Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 20
Filtrar
Mais filtros

Intervalo de ano de publicação
1.
Acta amaz ; 52(3): 218-228, 2022. mapas, tab, graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1392824

Resumo

In Amazonian terra-firme non inundated forests, local floristic composition and species occurrence are explained by water availability as determined by topographic conditions. Topographic complexity can render these conditions quite variable across the landscape and the effects on plant ecological responses are difficult to document. We used a set of topographically defined hydrological metrics to evaluate community composition and single-species responses of four plant groups [pteridophytes (ferns and lycophytes), Melastomataceae, palms (Arecaceae) and Zingiberales] to topographic conditions in the middle Juruá River region, in western Brazilian Amazonia. The area spans two geological formations (Içá and Solimões) with contrasting topography. River terraces are also found along the main rivers in the area. Local topographic conditions were approximated by height above the nearest drainage (HAND), slope, and Strahler´s drainage order, all obtained from a SRTM digital elevation model (DEM). Data were analyzed using linear and generalized linear mixed models and regression trees. HAND was most successful in explaining floristic composition for all plant groups, except for Melastomataceae, and was more important in the hilly Içá formation than in the Solimões. Individual occurrences of 57% species were predicted by at least one of the topographic variables, suggesting a marked habitat specialization along topographic gradients. For these species, response models using SRTM-DEM-derived variables gave similar results than models using field-measured topography only. Our results suggest that topographical variables estimated from remote sensing can be used to predict local variation in the structure of plant communities in tropical forests.(AU)


Nas florestas de terra firme não inundáveis da Amazônia, a composição florística e a ocorrência de espécies podem ser explicadas pela disponibilidade hídrica relacionada com a topografia. Dada a complexidade topográfica, a disponibilidade de água pode ser bastante variável e seus efeitos na resposta das plantas, difícil de documentar. Neste estudo avaliamos as respostas individuais de espécie de quatro grupos de plantas [pteridófitas (samambaias e licófitas), Melastomataceae, palmeiras (Arecaceae) e Zingiberales] às condições topográficas na região do médio Rio Juruá, no oeste da Amazônia brasileira. A área abrange duas formações geológicas (Içá e Solimões) com topografias contrastantes. Terraços fluviais também são encontrados ao longo dos rios principais. As condições topográficas foram medidas usando a altura acima da drenagem mais próxima (HAND), declividade e ordem de drenagem de Strahler, todas obtidas a partir de um modelo digital de elevação SRTM-DEM. Os dados foram analisados usando modelos lineares generalizados mistos e árvores de regressão. HAND foi a principal variável explicativa da composição florística para todos os grupos de plantas, exceto Melastomataceae, tendo maior efeito na formação Içá do que na Solimões. Ocorrências individuais de 57% das espécies foram explicadas por pelo menos uma das variáveis, sugerindo uma especialização marcada de habitat ao longo de gradientes topográficos. Para essas espécies, modelos usando variáveis derivadas do SRTM-DEM deram resultados semelhantes aos modelos usando apenas a topografia medida em campo, o que indicam que variáveis topográficas derivadas do SRTM-DEM podem ser usadas para prever variações locais na estrutura de comunidades de plantas em florestas tropicais.(AU)


Assuntos
Plantas , Estatísticas Hidrológicas , Distribuição Animal/fisiologia , Topografia , Mapeamento Geográfico
2.
Acta amaz. ; 50(3): 192-198, jul.-set. 2020. graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27354

Resumo

Enrichment plantings into secondary forest are an important option in restoring species diversity and ecosystem services. However, little attention has been given to environmental requirements for species performance. This study evaluated the effects of lightgaps and topographic position on the growth and survival of four native tree species (Pouteria caimito, Garcinia macrophylla, Dipteryx odorata and Cynometra bauhiniaefolia) planted into a 26-year old secondary forest originating from abandoned pastures in the central Amazon Basin. Artificial lightgaps and control plots under closed canopy were uniformly distributed on plateaus and bottomlands near water bodies. Seedlings were planted randomly into the plots and monitored for 28 months. Seedling survival rate was high (93%) and did not differ among species. Overall, lightgaps produced a 38% increase in seedling height relative to the controls. Although the four species naturally occur in mature forest, two of the four grew significantly more in lightgaps than in closed canopy secondary forest. Overall, bottomlands facilitated greater seedling growth in height (38%) relative to plateaus, but only one species exhibited a significant increase. This study shows the importance of the environmental variability generated with canopy openings along the topographic gradient, suggesting that both the selection of species and microsite conditions of planting sites have to be considered important criteria in the recovery of degraded areas.(AU)


O plantio de enriquecimento em florestas secundárias é uma opção para restaurar a diversidade de espécies e os serviços ecossistêmicos. No entanto, pouca atenção tem sido dada aos requerimentos ambientais para o melhor desempenho das espécies. Este estudo avaliou os efeitos de clareiras e posição topográfica sobre o crescimento e sobrevivência de quatro espécies arbóreas nativas (Pouteria caimito, Garcinia macrophylla, Dipteryx odorata and Cynometra bauhiniaefolia) plantadas em florestas secundárias oriundas de pastagens abandonadas há 26 anos na Amazônia central. Clareiras artificiais e parcelas de controle sob dossel fechado foram distribuídos uniformemente em platôs e baixios. Mudas foram plantadas aleatoriamente nas parcelas e monitoradas por 28 meses. A taxa de sobrevivência das plântulas foi alta (93%) e não houve diferenças entre as espécies. Entre todas as espécies, houve um incremento de 38% na altura das plântulas em comparação com os controles. Embora as quatro espécies ocorram naturalmente em florestas maduras, duas das quatro cresceram significativamente mais em clareiras do que sob dossel fechado. Entre todas as espécies, plântulas tiveram um maior crescimento em altura (38%) nos baixios que nos platôs, mas apenas uma espécie apresentou um aumento significativo. Este estudo mostra a importância da variabilidade ambiental gerada com aberturas do dossel ao longo do gradiente topográfico, sugerindo que, tanto a seleção de espécies como as condições microambientais deveriam ser considerados como critérios importantes na recuperação de áreas degradadas.(AU)


Assuntos
Topografia , Florestas , Pastagens/análise , Luz
3.
Acta amaz. ; 46(3): 291-302, 2016. ilus, mapas, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-691036

Resumo

Understanding spatial patterns of land use and land cover is essential for studies addressing biodiversity, climate change and environmental modeling as well as for the design and monitoring of land use policies. The aim of this study was to create a detailed map of land use land cover of the deforested areas of the Brazilian Legal Amazon up to 2008. Deforestation data from and uses were mapped with Landsat-5/TM images analysed with techniques, such as linear spectral mixture model, threshold slicing and visual interpretation, aided by temporal information extracted from NDVI MODIS time series. The result is a high spatial resolution of land use and land cover map of the entire Brazilian Legal Amazon for the year 2008 and corresponding calculation of area occupied by different land use classes. The results showed that the four classes of Pasture covered 62% of the deforested areas of the Brazilian Legal Amazon, followed by Secondary Vegetation with 21%. The area occupied by Annual Agriculture covered less than 5% of deforested areas; the remaining areas were distributed among six other land use classes. The maps generated from this project - called TerraClass - are available at INPE's web site (http://www.inpe.br/cra/projetos_pesquisas/terraclass2008.php).(AU)


Entender o padrão espacial do uso e cobertura da terra é essencial para estudos de biodiversidade, mudanças climáticas e modelagem ambiental, bem como para concepção e acompanhamento de políticas direcionadas ao uso da terra. O objetivo deste estudo foi criar um mapa detalhado do uso e cobertura da terra para a porção desflorestada da Amazônia Legal Brasileira, até 2008. Dados de desflorestamento e uso foram mapeados usando imagens Landsat-5/TM analisadas com técnicas como modelo linear de mistura espectral, fatiamento e interpretação visual, auxiliados por informações temporais de NDVI extraídas de série temporal de dados MODIS. O resultado deste estudo é um mapa de uso e cobertura da terra com alta resolução espacial para toda Amazônia Legal Brasileira, para o ano de 2008, e os respectivos percentuais da área ocupada por diferentes classes de uso da terra. O resultado mostrou que, quatro classes de pastagens cobrem 62% da área desflorestada da Amazônia Legal Brasileira, seguida pela vegetação secundária com 21%. A área ocupada pela agricultura anual cobriu menos de 5% das áreas desflorestadas; as áreas restantes estavam distribuídas em outras seis classes de uso da terra. Os mapas gerados por este projeto, chamado TerraClass, estão disponíveis no site do INPE (http://www.inpe.br/cra/projetos_pesquisas/terraclass2008.php).(AU)


Assuntos
Ecossistema Amazônico/análise , Mapeamento Geográfico , Conservação dos Recursos Naturais/análise , Topografia , Tecnologia de Sensoriamento Remoto
4.
Acta amaz ; 46(3): 291-302, 2016. ilus, map, tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1455309

Resumo

Understanding spatial patterns of land use and land cover is essential for studies addressing biodiversity, climate change and environmental modeling as well as for the design and monitoring of land use policies. The aim of this study was to create a detailed map of land use land cover of the deforested areas of the Brazilian Legal Amazon up to 2008. Deforestation data from and uses were mapped with Landsat-5/TM images analysed with techniques, such as linear spectral mixture model, threshold slicing and visual interpretation, aided by temporal information extracted from NDVI MODIS time series. The result is a high spatial resolution of land use and land cover map of the entire Brazilian Legal Amazon for the year 2008 and corresponding calculation of area occupied by different land use classes. The results showed that the four classes of Pasture covered 62% of the deforested areas of the Brazilian Legal Amazon, followed by Secondary Vegetation with 21%. The area occupied by Annual Agriculture covered less than 5% of deforested areas; the remaining areas were distributed among six other land use classes. The maps generated from this project - called TerraClass - are available at INPE's web site (http://www.inpe.br/cra/projetos_pesquisas/terraclass2008.php).


Entender o padrão espacial do uso e cobertura da terra é essencial para estudos de biodiversidade, mudanças climáticas e modelagem ambiental, bem como para concepção e acompanhamento de políticas direcionadas ao uso da terra. O objetivo deste estudo foi criar um mapa detalhado do uso e cobertura da terra para a porção desflorestada da Amazônia Legal Brasileira, até 2008. Dados de desflorestamento e uso foram mapeados usando imagens Landsat-5/TM analisadas com técnicas como modelo linear de mistura espectral, fatiamento e interpretação visual, auxiliados por informações temporais de NDVI extraídas de série temporal de dados MODIS. O resultado deste estudo é um mapa de uso e cobertura da terra com alta resolução espacial para toda Amazônia Legal Brasileira, para o ano de 2008, e os respectivos percentuais da área ocupada por diferentes classes de uso da terra. O resultado mostrou que, quatro classes de pastagens cobrem 62% da área desflorestada da Amazônia Legal Brasileira, seguida pela vegetação secundária com 21%. A área ocupada pela agricultura anual cobriu menos de 5% das áreas desflorestadas; as áreas restantes estavam distribuídas em outras seis classes de uso da terra. Os mapas gerados por este projeto, chamado TerraClass, estão disponíveis no site do INPE (http://www.inpe.br/cra/projetos_pesquisas/terraclass2008.php).


Assuntos
Conservação dos Recursos Naturais/análise , Ecossistema Amazônico/análise , Mapeamento Geográfico , Tecnologia de Sensoriamento Remoto , Topografia
5.
R. bras. Saúde Prod. Anim. ; 16(4): 772-783, out.-dez. 2015. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-13668

Resumo

This work aimed to evaluate the spatial variability of structural and productive responses of Marandu grass depending on the chemical characteristics of the soil and topography. The experiment was conducted in a topossequence, school of Veterinary Medicine and Animal Science, The V variables were evaluated CTC, SB, m, pH at a depth of 0-20 cm, effective depth, number of tillers (m2), production dry matter (kg ha-1), when sward (cm). 72 samples were collected in georeferenced points on sloping ground. The soil was classified as Entisol in the upper portion (top), Udorthent Eutrophic the upper third of the slope (shoulder), Udorthent eutrophic in the middle third of the slope (halfslope) and Quartzips amment Hydromorphic in the lower third (pedimento). All variables presented spatial dependence with variograms of well-defined structure. The pasture presented heterogeneity in the morphology of the canopy due to the spatial distribution of soil fertility, resulting in canopy and producing higher dry matter at the top and reaching the lower production on the shoulder of topossequence. The sward has heterogeneity in morphology depending on the spatial distribution of soil fertility and the effective depth, resulting in the creation of two management areas: 1topo and pediment, and 2 shoulder and half hillside.(AU)


Objetivou-se com este trabalho avaliar a variabilidade espacial das respostas produtivas e estruturais do capim Marandu em função das características químicas do solo e da topografia do terreno. O experimento foi conduzido em uma topossequência, na escola de Medicina Veterinária e Zootecnia. Foram avaliadas as variáveis V, CTC, SB, m, pH, na profundidade de 0-20cm, profundidade efetiva, número de perfilhos (m2), produção de matéria seca (kg ha-1), altura do dossel forrageiro (cm). Foram coletadas 72 amostras em pontos georreferenciados em terreno declivoso. O solo foi classificado como Neossolo Quartzarênico Órtico na porção superior (Topo), Neossolo Litólico Eutrófico, no terço superior da encosta (ombro), Neossolo Litólico Eutrófico no terço médio da encosta (meia-encosta) e Neossolo Quartzarênico Hidromórfico no terço inferior (pedimento). Todas as variáveis avaliadas apresentaram dependência espacial com variogramas de estrutura bem definida. A pastagem apresentou heterogeneidade na morfologia do dossel em função da distribuição espacial da fertilidade do solo, resultando em dossel e produção de matéria seca mais elevada no topo e atingindo a menor produção no ombro da topossequência. O dossel forrageiro apresenta heterogeneidade na morfologia em função da distribuição espacial da fertilidade do solo e da profundidade efetiva, resultando na definição de duas zonas manejo: 1(AU)


Assuntos
Brachiaria/crescimento & desenvolvimento , Características do Solo/análise , /métodos , Análise Espacial , Topografia
6.
Rev. bras. saúde prod. anim ; 16(4): 772-783, out.-dez. 2015. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1493527

Resumo

This work aimed to evaluate the spatial variability of structural and productive responses of Marandu grass depending on the chemical characteristics of the soil and topography. The experiment was conducted in a topossequence, school of Veterinary Medicine and Animal Science, The V variables were evaluated CTC, SB, m, pH at a depth of 0-20 cm, effective depth, number of tillers (m2), production dry matter (kg ha-1), when sward (cm). 72 samples were collected in georeferenced points on sloping ground. The soil was classified as Entisol in the upper portion (top), Udorthent Eutrophic the upper third of the slope (shoulder), Udorthent eutrophic in the middle third of the slope (halfslope) and Quartzips amment Hydromorphic in the lower third (pedimento). All variables presented spatial dependence with variograms of well-defined structure. The pasture presented heterogeneity in the morphology of the canopy due to the spatial distribution of soil fertility, resulting in canopy and producing higher dry matter at the top and reaching the lower production on the shoulder of topossequence. The sward has heterogeneity in morphology depending on the spatial distribution of soil fertility and the effective depth, resulting in the creation of two management areas: 1topo and pediment, and 2 shoulder and half hillside.


Objetivou-se com este trabalho avaliar a variabilidade espacial das respostas produtivas e estruturais do capim Marandu em função das características químicas do solo e da topografia do terreno. O experimento foi conduzido em uma topossequência, na escola de Medicina Veterinária e Zootecnia. Foram avaliadas as variáveis V, CTC, SB, m, pH, na profundidade de 0-20cm, profundidade efetiva, número de perfilhos (m2), produção de matéria seca (kg ha-1), altura do dossel forrageiro (cm). Foram coletadas 72 amostras em pontos georreferenciados em terreno declivoso. O solo foi classificado como Neossolo Quartzarênico Órtico na porção superior (Topo), Neossolo Litólico Eutrófico, no terço superior da encosta (ombro), Neossolo Litólico Eutrófico no terço médio da encosta (meia-encosta) e Neossolo Quartzarênico Hidromórfico no terço inferior (pedimento). Todas as variáveis avaliadas apresentaram dependência espacial com variogramas de estrutura bem definida. A pastagem apresentou heterogeneidade na morfologia do dossel em função da distribuição espacial da fertilidade do solo, resultando em dossel e produção de matéria seca mais elevada no topo e atingindo a menor produção no ombro da topossequência. O dossel forrageiro apresenta heterogeneidade na morfologia em função da distribuição espacial da fertilidade do solo e da profundidade efetiva, resultando na definição de duas zonas manejo: 1


Assuntos
Brachiaria/crescimento & desenvolvimento , Características do Solo/análise , Análise Espacial , Topografia
7.
Iheringia. Sér. Zool. ; 105(1): 35-40, 2015. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-324266

Resumo

Leaf litter represents a food source to many organisms that may directly contribute to organic matter decomposition. In addition, the physical presence of these vegetal detritus contributes for the modification of some environmental areas and produce microhabitats that may act as a refuge against predators and desiccation for many animals. The pulmonate gastropod Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Ellobiidae) is a very common specie in Atlantic Coast mangrove forests and feeds on fallen mangrove leaves. It was hypothesized that the spatial distribution of Melampus coffeus is directly affected by mangrove leaf litter biomass deposition. Thus, this research aimed at evaluating the spatial distribution of these gastropods in relation to the biomass of mangrove leaf litter through a twelve-month period. The study area was established in the middle estuary of Pacoti River, state of Ceará, Brazil where two adjacent zones with different topographic profiles were determined. Samples of Melampus coffeus and leaf litter were collected monthly, throughout a year, from the mangrove ground surface. The results indicated that the presence of twigs in mangrove litter favor the occupation by smaller individuals of M. coffeus, probably because smaller individuals are more susceptible to predator attacks and desiccation than larger ones, and twigs and branches may provide a safe microhabitat(AU)


A serapilheira representa fonte de alimentos para diversos organismos que podem contribuir diretamente para a decomposição de matéria orgânica. A presença física desses detritos vegetais pode modificar áreas do ambiente e promover a formação de microhabitats, servindo de refúgio para diversos animais contra predadores e dessecação. O gastrópode Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Ellobiidae) é comum em florestas de mangue na costa do Atlântico e se alimenta de folhas de mangue caídas. Nesse trabalho foi assumida a hipótese de que a distribuição espacial do Melampus coffeus é diretamente afetada pela deposição de serapilheira no manguezal. Objetivou-se avaliar a distribuição espacial desses gastrópodes em relação à serapilheira de mangue durante doze meses de coletas. A área de estudo foi estabelecida no médio estuário do rio Pacoti, Estado do Ceará, Brasil onde foram determinadas duas zonas de diferentes perfis topográficos. Amostras de Melampus coffeus e de serapilheira foram coletadas mensalmente. Os resultados indicaram que a presença de galhos na superfície do solo do manguezal favorece a ocupação do ambiente por indivíduos dessa espécie de molusco de menor tamanho, provavelmente porque indivíduos menores são mais suscetíveis ao ataque de predadores e à dessecação e a presença de galhos pode formar microhabitats mais seguros(AU)


Assuntos
Animais , Matéria Orgânica/análise , Áreas Alagadas , Gastrópodes , Distribuição Animal , Rhizophoraceae , Ecossistema , Ecossistema , Biomassa , Topografia
8.
Iheringia, Sér. zool ; 105(1): 35-40, 2015. graf, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1482858

Resumo

Leaf litter represents a food source to many organisms that may directly contribute to organic matter decomposition. In addition, the physical presence of these vegetal detritus contributes for the modification of some environmental areas and produce microhabitats that may act as a refuge against predators and desiccation for many animals. The pulmonate gastropod Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Ellobiidae) is a very common specie in Atlantic Coast mangrove forests and feeds on fallen mangrove leaves. It was hypothesized that the spatial distribution of Melampus coffeus is directly affected by mangrove leaf litter biomass deposition. Thus, this research aimed at evaluating the spatial distribution of these gastropods in relation to the biomass of mangrove leaf litter through a twelve-month period. The study area was established in the middle estuary of Pacoti River, state of Ceará, Brazil where two adjacent zones with different topographic profiles were determined. Samples of Melampus coffeus and leaf litter were collected monthly, throughout a year, from the mangrove ground surface. The results indicated that the presence of twigs in mangrove litter favor the occupation by smaller individuals of M. coffeus, probably because smaller individuals are more susceptible to predator attacks and desiccation than larger ones, and twigs and branches may provide a safe microhabitat


A serapilheira representa fonte de alimentos para diversos organismos que podem contribuir diretamente para a decomposição de matéria orgânica. A presença física desses detritos vegetais pode modificar áreas do ambiente e promover a formação de microhabitats, servindo de refúgio para diversos animais contra predadores e dessecação. O gastrópode Melampus coffeus (Linnaeus, 1758) (Ellobiidae) é comum em florestas de mangue na costa do Atlântico e se alimenta de folhas de mangue caídas. Nesse trabalho foi assumida a hipótese de que a distribuição espacial do Melampus coffeus é diretamente afetada pela deposição de serapilheira no manguezal. Objetivou-se avaliar a distribuição espacial desses gastrópodes em relação à serapilheira de mangue durante doze meses de coletas. A área de estudo foi estabelecida no médio estuário do rio Pacoti, Estado do Ceará, Brasil onde foram determinadas duas zonas de diferentes perfis topográficos. Amostras de Melampus coffeus e de serapilheira foram coletadas mensalmente. Os resultados indicaram que a presença de galhos na superfície do solo do manguezal favorece a ocupação do ambiente por indivíduos dessa espécie de molusco de menor tamanho, provavelmente porque indivíduos menores são mais suscetíveis ao ataque de predadores e à dessecação e a presença de galhos pode formar microhabitats mais seguros


Assuntos
Animais , Distribuição Animal , Gastrópodes , Matéria Orgânica/análise , Rhizophoraceae , Áreas Alagadas , Biomassa , Ecossistema , Topografia
9.
Acta amaz ; 45(2): 167-174, abr.-jun. 2015. map, tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1455249

Resumo

Species distribution modeling has relevant implications for the studies of biodiversity, decision making about conservation and knowledge about ecological requirements of the species. The aim of this study was to evaluate if the use of forest inventories can improve the estimation of occurrence probability, identify the limits of the potential distribution and habitat preference of a group of timber tree species. The environmental predictor variables were: elevation, slope, aspect, normalized difference vegetation index (NDVI) and height above the nearest drainage (HAND). To estimate the distribution of species we used the maximum entropy method (Maxent). In comparison with a random distribution, using topographic variables and vegetation index as features, the Maxent method predicted with an average accuracy of 86% the geographical distribution of studied species. The altitude and NDVI were the most important variables. There were limitations to the interpolation of the models for non-sampled locations and that are outside of the elevation gradient associated with the occurrence data in approximately 7% of the basin area. Ceiba pentandra (samaúma), Castilla ulei (caucho) and Hura crepitans (assacu) is more likely to occur in nearby water course areas. Clarisia racemosa (guariúba), Amburana acreana (cerejeira), Aspidosperma macrocarpon (pereiro), Apuleia leiocarpa (cumaru cetim), Aspidosperma parvifolium (amarelão) and Astronium lecointei (aroeira) can also occur in upland forest and well drained soils. This modeling approach has potential for application on other tropical species still less studied, especially those that are under pressure from logging.


A modelagem de distribuição de espécie tem implicações fundamentais para o estudo da biodiversidade, tomada de decisão em conservação e para a compreensão dos requerimentos ecológicos das espécies. O objetivo deste trabalho foi avaliar se a utilização de inventários florestais pode melhorar a estimativa de probabilidade de ocorrência, identificar os limites da distribuição potencial e preferência de habitat de um grupo de espécies madeireiras. As variáveis ambientais preditoras foram: altitude, declividade, exposição, índice de vegetação por diferença normalizada (NDVI) e distância vertical à drenagem mais próxima (HAND). Para estimar a distribuição das espécies foi utilizado o método de máxima entropia (Maxent). Em comparação com uma distribuição aleatória, utilizando variáveis topográficas e de índice de vegetação, o método Maxent alcançou uma acurácia de 86%, em média, na distribuição geográfica predita das espécies estudadas. A altitude e o NDVI foram as variáveis mais importantes. Houve limitações na interpolação dos modelos para locais não amostrados e que estão fora do gradiente de altitude associado aos dados de ocorrência, em aproximadamente 7% da área da bacia. Ceiba pentandra (samaúma), Castilla ulei (caucho) e Hura crepitans (assacu) tem maior probabilidade de ocorrência em áreas próximas aos cursos de água. Clarisia racemosa (guariúba), Amburana acreana (cerejeira), Aspidosperma macrocarpon (pereiro), Apuleia leiocarpa (cumaru cetim), Aspidosperma parvifolium (amarelão) e Astronium lecointei (aroeira) podem ocorrer também em floresta de terra firme e solos bem drenados. Essa abordagem de modelagem tem potencial de aplicação para outras espécies tropicais ainda pouco estudadas, sobretudo aquelas que estão sobre pressão da atividade madeireira.


Assuntos
Florestas , Mapeamento Geográfico , Topografia
10.
Acta amaz. ; 45(2): 167-174, abr.-jun. 2015. mapas, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-715263

Resumo

Species distribution modeling has relevant implications for the studies of biodiversity, decision making about conservation and knowledge about ecological requirements of the species. The aim of this study was to evaluate if the use of forest inventories can improve the estimation of occurrence probability, identify the limits of the potential distribution and habitat preference of a group of timber tree species. The environmental predictor variables were: elevation, slope, aspect, normalized difference vegetation index (NDVI) and height above the nearest drainage (HAND). To estimate the distribution of species we used the maximum entropy method (Maxent). In comparison with a random distribution, using topographic variables and vegetation index as features, the Maxent method predicted with an average accuracy of 86% the geographical distribution of studied species. The altitude and NDVI were the most important variables. There were limitations to the interpolation of the models for non-sampled locations and that are outside of the elevation gradient associated with the occurrence data in approximately 7% of the basin area. Ceiba pentandra (samaúma), Castilla ulei (caucho) and Hura crepitans (assacu) is more likely to occur in nearby water course areas. Clarisia racemosa (guariúba), Amburana acreana (cerejeira), Aspidosperma macrocarpon (pereiro), Apuleia leiocarpa (cumaru cetim), Aspidosperma parvifolium (amarelão) and Astronium lecointei (aroeira) can also occur in upland forest and well drained soils. This modeling approach has potential for application on other tropical species still less studied, especially those that are under pressure from logging.(AU)


A modelagem de distribuição de espécie tem implicações fundamentais para o estudo da biodiversidade, tomada de decisão em conservação e para a compreensão dos requerimentos ecológicos das espécies. O objetivo deste trabalho foi avaliar se a utilização de inventários florestais pode melhorar a estimativa de probabilidade de ocorrência, identificar os limites da distribuição potencial e preferência de habitat de um grupo de espécies madeireiras. As variáveis ambientais preditoras foram: altitude, declividade, exposição, índice de vegetação por diferença normalizada (NDVI) e distância vertical à drenagem mais próxima (HAND). Para estimar a distribuição das espécies foi utilizado o método de máxima entropia (Maxent). Em comparação com uma distribuição aleatória, utilizando variáveis topográficas e de índice de vegetação, o método Maxent alcançou uma acurácia de 86%, em média, na distribuição geográfica predita das espécies estudadas. A altitude e o NDVI foram as variáveis mais importantes. Houve limitações na interpolação dos modelos para locais não amostrados e que estão fora do gradiente de altitude associado aos dados de ocorrência, em aproximadamente 7% da área da bacia. Ceiba pentandra (samaúma), Castilla ulei (caucho) e Hura crepitans (assacu) tem maior probabilidade de ocorrência em áreas próximas aos cursos de água. Clarisia racemosa (guariúba), Amburana acreana (cerejeira), Aspidosperma macrocarpon (pereiro), Apuleia leiocarpa (cumaru cetim), Aspidosperma parvifolium (amarelão) e Astronium lecointei (aroeira) podem ocorrer também em floresta de terra firme e solos bem drenados. Essa abordagem de modelagem tem potencial de aplicação para outras espécies tropicais ainda pouco estudadas, sobretudo aquelas que estão sobre pressão da atividade madeireira.(AU)


Assuntos
Florestas , Mapeamento Geográfico , Topografia
11.
Acta amaz ; 45(1): 65-74, jan.-mar. 2015. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1455233

Resumo

Palms show clear niche segregation patterns along topographic gradients in tropical forests, with some species associated to terra firme and others to seasonally flooded areas. The aim of this study was to quantitatively describe the fine-scale spatial variation within a palm community, tracking the changes in species' abundance along environmental gradients associated with a perennial stream the eastern Amazon. The study of palm communities was based on 60 forest plots in which all adult palms were counted. We found a total of 566 palms in a community containing 11 species. Furthermore, we found a significant separation in the palm community between seasonally-flooded and terra firme forests. We found a gradient with various densities of the three most abundant palm species within the first 100 m away from the flooded area. Other species were located exclusively in the terra firme forest. The abundance of the six most common species were distributed in relation to humidity gradients from floodplains to terra firme, with palm distribution from the most flood-tolerant to the least flood-tolerant palm species as follows: Euterpe oleracea, Attalea phalerata and Socratea exorrhiza (species with floodplain affinity), Astrocaryum gynacanthum, Astrocaryum aculeatum, Attalea maripa (species with terra firme affinity).


Palmeiras apresentam padrões claros de segregação de nicho ao longo de gradientes topográficos, com algumas espécies associadas a florestas de terra firme e outras a áreas alagáveis. O objetivo desse estudo foi descrever quantitativamente as variações em pequena escala dentro de uma comunidade de palmeiras, investigando as mudanças na abundância de espécies ao longo de gradientes ambientais associados com um igarapé perene na Amazônia Oriental. O estudo de comunidades de palmeiras foi baseado em 60 parcelas florestais em que todos os adultos de palmeiras foram contados. Encontramos um total de 566 palmeiras em uma comunidade contendo 11 espécies. Além disso, encontramos uma separação significativa na comunidade de palmeiras entre florestas sazonalmente inundadas e florestas de terra firme e um gradiente das densidades das três espécies mais abundantes, ao longo dos primeiros 100 m de distância da área alagada. A abundância das seis espécies mais comuns variou em relação ao gradiente de umidade das áreas alagáveis para a terra firme, com a distribuição das palmeiras da mais tolerante a alagamentos a menos tolerante a alagamentos da seguinte forma: Euterpe oleracea, Attalea phalerata, Socratea exorrhiza (espécies associadas a áreas alagadas), Astrocaryum gynacanthum,Astrocaryum aculeatum, Attalea maripa (espécies com afinidade por terra firme).


Assuntos
Arecaceae , Florestas , Mapeamento Geográfico , Topografia , Áreas Alagadas
12.
Acta amaz. ; 45(1): 65-74, jan.-mar. 2015. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-715248

Resumo

Palms show clear niche segregation patterns along topographic gradients in tropical forests, with some species associated to terra firme and others to seasonally flooded areas. The aim of this study was to quantitatively describe the fine-scale spatial variation within a palm community, tracking the changes in species' abundance along environmental gradients associated with a perennial stream the eastern Amazon. The study of palm communities was based on 60 forest plots in which all adult palms were counted. We found a total of 566 palms in a community containing 11 species. Furthermore, we found a significant separation in the palm community between seasonally-flooded and terra firme forests. We found a gradient with various densities of the three most abundant palm species within the first 100 m away from the flooded area. Other species were located exclusively in the terra firme forest. The abundance of the six most common species were distributed in relation to humidity gradients from floodplains to terra firme, with palm distribution from the most flood-tolerant to the least flood-tolerant palm species as follows: Euterpe oleracea, Attalea phalerata and Socratea exorrhiza (species with floodplain affinity), Astrocaryum gynacanthum, Astrocaryum aculeatum, Attalea maripa (species with terra firme affinity).(AU)


Palmeiras apresentam padrões claros de segregação de nicho ao longo de gradientes topográficos, com algumas espécies associadas a florestas de terra firme e outras a áreas alagáveis. O objetivo desse estudo foi descrever quantitativamente as variações em pequena escala dentro de uma comunidade de palmeiras, investigando as mudanças na abundância de espécies ao longo de gradientes ambientais associados com um igarapé perene na Amazônia Oriental. O estudo de comunidades de palmeiras foi baseado em 60 parcelas florestais em que todos os adultos de palmeiras foram contados. Encontramos um total de 566 palmeiras em uma comunidade contendo 11 espécies. Além disso, encontramos uma separação significativa na comunidade de palmeiras entre florestas sazonalmente inundadas e florestas de terra firme e um gradiente das densidades das três espécies mais abundantes, ao longo dos primeiros 100 m de distância da área alagada. A abundância das seis espécies mais comuns variou em relação ao gradiente de umidade das áreas alagáveis para a terra firme, com a distribuição das palmeiras da mais tolerante a alagamentos a menos tolerante a alagamentos da seguinte forma: Euterpe oleracea, Attalea phalerata, Socratea exorrhiza (espécies associadas a áreas alagadas), Astrocaryum gynacanthum,Astrocaryum aculeatum, Attalea maripa (espécies com afinidade por terra firme).(AU)


Assuntos
Arecaceae , Florestas , Áreas Alagadas , Mapeamento Geográfico , Topografia
13.
Sci. agric ; 71(4): 316-323, Jul-Ago. 2014. map, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1497420

Resumo

Solum depth and its spatial distribution play an important role in different types of environmental studies. Several approaches have been used for fitting quantitative relationships between soil properties and their environment in order to predict them spatially. This work aimed to present the steps required for solum depth spatial prediction from knowledge-based digital soil mapping, comparing the prediction to the conventional soil mapping approach through field validation, in a watershed located at Mantiqueira Range region, in the state of Minas Gerais, Brazil. Conventional soil mapping had aerial photo-interpretation as a basis. The knowledge-based digital soil mapping applied fuzzy logic and similarity vectors in an expert system. The knowledge-based digital soil mapping approach showed the advantages over the conventional soil mapping approach by applying the field expert-knowledge in order to enhance the quality of final results, predicting solum depth with suited accuracy in a continuous way, making the soil-landscape relationship explicit.


Assuntos
Análise do Solo , Características do Solo , Mapeamento Geográfico , Lógica Fuzzy , Métodos de Análise Laboratorial e de Campo , Topografia
14.
Sci. Agric. ; 71(4): 316-323, Jul-Ago. 2014. mapas, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-27174

Resumo

Solum depth and its spatial distribution play an important role in different types of environmental studies. Several approaches have been used for fitting quantitative relationships between soil properties and their environment in order to predict them spatially. This work aimed to present the steps required for solum depth spatial prediction from knowledge-based digital soil mapping, comparing the prediction to the conventional soil mapping approach through field validation, in a watershed located at Mantiqueira Range region, in the state of Minas Gerais, Brazil. Conventional soil mapping had aerial photo-interpretation as a basis. The knowledge-based digital soil mapping applied fuzzy logic and similarity vectors in an expert system. The knowledge-based digital soil mapping approach showed the advantages over the conventional soil mapping approach by applying the field expert-knowledge in order to enhance the quality of final results, predicting solum depth with suited accuracy in a continuous way, making the soil-landscape relationship explicit.(AU)


Assuntos
Análise do Solo , Características do Solo , Mapeamento Geográfico , Métodos de Análise Laboratorial e de Campo , Topografia , Lógica Fuzzy
15.
Pesqui. vet. bras ; 31(7): 627-630, 2011. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-1169

Resumo

A anestesia caudal foi proposta pela primeira vez em 1926 e diversas técnicas foram desenvolvidas para anestesiar os nervos espinhais lombares e sacrais. Os métodos para anestesia epidural exigem conhecimento da anatomia da região envolvida. Desta forma, objetivou-se determinar a topografia do cone medular da preguiça (Bradipus variegatus), para fornecer recursos aos profissionais da área clínica para que, desta forma, seja possível a realização de anestesia epidural nesta espécie silvestre de nossa fauna. Foram dissecados quatro exemplares adultos de preguiça, dois machos e duas fêmeas que foram a óbito por causas naturais e obtidos junto ao Parque Zoobotânico do Museu Paraense Emilio Goeldi, Belém/Pará. Após a dissecação observou-se que o cone medular encontra-se entre as vértebras L3 e S1 com comprimento médio de 2,7cm, e a intumescência lombar apresentou comprimento médio de 1,0cm, estando localizada entre L1 e L3 nos quatro animais estudados. Desta forma, conclui-se que o melhor local para a realização de anestesia epidural na preguiça está entre as vértebras L1 e L3.(AU)


Caudal anaesthesia was initially proposed in 1926, since when techniques have been evolved for lumbar and sacral anaesthesia. Essentially, epidural anaesthesia demands regional anatomy knowledge. We aimed to determine medullar conus topography in sloth (Bradipus variegatus), in order to supply information for epidural anaesthesia in this species. Four adult sloths were investigated, two males and two females, that died from natural causes and were donated by the Zoobotanic Park of Emilio Goeldi Museum, Belém/Pará. It was observed that the medullar conus lies between L3 and S1vertebrae, average length measuring 2.7cm, and that the lumbar swelling is located between L1 and L3 with an average length of 1.0cm. We concluded that the most appropriate site to perform epidural anesthesia in sloths is from L1 to L3 vertebral spaces.(AU)


Assuntos
Animais , Bichos-Preguiça/anatomia & histologia , Anestesia Epidural/veterinária , Topografia/análise , Coluna Vertebral/anatomia & histologia
16.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 63(3): 768-772, jun. 2011. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-5830

Resumo

Kartagener is syndrome is a rare disorder described in dogs determined by the triad situs inversus totalis, chronic sinusitis, and bronchial disease. The clinical signs of chronic respiratory and other less common presentations (such as hydrocephalus and subfertility) are due to a concomitant ciliary dysfunction. This article describes the clinical, radiographic, and computed tomography findings and treatment in a dog affected by Kartagener is syndrome since early months of life. This is the first case report of this syndrome in a domestic dog in Brazil and the only known scientific report in the English Cocker Spaniel.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Síndrome de Kartagener , Vísceras/anatomia & histologia , Tomografia/veterinária , Topografia/análise , Broncopatias/veterinária
17.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 63(3): 535-543, June 2011. ilus, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-5835

Resumo

The present study was designed to investigate the topographical distribution of seminal plasma (SP) proteins on epididymal and ejaculated bovine sperm. Using immunocytochemistry and confocal microscopy the binding patterns of bovine SP proteins BSP-A3, albumin, transferrin, prostaglandin D-synthase (PGDS) and nucleobindin in ejaculated and cauda epididymal sperm from adult bulls were evaluated. Experiments were performed using sperm from 5 males. Data showed a positive signal, only detected for anti-PGDS, in the acrosomal cap of epididymal and ejaculated sperm. In ejaculated sperm, a very weak signal for nucleobindin 2 in the midpiece and equatorial regions was detected, using the anti-rat nucleobindin. BSP-A3 was detected on all sperm regions studied, with a more evidenced signal in acrosome and midpiece. However, no binding was detected for albumin or transferrin in neither epididymal nor ejaculated sperm. In conclusion, PGDS, BSP-A3 and nucleobindin interact directly with bovine sperm, with specific topographic distribution. These findings may add to the knowledge of how these proteins modulate sperm functions, thus providing fundamental support for studies designed to evaluate how they influence sperm functions.(AU)


Investigou-se a distribuição topográfica da ligação de proteínas seminais à membrana de espermatozoides bovinos epididimários e ejaculados. Utilizando imunocitoquímica e microscopia confocal, avaliaram-se a topografia de ligação das proteínas BSP-A3, albumina, transferrina, prostaglandina D sintetase (PGDS) e nucleobindina 2 (NUC2) à membrana espermática. Os experimentos foram realizados utilizando espermatozoides de cinco touros. Os resultados mostraram que, para espermatozoides epididimários, somente detectou-se a PGDS na crista do acrossomo. Nos espermatozoides ejaculados, a PGDS ligou-se de forma mais intensa à crista acrossômica, enquanto a NUC2 apresentou sinal bastante fraco na peça intermediária e região equatorial. A BSP-A3 ligou-se a todas as regiões estudadas, de forma mais intensa na peça intermediária e acrossomo. Nenhum sinal foi detectado para albumina ou transferrina, seja em espermatozoides epididimários ou ejaculados. Concluiu-se que PGDS, BSP-A3 e NUC2 interagem diretamente com espermatozoides bovinos, e mostrou distribuição topográfica específica. Estes achados permitem melhor compreensão sobre o papel desempenhado por essas proteínas na regulação da função espermática e da fertilidade.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Espermatozoides , Proteínas de Plasma Seminal/análise , Topografia , Imuno-Histoquímica/veterinária , Proteínas Secretadas pelo Epidídimo/análise , Acrossomo , Fertilidade
18.
Acta sci. vet. (Impr.) ; 38(2): 191-195, 2010.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1456773

Resumo

The domestic animals heart is a conical hollow viscera, surrounded by pericardium, laterally compressed, accompanying the thorax shape. Atriums constituted the heart basis and their auricles partially bound the initial portion of the aorta and pulmonary trunk. In mammals, heart is kept suspended in the thoracic cavity and the pericardic sac is fixed dorsally by great veins and arteries roots, and ventrally fixed to the sternum, although its fixation to the diaphragm varies among species. This paper aimed to describe morphological aspects of the heart of the paca, the second biggest Brazilian rodent.


Assuntos
Animais , Coração/anatomia & histologia , Roedores/classificação , Anatomia/tendências , Topografia/métodos
19.
Acta sci. vet. (Online) ; 38(2): 191-195, 2010.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-5006

Resumo

The domestic animals heart is a conical hollow viscera, surrounded by pericardium, laterally compressed, accompanying the thorax shape. Atriums constituted the heart basis and their auricles partially bound the initial portion of the aorta and pulmonary trunk. In mammals, heart is kept suspended in the thoracic cavity and the pericardic sac is fixed dorsally by great veins and arteries roots, and ventrally fixed to the sternum, although its fixation to the diaphragm varies among species. This paper aimed to describe morphological aspects of the heart of the paca, the second biggest Brazilian rodent.(AU)


Assuntos
Animais , Roedores/classificação , Coração/anatomia & histologia , Anatomia/tendências , Topografia/métodos
20.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 61(6): 1471-1473, dez. 2009. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-6183

Resumo

The rate of infestation of Varroa destructor was investigated in 128 swarms of bees, distributed in three distinct apiaries: with (two) and without (one) superposition of the visualized feeding areas, identified by geoprocessing analysis. A higher infestation rate was observed where superposition in the feeding areas was observed (averages 11.0% and 9.3%) in contrast with the swarms in the apiary where there were no common feeding areas (3.3%). This suggests that superposition of visualized feeding areas is associated with the varroatosis occurrence and that it favors the enhancement of the mite infestation rate in the beehives. (AU)


Assuntos
Animais , Ácaros/parasitologia , Infestações por Ácaros/epidemiologia , Abelhas/parasitologia , /métodos , Topografia/análise , Brasil/epidemiologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA