Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. j. biol ; 83: e242677, 2023. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1360196

Resumo

Gastrointestinal (GI) Parasitic infection is a hot issue for cattle management. There is variation of GI parasites effects in sex, age of cattle, drinking water condition, nutrition, and severity of infection. Studies on prevalence of GI parasites among cattle population in Dir Lower are lacking. A total of 40 farms were selected randomly in six tehsil namely Tehsil Adenzai, Tehsil Timergara, Tehsil Balambat, Tehsil Munda ,Tehsil Lalqala, Tehsil Khall. Freshly cattle fecal samples were collected randomly from the selected farms during March 2018 till December 2018. Out of 314 buffaloes and cattle examined 58.59% (184/314) were positive for eggs, cyst/oocyst of one or more species of GI Parasites. The prevalence of parasitic infection was higher in Buffaloes 63.55% (75/118) as compared to Cow 55.61% (109/196) but the difference was not significant (p>0.05) Entamoeba,spp, Moniezia spp, Haemonchus spp and Coccidian spp were found in this study. The non-treated animals indicated the highest percentage of infection in cow 57.71% (101/175) and buffalo 68.13% (62/91).GI parasite prevalence in female animal were higher female cow 62.58% (87/139) and female buffalo 77.33% (58/75) as compared to male. But the difference is non-significant (p> 0.05) Yearling calves had the lower rate of GI parasitic infection than adults. Future investigations are necessary to evaluate the economic loss due to GI parasites in cattle's.


A infecção gastrointestinal (GI) parasitária é um assunto importante para o manejo do gado. Existem variações nos efeitos dos parasitas GI quanto a sexo, idade do gado, condição da água potável, nutrição e gravidade da infecção. Faltam estudos sobre a prevalência de parasitas GI entre a população de gado em Lower Dir. Um total de 40 fazendas foi selecionado aleatoriamente em seis tehsil, nomeadamente Tehsil Adenzai, Tehsil Timergara, Tehsil Balambat, Tehsil Munda, Tehsil Lalqala, Tehsil Khall. Amostras fecais de gado fresco foram coletadas aleatoriamente das fazendas selecionadas de março de 2018 até dezembro de 2018. Dos 314 búfalos e bovinos examinados, 58,59% (184/314) foram positivos para ovos, cisto/oocisto de uma ou mais espécies de parasitas GI. A prevalência de infecção parasitária foi maior em Buffaloes 63,55% (75/118) em comparação com vaca 55,61% (109/196), mas a diferença não foi significativa (p > 0,05). Entamoeba spp, Moniezia spp, Haemonchus spp e Coccidian spp foram encontrados neste estudo. Os animais não tratados indicaram a maior porcentagem de infecção em vacas 57,71% (101/175) e búfalos 68,13% (62/91). A prevalência do parasita GI em fêmeas foi maior em vacas fêmeas 62,58% (87/139) e búfalas 77,33% (58/75) em comparação ao masculino. Mas a diferença não é significativa (p > 0,05). A modelagem linear geral mostrou que o tratamento do animal estava significativamente relacionado com a prevalência de parasitas GI. Bezerros de um ano tiveram a maior taxa de infecção parasitária gastrointestinal. Futuras investigações são necessárias para avaliar a perda econômica devido aos parasitas GI em bovinos.


Assuntos
Parasitos/parasitologia , Gado/parasitologia , Paquistão
2.
Acta Vet. Brasilica ; 13(1): 18-23, 13 mar. 2019. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1453155

Resumo

Pharmacological resistance to synthetic anthelmintic drugs is an important barrier to the control of animal parasites. Thus, this study aimed to evaluate the anthelmintic action of the hydroalcoholic extract of banana bracts (HEB) at 10%. Concentration. Hatch test and larval migration inhibition test (LMI) were performed. Additionally, the total content of polyphenols, condensed tannins, and flavonoids was determined, along with the antioxidant activity of HEB. In relation to bovine species, HEB at a concentration of 2.5 mg mL-1 inhibited hatchability of nematode larvae by 88%.  The LMI indicated 67.56% inhibition with 5 mg mL-1 HEB. However, in sheep, HEB did not show an influence in either tests. The HEB (10 mg mL-1) had 0.38 mg EAG g-1 of total polyphenols, 372.70 mg EAT g-1 tannins, 0.42 mg RE g-1 flavonoids, and presented antioxidant activity at 43.03% with IC 50 corresponding to 0.2765 mg mL-1. Thus, HEB presents anthelmintic potential in vitro, for the control of verminosis in cattle, in addition to demonstrating antioxidant activity. These results are particularly important for agroecological, organic, and biodynamic systems of animal production, considering that the use of synthetic parasiticides is not allowed in these systems.


Resistência farmacológica a drogas anti-helmínticas sintéticas representa importante barreira para o controle parasitário animal. Assim, este estudo objetivou avaliar a ação anti-helmíntica do extrato hidroalcoólico de brácteas da banana (HEB) a 10%. Foram realizados testes de eclodibilidade e inibição da migração larval (TIML). Adicionalmente, foram determinados os teores de polifenóis, taninos condensados e flavonoides totais, além da atividade antioxidante do HEB. Em relação à espécie bovina, o HEB na concentração de 2,5mg mL-1 inibiu a eclodibilidade das larvas dos nematódeos gastrointestinais em 88%. O TIML indicou 67,56% de inibição com 5 mg mL-1 de HEB. No entanto, em ovinos, a HEB não demonstrou influência em nenhum dos testes. O HEB (10 mg mL-1) apresentou 0,38 mg EAG g-1 de polifenóis totais, 372,70 mg EAT g-1 de taninos, 0,42 mg RE g-1 para flavonoides totais, e 43,03% de atividade antioxidante com IC 50 correspondente a 0,2765 mg mL-1. Assim, HEB apresenta potencial anti-helmíntico in vitro, para o controle parasitológico em bovinos, além de demonstrar atividade antioxidante. Estes resultados são particularmente importantes para sistemas agroecológicos, orgânicos e biodinâmicos de produção animal, considerando que o uso de parasiticidas sintéticos não é permitido nestes sistemas.


Assuntos
Animais , Anti-Helmínticos/uso terapêutico , Musa/química , Ruminantes/parasitologia , Taninos/química , Controle Biológico de Vetores/métodos , Gado/parasitologia , Plantas Medicinais/parasitologia
3.
Acta Vet. bras. ; 13(1): 18-23, 13 mar. 2019. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-21491

Resumo

Pharmacological resistance to synthetic anthelmintic drugs is an important barrier to the control of animal parasites. Thus, this study aimed to evaluate the anthelmintic action of the hydroalcoholic extract of banana bracts (HEB) at 10%. Concentration. Hatch test and larval migration inhibition test (LMI) were performed. Additionally, the total content of polyphenols, condensed tannins, and flavonoids was determined, along with the antioxidant activity of HEB. In relation to bovine species, HEB at a concentration of 2.5 mg mL-1 inhibited hatchability of nematode larvae by 88%.  The LMI indicated 67.56% inhibition with 5 mg mL-1 HEB. However, in sheep, HEB did not show an influence in either tests. The HEB (10 mg mL-1) had 0.38 mg EAG g-1 of total polyphenols, 372.70 mg EAT g-1 tannins, 0.42 mg RE g-1 flavonoids, and presented antioxidant activity at 43.03% with IC 50 corresponding to 0.2765 mg mL-1. Thus, HEB presents anthelmintic potential in vitro, for the control of verminosis in cattle, in addition to demonstrating antioxidant activity. These results are particularly important for agroecological, organic, and biodynamic systems of animal production, considering that the use of synthetic parasiticides is not allowed in these systems.(AU)


Resistência farmacológica a drogas anti-helmínticas sintéticas representa importante barreira para o controle parasitário animal. Assim, este estudo objetivou avaliar a ação anti-helmíntica do extrato hidroalcoólico de brácteas da banana (HEB) a 10%. Foram realizados testes de eclodibilidade e inibição da migração larval (TIML). Adicionalmente, foram determinados os teores de polifenóis, taninos condensados e flavonoides totais, além da atividade antioxidante do HEB. Em relação à espécie bovina, o HEB na concentração de 2,5mg mL-1 inibiu a eclodibilidade das larvas dos nematódeos gastrointestinais em 88%. O TIML indicou 67,56% de inibição com 5 mg mL-1 de HEB. No entanto, em ovinos, a HEB não demonstrou influência em nenhum dos testes. O HEB (10 mg mL-1) apresentou 0,38 mg EAG g-1 de polifenóis totais, 372,70 mg EAT g-1 de taninos, 0,42 mg RE g-1 para flavonoides totais, e 43,03% de atividade antioxidante com IC 50 correspondente a 0,2765 mg mL-1. Assim, HEB apresenta potencial anti-helmíntico in vitro, para o controle parasitológico em bovinos, além de demonstrar atividade antioxidante. Estes resultados são particularmente importantes para sistemas agroecológicos, orgânicos e biodinâmicos de produção animal, considerando que o uso de parasiticidas sintéticos não é permitido nestes sistemas.(AU)


Assuntos
Animais , Anti-Helmínticos/uso terapêutico , Ruminantes/parasitologia , Taninos/química , Musa/química , Gado/parasitologia , Controle Biológico de Vetores/métodos , Plantas Medicinais/parasitologia
4.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 27(1): 118-122, jan.-mar. 2018. mapas, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-20212

Resumo

Bovine coccidiosis is a disease of major importance in cattle herds across the world. The disorder mainly affects young calves, and E. bovis and E. zuernii are considered the most pathogenic species of the genus, however, E. alabamensis have been described in grazing calves. In this study, the prevalence of Eimeria spp. was evaluated in calves on dairy farms in the northern region of the state of Paraná, Brazil. Four hundred calves on 44 dairy farms were tested for the presence of coccidian oocysts. The positives were re-examined and the oocysts were morphometrically analyzed for species identification. All the farms were contaminated and 205 animals (51.25%) presented Eimeria spp. oocysts. Among these, 146 animals (71.22%) were co-infected by two or more species of coccidia. Ten species of Eimeria were identified: E. bovis (in 30.25% of the positive samples), E. alabamensis (26.75%), E. zuernii (22.00%), E. ellipsoidalis (18.50%), E. auburnensis (13.75%), E. canadensis (8.00%), E. cylindrica (7.25%), E. subspherica (5.00%), E. bukidnonensis (3.00%) and E. brasiliensis (0.75%). This study demonstrates the high prevalence of Eimeria spp. in the northern region of Paraná, Brazil, and detection for the first time in our region the pathogenic species E. alabamensis.(AU)


A coccidiose bovina é uma doença de grande importância em rebanhos ao redor do mundo. A desordem afeta principalmente bezerros jovens, e E. bovis e E. zuernii consideradas as espécies mais patogênicas deste gênero, causando grave enterite em animais infectados. No entanto, casos de E. alabamensis foram descritos em bezerros mantidos a pasto. No presente estudo, a prevalência de Eimeria spp. foi avaliada em bezerros de gado leiteiro da região norte do estado do Paraná, Brasil. Quatrocentos bezerros foram amostrados e testados para a presença de oocistos de coccídios. Os positivos foram re-examinados e os oocistos analisados morfologicamente para identificação da espécie. Todas as fazendas estavam contaminadas e 205 (51,25%) animais apresentaram oocistos de Eimeria spp. Destes, 146 (71,22%) animais estava co-infectados por duas ou mais espécies de coccídio. Dez espécies de Eimeria foram identificadas: E. bovis (30,25% de amostras positivas), E. alabamensis (26,75%), E. zuernii (22,00%), E. ellipsoidalis (18,50%), E. auburnensis (13,75%), E. canadensis (8,10%), E. cylindrica (8,00%), E. subspherica (5,00%), E. bukidnonensis (3,00%) e E. brasiliensis (0,75%). Este estudo demonstra a alta prevalência de Eimeria spp. na região norte do estado do Paraná, Brasil, e a detecção, pela primeira vez, de E. alabamensis.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Doenças dos Bovinos/epidemiologia , Doenças dos Bovinos/parasitologia , Coccidiose/epidemiologia , Coccidiose/parasitologia , Eimeria/isolamento & purificação , Prevalência , Fazendas , Indústria de Laticínios , Gado/parasitologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA