Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Influência do sistema de criação em piso sobre cama e gaiola sobre as características ósseas e a qualidade físico-química e microbiológica de ovos de galinhas / Influence of the floor and cage creation system on the bony characteristics and the physical-chemical and microbiological quality of hen eggs

Reis, T. L; Quintero, J. C. P; Luchese, R. H; Adler, G. H; Freitas Junior, C. V; Silva, L. G; Calixto, L. F. L.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 71(5): 1623-1630, set.-out. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1038682

Resumo

O experimento foi realizado no setor de avicultura/UFRRJ, utilizando 348 galinhas semipesadas (linhagem Dekalb Brown), com 52 semanas de idade, criadas sob dois sistemas de produção: cage-free e em gaiolas. Os dados obtidos pela análise físico-química e microbiológica dos ovos e a resistência óssea à quebra foram submetidos à análise de variância. No caso de ocorrerem efeitos dos diferentes sistemas de produção, foi aplicado o teste de Tukey a 5% de probabilidade para comparação das médias. A qualidade físico-química foi igualmente favorecida pelos dois sistemas de produção, indicando que as circunstâncias experimentais propiciaram condições adequadas para a formação de ovos de boa qualidade. O sistema de gaiola não desfavoreceu as características ósseas das galinhas, apontando que, em densidades adequadas, a gaiola pode não exercer um fator prejudicial para a qualidade óssea. O sistema de produção cage-free piorou a contaminação da casca, comprovando que ovos postos em ninhos são mais contaminados em comparação aos produzidos em gaiolas.(AU)
The experiment was carried out in the poultry sector / UFRRJ, using 348 semi-heavy hens (Dekalb Brown line), 52 weeks old, raised under two cage-free production systems and cages. The data obtained by the physical-chemical and microbiological analysis of the eggs and the bone resistance to the break were submitted to analysis of variance, in case of effects of the different production systems, the Tukey's test was applied at 5% of probability for comparison of the means. The physical-chemical quality was also favored by the two production systems, indicating that the experimental circumstances provided adequate conditions for the formation of good quality eggs. The cage system did not disfavor the bony characteristics of the hens, indicating that at suitable densities, the cage may not exert a detrimental factor to bone quality. The cage-free production system worsened shell contamination by proving that nesting eggs are more contaminated compared to those produced in cages.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1