Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 45
Filtrar
1.
Rev. Bras. Parasitol. Vet. (Online) ; 32(2): e017222, 2023. mapas, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1434121

Resumo

We aimed to determine the herd and animal levels seroprevalence and associated factors for Toxoplasma gondii infections in cattle from the state of Paraíba, Northeastern Brazil. Herds (n = 434) and cows aged ≥ 24 months (n = 1,895) were randomly selected, and serum samples were tested with the immunofluorescence antibody test (IFAT) using as cutoff of 64. Of the 434 farms investigated, 197 had at least one seropositive cow (prevalence of 49.0%; 95% CI = 44.3%-53.8%), and the prevalence at animal level was 18.0% (95% CI = 5.3%-21.1%). The antibody titers ranged from 64 to 1024, with the most frequent titers being 64 (10.8%) and 128 (3.7%). The risk factors identified were property located in Sertão region (odds ratio [OR] = 3.07), property located in Agreste/Zona da Mata regions (OR = 2.00), animal purchasing (OR = 2.68), herd size of 34-111 animals (OR = 2.91) and herd size > 111 animals (OR = 6.97). The results suggest the wide distribution of T. gondii infections in cattle throughout the state of Paraíba, and the risk factors identified are not possible to correct.(AU)


Objetivou-se determinar a soroprevalência do rebanhos e de animais e os fatores associados à infecção por Toxoplasma gondii em bovinos do estado da Paraíba, Nordeste do Brasil. Rebanhos (n = 434) e vacas com idade ≥ 24 meses (n = 1.895) foram selecionados aleatoriamente, e as amostras de soro foram testadas com o teste de imunofluorescência (RIFI), usando-se como ponto de corte 64. Das 434 fazendas investigadas, 197 tiveram pelo menos uma vaca soropositiva (prevalência de 49%; IC 95% = 44,3%-53,8%), e a prevalência em nível de animais foi de 18% (IC 95% = 5,3%-21,1%). Os títulos de anticorpos variaram de 64 a 1024, sendo os títulos mais frequentes 64 (10,8%) e 128 (3,7%). Os fatores de risco identificados foram na propriedade localizada na região do Sertão ("odds ratio" [OR] = 3,07), na propriedade localizada na região do Agreste/Zona da Mata (OR = 2,00), na compra de animais (OR = 2,68), no tamanho do rebanho de 34-111 animais (OR = 2,91) e no tamanho do rebanho > 111 animais (OR = 6,97). Os resultados sugerem a ampla distribuição de infecções por T. gondii em bovinos em todo o estado da Paraíba, e os fatores de risco identificados não são passíveis de correção.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos/microbiologia , Toxoplasmose Animal/diagnóstico , Imunofluorescência/veterinária , Toxoplasma/patogenicidade , Brasil , Estudos Soroepidemiológicos
2.
Arq. Ciênc. Vet. Zool. UNIPAR (Online) ; 26(1cont): 263-276, jan.-jun. 2023. ilus
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1443232

Resumo

A Neospora caninum e a Toxoplasma gondii são os agentes etiológicos que causam a Neosporose e a Toxoplasmose, respectivamente. Estas duas doenças são consideradas de grande importância econômica e de distribuição mundial, que acometem tanto animais de produção quanto animais domésticos. Apresentam sinais clínicos inespecíficos, sendo a Neosporose frequentemente associada ao abortamento em fêmeas. Ambas enfermidades costumavam ser confundidas, dificultando o diagnóstico. São causadas por protozoários cosmopolitas de ciclos biológicos heteróxenos. O Toxoplasma gondii é responsável por doença clínica em cães e gatos, enquanto o Neospora caninum acomete somente cães. Além disso, não há, até o momento, relatos de Neosporose em humanos, diferente da Toxoplasmose. Ocasionalmente esta pode ocorrer em coiotes, suínos, ovinos, caprinos, equinos, cervídeos e bubalinos. Anticorpos contra Neospora tem sido descrito em raposas, camelos e felídeos. O objetivo da presente revisão, é elucidar a forma de transmissão, sinais clínicos, diagnóstico, tratamento e controle de ambas as doenças, mostrando suas semelhanças, afim de que se possa diagnosticá-las corretamente.(AU)


Neospora caninum and toxoplasma gondii are agents of great economic importance and worldwide distribution that affect production and domestic animals. They present nonspecific clinical signs, and neosporosis is a disease that frequently causes abortion in females, which is considered current, because both used to be confused, making diagnosis difficult. They are protozoan, cosmopolitan, of heterogeneous biological cycles. Toxoplasma gondii is responsible for clinical disease in dogs and cats, while Neospora caninum affects only dogs. Furthermore, there are no reports to date of neosporosis in humans, other than toxoplasmosis. Occasionally it may occur in coyotes, pigs, sheep, goats, horses, deer, and bubaline. Antibodies to Neospora have been described in foxes, camels, and felids. This review aims to elucidate the transmission, clinical signs, diagnosis, treatment, and control of both diseases, showing their similarities, so that they can be correctly diagnosed.(AU)


Neospora caninum y Toxoplasma gondii son los agentes etiológicos que causan Neosporosis y Toxoplasmosis, respectivamente. Estas dos enfermedades se consideran de gran importancia económica y de distribución mundial, afectando tanto al ganado como a los animales domésticos. Presentan signos clínicos inespecíficos y la neosporosis se asocia con frecuencia al aborto en mujeres. Ambas dolencias solían ser erróneas, lo que hacía difícil el diagnóstico. Son causados por protozoos cosmopolitas de ciclos biológicos heterogéneos. Toxoplasma gondii es responsable de enfermedades clínicas en perros y gatos, mientras que Neospora caninum sólo ataca a perros. Además, no se han notificado casos de Neosporosis en humanos hasta el momento, diferente de Toxoplasmosis. Ocasionalmente esto puede ocurrir en coyotes, cerdos, ovejas, cabras, caballos, ciervos y bubalinos. Se han notificado anticuerpos contra la Neospora en zorros, camellos y felinos. El propósito de esta revisión es dilucidar la forma de transmisión, los signos clínicos, el diagnóstico, el tratamiento y el control de ambas enfermedades, mostrando sus similitudes, de manera que puedan ser diagnosticadas correctamente.(AU)


Assuntos
Animais , Toxoplasmose/diagnóstico , Toxoplasmose/etiologia , Coccidiose/diagnóstico , Coccidiose/etiologia , Toxoplasma/patogenicidade , Neospora/patogenicidade
3.
Semina ciênc. agrar ; 42(3,supl. 1): 1663-1672, 2021. map
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1501950

Resumo

Equine raising is generally articulated as a secondary activity on farms, where animals are used for leisure or work. Thus, it is important to consider the health of these animals, seeking to understand which are the main agents that circulate in a given farm or region. In this sense, this study aimed to evaluate the presence of IgG anti-Sarcocystis spp., anti-Toxoplasma gondii, and anti-Neospora spp. antibodies in equines in western Santa Catarina, Brazil. A total of 100 serum samples from horses from 10 farms, located in the municipalities of Faxinal dos Guedes, Xaxim, and Xanxerê were analyzed from June to December 2019. The samples were evaluated by indirect immunofluorescence reaction (IIFR) to detect antibodies of IgG class against the three agents. The results showed that the equines in the region are seropositive against the three studied agents, 11% of which for Sarcocystis spp. 21% for T. gondii, and 20% for Neospora spp. The analysis of the presence of these protozoa in different environments showed that both stabled and extensively raised horses presented signs of contact with the studied agents. Animals that live only in stables had a higher occurrence of IgG anti-Sarcocystis (7/32; 21.88%) and anti-T. gondii (11/32; 34.38%) antibodies. The evaluating of animals raised on pasture, semi-extensively and extensively, showed a higher percentage of seropositivity for N. caninum (9/34; 26.47%). The high occurrence of animals seropositive to the studied protozoa reinforces the importance of controlling and preventing these agents in the region, as they have the potential to cause a high impact on equid farming, mainly involving reproductive losses and equine protozoal myeloencephalitis (EPM).


A criação de equinos geralmente está articulada como atividade secundária nas propriedades, nas quais os animais são utilizados para lazer ou trabalho. Dessa forma é importante considerar a sanidade desses animais, buscando entender quais os principais agentes que circulam em determinada propriedade ou região. Com isso, o presente trabalho teve por objetivo avaliar a presença de anticorpos IgG anti- Sarcocystis spp., anti-Toxoplasma gondii e anti-Neospora spp. em equinos na região Oeste de Santa Catarina. Foram analisadas 100 amostras de soro de equinos de 10 propriedades, localizadas nos municípios de Faxinal dos Guedes, Xaxim e Xanxerê, no período de junho a dezembro de 2019. As amostras foram avaliadas por Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) para detecção de anticorpos da classe IgG contra os três agentes. Os resultados obtidos demonstram que os equinos da região apresentam soropositividade contra os três agentes estudados, sendo 11%, para Sarcocystis spp. 21%, para T. gondii e 20 %, para Neospora spp. Na análise da presença destes protozoários em diferentes ambientes, observou-se que tanto equinos estabulados ou criados de forma extensiva ambos apresentaram já terem entrado em contato com os agentes pesquisados. Animais que vivem apenas estabulados, apresentaram maior ocorrência de anticorpos IgG anti – Sarcocystis (7/32; 21,88%) e anti-T. gondii (34.38%-11/32). Quando avaliados os animais criados a pasto, de forma semi-extensiva e extensiva, houve um percentual maior de soropositividade para N. caninum (26.47% -9/34). A alta ocorrência de animais soropositivos aos protozoários estudados reforça a importância com o controle e prevenção desses agentes na região, uma vez que estes têm potencial para causar grande impacto na equideocultura, envolvendo principalmente as perdas reprodutivas, além da mieloencefalite protozoária equina (EPM).


Assuntos
Animais , Equidae/sangue , Neospora/patogenicidade , Sarcocystis/patogenicidade , Toxoplasma/patogenicidade , Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/veterinária
4.
Semina Ci. agr. ; 42(3,supl. 1): 1663-1672, 2021. mapas
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-765830

Resumo

Equine raising is generally articulated as a secondary activity on farms, where animals are used for leisure or work. Thus, it is important to consider the health of these animals, seeking to understand which are the main agents that circulate in a given farm or region. In this sense, this study aimed to evaluate the presence of IgG anti-Sarcocystis spp., anti-Toxoplasma gondii, and anti-Neospora spp. antibodies in equines in western Santa Catarina, Brazil. A total of 100 serum samples from horses from 10 farms, located in the municipalities of Faxinal dos Guedes, Xaxim, and Xanxerê were analyzed from June to December 2019. The samples were evaluated by indirect immunofluorescence reaction (IIFR) to detect antibodies of IgG class against the three agents. The results showed that the equines in the region are seropositive against the three studied agents, 11% of which for Sarcocystis spp. 21% for T. gondii, and 20% for Neospora spp. The analysis of the presence of these protozoa in different environments showed that both stabled and extensively raised horses presented signs of contact with the studied agents. Animals that live only in stables had a higher occurrence of IgG anti-Sarcocystis (7/32; 21.88%) and anti-T. gondii (11/32; 34.38%) antibodies. The evaluating of animals raised on pasture, semi-extensively and extensively, showed a higher percentage of seropositivity for N. caninum (9/34; 26.47%). The high occurrence of animals seropositive to the studied protozoa reinforces the importance of controlling and preventing these agents in the region, as they have the potential to cause a high impact on equid farming, mainly involving reproductive losses and equine protozoal myeloencephalitis (EPM).(AU)


A criação de equinos geralmente está articulada como atividade secundária nas propriedades, nas quais os animais são utilizados para lazer ou trabalho. Dessa forma é importante considerar a sanidade desses animais, buscando entender quais os principais agentes que circulam em determinada propriedade ou região. Com isso, o presente trabalho teve por objetivo avaliar a presença de anticorpos IgG anti- Sarcocystis spp., anti-Toxoplasma gondii e anti-Neospora spp. em equinos na região Oeste de Santa Catarina. Foram analisadas 100 amostras de soro de equinos de 10 propriedades, localizadas nos municípios de Faxinal dos Guedes, Xaxim e Xanxerê, no período de junho a dezembro de 2019. As amostras foram avaliadas por Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) para detecção de anticorpos da classe IgG contra os três agentes. Os resultados obtidos demonstram que os equinos da região apresentam soropositividade contra os três agentes estudados, sendo 11%, para Sarcocystis spp. 21%, para T. gondii e 20 %, para Neospora spp. Na análise da presença destes protozoários em diferentes ambientes, observou-se que tanto equinos estabulados ou criados de forma extensiva ambos apresentaram já terem entrado em contato com os agentes pesquisados. Animais que vivem apenas estabulados, apresentaram maior ocorrência de anticorpos IgG anti Sarcocystis (7/32; 21,88%) e anti-T. gondii (34.38%-11/32). Quando avaliados os animais criados a pasto, de forma semi-extensiva e extensiva, houve um percentual maior de soropositividade para N. caninum (26.47% -9/34). A alta ocorrência de animais soropositivos aos protozoários estudados reforça a importância com o controle e prevenção desses agentes na região, uma vez que estes têm potencial para causar grande impacto na equideocultura, envolvendo principalmente as perdas reprodutivas, além da mieloencefalite protozoária equina (EPM).(AU)


Assuntos
Animais , Equidae/sangue , Sarcocystis/patogenicidade , Toxoplasma/patogenicidade , Neospora/patogenicidade , Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/veterinária
5.
Pesqui. vet. bras ; 41: e06717, 2021. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-31712

Resumo

The brown howler monkey (Alouatta guariba clamitans) is a primate species widely distributed in South America. Infections by protozoa are common in primates. However, studies on protozoa in primates in Brazil are scarce, so the goal of this study was to investigate DNA from the apicomplexan protozoa Neospora caninum, Sarcocystis spp. and Toxoplasma gondii in tissues of A. guariba clamitans. DNA extraction was performed on tissue samples from the heart, brain, liver, spleen, lung and intestine of six A. guariba clamitans from Santa Maria, Central Region of Rio Grande do Sul, Brazil. Conventional PCR was performed using 18S rRNA gene general primers for Apicomplexa and also specific primers to amplify Neosporaspp. and Toxoplasma gondii DNA. All animals were positive in the 18S PCR and the genetic sequencing confirmed the presence of Sarcocystis spp. DNA in the tissues of four animals belonging to at least two species (S. neurona and S. gigantea) and T. gondii DNA in the other two animals. One positive sample for T. gondii was genotypically characterized as atypical by the restriction fragment length polymorphism technique. N. caninum DNA was not detected in the tested samples. The presence of Apicomplexa protozoan DNA in the tissues of the six animals tested in this study highlights the importance of howler monkeys as maintainers of these pathogens in nature.(AU)


O bugio ruivo (Alouatta guariba clamitans) é uma espécie de primata amplamente distribuída na América do Sul. As infecções por protozoários são comuns em primatas. Entretanto, estudos sobre protozoários em primatas no Brasil são escassos, portanto o objetivo deste estudo foi pesquisar DNA dos protozoários Apicomplexa Neospora caninum, Sarcocystisspp. e Toxoplasma gondii em tecidos de A. guariba clamitans. A extração de DNA foi realizada em amostras de tecido do coração, cérebro, fígado, baço, pulmão e intestino de seis A. guariba clamitans oriundos de Santa Maria, Região Central do Rio Grande do Sul, Brasil. Foi realizada PCR convencional utilizando primers geral do gene 18S rRNA para Apicomplexa e também primers específicos para amplificação de DNA de Neospora spp.e Toxoplasma gondii. Todos os animais foram positivos no PCR geral para Apicomplexa e no sequenciamento genético confirmou-se a presença de DNA de Sarcocystis nos tecidos de quatro animais pertencentes a pelo menos duas espécies (S. neurona e S. gigantea), e DNA de T. gondii foi detectado nos outros dois animais. Uma amostra positiva para T. gondii foi caracterizada genotipicamente como atípico pela técnica de polimorfismo do comprimento do fragmento de restrição. Não foi detectado DNA de N. caninum nas amostras testadas. A presença de DNA de protozoários apicomplexa nos tecidos dos seis animais testados neste estudo destaca a importância dos bugios ruivos como mantenedores desses patógenos na natureza.(AU)


Assuntos
Animais , Toxoplasma/patogenicidade , Reação em Cadeia da Polimerase , Apicomplexa/patogenicidade , Alouatta/microbiologia , Técnicas de Genotipagem/veterinária , Animais Selvagens/microbiologia , Infecções por Protozoários/diagnóstico , DNA de Protozoário , Técnicas de Diagnóstico Molecular , Infecções
6.
Pesqui. vet. bras ; 41: e06717, 2021. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1250488

Resumo

The brown howler monkey (Alouatta guariba clamitans) is a primate species widely distributed in South America. Infections by protozoa are common in primates. However, studies on protozoa in primates in Brazil are scarce, so the goal of this study was to investigate DNA from the apicomplexan protozoa Neospora caninum, Sarcocystis spp. and Toxoplasma gondii in tissues of A. guariba clamitans. DNA extraction was performed on tissue samples from the heart, brain, liver, spleen, lung and intestine of six A. guariba clamitans from Santa Maria, Central Region of Rio Grande do Sul, Brazil. Conventional PCR was performed using 18S rRNA gene general primers for Apicomplexa and also specific primers to amplify Neosporaspp. and Toxoplasma gondii DNA. All animals were positive in the 18S PCR and the genetic sequencing confirmed the presence of Sarcocystis spp. DNA in the tissues of four animals belonging to at least two species (S. neurona and S. gigantea) and T. gondii DNA in the other two animals. One positive sample for T. gondii was genotypically characterized as atypical by the restriction fragment length polymorphism technique. N. caninum DNA was not detected in the tested samples. The presence of Apicomplexa protozoan DNA in the tissues of the six animals tested in this study highlights the importance of howler monkeys as maintainers of these pathogens in nature.(AU)


O bugio ruivo (Alouatta guariba clamitans) é uma espécie de primata amplamente distribuída na América do Sul. As infecções por protozoários são comuns em primatas. Entretanto, estudos sobre protozoários em primatas no Brasil são escassos, portanto o objetivo deste estudo foi pesquisar DNA dos protozoários Apicomplexa Neospora caninum, Sarcocystisspp. e Toxoplasma gondii em tecidos de A. guariba clamitans. A extração de DNA foi realizada em amostras de tecido do coração, cérebro, fígado, baço, pulmão e intestino de seis A. guariba clamitans oriundos de Santa Maria, Região Central do Rio Grande do Sul, Brasil. Foi realizada PCR convencional utilizando primers geral do gene 18S rRNA para Apicomplexa e também primers específicos para amplificação de DNA de Neospora spp.e Toxoplasma gondii. Todos os animais foram positivos no PCR geral para Apicomplexa e no sequenciamento genético confirmou-se a presença de DNA de Sarcocystis nos tecidos de quatro animais pertencentes a pelo menos duas espécies (S. neurona e S. gigantea), e DNA de T. gondii foi detectado nos outros dois animais. Uma amostra positiva para T. gondii foi caracterizada genotipicamente como atípico pela técnica de polimorfismo do comprimento do fragmento de restrição. Não foi detectado DNA de N. caninum nas amostras testadas. A presença de DNA de protozoários apicomplexa nos tecidos dos seis animais testados neste estudo destaca a importância dos bugios ruivos como mantenedores desses patógenos na natureza.(AU)


Assuntos
Animais , Toxoplasma/patogenicidade , Reação em Cadeia da Polimerase , Apicomplexa/patogenicidade , Alouatta/microbiologia , Técnicas de Genotipagem/veterinária , Animais Selvagens/microbiologia , Infecções por Protozoários/diagnóstico , DNA de Protozoário , Técnicas de Diagnóstico Molecular , Infecções
7.
Semina ciênc. agrar ; 41(5): 1581-1590, set.-out. 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1372398

Resumo

Neospora caninum and Toxoplasma gondii are important protozoa in cattle production. Neosporosis is responsible for reproductive failures in cattle, constituting one of the main causes of abortion and leading to significant economic losses in dairy farming. Toxoplasmosis is a cosmopolitan disease of great importance in the context of public health and animal production. Considering the lack of available data on the subject for the studied region, the objective of the present study was to detect the seroprevalence of antibodies against N. caninum and T. gondii in dairy cows in the municipality of Toledo, Western Paraná, Brazil and to assess how to detect factors associated with risk or protection. Serology was performed with serum samples from 390 dairy cows from 58 farms by indirect immunofluorescence (IFI) reaction using cutoff point 100 for N. caninum and 64 for T. gondii. The analysis of associations between seropositivity and the variables detected in the properties was also performed. The seroprevalence for Neospora caninum was 15.4% (60/390; CI 95% 12.4-19.3) and for Toxoplasma gondii was 38.7% (151/390; CI 95% 34.0-43.6). The prevalence of co-infection was 8.72% (34/390; CI 95% 6.31-11.94). For N. caninum, the presence of abortion was observed as a risk factor (OR= 5.32). With T. gondii, the presence of abortion was found to be a risk factor (OR= 2.09) and properties with 10 or more lactating animals was found to be a protection factor (OR= 0.56). Abortion was also detected as a factor associated with the risk of co-infection (OR= 11.80). Through serological diagnosis, the present study showed that protozoa are widely distributed among dairy cattle in the region, and control and prophylaxis measures should be adopted in the studied animal population. Because abortion is a risk associated with N. caninum, T. gondii, and the two agents surveyed (co-infection), all reproductive disorders detected in cattle should include neosporosis and toxoplasmosis as a differential diagnosis.(AU)


Neospora caninum e Toxoplasma gondii são protozoários importantes na cadeia produtiva dos bovinos. A neosporose é responsável por falhas reprodutivas nesta espécie, constituindo uma das principais causas de abortamento, levando a significativas perdas econômicas na pecuária leiteira. A toxoplasmose é uma doença cosmopolita, com grande importância no contexto de saúde pública e produção animal. Considerando a escassez de dados disponíveis sobre o tema para a região estudada, o objetivo do presente estudo foi detectar a soroprevalência de anticorpos contra N. caninum e T. gondii em fêmeas de bovinos leiteiros no município de Toledo, Oeste do Paraná, Brasil, bem como detectar os fatores associados ao risco ou proteção. A sorologia foi realizada com amostras de soro de 390 fêmeas bovinas leiteiras provenientes de 58 propriedades rurais, pela reação de Imunofluorescência Indireta (IFI) utilizando ponto de corte 100 para o N. caninum e 64 para o T. gondii. Também foi procedida as análises das associações entre a soropositividade e as variáveis detectadas nas propriedades. A soroprevalência encontrada para o Neospora caninum foi de 15,4% (60/390; IC 95% 12,4-19,3) e para o Toxoplasma gondii foi de 38,7% (151/390; IC 95% 34,0-43,6), sendo que a co-infecção detectada foi de 8,72% (34/390; IC 95% 6,31-11,94). Para o N. caninum foi observado como fator associado ao risco a presença de aborto (OR= 5,32). Já para o T. gondii, como fatores associados ao risco, foi encontrado a presença de aborto (OR= 2,09) e como fator associado à proteção, foi detectado propriedades com 10 ou mais animais em lactação (OR= 0,56). O aborto foi também detectado como um fator associado ao risco da co-infecção (OR= 11,80). Através do diagnóstico sorológico o presente estudo evidenciou que os protozoários estão amplamente distribuídos entre os bovinos leiteiros da região e medidas de controle e profilaxia devem ser adotadas na população animal estudada. Devido ao aborto ser uma associação de risco para o N. caninum, para o T. gondii e para os dois agentes pesquisados (co-infecção), todas as desordens reprodutivas detectadas em bovinos devem incluir a neosporose e a toxoplasmose como diagnóstico diferencial.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Toxoplasma/patogenicidade , Bovinos/microbiologia , Toxoplasmose Animal/diagnóstico , Coccidiose/diagnóstico , Neospora/patogenicidade , Brasil , Estudos Soroepidemiológicos , Fatores de Risco , Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/veterinária
8.
Ciênc. Anim. (Impr.) ; 30(3): 48-55, 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1472648

Resumo

The epidemiology of toxoplasmosis in goats in the Amazon and pre-Amazon regions has been scarcely investigated, indicating that further studies are necessary to avoid losses in the production of small ruminants (due to factors such as: weight loss, low carcass yield and reproductive losses in the face of abortion cases), especially in the family context, as goat farming is the major income of small producers. Serum from 412 goats in Pará and Maranhão states were subjected to the Toxoplasma immunofluorescence antibody test for antibodies against Toxoplasma gondii. Of the total sample tested, 97 (23.5%) sera were positive for T. gondii. No statistical difference was found between the seroprevalence in Pará and Maranhão. The age of the animals showed a direct relationship with the prevalence of Toxoplasma infection. In Pará, farms where cats are fed placental remains and have access to the stable are 2.5 times more likely to be seropositive to T. gondii. In Maranhão, farms with more than six cats and those with goats older than 24 months of age are 4.5 and 2.0 times, respectively, more likely to be seropositive for T. gondii. Our results demonstrate that the sanitary handling of animals must consider the amount and access of cats to goats, and how to properly prevent the access and feeding of cats with placenta of goats. Animals older than 24 months were also considered an important risk factor associated with infection by T. gondii in goats.


A epidemiologia da toxoplasmose em caprinos na região amazônica e pré-amazônica tem sido pouco estudada, havendo necessidade de mais estudos para evitar perdas na produção de pequenos ruminantes (queda de peso, baixo rendimento de carcaças e perdas reprodutivas face aos casos de abortamento), principalmente no âmbito familiar, pois a caprinocultura é a principal renda dos pequenos produtores. Soro de 412 caprinos nos estados do Pará e Maranhão foram submetidos a reação de imunofluorescência indireta para anticorpos contra Toxoplasma gondii. Do total de amostras testadas, 97 (23,5%) dos soros foram positivos para T. gondii. Não foi observada diferença estatística entre a soroprevalência no Estado do Pará e Maranhão. A idade dos animais apresentou uma relação direta com a soroprevalência de Toxoplasma. No Pará, propriedades onde gatos se alimentavam de restos de placenta dos caprinos e acessavam ao aprisco tinham 2,5 vezes mais chances de serem soropositivos para T. gondii. No Maranhão, propriedades com mais de seis gatos e caprinos com idade superior a 24 meses tinham 4,5 e 2,0 vezes, respectivamente, mais chances de serem soropositivo para T. gondii. Nossos resultados demonstram que o manejo sanitário dos animais deve levar em conta a quantidade e acesso de gatos aos caprinos, e impedir o acesso e alimentação de gatos com placenta de cabras. Animais com idade superior a 24 meses também foram considerados um importante fator de risco associado à infecção pelo T. gondii em caprinos.


Assuntos
Animais , Estudos Soroepidemiológicos , Toxoplasma/patogenicidade , Toxoplasmose Animal/epidemiologia
9.
Ciênc. Anim. (Impr.) ; 30(3): 48-55, 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29984

Resumo

The epidemiology of toxoplasmosis in goats in the Amazon and pre-Amazon regions has been scarcely investigated, indicating that further studies are necessary to avoid losses in the production of small ruminants (due to factors such as: weight loss, low carcass yield and reproductive losses in the face of abortion cases), especially in the family context, as goat farming is the major income of small producers. Serum from 412 goats in Pará and Maranhão states were subjected to the Toxoplasma immunofluorescence antibody test for antibodies against Toxoplasma gondii. Of the total sample tested, 97 (23.5%) sera were positive for T. gondii. No statistical difference was found between the seroprevalence in Pará and Maranhão. The age of the animals showed a direct relationship with the prevalence of Toxoplasma infection. In Pará, farms where cats are fed placental remains and have access to the stable are 2.5 times more likely to be seropositive to T. gondii. In Maranhão, farms with more than six cats and those with goats older than 24 months of age are 4.5 and 2.0 times, respectively, more likely to be seropositive for T. gondii. Our results demonstrate that the sanitary handling of animals must consider the amount and access of cats to goats, and how to properly prevent the access and feeding of cats with placenta of goats. Animals older than 24 months were also considered an important risk factor associated with infection by T. gondii in goats.(AU)


A epidemiologia da toxoplasmose em caprinos na região amazônica e pré-amazônica tem sido pouco estudada, havendo necessidade de mais estudos para evitar perdas na produção de pequenos ruminantes (queda de peso, baixo rendimento de carcaças e perdas reprodutivas face aos casos de abortamento), principalmente no âmbito familiar, pois a caprinocultura é a principal renda dos pequenos produtores. Soro de 412 caprinos nos estados do Pará e Maranhão foram submetidos a reação de imunofluorescência indireta para anticorpos contra Toxoplasma gondii. Do total de amostras testadas, 97 (23,5%) dos soros foram positivos para T. gondii. Não foi observada diferença estatística entre a soroprevalência no Estado do Pará e Maranhão. A idade dos animais apresentou uma relação direta com a soroprevalência de Toxoplasma. No Pará, propriedades onde gatos se alimentavam de restos de placenta dos caprinos e acessavam ao aprisco tinham 2,5 vezes mais chances de serem soropositivos para T. gondii. No Maranhão, propriedades com mais de seis gatos e caprinos com idade superior a 24 meses tinham 4,5 e 2,0 vezes, respectivamente, mais chances de serem soropositivo para T. gondii. Nossos resultados demonstram que o manejo sanitário dos animais deve levar em conta a quantidade e acesso de gatos aos caprinos, e impedir o acesso e alimentação de gatos com placenta de cabras. Animais com idade superior a 24 meses também foram considerados um importante fator de risco associado à infecção pelo T. gondii em caprinos.(AU)


Assuntos
Animais , Estudos Soroepidemiológicos , Toxoplasmose Animal/epidemiologia , Toxoplasma/patogenicidade
10.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 29(1): e019119, 2020. mapas, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-25960

Resumo

Serological screening of 199 serum samples from Dromedary camelsfrom different cities in Saudi Arabiawas performed using enzyme-linked immunosorbent assay for detecting antibodies against two cyst-forming coccidian parasites, namely Toxoplasma gondii and Neospora caninum. Antibodies against T. gondii were detected in 68 (34.2%) samples, while those against N. caninum were present in 33 (16.6%) samples. The highest seroprevalence of T. gondii antibodies was reported in samples from Taif (51.2%), while the lowest seroprevalence was reported in samples from Riyadh and Hofuf (15.1%). The highest seroprevalence of N. caninum antibodies was reported in samples from Jizan (35.9%) while the lowest was reported in samples from Taif (2.4%). A total of 47 male and 21 female camels exhibited antibodies against T. gondii , while 19 male and 14 female camels showed antibodies against N. caninum . Concurrent detection of both T. gondii and N. caninum antibodies was observed in 18 camels. It has been demonstrated that T. gondii and N. caninum antibodies are prevalent in camels from different cities of the Kingdom of Saudi Arabia.(AU)


A triagem sorológica para a detecção de anticorpos para Toxoplasma gondii e Neospora caninum no camelo dromedário foi realizada investigando 199 amostras de soro coletadas em diferentes cidades da Arábia Saudita. As amostras foram testadas utilizando imunoensaios enzimáticos para a detecção de anticorpos de ambos os parasitas coccídeos formadores de cistos (Laboratórios IDEXX, Bommeli Diagnostics, AG, Berna, Suíça). Anticorpos contra T. gondii foram detectados em 68 (34,2%) amostras, enquanto 33 (16,6%) apresentaram anticorpos contra N. caninum. A maior soroprevalência de anticorpos contra T. gondii (51,2%) foi relatada em Taif, enquanto a menor soroprevalência (15,1%) foi relatada em Riyadh e Hofuf. A maior soroprevalência de anticorpos contra N. caninum foi relatada em Jizan (35,9%), enquanto a menor foi em Taif (2,4%). Um total de 47 machos e 21 fêmeas revelou anticorpos para T. gondii , enquanto 19 machos e 14 fêmeas revelaram anticorpos para N. caninum . A detecção de ambos os anticorpos contra T. gondii e N. caninum foi de 18 indivíduos. Foi demonstrado que os anticorpos contra T. gondii e N. caninum são predominantes em camelos de diferentes cidades do Reino da Arábia Saudita.(AU)


Assuntos
Animais , Camelus/microbiologia , Camelus/parasitologia , Estudos Soroepidemiológicos , Toxoplasma/patogenicidade , Neospora/patogenicidade
11.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 29(1): e014819, 2020. tab, mapas
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-24419

Resumo

Despite the global importance of the zoonotic parasite Toxoplasma gondii, little is known regarding its infection in the Democratic Republic of São Tomé and Príncipe (DRSTP). This is the first report of antibodies to T. gondii in cattle, sheep, goats and pigs from the DRSTP. Antibodies were assessed by the modified agglutination test (MAT), with a cut-off titer of 100 for cattle and 20 for sheep, goats and pigs. The present study revealed an overall seroprevalence of 55.8%; 27.1% in 48 cattle, 68.4% in 98 sheep, 70.1% in 97 goats and 43.7% in 103 pigs. The south geographical area for cattle, the central area for sheep, and adult age and living in the central region for goats were found to be risk factors for seropositivity to T. gondii. These results support the scenario of a considerable presence of sporulated oocysts as well as of infected intermediate hosts in the local environment. Consumption of raw or undercooked meat should be considered as an important potential source of infection for animals and humans in the DRSTP.(AU)


Apesar da importância global do parasita zoonótico Toxoplasma gondii, pouco se conhece sobre sua infecção na República Democrática de São Tomé e Príncipe (RDSTP). Esse é o primeiro relato de anticorpos para T. gondii em bovinos, ovinos, caprinos e suínos da RDSTP. Os anticorpos foram pesquisados pelo teste de aglutinação direta modificada (TADM), com um título de corte de 100 para bovinos e de 20 para ovinos, caprinos e suínos. O presente estudo revelou uma soroprevalência global de 55,8%: 27,1% em 48 bovinos, 68,4% em 98 ovinos, 70,1% em 97 caprinos e 43,7% em 103 suínos. A área geográfica sul para os bovinos, a área central para os ovinos, bem como a idade adulta e a região central para os caprinos foram considerados fatores de risco para soropositividade a T. gondii. Esses resultados suportam o cenário de uma considerável presença de oocistos esporulados, bem como de hospedeiros intermediários infectados no ambiente local. O consumo de carne crua ou mal passada deve ser considerado como uma importante fonte potencial de infecção para animais e seres humanos na RDSTP.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Estudos Soroepidemiológicos , Toxoplasma/parasitologia , Toxoplasma/patogenicidade , Ovinos/parasitologia , Bovinos/parasitologia , Ruminantes/parasitologia , Suínos/parasitologia
12.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 28(2): 283-290, jun. 2019. mapas, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-23367

Resumo

The aim of this study was to determine the frequency and factors associated with Toxoplasma gondii in naturally infected equids in northeastern Brazil. Serum samples from 569 equids (528 horses, 8 mules and 33 donkeys) were subjected to the indirect fluorescent antibody test. Generalized linear models were used to evaluate associated factors. Among the 569 animals sampled, 118 (30.6%) living in rural areas and 14 (26.42%) in urban areas were seropositive (p>0.05). Seropositive animals were observed on 95% of the farms and in all the municipalities. Donkeys/mules as the host, presence of domestic cats and rats on the farm, ingestion of lagoon water and goat rearing remained in the final model as factors associated with infection. Preventive measures such as avoiding the presence of domestic cats close to rearing areas, pastures and sources of water for the animals should be adopted. The wide-ranging distribution of positive animals also indicated that infection in other domestic animals and in humans, through the contaminated environment, was possible. It should be highlighted that there was the possibility that donkeys and mules would continue to have detectable titers for longer, thus explaining the prevalence found. Further studies are needed to confirm this possibility.(AU)


O objetivo deste estudo foi determinar a frequência e os fatores associados a Toxoplasma gondii em equídeos naturalmente infectados no Nordeste do Brasil. Amostras de soro de 569 equídeos (528 cavalos, 8 asnos e 33 muares) foram submetidas a reação de imunofluorescência indireta. Modelos lineares generalizados foram utilizados na avaliação dos fatores associados. Dos 569 animais amostrados, 118 (30,6%) soropositivos eram de área rural e 14 (26,42%) perteciam a áreas urbanas (p>0,05). Observaram-se animais soropositivos em 95% das fazendas e em todos os municípios. Asininos/muares como hospedeiro, presença de gatos domésticos e ratos na fazenda, ingestão de água de lagoa e criação de caprinos permaneceram no modelo final como fatores associados à infecção. Medidas de prevenção, como evitar a presença de gatos domésticos próximos aos locais de criação, de pastejo e fontes de água dos animais, devem ser adotadas. A ampla distribuição de animais positivos sinaliza a possibilidade de infecção também em outros animais domésticos, bem como em humanos pelo ambiente contaminado. Ressalta-se a possibilidade de que asininos e muares permaneçam com títulos detectáveis por mais tempo, justificando a prevalência encontrada, sendo necessários estudos para confirmar este possibilidade.(AU)


Assuntos
Animais , Cavalos/parasitologia , Toxoplasma/imunologia , Toxoplasma/patogenicidade , Fatores de Risco
13.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 56(3): e158367, out. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1046873

Resumo

This study evaluated the presence of Neospora caninum and Toxoplasma gondii antibodies in 320 domestic dogs living in urban and rural areas of the municipality of Poconé, located in the Pantanal wetlands of the state of Mato Grosso, Brazil. Anti- N. caninum (cut-off point 50) and anti- T. gondii (cut-off point 16) antibodies were detected by means of immunofluorescence assays (IFA), using NC-Bahia and RH strains as antigens, respectively. Anti- N. caninum antibodies were detected in 69 (21.56%; 95% CI: 17.27%-26.56%) dogs, 31 (44.93%) of which lived in urban areas and 38 (55.07%) in rural areas, and endpoint titers ranged from 50 to 3200. Anti- T. gondii antibodies were found in 132 (41.25%; 95% CI: 35.84%-46.87%) dogs, 58 (43.94%) from urban areas and 74 (56.06%) from rural areas, and endpoint titers ranged from 16 to 8192. A total of 33 dogs (10.3%) (12 urban and 21 rural animals) reacted to both agents (P <0.05). This study showed a higher prevalence of anti- T. gondii compared to anti- N. caninum antibodies in the dogs living in the Pantanal region, suggesting that both protozoans circulate in the studied region. This information is relevant, in view of its implications for animal and public health.


Este estudo avaliou a presença de anticorpos contra N. caninum e T. gondii em 320 cães domésticos das áreas urbana e rural do município de Poconé, no estado do Mato Grosso, região pantaneira do Pantanal. A Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) foi utilizada para detectar anticorpos anti- N. caninum (ponto de corte igual a 50) e anticorpos anti- T. gondii (ponto de corte igual a 16) utilizando as cepas NC-Bahia e RH como antígenos, respectivamente. Anticorpos anti- N. caninum foram detectados em 69 (21,56%; IC 95%: 17,27%-26,56%) cães, dos quais 31 (44,93%) eram da área urbana e 38 (55,07%) eram da área rural e os títulos variaram entre 50 a 3200. Em relação aos anticorpos contra T. gondii 132 (41,25%; IC 95%: 35,84%-46,87%) cães foram sororeagentes sendo que 58 (43,94%) eram da área urbana e 74 (56,06%) da área rural e os títulos variaram entre 16 a 8192. Um total de 33 (10,31%) (12 cães urbanos e 21 cães rurais) cães reagiram para ambos os agentes testados pela RIFI (P <0,05). Este estudo mostrou uma maior ocorrência de anticorpos contra T. gondii em relação a N. caninum nos cães avaliados, mostrando que na região do Pantanal há circulação desses importantes protozoários. Essa informação é relevante dada sua importância para a saúde animal e pública


Assuntos
Animais , Cães , Estudos Soroepidemiológicos , Cães/imunologia , Cães/microbiologia , Toxoplasma/patogenicidade , Prevalência , Neospora/patogenicidade
14.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 28(2): 221-228, jun. 2019. tab, mapas
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-23506

Resumo

Geese, ducks, mallards, and swans are birds of the order Anseriformes, which are found in the wild, in zoos and parks, and raised for meat consumption. Toxoplasma gondii, Sarcocystis sp., and Neospora caninum are protozoans of several species of animals. Wild and domestic birds can serve as intermediate hosts, disseminators and potential sources of infection of these protozoa to humans through contaminated meat. The aims of this study were: (i) to perform a serological survey of T. gondii, Sarcocystis sp. and N. caninum in geese (Anser sp.) from public parks and from captivity and (ii) to compare seroprevalence between these two locations. Antibodies were detected by Immunofluorescence antibody test using the serum of 149 geese. Antibodies to Sarcocystis sp., T. gondii, and N. caninum were detected in 28.18%, 18% and 0.67% of geese, respectively; 57% of geese from urban parks and 26.53% of geese from captivity were seropositive for at least one protozoa. The results indicate environmental contamination, particularly for the occurrence of antibodies against T. gondii a zoonosis that causes toxoplasmosis and is transmitted through oocyte ingestion. This is the first serological survey of T. gondii, Sarcocystis sp. and N. caninum in geese from urban parks in Curitiba, Brazil.(AU)


Gansos, patos, marrecos e cisnes são aves da ordem Anseriformes, encontrados em vida livre, zoológicos, parques e criados para consumo da carne. Toxoplasma gondii, Sarcocystis sp. e Neospora caninum são protozoários capazes de infectar diversas espécies animais. Aves domésticas e silvestres podem ser hospedeiras intermediárias e servir como disseminadoras e potenciais fontes de infecção para seres humanos por meio da carne. O objetivo do estudo foi 1) realizar a soroprevalência de T. gondii, Sarcocystis sp. e N. caninum em gansos (Anser sp.) provenientes de parques públicos e de um cativeiro e 2) comparar a soroprevalência entre os locais. Foi realizada sorologia de 149 Anser sp. pelo método da reação de imunofluorescência indireta. Anticorpos para Sarcocystis sp., T. gondii e N. caninum foram encontrados em 28,18%, 18%, e 0,67% dos animais, respectivamente; 57% dos gansos dos parques públicos e 26,53% dos animais cativos foram soropositivos para algum dos protozoários. A ocorrência de anticorpos para tais protozoários indica contaminação ambiental, ressaltando a alta prevalência de anticorpos para T. gondii, zoonose transmitida por ingestão dos oocistos. Sugere-se investigação da água e medidas ambientais para reduzir a contaminação dos animais e do ambiente. Este é o primeiro trabalho que avaliou sorologicamente gansos provenientes de parques urbanos de Curitiba, Paraná para T. gondii, Sarcocystis sp. e N. caninum.(AU)


Assuntos
Animais , Gansos/parasitologia , Toxoplasma/patogenicidade , Sarcocystis/patogenicidade , Neospora/patogenicidade , Sorologia , Parques Recreativos
15.
Hig. aliment ; 33(288/289): 2277-2281, abr.-maio 2019.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-2398

Resumo

A toxoplasmose é causada pelo protozoário Toxoplasma gondii, o qual acomete os humanos através da ingestão de carne mal passada ou crua. O presente trabalho descreve o emprego de PCR em linguiças suínas defumadas (salames) para detecção de T. gondii, aliado a utilização do teste de imunofluorescência indireta na avaliação sorológica de suínos encaminhados para abate. No estudo, avaliaram-se 18 amostras de salames e 50 amostras de soro sanguíneo de suínos. Na PCR todas as amostras de salames se apresentaram negativas e no teste de imunofluorescência indireta 8% dos animais foram positivos para T. gondii. Embora PCR-negativas, as linguiças produzidas originaram-se de matéria-prima suína proveniente de estabelecimento de abate, cujo presente estudo identificou soroprevalência de 8% para o protozoário. Dessa forma, o consumo de carne mal passada ou crua e de produtos a base de carne crua, como os salames, devem ser evitados, principalmente, em grupos de risco como crianças e idosos.(AU)


Assuntos
Animais , Suínos/parasitologia , Suínos/sangue , Toxoplasma/parasitologia , Toxoplasma/patogenicidade , Produtos da Carne/microbiologia , Produtos da Carne/parasitologia , Alimentos Crus/parasitologia , Toxoplasmose/etiologia , Testes Sorológicos/veterinária
16.
Hig. aliment ; 33(288/289): 2277-2281, abr.-maio 2019.
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482202

Resumo

A toxoplasmose é causada pelo protozoário Toxoplasma gondii, o qual acomete os humanos através da ingestão de carne mal passada ou crua. O presente trabalho descreve o emprego de PCR em linguiças suínas defumadas (salames) para detecção de T. gondii, aliado a utilização do teste de imunofluorescência indireta na avaliação sorológica de suínos encaminhados para abate. No estudo, avaliaram-se 18 amostras de salames e 50 amostras de soro sanguíneo de suínos. Na PCR todas as amostras de salames se apresentaram negativas e no teste de imunofluorescência indireta 8% dos animais foram positivos para T. gondii. Embora PCR-negativas, as linguiças produzidas originaram-se de matéria-prima suína proveniente de estabelecimento de abate, cujo presente estudo identificou soroprevalência de 8% para o protozoário. Dessa forma, o consumo de carne mal passada ou crua e de produtos a base de carne crua, como os salames, devem ser evitados, principalmente, em grupos de risco como crianças e idosos.


Assuntos
Animais , Alimentos Crus/parasitologia , Produtos da Carne/microbiologia , Produtos da Carne/parasitologia , Suínos/parasitologia , Suínos/sangue , Toxoplasma/parasitologia , Toxoplasma/patogenicidade , Toxoplasmose/etiologia , Testes Sorológicos/veterinária
17.
Rev. bras. ciênc. vet ; 26(1): 21-25, jan.-mar. 2019. il.
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1391669

Resumo

The aim of this study was to describe the reproductive disorders related to experimental infection by artificial insemination with semen contaminated with Toxoplasma gondii of four goats in the chronic phase of the infection. In the end of the study, the does were submitted to necropsy, and PCR and histopathological evaluations were performed. Among infected does that exhibited embryonic loss, two were in anestrus and two exhibited repeated estrus. One of the latter animals exhibited clinical signs of estrus at seven-day intervals, whereas the other had a 21-day estrous cycle. However, both does were naturally mated on subsequent natural estrous and were not able to get pregnant until the end of the experiment (90 d). Two of the goats exhibited abnormalities in the ultrasound examinations, one of which was an ovarian cyst, while the other was a hydrosalpinx, both of which were confirmed in the post-mortem examination. The main microscopic injuries in this group were neutrophilic infiltration of the lungs, interstitial glomerulonephritis and neutrophilic infiltration of the liver. T. gondii DNA was found in the organs (heart and brain) of three does. In conclusion, does infected with Toxoplasma gondii in semen at the time of artificial insemination display reproductive disorders in the chronic phase of infection that might be associated with toxoplasmosis.


Objetivou-se descrever os distúrbios reprodutivos associados à infecção experimental por Toxoplasma gondii através da inseminação artificial com sêmen contaminado em quatro cabras no estágio crônico da infecção. As características do trato reprodutor foram avaliadas através de ultrassonografia transretal, visando o diagnóstico gestacional ou de desordens reprodutivas, após a infecção experimental. Ao final do experimento, os animais foram necropsiados e avaliações histopatológicas e PCR foram realizados. Dentre os animais infectados que exibiram mortalidade embrionária, duas apresentaram anestro e duas apresentaram repetição de estro, sendo que destas uma apresentou intervalos entre estros reduzido (sete dias) e outra em intervalo regular (21 dias). Todavia, ambas foram submetidas a monta natural durante os estros naturais subsequentese não foi confirmada gestação até o final do experimento (90 dias). Duas cabras exibiram alterações nos exames de ultrassonografia, sendo identificadas um cisto ovariano, e uma hidrossalpinge, ambas confirmadas no exame post-mortem. As principais lesões microscópicas nesse grupo foram infiltração neutrofílica dos pulmões, glomerulonefrite intersticial e infiltração neutrofílica do fígado. O DNA de T. gondii foi encontrado nos órgãos (coração e cérebro) de três cabras. Em conclusão, cabras infectadas comsêmen contendoT. gondii no momento da inseminação artificial apresentam distúrbios reprodutivos na fase crônica da infecção que podem estar associados à toxoplasmose.


Assuntos
Animais , Doenças Parasitárias/complicações , Toxoplasma/patogenicidade , Cabras/anormalidades , Inseminação Artificial/veterinária , Toxoplasmose Animal/complicações , Técnicas de Reprodução Assistida/veterinária , Ciclo Estral/fisiologia , Infertilidade Feminina/veterinária
18.
R. bras. Ci. Vet. ; 26(1): 21-25, jan.-mar. 2019. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-23090

Resumo

Objetivou-se descrever os distúrbios reprodutivos associados à infecção experimental por Toxoplasma gondii através da inseminação artificial com sêmen contaminado em quatro cabras no estágio crônico da infecção. As características do trato reprodutor foram avaliadas através de ultrassonografia transretal, visando o diagnóstico gestacional ou de desordens reprodutivas, após a infecção experimental. Ao final do experimento, os animais foram necropsiados e avaliações histopatológicas e PCR foram realizados. Dentre os animais infectados que exibiram mortalidade embrionária, duas apresentaram anestro e duas apresentaram repetição de estro, sendo que destas uma apresentou intervalos entre estros reduzido (sete dias) e outra em intervalo regular (21 dias). Todavia, ambas foram submetidas a monta natural durante os estros naturais subsequentes e não foi confirmada gestação até o final do experimento (90 dias). Duas cabras exibiram alterações nos exames de ultrassonografia, sendo identificadas um cisto ovariano, e uma hidrossalpinge, ambas confirmadas no exame post-mortem. As principais lesões microscópicas nesse grupo foram infiltração neutrofílica dos pulmões, glomerulonefrite intersticial e infiltração neutrofílica do fígado. O DNA de T. gondii foi encontrado nos órgãos (coração e cérebro) de três cabras. Em conclusão, cabras infectadas com sêmen contendo T. gondii no momento da inseminação artificial apresentam distúrbios reprodutivos na fase crônica da infecção que podem estar associados à toxoplasmose.(AU)


The aim of this study was to describe the reproductive disorders related to experimental infection by artificial insemination with semen contaminated with Toxoplasma gondii of four goats in the chronic phase of the infection. In the end of the study, the does were submitted to necropsy, and PCR and histopathological evaluations were performed. Among infected does that exhibited embryonic loss, two were in anestrus and two exhibited repeated estrus. One of the latter animals exhibited clinical signs of estrus at seven-day intervals, whereas the other had a 21-day estrous cycle. However, both does were naturally mated on subsequent natural estrous and were not able to get pregnant until the end of the experiment (90 d). Two of the goats exhibited abnormalities in the ultrasound examinations, one of which was an ovarian cyst, while the other was a hydrosalpinx, both of which were confirmed in the post-mortem examination. The main microscopic injuries in this group were neutrophilic infiltration of the lungs, interstitial glomerulonephritis and neutrophilic infiltration of the liver. T. gondii DNA was found in the organs (heart and brain) of three does. In conclusion, does infected with Toxoplasma gondii in semen at the time of artificial insemination display reproductive disorders in the chronic phase of infection that might be associated with toxoplasmosis.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Cabras/embriologia , Cabras/parasitologia , Toxoplasma/patogenicidade , Toxoplasmose Animal/complicações , Toxoplasmose Animal/embriologia , Toxoplasmose Animal/fisiopatologia , Doenças Parasitárias em Animais/complicações , Doenças Parasitárias em Animais/patologia , Patologia Veterinária , Infertilidade/veterinária
19.
Rev. bras. ciênc. vet ; 26(1): 21-25, jan.-mar. 2019. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1491634

Resumo

Objetivou-se descrever os distúrbios reprodutivos associados à infecção experimental por Toxoplasma gondii através da inseminação artificial com sêmen contaminado em quatro cabras no estágio crônico da infecção. As características do trato reprodutor foram avaliadas através de ultrassonografia transretal, visando o diagnóstico gestacional ou de desordens reprodutivas, após a infecção experimental. Ao final do experimento, os animais foram necropsiados e avaliações histopatológicas e PCR foram realizados. Dentre os animais infectados que exibiram mortalidade embrionária, duas apresentaram anestro e duas apresentaram repetição de estro, sendo que destas uma apresentou intervalos entre estros reduzido (sete dias) e outra em intervalo regular (21 dias). Todavia, ambas foram submetidas a monta natural durante os estros naturais subsequentes e não foi confirmada gestação até o final do experimento (90 dias). Duas cabras exibiram alterações nos exames de ultrassonografia, sendo identificadas um cisto ovariano, e uma hidrossalpinge, ambas confirmadas no exame post-mortem. As principais lesões microscópicas nesse grupo foram infiltração neutrofílica dos pulmões, glomerulonefrite intersticial e infiltração neutrofílica do fígado. O DNA de T. gondii foi encontrado nos órgãos (coração e cérebro) de três cabras. Em conclusão, cabras infectadas com sêmen contendo T. gondii no momento da inseminação artificial apresentam distúrbios reprodutivos na fase crônica da infecção que podem estar associados à toxoplasmose.


The aim of this study was to describe the reproductive disorders related to experimental infection by artificial insemination with semen contaminated with Toxoplasma gondii of four goats in the chronic phase of the infection. In the end of the study, the does were submitted to necropsy, and PCR and histopathological evaluations were performed. Among infected does that exhibited embryonic loss, two were in anestrus and two exhibited repeated estrus. One of the latter animals exhibited clinical signs of estrus at seven-day intervals, whereas the other had a 21-day estrous cycle. However, both does were naturally mated on subsequent natural estrous and were not able to get pregnant until the end of the experiment (90 d). Two of the goats exhibited abnormalities in the ultrasound examinations, one of which was an ovarian cyst, while the other was a hydrosalpinx, both of which were confirmed in the post-mortem examination. The main microscopic injuries in this group were neutrophilic infiltration of the lungs, interstitial glomerulonephritis and neutrophilic infiltration of the liver. T. gondii DNA was found in the organs (heart and brain) of three does. In conclusion, does infected with Toxoplasma gondii in semen at the time of artificial insemination display reproductive disorders in the chronic phase of infection that might be associated with toxoplasmosis.


Assuntos
Feminino , Animais , Cabras/embriologia , Cabras/parasitologia , Doenças Parasitárias em Animais/complicações , Doenças Parasitárias em Animais/patologia , Infertilidade/veterinária , Patologia Veterinária , Toxoplasma/patogenicidade , Toxoplasmose Animal/complicações , Toxoplasmose Animal/embriologia , Toxoplasmose Animal/fisiopatologia
20.
Pesqui. vet. bras ; 38(3): 400-406, mar. 2018. tab, mapas
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-19658

Resumo

Este estudo teve como objetivo determinar a soroprevalência da toxoplasmose em equídeos mantidos em diferentes formas de manejo no estado de Pernambuco. Para tanto, um total de 400 amostras de soro sanguíneo de equídeos clinicamente saudáveis foram analisados através do teste de aglutinação modificado (MAT) considerando-se cut-off de 1:25. Dados referentes às características dos animais e dos rebanhos, sistema de criação, presença de outros animais, idade, sexo, raça, aptidão, condição física foram coletados por meio de questionários investigativos. Anticorpos IgG anti-Toxoplasma gondii foram detectados em 12,5% (50/400) dos animais analisados. Dos 12 municípios estudados, houve positividade em 91,67% (11/12) com variação entre 4,4% e 33,3%. Quando avaliados os fatores de risco, apenas o fator mesorregião (p=0,029) apresentou associação com a infecção, particularmente Zona da Mata (OR=3), seguida de Região Metropolitana do Recife (OR=2,2), Agreste (OR=1,7) e Sertão (OR=1). Os resultados revelam a presença do parasito na área estudada, o que pode representar um elo na cadeia de transmissão da toxoplasmose a qual tem repercussão em saúde pública tendo em vista que o Brasil é o oitavo maior exportador de carne equina do mundo.(AU)


This paper reports seroprevalence of toxoplasmosis in horses kept in different forms of breeding system in the state of Pernambuco. For that, 400 blood serum samples from clinically healthy horses were analyzed through the test of modified agglutination (MAT) considering cut-off of 1:25. Data related to the characteristics of the animals and herds, breeding system, presence of other animals, age, gender, breed, aptitude, and physical conditions were collected throughout investigative surveys. IgG anti-Toxoplasma gondii antibodies were detected in 12.5% (50/400) of the analyzed animals. In the 12 studied towns, there was a positivity in 91. 67% (11/12) with a variation between 4% and 33.3%. When the risk factors were evaluated, only the mesoregion factor (p=0.029) had an association with the infection, particularly the Zona da Mata region (OR=3), followed by the Recife Metropolitan Area (OR=2.2), Agreste region (OR=1.7) and Sertão region (OR=1). The results shows the presence of the parasites on the studied area, which may represent a link with the transmission chain of toxoplasmosis which has influence on the public health system, considering that Brazil is the eighth greatest exporter of equine meat in the world.(AU)


Assuntos
Animais , Toxoplasma/patogenicidade , Estudos Soroepidemiológicos , Cavalos/parasitologia , Sorologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA