Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 11 de 11
Filtrar
Mais filtros

Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Semina ciênc. agrar ; 38(3): 1664, maio-jun. 2017.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500789

Resumo

Cryptosporidiosis is an emerging zoonosis that causes many outbreaks worldwide. Its main route of transmission is the consumption of contaminated water or food. In Brazil, data on to the occurrence of cryptosporidiosis in animals and in humans are scarce; thus, it is important to determine the occurrence of Cryptosporidium sp. and to identify possible sources of water and food contamination in order to prevent the disease and, consequently, preserve of human health. From July/2011 to March/2012, five liters of water were collected in 10 different locations from eight artificial beaches of Itaipu Lake, Paraná, in a total of 40 samples. In two other small beaches of the lake, water was also collected from two different sites of each beach, given their size and because they were made up of water from different sources. Samples were analyzed by the modified Ziehl-Neelsen technique and nestedPCR (nPCR). All samples were negative in the modified Ziehl-Neelsen; only one (2.25%) sample was positive in nPCR. These results indicate that PCR is a more sensitive technique for the identification of Cryptosporidium in water samples. In this study, it was not possible to identify the species involved and, thus, the source of infection. Water contamination by Cryptosporidium oocytes can be caused by livestock kept near waterways, and by the people who use the place for recreational purposes. These results demonstrate risk for people who use the lake. Care should be determined to prevent the transmission of this important zoonosis.


A criptosporidiose é uma zoonose emergente responsável por vários surtos no mundo todo. Sua principal via de transmissão ocorre pelo consumo de água ou alimentos contaminados. Os dados de ocorrência de criptosporidiose tanto em animais como em seres humanos no Brasil são bastante escassos, dessa forma, torna-se importante a pesquisa da ocorrência de oocistos de Cryptosporidium sp. e a identificação de possíveis fontes de contaminação, visando a prevenção da contaminação da água e consequente preservação da saúde humana. Durante o período de jul/2011 a mar/2012 foram coletados cinco litros de água em 10 pontos de oito praias artificiais do Lago da Itaipu, Paraná, resultando em 40 amostras. Em duas prainhas foram coletadas água em dois locais devido ao tamanho das mesmas e por apresentarem fontes de água diferentes. As amostras foram analisadas pelo método de Ziehl-Neelsen modificado e nested-PCR. Das 40 amostras analisadas, todas foram negativas no método de ZiehlNeelsen modificado e uma (1) apresentou fragmento de 819-825 bp (2,25%) na técnica de nPCR, o que sugere que a PCR é uma técnica mais sensível para a pesquisa de Cryptosporidium em água. No presente trabalho não foi possível identificar a espécie envolvida, e dessa forma a fonte de infecção, ou espécie responsável pela contaminação da água não foi conhecida. A contaminação da água por oocistos de Cryptosporidium pode ser decorrente da criação animal nas proximidades dos cursos d’água e também pelas próprias pessoas que frequentam e utilizam o local. Esses resultados demonstram um risco para as pessoas que frequentam o local, devendo haver uma orientação quanto aos cuidados para evitar a transmissão dessa importante zoonose.


Assuntos
Criptosporidiose , Cryptosporidium/parasitologia , Oocistos/parasitologia , Zoonoses
2.
Semina Ci. agr. ; 38(3): 1664, maio-jun. 2017.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-13412

Resumo

Cryptosporidiosis is an emerging zoonosis that causes many outbreaks worldwide. Its main route of transmission is the consumption of contaminated water or food. In Brazil, data on to the occurrence of cryptosporidiosis in animals and in humans are scarce; thus, it is important to determine the occurrence of Cryptosporidium sp. and to identify possible sources of water and food contamination in order to prevent the disease and, consequently, preserve of human health. From July/2011 to March/2012, five liters of water were collected in 10 different locations from eight artificial beaches of Itaipu Lake, Paraná, in a total of 40 samples. In two other small beaches of the lake, water was also collected from two different sites of each beach, given their size and because they were made up of water from different sources. Samples were analyzed by the modified Ziehl-Neelsen technique and nestedPCR (nPCR). All samples were negative in the modified Ziehl-Neelsen; only one (2.25%) sample was positive in nPCR. These results indicate that PCR is a more sensitive technique for the identification of Cryptosporidium in water samples. In this study, it was not possible to identify the species involved and, thus, the source of infection. Water contamination by Cryptosporidium oocytes can be caused by livestock kept near waterways, and by the people who use the place for recreational purposes. These results demonstrate risk for people who use the lake. Care should be determined to prevent the transmission of this important zoonosis.(AU)


A criptosporidiose é uma zoonose emergente responsável por vários surtos no mundo todo. Sua principal via de transmissão ocorre pelo consumo de água ou alimentos contaminados. Os dados de ocorrência de criptosporidiose tanto em animais como em seres humanos no Brasil são bastante escassos, dessa forma, torna-se importante a pesquisa da ocorrência de oocistos de Cryptosporidium sp. e a identificação de possíveis fontes de contaminação, visando a prevenção da contaminação da água e consequente preservação da saúde humana. Durante o período de jul/2011 a mar/2012 foram coletados cinco litros de água em 10 pontos de oito praias artificiais do Lago da Itaipu, Paraná, resultando em 40 amostras. Em duas prainhas foram coletadas água em dois locais devido ao tamanho das mesmas e por apresentarem fontes de água diferentes. As amostras foram analisadas pelo método de Ziehl-Neelsen modificado e nested-PCR. Das 40 amostras analisadas, todas foram negativas no método de ZiehlNeelsen modificado e uma (1) apresentou fragmento de 819-825 bp (2,25%) na técnica de nPCR, o que sugere que a PCR é uma técnica mais sensível para a pesquisa de Cryptosporidium em água. No presente trabalho não foi possível identificar a espécie envolvida, e dessa forma a fonte de infecção, ou espécie responsável pela contaminação da água não foi conhecida. A contaminação da água por oocistos de Cryptosporidium pode ser decorrente da criação animal nas proximidades dos cursos dágua e também pelas próprias pessoas que frequentam e utilizam o local. Esses resultados demonstram um risco para as pessoas que frequentam o local, devendo haver uma orientação quanto aos cuidados para evitar a transmissão dessa importante zoonose.(AU)


Assuntos
Cryptosporidium/parasitologia , Oocistos/parasitologia , Criptosporidiose , Zoonoses
3.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 26(1): 47-53, jan.-mar. 2017. graf, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-732611

Resumo

Toxoplasmosis, a disease caused by Toxoplasma gondii, is an important health problem, especially in immunocompromised hosts. T. gondii uses the gut wall as an infection gateway, with tropism for muscular and nervous tissues causing intestinal alterations, including some in the enteric nervous system. This study aims at investigating the colon of rats infected by T. gondii in order to understand how the amount of oocysts influences in myenteric neuronal changes. Sixty Wistar rats (Rattus norvegicus) were divided into six groups. One group remained as a control and the others received inocula of 10, 50, 100, 500 or 5,000 oocysts of T. gondii. The animals were euthanized after 30 days of infection. The total neuronal population and the nitrergic subpopulation in the colon myenteric plexus of each animal was counted. The data were statistically analyzed showing less weight gain in rats with 10, 500 and 5,000 oocysts. A decrease in the number of total neurons with 50, 100 or 5,000 oocysts and an increase in the nitrergic population with 10, 100, 500 or 5,000 oocysts were verified. These results show that neuronal alterations are more significant when the infection is induced by larger inocula and reinforces the suspicion that neuronal loss is directed at cholinergic neurons.(AU)


A toxoplasmose, doença causada pelo Toxoplasma gondii, é um importante problema de saúde, principalmente em imunocomprometidos. T. gondii utiliza a parede do intestino como porta de entrada no hospedeiro e tem tropismo pelos tecidos muscular e nervoso provocando alterações intestinais, inclusive no sistema nervoso entérico. Este estudo buscou analisar o cólon de ratos infectados por T. gondii para entender como a quantidade de oocistos influencia nas alterações neuronais mientéricas. Foram utilizados 60 ratos Wistar (Rattus norvegicus) em seis grupos. Um dos grupos permaneceu como controle e os demais receberam inóculos de 10, 50, 100, 500 ou 5.000 oocistos de T. gondii. Os animais foram submetidos a eutanásia após 30 dias de infecção. No plexo mientérico do cólon dos animais foram quantificadas a população neuronal total e a subpopulação nitrérgica. Os dados foram analisados estatisticamente demonstrando inferior ganho de peso nos ratos com 10, 500 e 5.000 oocistos. Verificamos diminuição no número de neurônios totais com inóculos de 50, 100 ou 5.000 oocistos e aumento da população nitrérgica com 10, 100, 500 ou 5000 oocistos. Estes resultados mostram que alterações neuronais são mais significativas quando a infecção é induzida por inóculos maiores e reforça a suspeita de perda neuronal direcionada a neurônios colinérgicos.(AU)


Assuntos
Animais , Ratos , Toxoplasmose Cerebral/imunologia , Toxoplasmose Cerebral/prevenção & controle , Toxoplasmose Cerebral/parasitologia , Toxoplasmose Cerebral/veterinária , Oocistos/imunologia , Oocistos/parasitologia , Colo Ascendente/imunologia , Colo Ascendente/parasitologia , Plexo Mientérico/lesões , Plexo Mientérico/fisiologia , Plexo Mientérico/parasitologia , Neurônios/imunologia , Neurônios/fisiologia , Neurônios/parasitologia
4.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 26(1): 67-73, jan.-mar. 2017. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-732610

Resumo

The aim of the present study was to evaluate oocyst shedding in cats immunized by nasal route with T. gondiiproteins ROP2. Twelve short hair cats (Felis catus) were divided in three groups G1, G2 and G3 (n=4). Animals from G1 received 100 μg of rROP2 proteins plus 20 μg of Quil-A, G2 received 100 μg of BSA plus 20 μg of Quil-A, and the G3 only saline solution (control group). All treatments were done by intranasal route at days 0, 21, 42, and 63. The challenge was performed in all groups on day 70 with ≅ 800 tissue cysts of ME-49 strain by oral route. Animals from G1 shed less oocysts (86.7%) than control groups. ELISA was used to detect anti-rROP2 IgG and IgA, however, there were no correlation between number of oocyst shedding by either IgG or IgA antibody levels. In the present work, in spite of lesser oocysts production in immunized group than control groups, it was not possible to associate the use of rROP2 via nostrils with protection against oocyst shedding. For the future, the use of either other recombinant proteins or DNA vaccine, in combination with rROP2 could be tested to try improving the efficacy of this kind of vaccine. (AU)


O objetivo do presente estudo foi avaliar a eliminação de oocistos de Toxoplasma gondii em gatos imunizados pela via nasal com proteínas ROP2 de T. gondii. Doze gatos sem raça definida (Felis catus) foram divididos em três grupos experimentais G1, G2 e G3 (n = 4). Os animais do G1 receberam 100 μg de proteínas de rROP2 mais 20 μg de Quil-A, G2 recebeu 100 μg de albumina de soro bovino (BSA) junto com 20 μg de Quil-A, e o G3 recebeu apenas solução salina (grupo de controle). Todos os tratamentos foram realizados pela via intranasal nos dias 0, 21, 42 e 63. O desafio foi realizado em todos os grupos no dia 70 com aproximadamente 800 cistos de tecido da cepa ME-49 por via oral. Os animais de todos os grupos tiveram as suas fezes examinadas e o número de oocistos foi determinado durante 20 dias após o desafio. Os animais de G1 eliminaram menos oocistos (86,7%) do que os grupos controles. O ELISA foi utilizado para detectar IgG e IgA anti-rROP2, no entanto, não houve correlação entre o número de eliminhação de oocistos com os níveis de anticorpos IgG ou IgA. No presente trabalho, apesar da menor produção de oocistos no grupo imunizado (G1) em relação aos grupos controles (G2 e G3), não foi possível associar o uso de rROP2 pela via nasal com proteção contra eliminação de oocistos de T. gondii. Para o futuro, a utilização de outras proteínas recombinantes, ou mesmo vacina de DNA, em combinação com rROP2 poderia ser utilizada para tentar melhorar a eficácia deste tipo de vacina.(AU)


Assuntos
Animais , Gatos , Oocistos/imunologia , Oocistos/parasitologia , Toxoplasmose/prevenção & controle , Toxoplasmose/parasitologia , Imunização/métodos , Imunização , Imunização/veterinária , Soroalbumina Bovina/análise , Soroalbumina Bovina/imunologia , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/métodos , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/veterinária
5.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 24(4): 410-415, out.-dez. 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-17867

Resumo

The aim of this study was to identify and determine the prevalence of Eimeria species affecting sheep raised extensively in a semiarid region of Brazil. Fecal samples of native sheep were collected during the rainy and dry seasons. The degree of infection was determined by counting oocysts per gram (OPG) of feces, and the morphometric method was used for species identification. Oocysts were found in all the properties assessed, in which 68.3% of the animals were infected. The prevalence of oocysts was influenced by the season and animal category (P<0.05). It was higher during the rainy season than the dry season (80.2% vs. 55.8%) and highest in young animals than the adults animals (68.2% vs. 39.6%). The OPG was lower during the dry season (1,269 ± 312 vs. 4,400 ± 1,122). Ten species were found; of these, E. ovinoidalis, E. granulosa, E. faurei, and E. crandallis were the most frequent. E. ovinoidalis and E. crandallis were found in all properties, with their prevalences being 19.4% and 13.6% respectively. The high prevalence of pathogenic species shows that eimeriosis is a risk for animals raised extensively in the semiarid region.(AU)


Objetivou-se neste estudo identificar e determinar a prevalência de espécies de Eimeria que parasitam ovinos criados extensivamente em região semi-árida. Amostras de fezes de ovinos nativos foram coletados durante as estações chuvosa e seca. O grau de infecção foi determinado pela contagem de oocistos por grama de fezes (OoPG)e o método morfométrico foi utilizado para a identificação das espécies. Foram encontrados oocistos em todas os rebanhos avaliados e observou-se que 68,3% dos animais estavam infectados. A prevalência de oocistos foi influenciada pela estação climática e pela categoria dos animais (P<0,05), sendo mais alta durante a estação chuvosa em relação a estação seca (80,2% vs. 55,8%) e em animais jovens em relação aos animais adultos (68,2% vs. 39,6%). O OoPG foi menor durante a estação seca (1.269 ± 312 vs. 4.400 ± 1.122). Dez espécies foram encontradas sendo a E. ovinoidalis, E. granulosa, E. faurei, e E. crandallis as mais frequentes. E. ovinoidalis e E. crandallis foram encontrados em todas as propriedades, com prevalências de 19,4% e 13,6%, respectivamente. A alta prevalência de espécies patogênicas mostra que eimeriose é um risco para os animais criados extensivamente na região semiárida.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/parasitologia , Eimeria/parasitologia , Doenças Parasitárias/epidemiologia , Coccidiose/epidemiologia , Coccidiose/parasitologia , Oocistos/parasitologia , Parasitos/parasitologia , Brasil
6.
Ciênc. anim. bras. (Impr.) ; 15(4): 484-489, Out-Dez. 2014. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1473355

Resumo

This study aimed to research the long-term shedding of Isospora spp. oocysts in several species of passerines naturally infected and kept in captivity. Two hundred and eighty-nine fecal samples were collected from two flocks with previous diagnosis of isosporosis, in which several adult passerine species were raised. Samples were collected individually, monthly, for 13 months, purified in Sheathers sugar solution and examined using microscopy. Of the 289 samples, 159 (55.02%) were positive for Isospora spp.  oocysts and 130 (44.98%) were negative. Most of the birds analyzed shed oocysts in small quantity (score 1), intermittently and for a long period.  Despite the occurrence of Isospora infection, the birds that were analysed showed no clinical isosporosis. The results of this research provide data for the control of isosporosis in passerines raised in captivity. The decisions about performing prophylactic or curative treatment, as well as decisions related to hygiene and sanitary measures must take into account not only the presence of the parasite in feces, but also the intensity of oocysts shedding, as well as evaluation of sanitary and nutritional management and the presence of clinical signs and/or mortality.


O presente estudo teve como objetivo pesquisar, em longo prazo, a presença de oocistos de Isospora spp. em várias espécies de passeriformes, naturalmente infectadas, criadas em cativeiro. Foram colhidas 289 amostras em dois criatórios de passeriformes, onde houve comprovação prévia de infecção por Isospora, nos quais havia alojamento de várias espécies de passeriformes adultos. As amostras foram colhidas de forma individual, com periodicidade mensal, por 13 meses, purificadas em solução de Sheather e examinadas por microscopia. Das 289 amostras, 159 (55,02%) apresentaram positividade para oocistos de Isospora e 130 (44,98%) foram negativas. Na maioria das aves analisadas foi observada eliminação de oocistos, em pequena quantidade, intermitente e por período prolongado. Apesar de todas as aves apresentarem oocistos de Isospora nas fezes pelo menos uma vez, em um período de 13 meses, as aves não apresentaram isosporose clínica. Os resultados observados neste experimento fornecem dados para o controle da isosporose em passeriformes criados em cativeiro.Asdecisões sobre a realização de tratamento profilático oucurativo, assim como sobre medidas higiênico-sanitárias a serem adotadas devem levar em consideração não somente a presença de parasito em fezes, mas também a intensidade de eliminação de oocistos, sim como aavaliação do manejo higiênico sanitário e nutricional e a presença de sinais clínicos e/ou de mortalidade.


Assuntos
Animais , Animais de Zoológico/parasitologia , Isospora/parasitologia , Isospora/patogenicidade , Oocistos/parasitologia , Passeriformes/parasitologia , Contagem de Ovos de Parasitas/instrumentação , Fezes/parasitologia , Microscopia/métodos , Prevenção de Doenças
7.
Ci. Anim. bras. ; 15(4): 484-489, Out-Dez. 2014. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-381338

Resumo

This study aimed to research the long-term shedding of Isospora spp. oocysts in several species of passerines naturally infected and kept in captivity. Two hundred and eighty-nine fecal samples were collected from two flocks with previous diagnosis of isosporosis, in which several adult passerine species were raised. Samples were collected individually, monthly, for 13 months, purified in Sheathers sugar solution and examined using microscopy. Of the 289 samples, 159 (55.02%) were positive for Isospora spp.  oocysts and 130 (44.98%) were negative. Most of the birds analyzed shed oocysts in small quantity (score 1), intermittently and for a long period.  Despite the occurrence of Isospora infection, the birds that were analysed showed no clinical isosporosis. The results of this research provide data for the control of isosporosis in passerines raised in captivity. The decisions about performing prophylactic or curative treatment, as well as decisions related to hygiene and sanitary measures must take into account not only the presence of the parasite in feces, but also the intensity of oocysts shedding, as well as evaluation of sanitary and nutritional management and the presence of clinical signs and/or mortality.(AU)


O presente estudo teve como objetivo pesquisar, em longo prazo, a presença de oocistos de Isospora spp. em várias espécies de passeriformes, naturalmente infectadas, criadas em cativeiro. Foram colhidas 289 amostras em dois criatórios de passeriformes, onde houve comprovação prévia de infecção por Isospora, nos quais havia alojamento de várias espécies de passeriformes adultos. As amostras foram colhidas de forma individual, com periodicidade mensal, por 13 meses, purificadas em solução de Sheather e examinadas por microscopia. Das 289 amostras, 159 (55,02%) apresentaram positividade para oocistos de Isospora e 130 (44,98%) foram negativas. Na maioria das aves analisadas foi observada eliminação de oocistos, em pequena quantidade, intermitente e por período prolongado. Apesar de todas as aves apresentarem oocistos de Isospora nas fezes pelo menos uma vez, em um período de 13 meses, as aves não apresentaram isosporose clínica. Os resultados observados neste experimento fornecem dados para o controle da isosporose em passeriformes criados em cativeiro.Asdecisões sobre a realização de tratamento profilático oucurativo, assim como sobre medidas higiênico-sanitárias a serem adotadas devem levar em consideração não somente a presença de parasito em fezes, mas também a intensidade de eliminação de oocistos, sim como aavaliação do manejo higiênico sanitário e nutricional e a presença de sinais clínicos e/ou de mortalidade. (AU)


Assuntos
Animais , Passeriformes/parasitologia , Animais de Zoológico/parasitologia , Isospora/parasitologia , Isospora/patogenicidade , Oocistos/parasitologia , Fezes/parasitologia , Microscopia/métodos , Prevenção de Doenças , Contagem de Ovos de Parasitas/instrumentação
8.
R. bras. Reprod. Anim. ; 37(1): 45-52, jan.-mar. 2013. ilus, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-8197

Resumo

Neospora caninum foi primeiramente reportada em cães há mais de duas décadas na Noruega. A partir dessa descoberta, o parasito vem sendo identificado em várias espécies, como ovinos, caprinos, equinos, e em muitos países. Vários estudos têm sido realizados no intuito de pesquisar essa enfermidade que causa grandes prejuízos econômicos, principalmente por apresentar sintomatologia reprodutiva, como o abortamento, em ovinos. Apesar de o agente de N. caninum não ser considerado um dos principais problemas tanto para a reprodução ovina como para a bovina, pesquisadores vêm sinalizando e chamando a atenção para os abortamentos que vêm sendo causados em decorrência da infecção pelo parasito, fato que o torna tão importante para a espécie ovina na reprodução. Neste sentido, a presente revisão tem como proposta fazer um levantamento do estado atual da neosporose em ovinos, revisando os trabalhos disponíveis e publicados sobre o tema na literatura consultada, com ênfase na reprodução, patologia e epidemiologia da doença. (AU)


Neospora caninum was first reported in dogs for more than two decades in Norway. From this discovery, the parasite has been identified several species such as sheep, goats, horses, and in many countries. Several studies have been performed in order to research this disease, has several economic losses, mainly by presenting symptoms such as reproductive abortion in sheep. Although parasite of N. caninum is not considered a major problem for sheep breeding, such as for cow, researchers has been signaling and drawing attention to the abortion that has been caused due to infection by the parasite, fact that makes it so important for reproduction in sheep. In this regard, this review has the purpose to make a survey the current state of neosporose in sheep and reviewing the available published papers on the issue in the literature consulted, with emphasis on reproduction, pathology and epidemiology of the disease. (AU)


Assuntos
Animais , Neospora/parasitologia , Neospora/patogenicidade , Aborto Animal/epidemiologia , Infecções/parasitologia , Prenhez , Oocistos/parasitologia
9.
Rev. bras. reprod. anim ; 37(1): 45-52, jan.-mar. 2013. ilus, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1492046

Resumo

Neospora caninum foi primeiramente reportada em cães há mais de duas décadas na Noruega. A partir dessa descoberta, o parasito vem sendo identificado em várias espécies, como ovinos, caprinos, equinos, e em muitos países. Vários estudos têm sido realizados no intuito de pesquisar essa enfermidade que causa grandes prejuízos econômicos, principalmente por apresentar sintomatologia reprodutiva, como o abortamento, em ovinos. Apesar de o agente de N. caninum não ser considerado um dos principais problemas tanto para a reprodução ovina como para a bovina, pesquisadores vêm sinalizando e chamando a atenção para os abortamentos que vêm sendo causados em decorrência da infecção pelo parasito, fato que o torna tão importante para a espécie ovina na reprodução. Neste sentido, a presente revisão tem como proposta fazer um levantamento do estado atual da neosporose em ovinos, revisando os trabalhos disponíveis e publicados sobre o tema na literatura consultada, com ênfase na reprodução, patologia e epidemiologia da doença.


Neospora caninum was first reported in dogs for more than two decades in Norway. From this discovery, the parasite has been identified several species such as sheep, goats, horses, and in many countries. Several studies have been performed in order to research this disease, has several economic losses, mainly by presenting symptoms such as reproductive abortion in sheep. Although parasite of N. caninum is not considered a major problem for sheep breeding, such as for cow, researchers has been signaling and drawing attention to the abortion that has been caused due to infection by the parasite, fact that makes it so important for reproduction in sheep. In this regard, this review has the purpose to make a survey the current state of neosporose in sheep and reviewing the available published papers on the issue in the literature consulted, with emphasis on reproduction, pathology and epidemiology of the disease.


Assuntos
Animais , Aborto Animal/epidemiologia , Infecções/parasitologia , Neospora/parasitologia , Neospora/patogenicidade , Oocistos/parasitologia , Prenhez
10.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 62(6): 1325-1330, Dec. 2010. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-6030

Resumo

Cryptosporidium parvum oocysts were detected in feces of dairy calves raised in Rio de Janeiro State and the risk factors involved in the infection were determined. A hundred calves aging up to 12-month-old from 13 dairy farms were sampled. Polymerase chain reaction was used to detect the presence of oocysts. The zoonotic C. parvum species was detected in 45 percent animals. Statistical risk factors analyses revealed an association between infection and animals raised in technical systems such as the use of milking equipment, milking cooler, and water trough(P<0.05).(AU)


Detectaram-se oocistos de Cryptosporidium parvum em fezes de bezerros leiteiros no estado do Rio de Janeiro e analisaram-se os fatores de risco envolvidos na infecção dos animais. Cem bezerros com idades de 0 a 12 meses, provenientes de 13 propriedades rurais, foram amostrados, e suas fezes examinadas pela reação em cadeia da polimerase para a detecção dos oocistos. A espécie zoonótica C. parvum foi detectada em 45 por cento dos animais. As análises estatísticas dos fatores de risco revelaram haver associação entre infecção e animais criados em propriedades tecnificadas, que usam ordenha mecanizada, resfriamento de leite e fazendas que continham reservatórios de água à disposição dos animais (P<0,05).(AU)


Assuntos
Animais , Fatores de Risco , Cryptosporidium parvum/patogenicidade , Bovinos/classificação , Oocistos/parasitologia , Infecções/microbiologia , Eucariotos
11.
Pesqui. vet. bras ; 28(10): 452-456, 2008. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-353

Resumo

Avaliou-se a presença de oocistos de Cryptosporidium spp. em amostras de fezes de 14 bezerros e de suas mães até a oitava semana pós parição. A maior taxa de excreção de oocistos foi verificada em bezerros com sete dias de idade. Das vacas, 42,8 por cento foram positivas para Cryptosporidium no período pós-parto. Em outra etapa deste estudo, foram acompanhados 57 bezerros positivos para Cryptosporidium, com até 30 dias de idade, provenientes de 32 propriedades leiteiras, e estudouse o grau de eliminação dos oocistos com a possível ocorrência de diarréia. Em todos os animais positivos para Cryptosporidium foi pesquisada a presença de bactérias enteropatogênicas, vírus (Rotavirus e Coronavirus) e protozoários (Eimeria spp.).(AU)


The aim of this research was to evaluate the shedding of Cryptosporidium spp. oocysts in fecal samples from 14 calves from one dairy farm, from birth until 60 days old and from cows until eight weeks after parturition. The higher percentage of oocysts excreted was observed in 7-day-old calves. In the post-partum period 43.7 percent of cows were positive for Cryptosporidium oocysts. Further analyses were accomplished in 57 calves from another 32 milk farms, previously known as positive for Cryptosporidium, through oocysts fecal screening and clinical signs analyses until calves were 30 days old. Fecal samples from all animals that presented diarrhea were screened for the presence of bacteria, virus (Rotavirus and Coronavirus ) and protozoa (Eimeria spp.).(AU)


Assuntos
Animais , Lactente , Bovinos , Cryptosporidium/parasitologia , Criptosporidiose/epidemiologia , Criptosporidiose/etiologia , Criptosporidiose/veterinária , Oocistos/parasitologia , Fezes/parasitologia , Virologia/métodos , Técnicas Imunoenzimáticas/métodos , Animais Lactentes/parasitologia , Bovinos/crescimento & desenvolvimento , Período Pós-Parto , Técnicas Imunoenzimáticas/veterinária
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA