Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. J. Biol. ; 75(4,supl.1): 52-59, Nov. 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-378887

Resumo

Streams may exhibit differences in community structure of invertebrate drift, which may be a reflex of variation in environmental factors, able to change in conditions of anthropogenic interventions. The aim of this study was to analyze the composition, diversity and abundance of insects drifting in two neotropical streams under different land use and to identify the environmental factors involved in determining such patterns. 54 taxa of aquatic insects were identified in urban and rural streams. The results indicated significant differences in species composition due to the replacement of specialist species by generalist species in the urban stream. Higher diversity of taxa was recorded in the rural stream, with high levels of dissolved oxygen and high water flow, which favored the occurrence of sensitive groups to environmental disturbances, such as Ephemeroptera, Plecoptera, Trichoptera and Coleoptera taxa, that living mainly in clean and well oxygenated waters. On the other hand, a higher density of insects drifting, especially Chironomidae, was observed in the urban stream, where high values of pH, electrical conductivity and nitrogen were observed. These larvae are able to explore a wide range of environmental conditions, owing to their great capacity for physiological adaptation. Despite observing the expected patterns, there were no significant differences between streams for the diversity and abundance of species. Thus, the species composition can be considered as the best predictor of impacts on the drifting insect community.(AU)


Riachos podem exibir diferenças na estrutura das comunidades de invertebrados à deriva, o que pode ser um reflexo da variação nos fatores ambientais, capazes de se alterar em condições de intervenções antrópicas. O objetivo deste trabalho foi analisar a composição, diversidade e abundância de insetos à deriva em dois riachos neotropicais sob diferentes usos do solo, além de identificar os fatores ambientais intervenientes na determinação de tais padrões. Foram registrados 54 táxons de insetos aquáticos nos riachos urbano e rural. Os resultados evidenciaram diferenças significativas na composição de espécies, devido à substituição de espécies especialistas por espécies generalistas no riacho urbano. Maior diversidade de táxons foi registrada no riacho rural, com altos níveis de oxigênio dissolvido e elevado fluxo hídrico, que favoreceram a ocorrência de grupos sensíveis a perturbações ambientais, como táxons das ordens Ephemeroptera, Plecoptera, Trichoptera e Coleoptera, que vivem principalmente em águas limpas e bem oxigenadas. Por outro lado, maior densidade de insetos a deriva, especialmente Chironomidae, foi observada no riacho urbano, onde foram registrados elevados valores de pH, condutividade elétrica e nitrogênio. Estas larvas são capazes de explorar uma vasta gama de condições ambientais, consequência da sua grande capacidade de adaptação fisiológica. Apesar de ter encontrado os padrões esperados, não foram contatadas diferenças significativas na diversidade e abundância de espécies entre os riachos. Assim, a composição de espécies pode ser considerada como melhor preditora de impactos sobre a comunidade de insetos à deriva.(AU)


Assuntos
Animais , Agricultura , Biodiversidade , Insetos/fisiologia , Urbanização , Brasil , Insetos/crescimento & desenvolvimento , Larva/crescimento & desenvolvimento , Larva/fisiologia , Densidade Demográfica , Rios
2.
Braz. J. Biol. ; 74(3): 623-631, 8/2014. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-15037

Resumo

Goniorrhachis marginata Taub. (Leguminosae: Caesalpinioideae) is a tree species found in Brazilian tropical dry forests that retain their leaves during the dry season. That being, we addressed the following question: i) How do insect diversity (sap-sucking and chewing), leaf herbivory and defensive traits (tannin and leaf sclerophylly) vary on the evergreen tree species G. marginata between seasons? The abundance of sap-sucking insects was higher in the dry season than in the rainy season. However, we did not verify any difference in the species richness and abundance of chewing insects between seasons. Leaf herbivory was higher in the rainy season, whereas leaf sclerophylly was higher in the dry season. However, herbivory was not related to sclerophylly. Insect herbivores likely decrease their folivory activity during the dry season due to life history patterns or changes in behaviour, possibly entering diapause or inactivity during this period. Therefore, G. marginata acts as a likely keystone species, serving as a moist refuge for the insect fauna during the dry season in tropical dry forest, and the presence of this evergreen species is crucial to conservation strategies of this threatened ecosystem.(AU)


Goniorrhachis marginata Taub. (Leguminosae: Caesalpinioideae) é uma árvore encontrada em florestas tropicais secas do Brasil que mantém as suas folhas durante a estação seca. Baseado neste fato, nós levantamos a seguinte questão: i) como a diversidade de insetos herbívoros (sugadores e mastigadores), herbivoria foliar e características defensivas (taninos e esclerofilia foliar) variam em G. marginata entre as estações seca e chuvosa. A abundância de insetos sugadores foi maior na estação seca, entretanto, a riqueza e abundância de insetos mastigadores não diferiram entre as estações. A herbivoria foliar foi maior na estação chuvosa, enquanto a esclerofilia foliar foi maior na estação seca. Não foi observado efeito significativo da esclerofilia sobre os níveis de herbivoria foliar. Insetos herbívoros reduzem a sua atividade de consumo foliar durante a estação seca, fato este devido à sua história natural e/ou mudança comportamental, provavelmente, entrando em diapausa durante este período. Nossos resultados demonstram que G. marginata atua como refúgio para fauna de insetos durante a estação seca, e que a presença desta espécie merece relevante destaque em estratégias de conservação deste ameaçado ecossistema.(AU)


Assuntos
Animais , Caesalpinia/parasitologia , Ecossistema , Herbivoria/fisiologia , Insetos/fisiologia , Brasil , Caesalpinia/classificação , Florestas , Insetos/classificação , Estações do Ano
3.
Braz. J. Biol. ; 74(4): 787-794, 11/2014. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-13940

Resumo

Planning the artificial pollination of agricultural crops requires knowledge of the floral biology and reproductive system of the crop in question. Many studies have shown that rapeseed (Brassica napus Linnaeus) is self-compatible and self-pollinated, but its productivity may be increased by insect visitation. In the present study, the floral biology and the response of productivity to insect visitation of two rapeseed cultivars (Hyola 420 and Hyola 61) were analyzed and compared in three regions of Rio Grande do Sul, Brazil. The rapeseed flowers presented three stages during anthesis, with the time periods varying between the cultivars. Both cultivars are self-compatible, but free visitation of insects increased productivity by 17% in the Hyola 420 cultivar and by approximately 30% in the Hyola 61 cultivar. Therefore, it is concluded that the cultivar Hyola 61 is more dependent on insect pollination than Hyola 420.(AU)


O planejamento de polinização dirigida nas culturas agrícolas requer o conhecimento da biologia floral e do sistema reprodutivo da cultura em questão. Muitos estudos mostram que a canola (Brassica napus Linnaeus) é auto compatível e auto polinizada, no entanto, sua produtividade pode ser aumentada pela visita por insetos. Nesse estudo, a biologia floral e a resposta da produtividade à visita por insetos de duas cultivares de canola (Hyola 420 e Hyola 61) foram analisadas e comparadas em três regiões do Rio Grande do Sul, Brasil. As flores de canola apresentaram três fases durante a antese, havendo variação no período de tempo de acordo com a cultivar. Ambas as cultivares são auto compatíveis, mas a livre visita por insetos aumentou a produtividade em 17% na cultivar Hyola 420 e cerca de 30% na cultivar Hyola 61. Dessa maneira, concluímos que a cultivar Hyola 61 é mais dependente da polinização entomófila que a Hyola 420.(AU)


Assuntos
Animais , Brassica napus/crescimento & desenvolvimento , Brassica napus/parasitologia , Flores/crescimento & desenvolvimento , Insetos/fisiologia , Polinização/fisiologia , Brasil , Insetos/classificação , Fatores de Tempo
4.
Braz. j. biol ; 71(1): 47-56, Feb. 2011. ilus, graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: lil-578397

Resumo

We report on the richness of galling insects in the altitudinal wetland forests of Pernambuco State, Northeastern Brazil. We found 80 distinct types of insect galls on 49 species of host plants belonging to 28 families and 35 genera. Most of the galled plant species belong to Nyctaginaceae, Fabaceae, Meliaceae, Sapindaceae and Myrtaceae. The most common gall were spheroid and globoid; most galls were glabrous, predominantly green and with one chamber, and on the leaves. Most galls were induced by Cecidomyiidae (Diptera). The results of this study contribute to existing knowledge richness of galling insects and host-plant diversity in the altitudinal wetland forests of Northeastern Brazil.


Este artigo reporta sobre a riqueza de insetos galhadores em brejos de altitude de Pernambuco, Brasil. Foram encontrados 80 morfotipos de galhas sobre 49 espécies de plantas hospedeiras pertencentes a 28 famílias e 35 gêneros. Muitas das plantas galhadas pertencem a Nyctaginaceae, Fabaceae, Meliaceae, Myrtaceae e Sapindaceae. Os tipos morfológicos de galhas mais comuns foram esferoide e globoide, glabro, predominantemente verde e com uma câmara, e sobre as folhas. Muitas galhas foram induzidas por Cecidomyiidae (Diptera). Os resultados deste estudo contribuem para o conhecimento da riqueza de insetos galhadores e da diversidade de plantas hospedeiras em brejos de altitude do nordeste do Brasil.


Assuntos
Animais , Biodiversidade , Insetos/classificação , Tumores de Planta/parasitologia , Altitude , Brasil , Interações Hospedeiro-Parasita , Insetos/fisiologia , Tumores de Planta/classificação , Árvores , Áreas Alagadas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA