Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros

Ano de publicação
Tipo de documento
Intervalo de ano de publicação
1.
Pesqui. vet. bras ; 33(5): 597-600, May 2013. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-8846

Resumo

The aim of the present study was to evaluate the efficacy of the d-phenothrin/pyriproxyfen association against Psoroptes ovis, Cheyletiella parasitivorax, and Leporacarus gibbus infestations in naturally co-infested rabbits. Twenty crossbreed (New Zealand White x California) rabbits concurrently infested by the three mite species were randomly divided in two groups. All rabbits presented with hyperemia, erythema and formation of crusts in the ear canals caused by P. ovis. Infestations by both C. parasitivorax and L. gibbus were considered asymptomatic in all animals.Ten animals were treated with a 4.4% d-phenothrin and 0.148% pyriproxyfen spray formulation until have their body surface uniformly sprayed, including external ear canals. The other ten rabbits remained untreated, serving as control group. Observations were done on days +7, +14, +21, +28, and +35 post-treatment. The d-phenothrin/pyriproxyfen association showed 100% efficacy against the three mite species and was responsible for the remission of psoroptic mange lesions on treated animals. No signs of intoxication were observed. The results indicate that d-phenothrin/pyriproxyfen spray formulation in a single application is an effective and clinically safe option for the control of different mite infestations in rabbits.(AU)


O objetivo do presente estudo foi avaliar a eficácia da associação de d-fenotrina e piriproxifen no controle de infestações simultâneas por Psoroptes ovis, Cheyletiella parasitivorax e Leporacarus gibbus em coelhos naturalmente co-infestados. Vinte coelhos mestiços (Nova Zelândia Branco x Califórnia) infestados simultaneamente pelas três espécies de ácaros foram divididos aleatoriamente em dois grupos. Todos os coelhos infestados por apresentavam eritema, hiperemia e formação de crostas nas orelhas, causados por P. ovis. Infestações simultâneas por C. parasitivorax e L. gibbus foram considerados assintomáticas em todos os animais. Dez animais foram tratados com uma formulação spray contendo d-fenotrina a 4,4% e piriproxifen a 0,148%, pulverizando toda a superfície corporal de forma uniforme, incluindo a face interna das orelhas. Os outros 10 coelhos não foram t ratados, sendo mantidos como grupo controle. Os animais foram avaliados nos dias 7, 14, 21, 28 e 35 pós-tratamento. A associação de d-fenotrina e piriproxifen foi 100% eficaz no controle das três espécies de ácaros e foi responsável pela remissão das lesões de sarna psoróptica nos animais tratados. Não foram observados sinais de intoxicação. Os resultados indicam que a formulação spray de d-fenotrina e piriproxifen em uma única aplicação é uma opção clinicamente segura e eficaz no controle de infestações por ácaros em coelhos.(AU)


Assuntos
Animais , Coelhos , Coelhos/parasitologia , Ácaros/imunologia , Organofosfatos/uso terapêutico , Resistência a Inseticidas/imunologia , Escabiose/veterinária , Piridinas/administração & dosagem , Psoroptidae/imunologia , Controle de Ácaros e Carrapatos , Infestações por Ácaros/veterinária
2.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-204356

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi avaliar os perfis metabólico-energético de carrapatos Rhipicephalus microplus expostos ao fluazuron. 6 bovinos foram estabulados e divididos em grupos controle e tratado, contendo 3 animais cada. Uma formulação comercial contendo o princípio-ativo fluazuron foi administrada por via tópica nos animais do grupo tratado. Fêmeas ingurgitadas foram coletadas em dias determinados: antes (dia 0) e após o tratamento dos animais (4, 8 e 15 dias). Após a coleta das fêmeas ingurgitadas, foram analisados os seguintes parâmetros biológicos: peso da fêmea ingurgitada, peso da quenógina, período de postura, peso da postura, índice de produção de ovos, eficiência reprodutiva, percentual de eclosão e índice nutricional. Foi avaliado também o perfil metabólico: na hemolinfa (concentração de glicose, proteínas totais e ácidos orgânicos - oxálico, pirúvico e lático, atividade enzimática de LDH, ALT e AST), no corpo gorduroso (concentração de glicogênio e percentual de variação de lipídios neutros), nos ovos (concentração de glicose, proteínas totais, percentual variação de lipídios neutros e atividade enzimática de ALT e AST), e na cutícula das fêmeas ingurgitadas (percentual de variação de lipídios neutros). Num segundo momento, realizou-se teste de imersão de fêmeas ingurgitadas para posterior avaliação das atividades das enzimas carboxilesterases, monooxigenases (MFO) e glutationa-S-transferase (GST) em ovos e larvas de diferentes cepas: sensível (Porto Alegre, RS) e cepa resistente (Jaguar, RS) ao fluazuron. Avaliou-se também as enzimas de detoxificação no corpo gorduroso de fêmeas ingurgitadas de cepa sensível. Na análise dos resultados, todos os parâmetros apresentaram resultados inferiores, quando comparados ao grupo controle, em função da exposição ao fluazuron, exceto o peso da quenógina. Embora tenha sido observado um aumento na concentração de glicose hemolinfática no 8º dia e glicogênio no corpo gorduroso no 15ºdia, não houve diferença significativa na comparação das médias entre controle e tratado dia-a-dia. A concentração do ácido lático apresentou aumento progressivo significativo no grupo tratado ao longo do tempo em função do tratamento, indicando aumento do metabolismo anaeróbio. Não houve diferença significativa para as variações percentuais de lipídios neutros no corpo gorduroso, cutícula e ovos em nenhum dos dias de avaliação. Embora não tenha sido observada diferença significativa nas atividades das transaminases na hemolinfa, observou-se aumento significativo nos ovos após o tratamento no 8ºdia. A atividade da MFO foi maior, na comparação entre as cepas resistente e sensível, nos ovos, e com relação às larvas; o aumento observado foi nas carboxilesterases da cepa resistente. Nas fêmeas, a MFO apresentou atividade elevada no corpo gorduroso em função da exposição ao fluazuron, principalmente no 4ºdia no grupo tratado. Os aumentos na atividade das transaminases e das enzimas de detoxificação nas fêmeas ingurgitadas e nos ovos foram associados a possíveis danos celulares e à tentativa de metabolização do princípio-ativo testado. Pela primeira vez, foi realizado um estudo acerca dos efeitos metabólicos do fluazuron, enfocando diferentes aspectos bioquímicos, evidenciando que a sua eficácia está relacionada a diversas alterações metabólicas, levando a uma quebra da homeostase do carrapato.


The objective of this research was to evaluate the effect of the arthropod growth regulator fluazuron in the energetic metabolism of Rhipicephalus microplus. 6 stabled cattle divided into control and treated groups containing three animals each. A commercial formulation containing the active compound fluazuron was administered topically in the treated group. The engorged female ticks were collected from some days before (day 0) and after treatment of animals (4, 8, and 15 days). After collecting the engorged females, the following biological parameters were analyzed: weight of the engorged female, weight of the female after oviposition, laying period, laying weight, egg production rate, reproductive efficiency index, percentage of hatching and nutritional index. It was also evaluated the metabolic profile: in the hemolymph (concentration of glucose, total protein and organic acids - oxalic, pyruvic and lactic, enzymatic activity of LDH, ALT and AST); in the fat body (glycogen concentration and percentage of variation of neutral lipids); in eggs (concentration of glucose and total protein content, percentage change of neutral lipids and enzymatic activities of ALT and AST); and in the cuticle of engorged female ticks (percentage change of neutral lipids). Secondly, female immersion test was conducted to assess the activities of carboxylesterases enzymes, monooxygenases (MFO) and glutathione-S-transferase (GST) in sensitive strain of eggs and larvae (Porto Alegre, RS) compared with resistant strain (Jaguar, RS). It also assessed the detoxification enzymes in the fat body of engorged females of sensitive strain. The results showed that all the biological parameters showed lower results when compared to the control group after the exposure to fluazuron, except the weight of the female after oviposition. Although an increase was observed in the concentration of glucose in hemolymph on the 8th day and glycogen in the fat body in 15th day, there was no significant difference in the comparison of means between control and treated day-to-day. The concentration of lactic acid gradually increased in the treated group over time due to treatment, indicating increased anaerobic metabolism. There was no significant difference in the percentage change of neutral lipids in fat body, cuticle and eggs in any of the time intervals. No significant difference was observed in the activity of transaminases in the hemolymph, but it was observed in eggs after the treatment on the 8th day. The activity of MFO was higher in the comparison between the resistant and sensitive strains in eggs, but in larvae, the increase was observed in carboxylesterases in the resistant strain. In females, MFO showed high activity in the fat body as a function of fluazuron exposure, especially on day 4 in the treated group. Increases in transaminase activity and detoxification enzymes in females and eggs were associated with possible cell damage and trying to metabolism of active principle-tested. For the first time, a research about the metabolic effects of fluazuron has been conducted, focusing on different biochemical aspects, demonstrating that its effectiveness is related to a number of metabolic changes, leading to a parasite homeostasis breaking.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA