significant distances from the tagging site. In brief, our report provides information regarding the biology of sailfish in the southwestern Atlantic and how vertical distributions during the day and night are influenced by water temperature and how this information can improve sailfish stock assessments in southwestern Atlantic Ocean.(AU)


Quatro exemplares de agulhão-vela foram marcados com marcas eletrônicas monitoradas por satélite ('Pop-up satellite archival tags - PSATs') nas águas costeiras do Rio de Janeiro, sudeste do Brasil, durante janeiro e fevereiro de 2009 (agulhão-vela I e II) e entre novembro de 2010 e janeiro de 2011 (agulhão-vela III e IV). O número total de dias monitorados (ou seja, o tempo que as marcas permaneceram implantadas nos peixes) foram 12 (agulhão-vela I), 51 (agulhão-vela II), 16 (agulhão-vela III) e 43 dias (agulhão-vela IV). Os resultados demonstram um padrão claro de utilização do hábitat com a maior parte do tempo despendido predominantemente próximo à superfície do mar ocupando águas com uma faixa de temperatura restrita. Apesar da preferência por águas superficiais, os agulhões frequentemente realizaram mergulhos para águas mais profundas (ca. > 50 m) em intervalos de três a seis horas. A "rota mais provável" estimada a partir dos dados brutos de geolocalização e o modelo 'State-Space Kalman Filter' sugerem que os agulhões marcados não realizaram migrações significativas a partir do local de marcação. Em resumo, nossos resultados apresentam informações sobre a biologia da espécie no Atlântico Sudoeste e como as migrações verticais durante o dia e a noite são influenciadas pela temperatura da água e como essa informação pode auxiliar as avaliações de estoques de agulhão-vela no sudoeste do Atlântico.(AU)


Assuntos
Animais , Perciformes/crescimento & desenvolvimento , Água Costeira/etnologia , Ecossistema/efeitos adversos , Monitoramento Ambiental
6.
Neotrop. ichthyol ; 12(4): 803-810, Oct-Dec/2014. graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-12425

Resumo

Developing survey strategies for threatened species is often limited by access to sufficient individuals to acquire information needed to design appropriate conservation measures. The goliath grouper (Epinephelus itajara) is a large reef fish, globally classified as critically endangered. In Brazil, fishing has been prohibited since 2002. Herein we investigated habitat use and abundance of E. itajara in Brazil drawn from a participative survey, which engaged volunteer divers in data-collection. A total of 188 reports were recorded between 2005 to 2011 throughout 13 Brazilian states. Our results revealed that habitat type influenced the relationship between total length and depth of occurrence of E. itajara. We observed a significant difference between habitats, artificial presented a nonlinear and natural an asymptotic relationship. This study underscores the importance of developing conservation measures addressing specific habitats and locations to enhance population recovery. Artificial structures (shipwrecks and manmade reefs) are critical habitats that must be considered as highly sensitive areas to E. itajara strategic conservation policies. We suggest the creation and implementation of marine protected areas, as key strategies for E. itajara conservation, especially for artificial habitats and aggregation sites.(AU)


O desenvolvimento de estratégias de pesquisa para espécies ameaçadas é frequentemente limitado pelo acesso a indivíduos suficientes para adquirir informações necessárias para elaborar medidas de conservação adequadas. Dentre essas espécies, o mero (Epinephelus itajara) é um peixe recifal de grande tamanho, classificado globalmente como criticamente ameaçado. No Brasil, a pesca é proibida desde 2002. Investigou-se o uso de hábitat e abundância de E. itajara no Brasil através de uma pesquisa participativa, que engajou mergulhadores voluntários na coleta dos dados. Um total de 188 relatos foram registrados entre 2005 a 2011 em 13 estados brasileiros. Os resultados revelaram que o tipo de hábitat influenciou a relação entre o comprimento total e profundidade de ocorrência de E. itajara. Observou-se uma diferença significativa entre hábitats: hábitat artificial apresentou uma relação não linear e hábitat natural uma relação assintótica. Este estudo ressalta a importância do desenvolvimento de medidas de conservação abordando hábitats e locais específicos visando a recuperação populacional. Estruturas artificiais (naufrágios e recifes feitos pelo homem) são hábitats críticos que devem ser considerados como áreas relevantes para as estratégias políticas conservação de E. itajara. Sugere-se a criação e implementação de áreas marinhas protegidas como uma estratégia fundamental para a conservação de E. itajara, especialmente em hábitats artificiais e locais de agregação.(AU)


Assuntos
Animais , Peixes/crescimento & desenvolvimento , Ecossistema/efeitos adversos , Espécies em Perigo de Extinção/estatística & dados numéricos , Conservação dos Recursos Naturais , Pesquisa Participativa Baseada na Comunidade
7.
Pesqui. vet. bras ; 33(2): 247-250, Feb. 2013. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-8268

Resumo

Infectious diseases in wild animals have been increasing as a result of their habitat alterations and closer contact with domestic animals. Canine distemper virus (CDV) has been reported in several species of wild carnivores, presenting a threat to wildlife conservation. We described the first case of canine distemper virus infection in lesser grison (Galictis cuja). A free-ranging individual, with no visible clinical sigs, presented sudden death after one day in captivity. Molecular diagnosis for CDV infection was performed using whole blood collected by postmortem intracardiac puncture, which resulted positive. The virus phylogeny indicated that domestic dogs were the probable source of infection.(AU)


Doenças infecciosas em animais selvagens têm aumentado devido às alterações em seu habitat e ao maior contato com animais domésticos. A cinomose já foi descrita em diversas espécies de carnívoros selvagens, representando uma ameaça à conservação da vida selvagem. Nesse estudo é descrito o primeiro caso de infecção pelo vírus da cinomose em um furão (Galictis cuja). Um indivíduo de vida livre, sem sinais clínicos aparentes, apresentou morte súbita após um dia em cativeiro. Foi realizado o diagnóstico molecular para detecção do vírus da cinomose canina, sendo o resultado positivo. A filogenia do vírus indicou que cães domésticos foram a provável fonte de infecção.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Mustelidae/virologia , Vírus da Cinomose Canina/isolamento & purificação , Ecossistema/efeitos adversos , Animais Selvagens , Filogenia , Ecossistema
8.
Neotrop. ichthyol ; 8(3): 587-598, 2010. ilus, mapas, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-2789

Resumo

The João Leite River is located in the upper Paraná basin, Central Brazil. It drains areas covered by Cerrado vegetation interspersed with urban and agricultural areas. This study aims to asses changes of the fish assembleges structure along a undisturbed-impacted gradient in ten stream stretches using ecological descriptors, a similarity index and the abundance-biomass relationship (ABC curves). The fish were collected during the dry period using electrofishing gear in stretches of 50 m. Results show that the environmental variation observed along the undisturbed-impacted gradient considered influences on fish assemblage structure. Both richness and diversity differences between fish assemblages are partially influenced by stream stretch orthonian order and anthropogenic impacts. ABC curves classified six stream stretches located in preserved or impacted areas as undisturbed while four stretches were classified as disturbed. This is attributed to the influence of the undisturbed habitat within the conservation unit and the presence of K- or r- strategist species. This type of study contributes to an understanding of the effects of aquatic environment conservation on the Brazilian Cerrado core area, where the choice of conservation areas prioritizes terrestrial over aquatic aspects.(AU)


O ribeirão João Leite está localizado no alto da bacia do rio Paraná, Brasil Central, onde drena áreas cobertas por vegetação tipo Cerrado intercaladas com áreas urbanas e agrícolas. Este estudo objetiva avaliar as mudanças na estrutura das assembleias de peixes ao longo de um gradiente ambiental (não perturbado-impactado) em trechos de dez riachos utilizando descritores ecológicos, um índice de similaridade e a relação abundância-biomassa (curvas ABC). Os peixes foram coletados durante o período da estiagem em trechos de 50 m utilizando a pesca elétrica. Os resultados indicam que a variabilidade ambiental observada ao longo do gradiente considerado influencia na estrutura das assembleias de peixes. As diferenças observadas entre a riqueza e diversidade das assembleias de peixes são parcialmente influenciadas pela ordem do riacho e os impactos antropogênicos. As curvas ABC classificam seis trechos localizados em áreas preservadas ou impactadas como não perturbados e quatro como perturbados. Isto é atribuído à influência do habitat preservado presente na unidade de conservação e à presença de espécies com estratégias K- ou r-. Este tipo de estudo contribui ao entendimento dos efeitos da conservação do ambiente aquático na área central do Cerrado brasileiro, onde as escolhas de áreas de conservação dão prioridade aos aspectos terrestres em detrimento dos aquáticos.(AU)


Assuntos
Animais , Peixes/classificação , Ecossistema , Cinturão Ecológico , Água Doce/análise , Zona Tropical/efeitos adversos , Monitoramento Ambiental/métodos , Cadeia Alimentar , Ecossistema/efeitos adversos , Filogenia
9.
Neotrop. ichthyol ; 8(3): 569-586, 2010. ilus, mapas, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-2788

Resumo

Ecomorphological patterns of the fish assemblage from the upper Paraná River floodplain, Brazil, were described and evaluated according to trophic (guilds), spatial (habitats) and phylogenetic (taxonomic distances) structures. The samples were obtained through the Long Term Research Project (LTER-CNPq/UEM/NUPELIA) in August and October 2001. Thirty-five species were analyzed from thirty-one morphological variables. Strong significant correlations (Mantel test) between morphology and trophic guilds and between morphology and taxonomy were found, while morphology and habitat revealed a weak correlation. However, the partial Mantel test showed that the correlations between morphology and trophic guilds persist even when the effect of taxonomy is discounted. The ecomorphological pattern shown by the Principal Component Analysis separated species according to locomotion structures used in feeding. At one extreme there are the piscivores and insectivores that exploit lentic habitats and have compressed bodies and well developed anal fins, while at the other there are detritivores and invertivores that exploit lotic and semi-lotic habitats and have depressed bodies and well developed pectoral, pelvic and caudal fins. Canonical Discriminant Analysis using ecomorphological variables successfully predicted 94.5 percent of the trophic guild ecomorphotypes, but only 57.1 percent of the habitat ecomorphotypes. These data indicate that the fish assemblage of the upper Paraná River floodplain is structured ecomorphologically mainly according to trophic structure rather than habitat.(AU)


Este trabalho objetivou descrever e avaliar os padrões ecomorfológicos da assembleia de peixes da planície de inundação do alto rio Paraná, Brasil, analisando os efeitos das estruturas trófica (guildas), espacial (tipos de habitats) e filogenética (distância taxonômica). Trinta e cinco espécies foram analisadas a partir de 31 variáveis morfológicas obtidas de espécimes coletados em agosto e outubro de 2001 no âmbito do Projeto Ecológico de Longa Duração (PELD-CNPq/UEM/NUPELIA). O teste de Mantel revelou que há correlação significativa das distâncias morfológicas com guildas tróficas e distâncias taxonômicas, enquanto com os tipos de habitats a correlação se mostrou fraca. Contudo, o teste de Mantel parcial demonstrou que a correlação da morfologia com as guildas tróficas independe da filogenia. O padrão de diversificação ecomorfológica apresentado pela Análise de Componentes Principais revelou um gradiente ecomorfológico relacionado à locomoção associada à ecologia trófica. Em um extremo estão espécies de piscívoros e insetívoros que exploram preferencialmente habitats lênticos com corpos comprimidos e nadadeiras anais desenvolvidas, enquanto no outro extremo estão os detritívoros e invertívoros que exploram preferencialmente habitats lóticos e semi-lóticos e apresentam corpos deprimidos e nadadeiras peitorais, pélvicas e caudais desenvolvidas. A Análise Discriminante Canônica realizada com os índices ecomorfológicos previu com sucesso 94,5 por cento dos ecomorfotipos relacionados às guildas tróficas e apenas 57,1 por cento dos ecomorfotipos que exploram os diferentes habitats analisados. Conclui-se que a assembleia de peixes da planície de inundação do alto rio Paraná está estruturada ecomorfologicamente, revelando-se mais influenciada pela estrutura trófica do que pela espacial.(AU)


Assuntos
Animais , Peixes/classificação , Ecossistema , Cinturão Ecológico , Água Doce/análise , Zona Tropical/efeitos adversos , Monitoramento Ambiental/métodos , Cadeia Alimentar , Ecossistema/efeitos adversos , Filogenia
10.
São Paulo; s.n; 08/10/2012. 120 p.
Tese em Português | VETINDEX | ID: biblio-1505110

Resumo

No Brasil, no transcorrer da última década tem-se aumentado a produção de energia renovável. Dessa forma, empreendimentos visando produção e distribuição de energia tem sido desenvolvidos, exemplo disto são as Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs). Perda e fragmentação de habitat são consideradas fatores negativos para a conservação in situ, sendo que podem colocar em perigo de extinção numerosas espécies de vertebrados terrestres. Durante a construção de hidrelétricas, esses dois eventos podem ocorrer em um espaço de tempo curto e abranger pequenas ou grandes extensões de habitat natural dessas espécies. Dentro do âmbito ambiental, essas obras demandam a criação e desenvolvimento de programas de monitoramento e conservação, visando diminuir o impacto sobre as populações silvestres que ocorrem na área diretamente afetada pelo empreendimento, resultando no óbito de numerosos indivíduos durante o desenvolvimento das etapas desse programa. Sendo assim, visando entender quais são os fatores que podem levar à perda de um animal silvestre nesses programas se projetou acompanhar entre 2008 e 2010 as etapas do programa de monitoramento e conservação e as do centro de triagem de animais selvagens (CETAS) da PCH Anhanguera, que foi construída no nordeste do Estado de São Paulo. Vertebrados terrestres e aves que vieram a óbito foram submetidos à necropsia e amostras dos principais órgãos e lesões representativas foram fixadas em formalina 10% e posteriormente processadas para avaliação histopatológica. [...] A conservação da fauna durante um programa faunístico de um empreendimento está associada ao manejo adequado dessas populações em campo e centros de triagem. Aumento da captura prévia nas áreas a serem suprimidas, das vistorias nas armadilhas de captura e propensão por uma destinação oportuna dos indivíduos capturados facilitaria a sobrevivência da fauna acometida pelo empreendimento


In the course of the last decade Brazil has increased the production of renewable energy. Thus, projects aiming energy production and distribution have been developed such as Small Hydro Power Stations (SHPS). Loss and fragmentation of habitat are considered negative factors for in situ conservation, and can put many endangered species of terrestrial vertebrates. During the construction of dams, these two events may occur in a short space of time and cover small or large tracts of natural habitat of these species. Within an environmental framework these enterprise create and develop conservation programs in order to reduce the impact on wild populations that occur in the influence area project. Commonly, many individuals may die during the stages of the program. In order to understand what are the factors that can lead to loss of wild animals in these programs, monitoring, rescue and triage center activities, of the program of the SHP Anhanguera, were accompanied between 2008 and 2010. Dam and reservoir were built in the northeastern of São Paulo State, Brazil. Post-mortem examinations were performed in terrestrial vertebrates and birds that died. Samples of major organs were collected and representative lesions were fixed in 10% formalin and later processed to pathological evaluation. [...] The conservation of wildlife fauna during a conservation program of a hydroelectric enterprise is linked to the appropriate management of these populations in the affected areas and triage centers. Increase of previous captures in the areas of vegetal suppression, check of traps capture and opportune destination of captured animals facilitate the survival of wildlife affected by the project


Assuntos
Animais , Animais Selvagens/crescimento & desenvolvimento , Centrais Hidrelétricas , Ecossistema/efeitos adversos , Conservação dos Recursos Naturais , Sobrevivência
11.
São Paulo; s.n; 08/10/2012. 120 p.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-1065

Resumo

No Brasil, no transcorrer da última década tem-se aumentado a produção de energia renovável. Dessa forma, empreendimentos visando produção e distribuição de energia tem sido desenvolvidos, exemplo disto são as Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs). Perda e fragmentação de habitat são consideradas fatores negativos para a conservação in situ, sendo que podem colocar em perigo de extinção numerosas espécies de vertebrados terrestres. Durante a construção de hidrelétricas, esses dois eventos podem ocorrer em um espaço de tempo curto e abranger pequenas ou grandes extensões de habitat natural dessas espécies. Dentro do âmbito ambiental, essas obras demandam a criação e desenvolvimento de programas de monitoramento e conservação, visando diminuir o impacto sobre as populações silvestres que ocorrem na área diretamente afetada pelo empreendimento, resultando no óbito de numerosos indivíduos durante o desenvolvimento das etapas desse programa. Sendo assim, visando entender quais são os fatores que podem levar à perda de um animal silvestre nesses programas se projetou acompanhar entre 2008 e 2010 as etapas do programa de monitoramento e conservação e as do centro de triagem de animais selvagens (CETAS) da PCH Anhanguera, que foi construída no nordeste do Estado de São Paulo. Vertebrados terrestres e aves que vieram a óbito foram submetidos à necropsia e amostras dos principais órgãos e lesões representativas foram fixadas em formalina 10% e posteriormente processadas para avaliação histopatológica. [...] A conservação da fauna durante um programa faunístico de um empreendimento está associada ao manejo adequado dessas populações em campo e centros de triagem. Aumento da captura prévia nas áreas a serem suprimidas, das vistorias nas armadilhas de captura e propensão por uma destinação oportuna dos indivíduos capturados facilitaria a sobrevivência da fauna acometida pelo empreendimento (AU)


In the course of the last decade Brazil has increased the production of renewable energy. Thus, projects aiming energy production and distribution have been developed such as Small Hydro Power Stations (SHPS). Loss and fragmentation of habitat are considered negative factors for in situ conservation, and can put many endangered species of terrestrial vertebrates. During the construction of dams, these two events may occur in a short space of time and cover small or large tracts of natural habitat of these species. Within an environmental framework these enterprise create and develop conservation programs in order to reduce the impact on wild populations that occur in the influence area project. Commonly, many individuals may die during the stages of the program. In order to understand what are the factors that can lead to loss of wild animals in these programs, monitoring, rescue and triage center activities, of the program of the SHP Anhanguera, were accompanied between 2008 and 2010. Dam and reservoir were built in the northeastern of São Paulo State, Brazil. Post-mortem examinations were performed in terrestrial vertebrates and birds that died. Samples of major organs were collected and representative lesions were fixed in 10% formalin and later processed to pathological evaluation. [...] The conservation of wildlife fauna during a conservation program of a hydroelectric enterprise is linked to the appropriate management of these populations in the affected areas and triage centers. Increase of previous captures in the areas of vegetal suppression, check of traps capture and opportune destination of captured animals facilitate the survival of wildlife affected by the project (AU)


Assuntos
Animais , Animais Selvagens/crescimento & desenvolvimento , Ecossistema/efeitos adversos , Centrais Hidrelétricas , Conservação dos Recursos Naturais , Sobrevivência
12.
Neotrop. ichthyol ; 5(2): 229-232, 2007. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-1715

Resumo

Jaú, Zungaro jahu (Ihering, 1898), a large migratory catfish endemic to the rio da Prata basin, has a fragile conservation status and its ecology is poorly known. We radio-tracked a female jaú with a total length of 1.5 m that was passed upstream of Funil Dam, rio Grande, to describe its migratory movements, habitat use, linear home range, and diel activity. To track the fish, we made five tracking trips in the period from April, 2003 to January, 2004. In addition to the main body of Funil Reservoir, the fish also used a reservoir-river transition zone located in a branch of Funil Reservoir that flooded part of rio das Mortes. Most of the times, we found the fish in the former beds of streams flooded by the reservoir, at depths that ranged from 8-9 m in the reservoir-river transition zone to 18-21 m in Funil Reservoir. Linear home range of the fish was 31.4 km. The onset of activity occurred early in the evening, but we also detected daytime activity. The conclusion from our study was that the passed adult female jaú used reservoir habitats, migrated between the main body and the reservoir-river transition zone, preferred deep habitats, showed a relatively short home range, and had diurnal and nocturnal activities(AU)


O jaú, Zungaro jahu (Ihering, 1898), é um bagre migrador de grande porte endêmico da bacia do rio da Prata, possui frágil status de conservação e sua ecologia é pouco conhecida. Nós rastreamos uma fêmea adulta de 1,5 m de comprimento total transposta para montante da barragem de Funil, rio Grande, para descrever movimentos migratórios, uso do hábitat, área de vida e atividade circadiana. Fizemos cinco viagens, de abril de 2003 a janeiro de 2004, para localização do peixe marcado. O indivíduo utilizou a zona de transição reservatório-rio, localizada no braço do reservatório de Funil que alagou parte do rio das Mortes. O peixe também utilizou o corpo principal do reservatório. Nós o encontramos principalmente nos antigos leitos dos rios que foram alagados em profundidades que variaram de 8-9 m, na zona de transição reservatório-rio, a 18-21 m, no corpo principal do reservatório de Funil. A área de vida linear foi de 31,4 km. O período de atividade ocorreu no início da noite mas também encontramos atividade durante o dia. Concluindo, este estudo demonstrou que a fêmea adulta de jaú transposta usou hábitats do reservatório, migrando entre o corpo principal e a zona de transição reservatório-rio, preferiu ambientes profundos, apresentou área de vida pequena, e mostrou atividade diurna e noturna(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Adulto , Migração Animal , Espécies em Perigo de Extinção/análise , Ecossistema/efeitos adversos , Telemetria/instrumentação , Telemetria/métodos , Peixes
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA