Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros

Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. ciênc. vet ; 29(3): 121-124, jul./set. 2022. il.
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1411216

Resumo

O aneurisma é uma dilatação anormal e permanente das artérias, resultante do enfraquecimento da parede do vaso adelgaçamento da camada média e enfraquecimento da camada elástica. Em animais, a maioria dos casos de aneurisma tem origem idiopática e são detectados acidentalmente durante a necropsia. O objetivo deste trabalho é relatar um caso de aneurisma aórtico com trombose associada em Bugio-preto(Alouatta caraya), bem como seus aspectos patológicos. O animal era adulto, macho, pertencente ao Centro Nacional de Primatas (CENP), na cidade de Ananindeua-PA, foi encaminhado para exame necroscópico para investigação da causa mortis. No histórico do animal, não constava qualquer enfermidade. O animal apresentava bom escore de condição corporal com preservação da topografia anatômica dos órgãos. Entretanto, observou-se presença de aumento de volume localizado em aorta torácica, a 1,4 cm da base do coração. Na abertura aórtica foi observado dilatações de tamanhos variados e, no interior da maior dilatação, notou-se uma estrutura de coloração vermelho escuro, aderida, de aspecto seco e superfície áspera, medindo 1,5 cm. Aneurismas aórticos em primatas não humanos não são comuns, porém já foram reportados na literatura. O diagnóstico precoce utilizando exames complementares é importante, porém, ainda há recursos não empregados na rotina veterinária tornando ainda mais difícil o diagnóstico e prevenção. Por isso, na medicina veterinária, os aneurismas são detectados acidentalmente durante a necropsia. Com base nos achados anatomopatológicos, concluiu-se que o animal veio a óbito por trombose associada a aneurisma aórtico.


An aneurysm is an abnormal and permanent dilation of the arteries, resulting from the weakening of the vessel wall.thinning of the middle layer and weakening of the elastic layer. In animals, most cases of aneurysm are idiopathic. This paper aimed to report a case of aortic aneurysm with associated thrombosis in a black-and-gold howler monkey(Alouatta caraya), as well as its pathological aspects. The animal was an adult, male, belonging to the National Primate Center (CENP), in the city of Ananindeua-PA, that was referred for necroscopic examination to investigate the causa mortis. In the animal's history, there was no disease. The animal had a good body condition score with preservation of the anatomical topography of the organs. However, there was an increase in volume located in the thoracic aorta, 1.4 cm from the base of the heart. In the aortic opening, dilations of different sizes were observed, and inside the largest dilatation, a structure of dark red color, adhered, with a dry appearance and rough surface, measuring 1.5 cm was noted in addition to dilations of different sizes. Inside the largest cavitation, a dark red structure was observed, adhered, with a dry appearance and rough surface, measuring 1.5 cm. Aortic aneurysms in non-human primates are incommon, but have been reported in the literature. Early diagnosis using complementary exams is important, however, there are still resources not used in the veterinary routine, making diagnosis and prevention even more difficult. Therefore, in veterinary medicine, aneurysms are accidentally detected during necropsy. Based on the anatomopathological findings, it was concluded that the animal died due to thrombosis associated with an aortic aneurysm.


Assuntos
Animais , Doenças da Aorta/veterinária , Primatas/anormalidades , Autopsia/veterinária , Trombose/veterinária , Aneurisma da Aorta Torácica/veterinária , Alouatta caraya/anormalidades
2.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 70(1): 169-173, Jan.-Feb. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-888091

Resumo

The wild cycle of rabies constitutes a serious challenge to epidemiological surveillance for disease control in domestic, companion or production animals, and in humans. The understanding of rabies virus circulation in the natural environment is increasingly important due to the constancy of natural reservoirs of the disease and the presence of potential vectors of the infection to humans and domestic animals. Aiming to evaluate the occurrence of rabies in the State of Sergipe a total of 935 hematophagous bats (Desmodus rotundus), 46 wild dogs (Cerdocyon thous) and 24 primates (Callithrix spp.) were analyzed from 1987 to 2014, of which 1 bat, 17 crab-eating foxes and no primates were positive. Due to the lack of positive results in hematophagous bats, the main vector of herbivorous rabies, more studies are needed to monitor cases, because from an epidemiological point of view, Sergipe is endemic for herbivorous rabies. Epidemiological surveillance of rabies virus in wild animals is primordial for the success of disease control programs in herds of domestic animals and humans.(AU)


O ciclo silvestre da raiva constitui um sério desafio para a vigilância epidemiológica no controle da doença nos animais domésticos, de companhia ou de produção, e nos seres humanos. O entendimento sobre a circulação do vírus rábico no ambiente natural é cada vez mais importante, em razão da constância de reservatórios naturais da doença e da presença de vetores potenciais da infecção aos humanos e aos animais domésticos. Com o objetivo de avaliar a ocorrência da raiva no estado de Sergipe, foram analisados 935 morcegos hematófagos (Desmodus rotundus), 46 cachorros-do-mato (Cerdocyon thous) e 24 primatas (Callithrix spp.) no período de 1987 a 2014, dos quais resultaram positivos um morcego, 17 cachorros-do-mato e nenhum primata. Em que pese a contundente falta de resultados positivos em morcegos hematófagos, principal vetor da raiva dos herbívoros, mais estudos são necessários no monitoramento dos casos, pois o estado, do ponto de vista epidemiológico, é endêmico para a raiva dos herbívoros. A vigilância epidemiológica do vírus da raiva nos animais silvestres é primordial para o sucesso dos programas de controle da doença em rebanhos de animais domésticos e em seres humanos.(AU)


Assuntos
Animais , Primatas/anormalidades , Raiva/epidemiologia , Epidemiologia Descritiva , Animais Selvagens/anormalidades , Quirópteros , Canidae
3.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 70(1): 169-173, jan.-fev. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-18403

Resumo

The wild cycle of rabies constitutes a serious challenge to epidemiological surveillance for disease control in domestic, companion or production animals, and in humans. The understanding of rabies virus circulation in the natural environment is increasingly important due to the constancy of natural reservoirs of the disease and the presence of potential vectors of the infection to humans and domestic animals. Aiming to evaluate the occurrence of rabies in the State of Sergipe a total of 935 hematophagous bats (Desmodus rotundus), 46 wild dogs (Cerdocyon thous) and 24 primates (Callithrix spp.) were analyzed from 1987 to 2014, of which 1 bat, 17 crab-eating foxes and no primates were positive. Due to the lack of positive results in hematophagous bats, the main vector of herbivorous rabies, more studies are needed to monitor cases, because from an epidemiological point of view, Sergipe is endemic for herbivorous rabies. Epidemiological surveillance of rabies virus in wild animals is primordial for the success of disease control programs in herds of domestic animals and humans.(AU)


O ciclo silvestre da raiva constitui um sério desafio para a vigilância epidemiológica no controle da doença nos animais domésticos, de companhia ou de produção, e nos seres humanos. O entendimento sobre a circulação do vírus rábico no ambiente natural é cada vez mais importante, em razão da constância de reservatórios naturais da doença e da presença de vetores potenciais da infecção aos humanos e aos animais domésticos. Com o objetivo de avaliar a ocorrência da raiva no estado de Sergipe, foram analisados 935 morcegos hematófagos (Desmodus rotundus), 46 cachorros-do-mato (Cerdocyon thous) e 24 primatas (Callithrix spp.) no período de 1987 a 2014, dos quais resultaram positivos um morcego, 17 cachorros-do-mato e nenhum primata. Em que pese a contundente falta de resultados positivos em morcegos hematófagos, principal vetor da raiva dos herbívoros, mais estudos são necessários no monitoramento dos casos, pois o estado, do ponto de vista epidemiológico, é endêmico para a raiva dos herbívoros. A vigilância epidemiológica do vírus da raiva nos animais silvestres é primordial para o sucesso dos programas de controle da doença em rebanhos de animais domésticos e em seres humanos.(AU)


Assuntos
Animais , Primatas/anormalidades , Animais Selvagens/anormalidades , Epidemiologia Descritiva , Raiva/epidemiologia , Quirópteros , Canidae
4.
Semina ciênc. agrar ; 38(3): 1375-1382, maio-jun. 2017. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500790

Resumo

Toxoplasmosis, a disease caused by the intracellular coccidian Toxoplasma gondii that infects most warm-blooded vertebrates, is widely distributed and fatal for primates, which are peculiarly susceptible for unknown reason(s). Owing to the increasing number of Neotropical mammal deaths where in T. gondii were detected in analyzed tissues, the present immunohistochemical study analyzed the distribution patterns of immunostainings related to this parasite on primates necropsied at the Laboratório de Patologia Animal of Universidade de Passo Fundo (UPF), between the years of 2000 and 2014. Furthermore, a serological survey for the disease was conducted for 21 primates from the UPF Zoo, Rio Grande do Sul, Brazil, belonging to genera Sapajus and Alouatta. In a immunohistochemical test performed using streptavidin-biotin-peroxidase, 26.53% positivity was detected in 98 primates. Immunostainings revealed that infection differed among the lung (76.92%), liver (58.33%), heart (50%), brain (42.30%), and kidney (23.07%) tissues. Serology performed through indirect hemagglutination showed reactivity in 85.7% of the animals, all belonging to Sapajus sp., while the three primates that did not show reactivity (14.3%) belonged to Alouatta sp.


A toxoplasmose é causada por Toxoplasma gondii, um coccídeo intracelular que infecta a maioria dos vertebrados homeotérmicos. Esta doença, de ampla distribuição mundial, é fatal em primatas neotropicais, os quais apresentam uma suscetibilidade peculiar, ainda não elucidada. Dado o crescente número de óbitos em primatas com fortes indícios da presença de T. gondii nos tecidos, o presente estudo imuno-histoquímico teve por objetivo verificar o padrão de distribuição de imunomarcações relativas a este parasita nos primatas necropsiados no Laboratório de Patologia Animal da Universidade de Passo Fundo (UPF), entre os anos 2000 e 2014. Realizou-se, ainda, um inquérito sorológico para T. gondii em 21 primatas neotropicais dos generous Sapajus e Alouatta pertencentes ao Zoológico da UPF, Rio Grande do Sul, Brasil. A imuno-histoquímica realizada através do método da streptavidina-biotinaperoxidase detectou 26,53% de positividade em 98 primatas. A distribuição das imunomarcações variou entre os tecidos analisados: pulmão (76,92%), fígado (58,33%), coração (50%), cérebro (42,30%), e rins (23,07%). A sorologia dos 21 primatas, realizada através de hemaglutinação indireta, exibiu reatividade em 85,7% dos animais, todos pertencentes ao gênero Sapajus, e os três animais negativos (14,3%) pertenciam ao gênero Alouatta.


Assuntos
Animais , Imuno-Histoquímica/métodos , Imuno-Histoquímica/veterinária , Primatas/anormalidades , Primatas/imunologia , Toxoplasma/imunologia , Toxoplasma/isolamento & purificação
5.
Semina Ci. agr. ; 38(3): 1375-1382, maio-jun. 2017. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-13495

Resumo

Toxoplasmosis, a disease caused by the intracellular coccidian Toxoplasma gondii that infects most warm-blooded vertebrates, is widely distributed and fatal for primates, which are peculiarly susceptible for unknown reason(s). Owing to the increasing number of Neotropical mammal deaths where in T. gondii were detected in analyzed tissues, the present immunohistochemical study analyzed the distribution patterns of immunostainings related to this parasite on primates necropsied at the Laboratório de Patologia Animal of Universidade de Passo Fundo (UPF), between the years of 2000 and 2014. Furthermore, a serological survey for the disease was conducted for 21 primates from the UPF Zoo, Rio Grande do Sul, Brazil, belonging to genera Sapajus and Alouatta. In a immunohistochemical test performed using streptavidin-biotin-peroxidase, 26.53% positivity was detected in 98 primates. Immunostainings revealed that infection differed among the lung (76.92%), liver (58.33%), heart (50%), brain (42.30%), and kidney (23.07%) tissues. Serology performed through indirect hemagglutination showed reactivity in 85.7% of the animals, all belonging to Sapajus sp., while the three primates that did not show reactivity (14.3%) belonged to Alouatta sp.(AU)


A toxoplasmose é causada por Toxoplasma gondii, um coccídeo intracelular que infecta a maioria dos vertebrados homeotérmicos. Esta doença, de ampla distribuição mundial, é fatal em primatas neotropicais, os quais apresentam uma suscetibilidade peculiar, ainda não elucidada. Dado o crescente número de óbitos em primatas com fortes indícios da presença de T. gondii nos tecidos, o presente estudo imuno-histoquímico teve por objetivo verificar o padrão de distribuição de imunomarcações relativas a este parasita nos primatas necropsiados no Laboratório de Patologia Animal da Universidade de Passo Fundo (UPF), entre os anos 2000 e 2014. Realizou-se, ainda, um inquérito sorológico para T. gondii em 21 primatas neotropicais dos generous Sapajus e Alouatta pertencentes ao Zoológico da UPF, Rio Grande do Sul, Brasil. A imuno-histoquímica realizada através do método da streptavidina-biotinaperoxidase detectou 26,53% de positividade em 98 primatas. A distribuição das imunomarcações variou entre os tecidos analisados: pulmão (76,92%), fígado (58,33%), coração (50%), cérebro (42,30%), e rins (23,07%). A sorologia dos 21 primatas, realizada através de hemaglutinação indireta, exibiu reatividade em 85,7% dos animais, todos pertencentes ao gênero Sapajus, e os três animais negativos (14,3%) pertenciam ao gênero Alouatta.(AU)


Assuntos
Animais , Toxoplasma/imunologia , Toxoplasma/isolamento & purificação , Imuno-Histoquímica/métodos , Imuno-Histoquímica/veterinária , Primatas/anormalidades , Primatas/imunologia
6.
Pesqui. vet. bras ; 33(7): 937-941, jul. 2013. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-8646

Resumo

Knowledge of cardiac parameters in experimental animal models is essential for comparative medical research. Our study aimed to establish electrocardiographic parameters and reference values for marmosets (Callithrix penicillata). Nineteen healthy adult marmosets were used. A combination of tiletamine and zolazepam was used for chemical restrained before performing electrocardiography (ECG). A computerized ECG machine was used. Values of the ECG parameters were a mean heart rate of 264±74 beats/min, a variation MCA between 60° and -90°, a mean P wave duration of 34±6ms and amplitude of 0.132±0.051mV, a mean PR interval duration of 56±11ms, a mean QRS complex duration of 35±7ms and amplitude of 0.273±0.269mV, a mean QT interval duration 130±26ms, ST segment was isoelectric (13 animals) and with elevation (six animals) and a mean T wave amplitude of 0.19±0.083mV and positive. There was no significant difference between males and females. Thus, the electrocardiographic parameters obtained in our study in marmosets can be used as a reference values to in other future researches, providing researchers electrocardiographic parameters that contribute with the literature.(AU)


O conhecimento de parâmetros cardíacos em animais modelo experimentais é essencial para a investigação médica comparativa. Nosso estudo teve como objetivo estabelecer parâmetros eletrocardiográficos e valores de referência para saguis-de-tufo-preto (Callithrix penicillata). Dezenove saguis-de-tufo-preto adultos saudáveis foram utilizados. Uma combinação de tiletamina e zolazepam foi empregada para contenção química antes da realização do exame eletrocardiográfico (ECG). Foi utilizado para o exame de ECG um equipamento computadorizado. Os valores dos parâmetros do ECG encontrados foram frequência cardíaca média de 264±74 bpm, uma variação do eixo cardíaco médio entre 60° e -90°, a duração da onda P média de 34±6ms e amplitude de 0,132±0,051mV, um intervalo PR com duração de 56±11ms, duração média do complexo QRS de 35±7ms e amplitude de 0,273±0,269mV, duração do intervalo QT de 130±26ms, segmento ST isoelétrico (13 animais) e com supradesnível (seis animais) e uma amplitude de onda T de 0,19±0,083mV e com polaridade positiva. Não houve diferença significativa entre machos e fêmeas. Os parâmetros eletrocardiográficos obtidos em nosso estudo em saguis-de-tufo-preto podem ser utilizados como referência em outras pesquisas futuras, oferecendo aos pesquisadores parâmetros eletrocardiográficos que contribuem com a literatura.(AU)


Assuntos
Animais , Primatas/anormalidades , Callithrix/anormalidades , Eletrocardiografia/métodos , Eletrocardiografia , Eletrocardiografia/veterinária
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA