Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Causes of death and euthanasia in domestic cats in the Santa Catarina plateau (1995-2015) / Causas de morte e eutanásia em felinos domésticos no Planalto de Santa Catarina (1995-2015)

Withoeft, Jéssica A; Cristo, Thierry G; Biezus, Giovana; Costa, Leonardo S; Pont, Tainah P. Dal; Freitas, Amanda C; Traverso, Sandra D; Casagrande, Renata A.
Pesqui. vet. bras; 39(3): 192-200, Mar. 2019. tab, ilus
Artigo em Inglês | | ID: biblio-1002795

Resumo

Knowledge about the causes of death in felines constitutes important information to owners, veterinarians, and researchers, aiming at reducing the number of deaths in this species. In order to determine the main causes of death or euthanasia in cats in the Santa Catarina plateau, data from 1995 to 2015 available in necropsy files of the Laboratory of Animal Pathology (LAPA) of the State University of Santa Catarina (UDESC) were collected and evaluated. In that period, 1,728 cats were necropsied, mainly males (46.12%) and adults (50.11%). The mean ages at death for kittens, adults, and elderly were 5.07 months, 3.9 years, and 13.9 years, respectively. Of the 1,728 necropsy reports assessed, the cause of death was identified in 1,184 (68.52%) cases. The main cause of death was associated with infectious diseases (15.8%), with prevalence of feline infectious peritonitis (29.76%), followed by neoplasms (11.98%) with lymphoma (44.93%) and leukemia (16.91%) as the most common, and traumas (11.81%) mainly caused by motor vehicle accidents. These results show the need for owner awareness, as well as establishment of prophylaxis and vaccination programs, aimed at reducing the number of deaths and thus increasing life expectancy in the feline population.(AU)
O conhecimento a respeito da causa mortis em felinos é importante para que se construa um informativo para proprietários, médicos veterinários e pesquisadores, objetivando a redução no número de mortes na espécie. Com o intuito de determinar as principais causas de morte ou eutanásia em felinos domésticos no planalto catarinense foram avaliados os arquivos de registro das necropsias do período de 1995 a 2015 do Laboratório de Patologia Animal da Universidade do Estado de Santa Catarina. No período, foram necropsiados 1.728 felinos, principalmente machos (46,12%), adultos (50,11%). A idade média para filhotes foi de 5,07 meses, enquanto para adultos foi 3,9 anos e para idosos 13,9 anos. Das 1.728 necropsias de felinos, a enfermidade que levou o animal a morte foi determinada em 1.184 (68,52%). As doenças infecciosas foram a principal causa de morte (15,8%), dentre as quais a peritonite infecciosa felina (29,76%) foi a mais frequente; seguida das neoplasias (11,98%), sendo o linfoma (44,93%) e a leucemia (16,91%), as mais comuns; e dos traumatismos (11,81%), principalmente atropelamentos por veículos automotivos. Estes resultados refletem a necessidade da conscientização dos proprietários, bem como da instituição de programas de profilaxia e vacinação, visando a redução de mortes e o aumento na expectativa de vida para a população felina.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1