Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 79
Filtrar
1.
Ciênc. Anim. (Impr.) ; 33(1): 41-47, jan.-mar. 2023. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1434412

Resumo

Parascaris spp. are the most dangerous parasites of foals, and their presence is related to poor growth, weight loss, colics and death after impaction or intestinal perforation.The reduction in the effectiveness of antiparasitics has become a serious threat to animal health and there is little prospect of the emergence of a new anthelmintic for horses. Therefore, the objective was to evaluate the effectiveness of active principles used in the control of ascarids in Creole foals, in a ownership located in the south of Rio Grande do Sul, Brazil. The Gordon and Whitlock technique was used on 12 samples of foal faeces that were collected on the date of administration of the antiparasitic and 14 days afterwards. The evaluation of the effectiveness of the active principles was carried out through the Faecal Egg Count Reduction Test (FECRT). All the anthelmintics used failed against Parascaris spp. and therefore should not be used to control infections caused by these helminths in the population studied. In addition, generalized resistance of ascarids to avermectins was observed. The results also show that other management practices should be implemented on the ownership, in an attempt to reduce infections by these helminths.


Parascaris spp. são os parasitas mais perigosos dos potros e estão relacionados ao baixo crescimento, perda de peso, cólicas e morte após impactação ou perfuração intestinal. A redução da eficácia dos antiparasitários tornou-se uma séria ameaça à saúde animal e há poucas perspectivas de surgimento de um novo anti-helmíntico para equinos. Portanto, objetivou-se avaliar a eficácia dos princípios ativos utilizados no controle de ascarídeos em potros crioulos, em uma propriedade localizada no sul do Rio Grande do Sul, Brasil. Foram utilizados os resultados da técnica de Gordon e Whitlock de 12 amostras de fezes de potros, que foram coletadas na data da administração do antiparasitário e 14 dias após. A avaliação da eficácia dos princípios ativos foi realizada por meio do Teste de Redução de Contagem de Ovos nas Fezes (TRCOF). Todos os anti-helmínticos utilizados falharam contra Parascaris spp. e não devem ser usados para controlar as infecções desses helmintos na população estudada, além disso, há uma resistência generalizada dos ascarídeos contra as avermectinas. Os resultados também mostram que outras práticas de manejo devem ser implementadas na propriedade, na tentativa de reduzir as infecções por esses helmintos.


Assuntos
Animais , Ascaridoidea/efeitos dos fármacos , Ivermectina/administração & dosagem , Piperazina/administração & dosagem , Doenças dos Cavalos/parasitologia , Antiparasitários/administração & dosagem
2.
Vet. zootec ; 29: 1-7, 2022.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1381376

Resumo

A criação de ovinos possui grande importância sócio-econômica e cultural para o estado de Mato Grosso do Sul e vem sendo amplamente explorada, por meio da criação de raças adaptadas ao clima da região e ao mercado consumidor, sendo a produção impulsionada principalmente por meio da necessidade de diversificação das atividades produtivas no meio rural. Apesar do incremento produtivo para o setor, ainda hoje existem entraves à otimização do desempenho global dos rebanhos ovinos, dentre eles está a helmintose e resistência anti-parasitária à alopáticos. Paralelamente a estas, estudos relacionados a utilização de fitoterápicos para o tratamento parasitário estão sendo desenvolvidos e uma planta em especial, Solanum Lycocarpum, desponta para o tratamento anti-helmíntico sendo sua eficiência contra parasitas em animais silvestres e disponibilidade fatores favoráveis. Objetivou-se com a execução deste trabalho realizar a fabricação de extrato aquoso das folhas da planta Solanum Lycocarpum obtido por infusão e testar este frente a eficiência anti-helmíntica por meio da utilização da técnica de inibição da eclodibilidade larvar adaptada às condições de execução. Os resultados obtidos demonstram a viabilidade produtiva do extrato aquoso de folhas da planta Solanum Lycocarpum e a eficiência da utilização deste por meio da técnica de eclodibilidade larvar modificada, possibilitando redução de 83,33% da eclosão dos ovos de parasitas gastrointestinais de um ovino naturalmente infestado de propriedade de Dourados ­ MS.(AU)


Sheep breeding corresponds to a factor of great socio-economic and cultural importance for the state of Mato Grosso do Sul and has been widely exploited, increasing its production chain of sheep breeding breeds adapted to the climate of the region and the consumer market; being the production driven mainly by the need to diversify productive activities in rural areas. Despite the productive increase for the sector, there are still barriers to optimize the overall performance of sheep flocks, among them is helminthosis and antiparasitic resistance to allopaths. Parallel to these, studies related to the use of phytotherapics for parasite treatment are being developed and one plant in particular, Solanum Lycocarpum, stands out for anthelmintic treatment being its efficiency in wild animals and availability favorable factors. The purpose of this work was to manufacture aqueous extracts from the leaves of the Solanum Lycocarpum plant obtained by pressure and to test its anthelmintic efficiency by using the validation of the larval hatchability inhibition technique. The results obtained demonstrate the productive viability of Solanum Lycocarpum aqueous leaf extract and its efficient use by means of the modified larval hatchability technique, enabling an 83.33% reduction in the hatching of eggs from gastrointestinal parasites in a naturally infested sheep owned by Dourados ­ MS.(AU)


La cría de ovinos tiene una gran importancia socio-económica y cultural para el estado de Mato Grosso do Sul y ha sido ampliamente explorada a través de la creación de razas adaptadas al clima de la región y al mercado consumidor, siendo la producción impulsada principalmente por la necesidad de diversificación productiva. actividades en las zonas rurales. A pesar del aumento de la producción para el sector, aún existen obstáculos para optimizar el rendimiento general de los rebaños de ovinos, incluidos los helmintos y la resistencia antiparasitaria a los alopáticos. Paralelamente, se están desarrollando estudios relacionados con el uso de fitoterápicos para el tratamiento parasitario y está emergiendo una planta en particular, Solanum Lycocarpum, para el tratamiento antihelmíntico, su eficacia frente a parásitos en animales silvestres y factores favorables a la disponibilidad. El objetivo de este trabajo fue realizar la fabricación de un extracto acuoso de las hojas de la planta de Solanum Lycocarpum obtenido por infusión y contrastarlo frente a la eficacia antihelmíntica mediante el uso de la técnica de inhibición de la incubabilidad larvaria adaptada a las condiciones de ejecución. Los resultados obtenidos demuestran la viabilidad productiva del extracto acuoso de las hojas de la planta de Solanum Lycocarpum y la eficiencia de su uso mediante la técnica de incubabilidad larvaria modificada, permitiendo una reducción del 83,33% de la eclosión de huevos de parásitos gastrointestinales de una oveja infestada naturalmente. propiedad de Dourados - MS.(AU)


Assuntos
Animais , Solanum lycopersicum , Preparações de Plantas/uso terapêutico , Helmintíase Animal/tratamento farmacológico , Fitoterapia/veterinária , Anti-Helmínticos/uso terapêutico , Ovinos/parasitologia
3.
Rev. bras. parasitol. vet ; 30(3): e010921, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1341184

Resumo

Abstract The effectiveness of four anthelmintic classes on cattle gastrointestinal nematodes in the semi-arid region of Paraiba State, Brazil, was evaluated. Twenty farms were used, testing 40 animals in each one, totaling 800 animals. Cattle were divided into four groups composed with ten animals: I, treated with albendazole sulfoxide 15%; II, treated with ivermectin 1%; III, treated with closantel 25%; IV, treated with levamisole hydrochloride 7.5%. All treatments were administered subcutaneously. For the Fecal Egg Count Reduction Test (FECRT), individual fecal samples were collected on days 0 and 14, and sent for analysis of egg count per gram of feces (EPG) and larval cultures. It was observed that multiresistance was present in 95% (19/20) of the farms. Resistance to ivermectin and albendazole was observed in 95% (19/20), to closantel in 75% (15/20) and to levamisole in 20% (4/20). The most used management system was semi-intensive (75%; 15/20) and the ivermectin was the most reported drug for controlling helminths (65%; 13/20). Haemonchus spp. was the most prevalent helminth genus. It was concluded that the anthelmintic resistance of bovine gastrointestinal nematodes is high in the semi-arid of Paraíba State, Brazil, with multiresistance observed mainly to ivermectin, albendazole and closantel.


Resumo Avaliou-se a eficácia de quatro classes de anti-helmínticos sobre nematódeos gastrintestinais de bovinos na região semiárida da Paraíba, Brasil. Foram utilizadas 20 fazendas, sendo testados 40 animais em cada uma, totalizando 800 animais. Os bovinos foram distribuídos em quatro grupos compostos por dez animais: I, tratado com sulfóxido de albendazol 15%; II, tratado com ivermectina 1%; III, tratado com closantel 25%; IV, tratado com cloridrato de levamisole 7,5%. Para o Teste de Redução da Contagem de Ovos Fecais (TRCOF), amostras fecais individuais foram coletadas nos dias 0 e 14 e enviadas para análises de contagem de ovos por grama de fezes (OPG) e coproculturas. Observou-se que a multirressistência estava presente em 95% (19/20) das fazendas. Foi observada resistência à ivermectina e ao albendazol, em 95% das fazendas (19/20); ao closantel, em 75% (15/20) e, ao levamisole, em 20% (4/20). O sistema de manejo mais utilizado foi o semi-intensivo (75%; 15/20) e a ivermectina foi o fármaco mais relatado para controle de verminose (65%; 13/20). O gênero de helminto mais prevalente foi Haemonchus spp. (76,7%). Conclui-se que é alta a resistência anti-helmíntica por nematódeos gastrintestinais de bovinos no Semiárido da Paraíba, Brasil, com multirressistência observada principalmente à ivermectina, ao albendazol e ao closantel.


Assuntos
Animais , Doenças dos Ovinos/tratamento farmacológico , Haemonchus , Anti-Helmínticos/farmacologia , Nematoides , Contagem de Ovos de Parasitas/veterinária , Ivermectina/uso terapêutico , Brasil , Resistência a Medicamentos , Bovinos , Ovinos , Fezes
4.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 73(3): 598-604, May-June 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1278360

Resumo

The objective of the study was to evaluate the antiparasitic resistance against horse nematodes in the South of Rio Grande do Sul, Brazil. The results concerning the tests of anthelmintic efficacy on horses, stored in the database of the Parasitic Diseases Study Group (GEEP) - Veterinary Faculty, at the Federal University of Pelotas (UFPel), were carried out in the laboratory from 2018 to 2019. Stool samples were received from farms with breeding of adult female and male Criollo horses naturally infected, located in municipalities in the country's southern region. The antiparasitic agents tested were Triclorfon + Fenbendazole, Closantel + Albendazole, Ivermectin + Praziquantel, Fenbendazole, Ivermectin, Doramectin, Mebendazole and Moxidectin. Techniques such as Gordon and Whitlock, Coproculture and Fecal Egg Count Reduction Test were performed. Of all the antiparasitic drugs tested, it was observed that only treatments with Ivermectin 2% showed desired values. The observed results indicate that resistance to macrocyclic lactones is usual in equine parasites in this Brazilian region, despite the results with isolated Ivermectin.(AU)


O objetivo deste estudo é avaliar a resistência antiparasitária contra nematodeos de equinos no sul do Rio Grande do Sul, Brasil. Os resultados referentes aos testes de eficácia anti-helmíntica em cavalos, armazenados no banco de dados do Grupo de Estudos de Doenças Parasitárias (GEEP) - Faculdade de Veterinária, da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), foram realizados em laboratório, no período de 2018 a 2019. Amostras de fezes foram recebidas de fazendas com criação de cavalos Crioulos adultos fêmeas e machos naturalmente infectados, localizadas em municípios da região Sul do país. Os agentes antiparasitários testados foram triclorfon + fenbendazol, closantel + ivermectina + praziquantel, fenbendazol, ivermectina, doramectina, mebendazol e moxidectina. Técnicas como Gordon e Whitlock, coprocultura e teste de redução da contagem de ovos fecais foram realizadas. De todos os antiparasitários testados, observou-se que apenas os tratamentos com ivermectina 2% apresentaram os valores desejados. Os resultados indicam que a resistência às lactonas macrocíclicas é comum em parasitas equinos nessa região brasileira, apesar dos resultados com ivermectina isolada.(AU)


Assuntos
Animais , Resistência a Múltiplos Medicamentos , Macrolídeos/análise , Cavalos/parasitologia , Anti-Helmínticos/análise , Contagem de Ovos de Parasitas/veterinária , Brasil , Testes de Sensibilidade Parasitária/veterinária , Antiparasitários/análise
5.
R. bras. Parasitol. Vet. ; 30(3): e010921, 2021. mapas, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-31135

Resumo

The effectiveness of four anthelmintic classes on cattle gastrointestinal nematodes in the semi-arid region of Paraiba State, Brazil, was evaluated. Twenty farms were used, testing 40 animals in each one, totaling 800 animals. Cattle were divided into four groups composed with ten animals: I, treated with albendazole sulfoxide 15%; II, treated with ivermectin 1%; III, treated with closantel 25%; IV, treated with levamisole hydrochloride 7.5%. All treatments were administered subcutaneously. For the Fecal Egg Count Reduction Test (FECRT), individual fecal samples were collected on days 0 and 14, and sent for analysis of egg count per gram of feces (EPG) and larval cultures. It was observed that multiresistance was present in 95% (19/20) of the farms. Resistance to ivermectin and albendazole was observed in 95% (19/20), to closantel in 75% (15/20) and to levamisole in 20% (4/20). The most used management system was semi-intensive (75%; 15/20) and the ivermectin was the most reported drug for controlling helminths (65%; 13/20). Haemonchus spp. was the most prevalent helminth genus. It was concluded that the anthelmintic resistance of bovine gastrointestinal nematodes is high in the semi-arid of Paraíba State, Brazil, with multiresistance observed mainly to ivermectin, albendazole and closantel.(AU)


Avaliou-se a eficácia de quatro classes de anti-helmínticos sobre nematódeos gastrintestinais de bovinos na região semiárida da Paraíba, Brasil. Foram utilizadas 20 fazendas, sendo testados 40 animais em cada uma, totalizando 800 animais. Os bovinos foram distribuídos em quatro grupos compostos por dez animais: I, tratado com sulfóxido de albendazol 15%; II, tratado com ivermectina 1%; III, tratado com closantel 25%; IV, tratado com cloridrato de levamisole 7,5%. Para o Teste de Redução da Contagem de Ovos Fecais (TRCOF), amostras fecais individuais foram coletadas nos dias 0 e 14 e enviadas para análises de contagem de ovos por grama de fezes (OPG) e coproculturas. Observou-se que a multirressistência estava presente em 95% (19/20) das fazendas. Foi observada resistência à ivermectina e ao albendazol, em 95% das fazendas (19/20); ao closantel, em 75% (15/20) e, ao levamisole, em 20% (4/20). O sistema de manejo mais utilizado foi o semi-intensivo (75%; 15/20) e a ivermectina foi o fármaco mais relatado para controle de verminose (65%; 13/20). O gênero de helminto mais prevalente foi Haemonchus spp. (76,7%). Conclui-se que é alta a resistência anti-helmíntica por nematódeos gastrintestinais de bovinos no Semiárido da Paraíba, Brasil, com multirressistência observada principalmente à ivermectina, ao albendazol e ao closantel.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Bovinos/parasitologia , Trato Gastrointestinal/parasitologia , Nematoides/parasitologia , Anti-Helmínticos
6.
R. bras. Saúde Prod. Anim. ; 21: e2121152020, out. 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29439

Resumo

The objective of the study was to evaluate the resistance of Purunã heifers to nematode infection in two different production systems. In this study, 29 heifers were divided into eight pickets, four in an integrated livestock forest system (ILF) and four in a conventional pasture system (CPS). Feces were collected monthly to perform the fecal egg count (FEC), evaluate the degree of infection caused by gastrointestinal nematodes in cattle, and carry out coproculture, to identify the genus of the parasites. In addition, animal body weight was determined to evaluate performance. On the same day as the measurements, forage samples were collected to determine the number of infective larvae per kilogram of dry matter (L3/kg DM) in each picket. There were no statistical differences in FECs between the treatments. Although no significant differences were observed in the recovery of L3/kg DM, the contamination was higher in the ILF compared to CPS in December (344 and 37.7 L3/kg DM, respectively) and January (312 and 0 L3/kg DM, respectively). In March, the CPS (321 L3/kg DM) presented higher contamination than the ILF (80.7 L3/kg DM), but with no statistical difference. The weight of the animals was higher for the CPS compared to the ILF treatment throughout the whole experimental period, with a significant difference in December (343.30 kg and 314.08 kg, respectively). The present study demonstrated numerically that greater numbers of L3 were recovered from pasture of the ILF, which could have resulted in higher contamination and lower performance of the animals.(AU)


O objetivo do estudo foi avaliar a resistência de novilhas Purunã às infecções por nematódeos gastrintestinais em diferentes sistemas de produção. Neste estudo, 29 novilhas foram divididas em oito piquetes, quatro no sistema integrado pecuária-floresta(ILPF) e quatro no sistema convencional de pastagem (SCP). Mensalmente, as fezes eram coletadas para realizar a contagem de ovos por grama de fezes (OPG), com o objetivo de avaliar o grau de infecção causada por nematódeos gastrintestinais em bovinos; e coprocultura, para identificar o gênero dos parasitas. Além disso, o peso corporal dos animais foi determinado para avaliar o desempenho. No mesmo dia das medições, amostras de forragem foram coletadas para determinar o número de larvas infectantes por quilograma de matéria seca (L3 / kg MS) em cada piquete. Não houve diferença estatística no OPG entre os tratamentos. Também não houve diferença significativa na recuperação de L3 / kg de MS, porém a contaminação foi maior na ILPF em comparação com a SCP em dezembro (344 e 37,7 L3/kg MS, respectivamente) e janeiro (312 e 0 L3/kg MS respectivamente), em março, o SCP (321 L3 / kg MS) apresentou maior contaminação que o ILPF (80,7 L3/kg MS). O peso dos animais foi maior para o SCP comparado ao tratamento com ILPF durante todo o período experimental, com diferença significativa em dezembro (343,30 kg e 314,08 kg, respectivamente). O presente estudo mostrou numericamente que o ILPF apresentou maior recuperação de L3 no pasto, o que poderia resultar em maior contaminação dos animais e menor desempenho.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Bovinos/parasitologia , Gastroenteropatias/parasitologia , Helmintíase
7.
Rev. bras. saúde prod. anim ; 21: e2121152020, Feb. 14, 2020. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1493863

Resumo

The objective of the study was to evaluate the resistance of Purunã heifers to nematode infection in two different production systems. In this study, 29 heifers were divided into eight pickets, four in an integrated livestock forest system (ILF) and four in a conventional pasture system (CPS). Feces were collected monthly to perform the fecal egg count (FEC), evaluate the degree of infection caused by gastrointestinal nematodes in cattle, and carry out coproculture, to identify the genus of the parasites. In addition, animal body weight was determined to evaluate performance. On the same day as the measurements, forage samples were collected to determine the number of infective larvae per kilogram of dry matter (L3/kg DM) in each picket. There were no statistical differences in FECs between the treatments. Although no significant differences were observed in the recovery of L3/kg DM, the contamination was higher in the ILF compared to CPS in December (344 and 37.7 L3/kg DM, respectively) and January (312 and 0 L3/kg DM, respectively). In March, the CPS (321 L3/kg DM) presented higher contamination than the ILF (80.7 L3/kg DM), but with no statistical difference. The weight of the animals was higher for the CPS compared to the ILF treatment throughout the whole experimental period, with a significant difference in December (343.30 kg and 314.08 kg, respectively). The present study demonstrated numerically that greater numbers of L3 were recovered from pasture of the ILF, which could have resulted in higher contamination and lower performance of the animals.


O objetivo do estudo foi avaliar a resistência de novilhas Purunã às infecções por nematódeos gastrintestinais em diferentes sistemas de produção. Neste estudo, 29 novilhas foram divididas em oito piquetes, quatro no sistema integrado pecuária-floresta(ILPF) e quatro no sistema convencional de pastagem (SCP). Mensalmente, as fezes eram coletadas para realizar a contagem de ovos por grama de fezes (OPG), com o objetivo de avaliar o grau de infecção causada por nematódeos gastrintestinais em bovinos; e coprocultura, para identificar o gênero dos parasitas. Além disso, o peso corporal dos animais foi determinado para avaliar o desempenho. No mesmo dia das medições, amostras de forragem foram coletadas para determinar o número de larvas infectantes por quilograma de matéria seca (L3 / kg MS) em cada piquete. Não houve diferença estatística no OPG entre os tratamentos. Também não houve diferença significativa na recuperação de L3 / kg de MS, porém a contaminação foi maior na ILPF em comparação com a SCP em dezembro (344 e 37,7 L3/kg MS, respectivamente) e janeiro (312 e 0 L3/kg MS respectivamente), em março, o SCP (321 L3 / kg MS) apresentou maior contaminação que o ILPF (80,7 L3/kg MS). O peso dos animais foi maior para o SCP comparado ao tratamento com ILPF durante todo o período experimental, com diferença significativa em dezembro (343,30 kg e 314,08 kg, respectivamente). O presente estudo mostrou numericamente que o ILPF apresentou maior recuperação de L3 no pasto, o que poderia resultar em maior contaminação dos animais e menor desempenho.


Assuntos
Animais , Bovinos , Bovinos/parasitologia , Gastroenteropatias/parasitologia , Helmintíase
8.
Ci. Rural ; 50(11): e20200383, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-29558

Resumo

This study aimed to determine control measures for gastrointestinal nematodes in goats in the northeastern semiarid after analyzing the dynamics of gastrointestinal helminths during the drought, the evolution of the parasitic load after the first rains and the differences in susceptibility between goats of different categories and ages. Five farms were studied from March 2013 to January 2015. Feces were collected from all goats every month, for fecal egg counts (FECs). No treatment was required on any farm during the dry period. In 2013, with annual rainfall of 265-533 mm, treatments were not necessary during the rainy season. However, in 2014, with rainfall of 604-778 mm, treatments were necessary 60-90 days, after the first rains. On three farms, gastrointestinal nematodes showed multiple anthelmintic resistance. The FECs from lactating goats were significantly higher than from dry and young goats. In conclusion, in the Brazilian semi-arid region (Caatinga biome), it is generally unnecessary to treat grazing goats during the dry season. In the rainy season, the parasite load increases 2-3 months after the first rains. In both, the dry and the rainy season, farmers should monitor their herds by means of FEC or another criterion (anemia or submandibular edema), to determine the need to treat.(AU)


Este trabalho objetivou determinar medidas de controle de nematódeos gastrintestinais de caprinos no semiárido nordestino após análise da dinâmica das infecções helmínticas durante a seca, a evolução da carga parasitária após as primeiras chuvas e as diferenças de susceptibilidade entre caprinos de distintas categorias e idades. Em cinco propriedades, de março de 2013 a janeiro de 2015, foram coletadas, mensalmente, fezes de todos os caprinos para contagem de ovos. Em nenhuma propriedade foi necessário vermifugar durante os períodos de seca. Em 2013, com precipitações de 265-533 mm anuais, não foi necessário vermifugar durante o período de chuva. No entanto, em 2014, com precipitações de 604-778 mm, foi necessário vermifugar 60-90 dias após as primeiras chuvas em três propriedades. Nessas três propriedades foi encontrada multirresistência aos anti-helmínticos. Foi constatado que o OPG das cabras lactantes foi significativamente maior do que o OPG das cabras secas e dos cabritos. Em conclusão, na região semiárida, geralmente, não é necessário o tratamento das cabras pastejando na caatinga durante a estação seca. Na estação chuvosa, a carga parasitária aumenta 2-3 meses após as primeiras chuvas. Tanto na seca quanto nas chuvas, o produtor deve monitorar o rebanho mediante OPG ou por outros critérios (anemia, edema submandibular) para determinar a necessidade de vermifugação.(AU)


Assuntos
Animais , Doenças das Cabras , Infecções por Nematoides/prevenção & controle , Infecções por Nematoides/veterinária , Gastroenteropatias/veterinária , Zona Semiárida , Anti-Helmínticos
9.
R. cient. eletr. Med. Vet. ; (32)jan. 2019. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-19716

Resumo

Infection by endoparasites is among the main factors that affect the performance of sheep raised on pasture. The aim of this was to identify the resistance of helminths to four active ingredients used in the northwest of the state of São Paulo, Brazil. We carried out the Test Reduction in Fecal Egg Count, where it was detected resistance of gastrointestinal nematodes to all groups anthelmintics tested. Therefore, it is recommended to adopt a number of measures for the control of nematode parasites with monitoring via fecal examinations, which can allow minimization of the need to use anthelmintics, avoiding unnecessary costs and prolong the efficacy of the principles assets available.(AU)


A infecção por endoparasitos está entre os principais fatores que afetam o desempenho de ovinos criados em regime de pasto. O objetivo deste foi identificar a resistência dos helmintos a quatro princípios ativos utilizados na região noroeste do estado de São Paulo, Brasil. Realizou-se o Teste de Redução na Contagem de Ovos nas Fezes, onde se detectou resistência dos nematódeos gastrintestinais a todos os grupos anti-helmínticos testados. Portanto, recomenda-se a adoção de um conjunto de medidas para o controle da verminose com o monitoramento através de exames coproparasitológicos, o que pode permitir a minimização da necessidade de utilizar anti-helmínticos, evitando-se gastos desnecessários e prolongando a eficácia dos princípios ativos disponíveis.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/parasitologia , Anti-Helmínticos/administração & dosagem , Resistência a Medicamentos , Haemonchus , Helmintos , Contagem de Ovos de Parasitas/veterinária , Helmintíase/prevenção & controle
10.
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1494331

Resumo

Infection by endoparasites is among the main factors that affect the performance of sheep raised on pasture. The aim of this was to identify the resistance of helminths to four active ingredients used in the northwest of the state of São Paulo, Brazil. We carried out the Test Reduction in Fecal Egg Count, where it was detected resistance of gastrointestinal nematodes to all groups anthelmintics tested. Therefore, it is recommended to adopt a number of measures for the control of nematode parasites with monitoring via fecal examinations, which can allow minimization of the need to use anthelmintics, avoiding unnecessary costs and prolong the efficacy of the principles assets available.


A infecção por endoparasitos está entre os principais fatores que afetam o desempenho de ovinos criados em regime de pasto. O objetivo deste foi identificar a resistência dos helmintos a quatro princípios ativos utilizados na região noroeste do estado de São Paulo, Brasil. Realizou-se o Teste de Redução na Contagem de Ovos nas Fezes, onde se detectou resistência dos nematódeos gastrintestinais a todos os grupos anti-helmínticos testados. Portanto, recomenda-se a adoção de um conjunto de medidas para o controle da verminose com o monitoramento através de exames coproparasitológicos, o que pode permitir a minimização da necessidade de utilizar anti-helmínticos, evitando-se gastos desnecessários e prolongando a eficácia dos princípios ativos disponíveis.


Assuntos
Animais , Anti-Helmínticos/administração & dosagem , Haemonchus , Helmintos , Ovinos/parasitologia , Resistência a Medicamentos , Contagem de Ovos de Parasitas/veterinária , Helmintíase/prevenção & controle
11.
Semina Ci. agr. ; 39(5): 2059-2070, Sept.-Oct. 2018. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-22675

Resumo

The excessive, indiscriminate, and continued use of anthelmintic drugs as control methods favors parasite resistance, and this phenomenon has been reported in Brazil and worldwide. The current status of parasite resistance to anthelmintic drugs in sheep flocks in Rio Grande do Sul was assessed by calculating the EPG count in the stool to estimate the prevalence of resistance to the anthelmintic drugs closantel, levamisole, fenbendazole, monepantel, and moxidectin in seven properties. The animals from each flock were randomly distributed in six groups according to the anthelminthic drug used, as follows: T1, levamisole; T2, fenbendazole; T3, monepantel; T4, moxidectin; T5, closantel; and T6, control. On day zero, fecal samples were collected, and each animal was treated with one anthelminthic drug. Fecal samples were collected again after 14 days to calculate the efficacy of each active principle. Coproculture was performed using a pool of fecal samples from each group on day 0 and 14 to identify the predominant genera and prevalence of helminths. The genera identified in the coprocultures were Haemonchus, Trichostrongylus, Oesophagostomum, and Teladorsagia. All flocks developed resistance to levamisole, fenbendazole, moxidectin, and closantel. Moreover, resistance to monepantel was found in four of the seven farms. These results demonstrate the critical situation of anthelmintic resistance in sheep flocks in Rio Grande do Sul and the need to adopt other integrated control measures in addition to anthelmintic treatment.(AU)


Uso excessivo, indiscriminado e continuado de anti-helmínticos como métodos de controle favorece o desenvolvimento de isolados de parasitos resistentes, fenômeno relatado no Brasil e no mundo. Com o objetivo de verificar a atual situação da resistência anti-helmíntica em rebanhos ovinos no Rio Grande do Sul, foram realizados testes de redução da contagem de OPG nas fezes (TRCOF), a fim de estimar a prevalência de resistência parasitária em sete propriedades utilizando os seguintes anti-helmínticos: closantel, levamisol, fenbendazol, monepantel e moxidectina. Em cada rebanho os animais foram distribuídos aleatoriamente, respeitando a homogeneidade de categorias, em seis grupos, T1 - levamisol, T2 - fenbendazol, T3 - monepantel, T4 - moxidectina, T5 - closantel e T6 - controle. No dia zero foram coletadas amostras de fezes e os animais foram tratados, após 14 dias foi feita nova coleta de fezes para calcular a eficácia de cada princípio ativo. A coprocultura foi realizada através de um pool de fezes de cada grupo no dia 0 e 14 para identificação dos principais gêneros e as suas prevalências. Os gêneros de helmintos identificados nas coproculturas realizadas foram: Haemonchus, Trichostrongylus, Oesophagostomum e Teladorsagia. Em todos os rebanhos foi diagnosticada resistência ao levamisol, febendazol, moxidectina e closantel, e, em quatro das sete propriedades foi encontrada resistência ao monepantel. Alerta-se para a situação crítica da resistência anti-helmíntica nos rebanhos gaúchos e a necessidade de se adotarem outras medidas de controle integrado além do tratamento exclusivo com anti-helmíntico.(AU)


Assuntos
Animais , Tolerância a Medicamentos , Ovinos/parasitologia , Anti-Helmínticos/uso terapêutico , Nematoides
12.
Pesqui. vet. bras ; 38(5)2018.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-743817

Resumo

ABSTRACT: The irrigated rotational grazing system is an alternative for sheep farming in the Brazilian semi-arid region. However, the mean limitation for its implementation is the difficulty to control gastrointestinal nematodes. The objective of this research was to determine management measures for the control of the gastrointestinal nematodes of sheep in irrigated rotational grazing and to perform the economic analysis of the system. The experiment was carried out on a farm in the Municipality of Belém do São Francisco, Pernambuco, from April 2013 to September 2014, in a herd of 646 to 859 crossbred Dorper x Santa Inês sheep, reared in an area of 12 hectares with coast cross (Cynodon dactylon) pastures divided into 24 paddocks. For grazing, the sheep were divided into two groups: one of lactating ewes and their lambs, and the other with non-lactating ewes and ewe hoggets older than two months. Both groups grazed three days in each paddock and each paddock lasted 36 days without being grazed. Antihelminth Fecal Egg Count Reduction Tests were performed at the beginning of the experiment and annually, resulting in the annual change of the drug used. In the second year, for fecal collections and for selective anthelmintic treatment, the ewes and the non-lactating sheep were divided into two subgroups each: fat and thin lactating ewes, and fat and thin non-lactating ewes. Each month, feces of 10% of the sheep of each subgroup were collected for egg counts and larval culture. Treatments were performed when the mean fecal egg counts were greater than 1000/g. Samples of grass were collected every two months to count and identify grass free-living Trichostrongylidae larvae. During the 18 months of study, approximately 3797 individual anthelmintic treatments were performed, equivalent to 6.49 treatments per sheep (3.97 in 2013 and 2.52 in 2014). The most prevalent helminth in coprocultures (50%-85%) and pasture (83.2%) was Haemonchus contortus. The lowest numbers of infective larvae in the pasture (94 to 111 larvae L3/kg DM) occurred on days 35 and 2 to 8 of grazing. The highest numbers occurred between days 17 to 20 (374 to 761 L3/kg DM). The meat production of the farm was 1023 kg per hectare and the profitability was 3.31%. It is concluded that grazing the paddocks for 3 days, with a rest of 36 days and using selective treatments, allows the control of gastrointestinal nematodes in irrigated rotational grazing systems. However, annual resistance tests are necessary to mitigate resistance of parasites to anti-helminths.


RESUMO: O sistema de pastejo rotacionado irrigado é uma alternativa para a ovinocultura do semiárido. No entanto, a maior limitante para sua implementação são as dificuldades para controlar as parasitoses gastrintestinais. Neste trabalho objetivou-se determinar medidas de manejo para o controle das helmintoses gastrintestinais de ovinos em pastejo rotacionado irrigado e fazer a análise econômica do sistema. O experimento foi realizado em uma fazenda no Munícipio de Belém do São Francisco, Pernambuco, no período de abril de 2013 a setembro de 2014, em um rebanho de 646 a 859 ovinos mestiços da raça Dopper com Santa Inês, criados em uma área de 12 ha de pastagem de capim coast cross (Cynodon dactylon) dividida em 24 piquetes. Para o pastejo os ovinos foram divididos em dois grupos, um de ovelhas paridas e outro de ovelhas secas e borregas de mais de dois meses, que pastejavam três dias em cada piquete. Os piquetes tinham 36 dias de descanso. Foi feito teste de resistência aos anti-helmínticos no início de experimento e anualmente, que resultou na mudança anual do produto utilizado. No segundo ano, para as coletas de fezes e para o tratamento anti-helmíntico seletivo, as ovelhas paridas e as ovelhas secas foram divididas em dois subgrupos cada: paridas gordas, paridas magras, secas magras e secas gordas. Todos os meses coletavam-se fezes de 10% dos ovinos de cada subgrupo para fazer OPG e coprocultura. Cada grupo era tratado quando apresentavam média de mais de que 1000 OPG. Coletaram-se amostras de capim a cada dois meses para fazer a contagem e identificação de larvas do pasto. Durante os 18 meses de estudo foram tratados individualmente aproximadamente 3797 ovinos, equivalente a 6,49 tratamentos por ovino (3,97 em 2013 e 2,52 em 2014). O helminto mais prevalente nas coproculturas (50-85%) e no pasto (83,2%) foi Haemonchus contortus. Os menores números de larvas infectantes no pasto (94 a 111 larvas L3/ kg MS) ocorreram nos dias 35 e 2 a 8 de pastejo e os maiores números entre os dias 17 a 20 (374 a 761 L3/kg MS). A produção de carne da fazenda foi 1023 kg por hectare e a rentabilidade de 3,31%. Conclui-se que o pastoreio dos potreiros por três dias, com um descanso de 36 dias, com a utilização de tratamento seletivo, permite controlar as helmintoses gastrintestinais em sistemas de pastoreio rotacional irrigado. No entanto, é necessário realizar testes de resistência dos parasitas aos anti-helmínticos anualmente para contornar esse problema.

13.
Pesqui. vet. bras ; 38(5): 913-919, May 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-955408

Resumo

O sistema de pastejo rotacionado irrigado é uma alternativa para a ovinocultura do semiárido. No entanto, a maior limitante para sua implementação são as dificuldades para controlar as parasitoses gastrintestinais. Neste trabalho objetivou-se determinar medidas de manejo para o controle das helmintoses gastrintestinais de ovinos em pastejo rotacionado irrigado e fazer a análise econômica do sistema. O experimento foi realizado em uma fazenda no Munícipio de Belém do São Francisco, Pernambuco, no período de abril de 2013 a setembro de 2014, em um rebanho de 646 a 859 ovinos mestiços da raça Dopper com Santa Inês, criados em uma área de 12 ha de pastagem de capim coast cross (Cynodon dactylon) dividida em 24 piquetes. Para o pastejo os ovinos foram divididos em dois grupos, um de ovelhas paridas e outro de ovelhas secas e borregas de mais de dois meses, que pastejavam três dias em cada piquete. Os piquetes tinham 36 dias de descanso. Foi feito teste de resistência aos anti-helmínticos no início de experimento e anualmente, que resultou na mudança anual do produto utilizado. No segundo ano, para as coletas de fezes e para o tratamento anti-helmíntico seletivo, as ovelhas paridas e as ovelhas secas foram divididas em dois subgrupos cada: paridas gordas, paridas magras, secas magras e secas gordas. Todos os meses coletavam-se fezes de 10% dos ovinos de cada subgrupo para fazer OPG e coprocultura. Cada grupo era tratado quando apresentavam média de mais de que 1000 OPG. Coletaram-se amostras de capim a cada dois meses para fazer a contagem e identificação de larvas do pasto. Durante os 18 meses de estudo foram tratados individualmente aproximadamente 3797 ovinos, equivalente a 6,49 tratamentos por ovino (3,97 em 2013 e 2,52 em 2014). O helminto mais prevalente nas coproculturas (50-85%) e no pasto (83,2%) foi Haemonchus contortus. Os menores números de larvas infectantes no pasto (94 a 111 larvas L3/ kg MS) ocorreram nos dias 35 e 2 a 8 de pastejo e os maiores números entre os dias 17 a 20 (374 a 761 L3/kg MS). A produção de carne da fazenda foi 1023 kg por hectare e a rentabilidade de 3,31%. Conclui-se que o pastoreio dos potreiros por três dias, com um descanso de 36 dias, com a utilização de tratamento seletivo, permite controlar as helmintoses gastrintestinais em sistemas de pastoreio rotacional irrigado. No entanto, é necessário realizar testes de resistência dos parasitas aos anti-helmínticos anualmente para contornar esse problema.(AU)


The irrigated rotational grazing system is an alternative for sheep farming in the Brazilian semi-arid region. However, the mean limitation for its implementation is the difficulty to control gastrointestinal nematodes. The objective of this research was to determine management measures for the control of the gastrointestinal nematodes of sheep in irrigated rotational grazing and to perform the economic analysis of the system. The experiment was carried out on a farm in the Municipality of Belém do São Francisco, Pernambuco, from April 2013 to September 2014, in a herd of 646 to 859 crossbred Dorper x Santa Inês sheep, reared in an area of 12 hectares with coast cross (Cynodon dactylon) pastures divided into 24 paddocks. For grazing, the sheep were divided into two groups: one of lactating ewes and their lambs, and the other with non-lactating ewes and ewe hoggets older than two months. Both groups grazed three days in each paddock and each paddock lasted 36 days without being grazed. Antihelminth Fecal Egg Count Reduction Tests were performed at the beginning of the experiment and annually, resulting in the annual change of the drug used. In the second year, for fecal collections and for selective anthelmintic treatment, the ewes and the non-lactating sheep were divided into two subgroups each: fat and thin lactating ewes, and fat and thin non-lactating ewes. Each month, feces of 10% of the sheep of each subgroup were collected for egg counts and larval culture. Treatments were performed when the mean fecal egg counts were greater than 1000/g. Samples of grass were collected every two months to count and identify grass free-living Trichostrongylidae larvae. During the 18 months of study, approximately 3797 individual anthelmintic treatments were performed, equivalent to 6.49 treatments per sheep (3.97 in 2013 and 2.52 in 2014). The most prevalent helminth in coprocultures (50%-85%) and pasture (83.2%) was Haemonchus contortus. The lowest numbers of infective larvae in the pasture (94 to 111 larvae L3/kg DM) occurred on days 35 and 2 to 8 of grazing. The highest numbers occurred between days 17 to 20 (374 to 761 L3/kg DM). The meat production of the farm was 1023 kg per hectare and the profitability was 3.31%. It is concluded that grazing the paddocks for 3 days, with a rest of 36 days and using selective treatments, allows the control of gastrointestinal nematodes in irrigated rotational grazing systems. However, annual resistance tests are necessary to mitigate resistance of parasites to anti-helminths.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/parasitologia , Pastagens/análise , Controle de Pragas
14.
Semina Ci. agr. ; 39(2): 657-666, mar.-abr. 2018. graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-18782

Resumo

Gastrointestinal nematodes are considered one of the most important sanitary problems affectingruminants globally; whether parasitizing alone or acting with other pathogens, they are responsiblefor severe economic losses related to animal husbandry. Endoparasites in small ruminants areusually controlled with anti-helminthic drugs. However, certain strains of endoparasites are resistantto such drugs. Supplementation of the diet with protein-rich foods is one strategy for reducing thenegative impact of gastrointestinal parasites. Cratylia argentea has anthelmintic properties and othercharacteristics that favor its use as an animal feed supplement. In the present study, we subdividedcrossbred lambs into homogeneous groups and fed them C. argentea (G1), C. argentea plus Brachiariaspp. (G2), or Brachiaria spp. (G3) only. The animals in group G1 had a lower average number of eggsper gram of feces (EPG) at Day 42 (p < 0.05), and the average count was ten times lower than that inthe control at the last evaluated time-point (Day 56). The animals exhibited linear weight gain, andthose in group G1 gained the most weight. The combined use of drugs and plants containing bioactivecompounds can minimize the evolution of multidrug resistance, prolonging the efficacy of the drugs.The FAMACHA® score showed little variation during the experiment (p > 0.05), indicating the absenceof anemia and normal globular volume. This reinforces the importance of the measurement of EPG; thisis a quantitative method and does not depend on the subjective interpretation of the results.(AU)


Os nematódeos gastrointestinais são considerados um dos problemas sanitários mais importantes dosruminantes no mundo, seja em infecções isoladas ou atuando com outros patógenos, são responsáveis porseveras perdas econômicas relacionadas à produção animal. O controle dos endoparasitas em pequenosruminantes normalmente é feito por meio de drogas anti-helmínticas. No entanto, determinadas cepasde endoparasitos são resistentes a esses fármacos. A suplementação da dieta com alimentos ricos emproteína é uma estratégia para reduzir o impacto negativo das parasitoses gastrointestinais. Cratylia argentea tem efeito anti-helmíntico, além de outras características que favorecem seu uso comosuplemento para alimentação animal. No presente estudo, borregas cruzadas foram subdivididas emgrupos homogêneos e alimentadas com C. argentea (G1), C. argentea mais Brachiaria spp. (G2) ouapenas Brachiaria spp. (G3). Os animais do grupo G1 apresentaram menor valor médio de ovos porgrama de fezes (OPG) aos 42 dias (p<0,05) e sua contagem média foi dez vezes mais baixa que a docontrole no último período de tempo avaliado (56 dias). Os animais apresentaram aumento linear doganho de peso e aqueles do grupo G1 apresentaram o maior ganho. O escore FAMACHA® mostroupouca variação durante o experimento (p>0,05), indicando ausência de anemia e volume globularnormal. Isso reforça a importância da avaliação por OPG, que é um método quantitativo e não dependede interpretação subjetiva de resultados.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/parasitologia , Ração Animal , Suplementos Nutricionais , Infecções por Nematoides/dietoterapia , Dietoterapia/veterinária , Helmintíase Animal/dietoterapia
15.
R. cient. eletr. Med. Vet. ; 28: 1-10, jan. 2017. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-690810

Resumo

Objetivou-se avaliar a eficácia anti-helmíntica de ivermectina e albendazol em ovinos naturalmente infectados do município de Palmas/TO. Foram utilizados 24 animais, divididos em três grupos: não tratado (controle), tratado com ivermectina 1% e tratado com albendazol 1,9%. Realizou-se avaliação pré-tratamento (controle) e pós-tratamento (7º, 14º e 21º dia) e, após contagem de ovos por grama de fezes, foi calculado o percentual de redução (RCOF). Observou-se que ovinos tratados com albendazol apresentaram redução significativa de RCOF (81,92%) a partir do 7º dia pós-tratamento, chegando a 100% de redução com 21 dias. Já no grupo tratado com ivermectina, o controle começa a ser efetivo somente com 14 dias (49,81%), porém também com redução de 100% no 21º dia. Conclui-se, portanto, que ambos os fármacos testados são eficazes para controle de helmintos na propriedade estudada, não sugerindo ocorrência de resistência parasitária neste município. (AU)


The objective was to evaluate the anthelmintic effectiveness of ivermectin and albendazole in naturally infected sheep in Palmas/TO. 24 animals were divided into three groups: untreated (control), treated with 1% ivermectin and treated with 1,9% albendazole. It was made an evaluation pretreatment (control) and post-treatment (7, 14 and 21 days) and after of the count of eggs per gram of feces, was calculated the percentage of reduction (RCOF). It was observed that sheep treated with albendazole showed a significant RCOF (81.92%) from the 7th day after treatment, reaching 100% of control at 21 days. Already, in the group treated with ivermectin, the control begins to be effective 14 days (49.81%), but also occurred a reduction of 100% in 21 days. We conclude, therefore, that both drugs tested are effective for the helminth control in the studied property, does not suggest the occurrence of parasitic resistance. (AU)


Assuntos
Animais , Ivermectina , Nematoides , Ovinos , Albendazol , Gado , Gastroenteropatias , Doenças Parasitárias
16.
Rev. cient. eletrônica med. vet ; 28: 1-10, jan. 2017. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1494236

Resumo

Objetivou-se avaliar a eficácia anti-helmíntica de ivermectina e albendazol em ovinos naturalmente infectados do município de Palmas/TO. Foram utilizados 24 animais, divididos em três grupos: não tratado (controle), tratado com ivermectina 1% e tratado com albendazol 1,9%. Realizou-se avaliação pré-tratamento (controle) e pós-tratamento (7º, 14º e 21º dia) e, após contagem de ovos por grama de fezes, foi calculado o percentual de redução (RCOF). Observou-se que ovinos tratados com albendazol apresentaram redução significativa de RCOF (81,92%) a partir do 7º dia pós-tratamento, chegando a 100% de redução com 21 dias. Já no grupo tratado com ivermectina, o controle começa a ser efetivo somente com 14 dias (49,81%), porém também com redução de 100% no 21º dia. Conclui-se, portanto, que ambos os fármacos testados são eficazes para controle de helmintos na propriedade estudada, não sugerindo ocorrência de resistência parasitária neste município.


The objective was to evaluate the anthelmintic effectiveness of ivermectin and albendazole in naturally infected sheep in Palmas/TO. 24 animals were divided into three groups: untreated (control), treated with 1% ivermectin and treated with 1,9% albendazole. It was made an evaluation pretreatment (control) and post-treatment (7, 14 and 21 days) and after of the count of eggs per gram of feces, was calculated the percentage of reduction (RCOF). It was observed that sheep treated with albendazole showed a significant RCOF (81.92%) from the 7th day after treatment, reaching 100% of control at 21 days. Already, in the group treated with ivermectin, the control begins to be effective 14 days (49.81%), but also occurred a reduction of 100% in 21 days. We conclude, therefore, that both drugs tested are effective for the helminth control in the studied property, does not suggest the occurrence of parasitic resistance.


Assuntos
Animais , Albendazol , Ivermectina , Nematoides , Ovinos , Doenças Parasitárias , Gado , Gastroenteropatias
17.
Bol. ind. anim. (Impr.) ; 74(3): 246-254, set. 2017.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1466902

Resumo

The identification of sheep resistant to nematodes is a trend within production systems; however, one must consider productivity since it is not worthwhile to select animals resistant to parasitic action if they do not achieve the production parameters that the market demands. Therefore, the objective of this study was to quantify production traits and to associate them with phenotypic resistance to gastrointestinal nematodes. The experiment was conducted in the municipality of Herval, RS, from January to August 2014. Thirty Corriedale lambs were used, which were monitored monthly from weaning (5 months) to 12 months of age, and production traits were evaluated. At the end of the evaluations, the animals were divided into three groups: early resistance (ER), late resistance (LR) and non-resistant (NR). No significant difference was observed in any of the production traits. The results suggest that the selection of animals with traces of resistance to gastrointestinal nematodes does not compromise the average productivity of the herd, since none of the body measures indicated unproductivity and 70% of the lambs had the trait that is of most financial importance for the wool. Thus, animals with different phenotypes of resistance to gastrointestinal nematodes are equally productive.


A busca por ovinos resistentes à ação dos nematoides é uma tendência dentro dos sistemas produtivos, porém deve-se levar em consideração a produtividade, pois de nada vale a seleção de animais resistentes à ação parasitária, se não atingirem os parâmetros produtivos que o mercado exige. Assim, o trabalho foi desenvolvido com o objetivo de quantificar as características produtivas, relacionando-as à resistência fenotípica a nematoides gastrointestinais. O experimento foi conduzido no município de Herval, RS, de janeiro a agosto do ano de 2014. Foram utilizadas 30 borregas da raça Corriedale, monitoradas mensalmente do desmame (cinco meses) até aos 12 meses de idade, e realizadas as avaliações produtivas. Após término das avaliações foram formados três grupos, a saber: com resistência precoce (RP), com resistência tardia (RT) e não resistentes (RN). Não foi encontrada diferença significativa para nenhuma das características produtivas. Assim, pode-se sugerir que a seleção de animais com traços de resistência não causaria prejuízo à produtividade média do rebanho, pois as medidas corporais não apontaram nenhum índice que ateste improdutividade, e 70% das borregas apresentaram a característica que ostenta maior importância monetária à lã. Neste sentido, animais de diferentes fenótipos para resistência a nematoides gastrointestinais são igualmente produtivos.


Assuntos
Animais , Infecções por Nematoides/imunologia , Ovinos/parasitologia , Trato Gastrointestinal/parasitologia , Doenças Parasitárias
18.
B. Indústr. Anim. ; 74(3): 246-254, set. 2017.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-23797

Resumo

The identification of sheep resistant to nematodes is a trend within production systems; however, one must consider productivity since it is not worthwhile to select animals resistant to parasitic action if they do not achieve the production parameters that the market demands. Therefore, the objective of this study was to quantify production traits and to associate them with phenotypic resistance to gastrointestinal nematodes. The experiment was conducted in the municipality of Herval, RS, from January to August 2014. Thirty Corriedale lambs were used, which were monitored monthly from weaning (5 months) to 12 months of age, and production traits were evaluated. At the end of the evaluations, the animals were divided into three groups: early resistance (ER), late resistance (LR) and non-resistant (NR). No significant difference was observed in any of the production traits. The results suggest that the selection of animals with traces of resistance to gastrointestinal nematodes does not compromise the average productivity of the herd, since none of the body measures indicated unproductivity and 70% of the lambs had the trait that is of most financial importance for the wool. Thus, animals with different phenotypes of resistance to gastrointestinal nematodes are equally productive.(AU)


A busca por ovinos resistentes à ação dos nematoides é uma tendência dentro dos sistemas produtivos, porém deve-se levar em consideração a produtividade, pois de nada vale a seleção de animais resistentes à ação parasitária, se não atingirem os parâmetros produtivos que o mercado exige. Assim, o trabalho foi desenvolvido com o objetivo de quantificar as características produtivas, relacionando-as à resistência fenotípica a nematoides gastrointestinais. O experimento foi conduzido no município de Herval, RS, de janeiro a agosto do ano de 2014. Foram utilizadas 30 borregas da raça Corriedale, monitoradas mensalmente do desmame (cinco meses) até aos 12 meses de idade, e realizadas as avaliações produtivas. Após término das avaliações foram formados três grupos, a saber: com resistência precoce (RP), com resistência tardia (RT) e não resistentes (RN). Não foi encontrada diferença significativa para nenhuma das características produtivas. Assim, pode-se sugerir que a seleção de animais com traços de resistência não causaria prejuízo à produtividade média do rebanho, pois as medidas corporais não apontaram nenhum índice que ateste improdutividade, e 70% das borregas apresentaram a característica que ostenta maior importância monetária à lã. Neste sentido, animais de diferentes fenótipos para resistência a nematoides gastrointestinais são igualmente produtivos.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/parasitologia , Infecções por Nematoides/imunologia , Trato Gastrointestinal/parasitologia , Doenças Parasitárias
19.
R. cient. eletr. Med. Vet. ; 27: 1-15, jul. 2016.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-690837

Resumo

Com o crescimento da ovinocaprinocultura elevou-se as pesquisas para erradicação de suas parasitoses gastrointestinais, que inviabilizam a produção econômica. O controle químico está perdendo eficácia devido ao surgimento de resistência. Este trabalho objetiva discutir a resistência dos nematoides gastrintestinais de pequenos ruminantes aos anti-helmínticos. No nordeste brasileiro, os helmintos gastrointestinais apresentam resistência aos benzimidazóis, imidazotiazois, lactonas macrocíclicas, levamisol e closantel. Para detecção desta resistência, podem ser realizados testes in vivo e in vitro. Além de Testes moleculares. O controle se dá pelo tratamento dos indivíduos mais infectados do rebanho em períodos de risco. (AU)


With the growth of sheep and goat farming amounted research to eradicate their gastrointestinal parasites, that prevent economic production. Chemical control is losing efficacy due to the emergence of resistance. This work discusses the resistance of gastrointestinal nematodes of small ruminants to anthelmintics. In northeastern Brazil, gastrointestinal helminths have resistance to benzimidazole, imidazotiazois, macrocyclic lactones, levamisole and closantel. For detection of this resistance in vivo and in vitro tests can be performed. In addition to molecular tests. The control is through treatment of the infected individuals in the herd at risk periods. (AU)


Assuntos
Animais , Haemonchus , Resistência a Medicamentos , Ruminantes/parasitologia , Ovinos/parasitologia , Helmintos , Gastroenteropatias , Benzimidazóis , Anti-Helmínticos , Levamisol
20.
Rev. cient. eletrônica med. vet ; 27: 1-15, jul. 2016.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1494234

Resumo

Com o crescimento da ovinocaprinocultura elevou-se as pesquisas para erradicação de suas parasitoses gastrointestinais, que inviabilizam a produção econômica. O controle químico está perdendo eficácia devido ao surgimento de resistência. Este trabalho objetiva discutir a resistência dos nematoides gastrintestinais de pequenos ruminantes aos anti-helmínticos. No nordeste brasileiro, os helmintos gastrointestinais apresentam resistência aos benzimidazóis, imidazotiazois, lactonas macrocíclicas, levamisol e closantel. Para detecção desta resistência, podem ser realizados testes in vivo e in vitro. Além de Testes moleculares. O controle se dá pelo tratamento dos indivíduos mais infectados do rebanho em períodos de risco.


With the growth of sheep and goat farming amounted research to eradicate their gastrointestinal parasites, that prevent economic production. Chemical control is losing efficacy due to the emergence of resistance. This work discusses the resistance of gastrointestinal nematodes of small ruminants to anthelmintics. In northeastern Brazil, gastrointestinal helminths have resistance to benzimidazole, imidazotiazois, macrocyclic lactones, levamisole and closantel. For detection of this resistance in vivo and in vitro tests can be performed. In addition to molecular tests. The control is through treatment of the infected individuals in the herd at risk periods.


Assuntos
Animais , Haemonchus , Ovinos/parasitologia , Resistência a Medicamentos , Ruminantes/parasitologia , Anti-Helmínticos , Benzimidazóis , Gastroenteropatias , Helmintos , Levamisol
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA