Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Effects of inspired oxygen fractions in rabbits anesthetized with isoflurane or sevoflurane, maintained on spontaneous ventilation / Efeitos de frações inspiradas de oxigênio em coelhos anestesiados com isoflurano ou sevofluorano, mantidos em ventilação espontânea

Horr, M; Nunes, N; Biteli, E. G. F; Lopes, P. C. F; Gering, A. P; Moro, J. V; Rocha, F. D. L.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 71(3): 944-952, May-June 2019. tab
Artigo em Inglês | | ID: biblio-1011295

Resumo

It is important to identify the best inspired fraction of oxygen in a variety of situations, including sevoflurane or isoflurane anesthesia, in spontaneously breathing rabbits. For this, 64 rabbits were assigned to eight groups: GI100 (FiO2= 1,0 + isoflurane), GS100 (FiO2= 1,0 + sevoflurane), GI80 (FiO2= 0,8 + isoflurane), GS80 (FiO2= 0,8 + sevoflurane), GI60 (FiO2= 0,6 + isoflurane), GS60 (FiO2= 0,6 + sevoflurane), GI21 (FiO2= 0,21 + isoflurane), GS21 (FiO2= 0,21 + sevoflurane). The induction was performed with (2.5MAC) of the anesthetic. The vaporizer was setted at 1.5 MAC and FiO2 as attributed for each group. After the induction, the concentration was changed to 1 MAC. Measurements of parameters were performed 30 minutes after induction (T0), and then at 15 minute intervals (from T15 to T60). The arterial partial pressures of oxygen (PaO2), alveolar oxygen partial pressure (PAO2) and alveolar-arterial oxygen gradient [P(A-a)O2] were higher with the use of high FiO2. The GI80 showed higher levels of PaO2 FiO2 ratio and respiratory index (RI). In conclusion, the FiO2 of 0.21 is not indicated, because it causes hypoxemia. The isoflurane determines better ventilation when compared to sevoflurane, but isoflurane associated with 80% of oxygen promotes intrapulmonary shunt increase.(AU)
Tornou-se importante identificar a melhor fração inspirada de oxigênio em variadas situações, incluindo anestesia pelo sevoflurano ou isoflurano, em coelhos respirando espontaneamente. Para isso, 64 coelhos foram distribuídos em oito grupos: GI100 (FiO 2 = 1,0 + isoflurano), GS100 (FiO 2 = 1,0 + sevoflurano), GI80 (FiO 2 = 0,8 + isoflurano), GS80 (FiO 2 = 0,8 + sevoflurano), GI60 (FiO 2 = 0,6 + isoflurano), GS60 (FiO 2 = 0,6 + sevoflurano), GI21 (FiO 2 = 0,21 + isoflurano) e GS21 (FiO 2 = 0,21 + sevoflurano). A indução foi com 2,5 CAM do anestésico. Ajustou-se o vaporizador para 1,5 CAM, e a FiO 2 foi atribuída a cada grupo. Em seguida, a CAM foi reajustada para 1,0. Iniciaram-se as mensurações 30 minutos após a indução (M0), seguidas em intervalos de 15 minutos (de M15 a M60). As pressões parciais de oxigênio (PaO 2 ), a pressão parcial alveolar de oxigênio (P A O 2 ) e a diferença alvéolo-arterial de oxigênio [P(A-a)O 2 ] foram maiores com o emprego de altas FiO 2 . O GI80 apresentou maiores valores na relação entre PaO 2 e FiO 2 e índice respiratório (IR). Conclui-se que a FiO 2 0,21 não é indicada, pois provoca hipoxemia. No entanto, utilizada com isoflurano, determina melhor ventilação quando comparado ao sevoflurano, porém seu uso, associado a 80% de oxigênio, promove maior formação de shunt intrapulmonar.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1