Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Retrospective study of allometric relationship between heart rate, electrocardiographic parameters and bodyweight in dogs / Estudo retrospectivo da relação alométrica entre frequência cardíaca, parâmetros eletrocardiográficos e peso corporal em cães

Aleixo, A. S. C; Alfonso, A; Fillippi, M. G; Chiacchio, S. B; Lourenço, M. L. G.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 71(6): 1800-1804, Nov.-Dec. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1055120

Resumo

The allometric relationship between bodyweight (BW) and heart rate (HR) has been described as inversely proportional in domestic species, but that has been refuted. The relationship between HR and electrocardiographic variables is described in literature. However, studies about the variation and influence of factors on the hemodynamic and electrocardiographic parameters in dogs are not abundant. As the metabolic rate is defined as the production and dissipation of heat by the body surface area (BSA) in m², it is essential to define that relationship. A retrospective study was conducted to analyze the correlation between HR, ECG parameters and BW in dogs. One thousand electrocardiographic tracings were analyzed in addition to the ECG parameters and clinical data such as gender, age and bodyweight. The determination of BSA was performed as follows: BSA (m2) = (10.1 x bodyweight 0.67) X 10-4. When the unified groups were analyzed, there was a negative but weak correlation (r= -0.14, P< 0.0001) between bodyweight and HR. There were differences between weight groups regarding electrocardiographic variables. There is no allometric relationship between BW and HR in dogs. Weight was associated with changes in ECG variables.(AU)
A relação alométrica entre peso corporal (PC) e frequência cardíaca (FC) foi descrita como inversamente proporcional em animais domésticos, mas isso tem sido refutado. A relação entre FC e variáveis eletrocardiográficas é descrita na literatura. No entanto, estudos sobre a variação e a influência de fatores nos parâmetros hemodinâmicos e eletrocardiográficos em cães não são abundantes. A taxa metabólica é definida como a produção e dissipação de calor pela área de superfície corporal (ASC), de modo que é essencial definir essa relação. Foi realizado um estudo retrospectivo para analisar a correlação entre FC, parâmetros eletrocardiográficos (ECG) e peso corporal em cães. Foram analisados mil traçados eletrocardiográficos, além dos parâmetros de ECG e dados clínicos, como gênero, idade e peso corporal. A determinação da ASC foi realizada da seguinte forma: ASC (m 2 ) = (10,1x peso corporal 0,67 ) x 10 -4 . Quando os grupos unificados foram analisados, houve uma correlação negativa, porém fraca (r= -0,14, P<0,0001) entre PC e FC. Houve diferenças entre os grupos de peso em relação às variáveis eletrocardiográficas. Não há relação alométrica entre PC e FC em cães. O peso foi associado a alterações nas variáveis de ECG.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1