Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Occurrence of Phelypera griseofasciata and its parasitism in munguba in Seropédica, Rio de Janeiro / Ocorrência de Phelypera griseofasciata e seu parasitismo em munguba em Seropédica, Rio de Janeiro

Souza, Thiago Sampaio de; Aguiar-Menezes, Elen de Lima; Resende, André Luis Santos; Costa, Valmir Antonio; Trevisan, Henrique.
Arq. Inst. Biol; 87: e1122018, 2020. ilus, tab
Artigo em Inglês | | ID: biblio-1100116

Resumo

Pachira aquatica (Malvaceae), known as munguba, is cultivated for afforestation of many Brazilian cities. In Seropédica campus of UFRRJ, it was observed the defoliation of one specimen of Pachira aquatica with presence of larvae, pre-pupae, and pupae of beetle of the subfamily Hyperinae, which were reared in laboratory until the emergence of the adults; these insects were identified as belonging to the species Phelypera griseofasciata Capiomont (Coleoptera: Curculionidae). These immature forms (n=86) were again collected in this same specimen and reared in laboratory to verify the occurrence of parasitism. It was obtained 128 adults of Jaliscoa nudipennis Boucek (Hymenoptera: Pteromalidae), responsible for 44.2% of total parasitism. The sex ratio was 0.70, so the highest number of offspring was of females. Intersexual and intrasexual dimorphisms were also observed in J. nudipennis regarding the shape of the head and characteristics of the wings. This study is the first record of both insect species associated with Pachira aquatica in the state of Rio de Janeiro, Brazil.(AU)
Pachira aquatica (Malvaceae), conhecida como munguba, é cultivada para arborização de muitas cidades brasileiras. No campus de Seropédica da UFRRJ, observou-se o desfolhamento de um espécime de Pachira aquatica, com a presença de larvas, pré-pupas e pupas de besouro da subfamília Hyperinae, que foram criadas em laboratório até a emergência dos adultos; esses insetos foram identificados como pertencentes à espécie Phelypera griseofasciata Capiomont (Coleoptera: Curculionidae). Essas formas imaturas (n=86) foram novamente coletadas nesse mesmo espécime e criadas em laboratório para verificar a ocorrência de parasitismo. Foram obtidos 128 adultos de Jaliscoa nudipennis Boucek (Hymenoptera: Pteromalidae), responsáveis por 44,2% do parasitismo total. A razão sexual foi de 0,70, portanto, o maior número de descendentes foi de fêmeas. Observaram-se ainda os dimorfismos inter e intrasexuais em J. nudipennis quanto ao formato da cabeça e às características das asas. Este estudo trata-se do primeiro registro de ambas as espécies de insetos associadas a Pachira aquatica no estado do Rio de Janeiro, Brasil.(AU)
Biblioteca responsável: BR1942.1