Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Padronização de uma PCR para diagnóstico molecular de Microsporum canis em amostras de pelos e crostas de cães e gatos / Standardization of a pcr for molecular diagnosis of microsporum canis in samples of fur and crusts of dogs and cats

Leal, C. A. S; Silva, G. G; Silva, G. M; Silva, L. B. G; Pinheiro Júnior, J. W; Mota, R. A.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 71(4): 1143-1148, jul.-ago. 2019. tab, ilus
Artigo em Português | | ID: biblio-1038631

Resumo

Objetivou-se neste estudo padronizar um protocolo de reação em cadeia da polimerase (PCR) para detecção de Microsporum canis em amostras de pelos e/ou crostas de cães e gatos. Foram selecionadas 48 amostras previamente identificadas por meio de cultura. Destas, 23 foram positivas para dermatófitos no cultivo. Padronizou-se a PCR a partir de primers desenhados para o alvo M. canis. Sessenta e um por cento (14/23) das amostras positivas para dermatófitos foram identificadas como M. canis em cultura. Desse total, 71,4% (10/14) apresentaram um fragmento de 218pb compatível com o esperado para a espécie fúngica alvo dessa reação. Observou-se uma sensibilidade de 71,4% e especificidade de 100% na PCR, além de uma boa concordância entre essas técnicas de diagnóstico (Kappa: 0,78; P<0,0001). O protocolo utilizado neste estudo apresentou alta especificidade na detecção de M. canis diretamente de amostras de pelos e/ou crostas de cães e gatos, viabilizando um diagnóstico mais rápido e específico, podendo esse protocolo ser empregado como um método confirmatório para agilizar a detecção de M. canis.(AU)
The aim of this study was to standardize a Polymerase Chain Reaction protocol (PCR) for the detection of Microsporum canis in fur and/or crusts of dogs and cats. 48 samples previously identified by culture were selected. Of these, 23 were positive for dermatophytes in culture. PCR was standardized from drawn primers whose target is M. canis. A total of 61% (14/23) of the dermatophyte positive samples were identified as M. canis in culture. Of this total, 71.4% (10/14) presented a fragment of 218bp compatible with that expected for the fungal species target of the reaction. A sensitivity of 71.4% and specificity of 100% in the PCR were observed, in addition to a good agreement between the techniques (Kappa: 0.78; P<0.0001). The protocol used in this study showed high specificity in the detection of M. canis directly from fur and/or crusts of dogs and cats, making possible a faster and more specific diagnosis. This protocol could be used as a confirmatory method, speeding the detection of M. canis.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1