Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Túnica vaginal autógena para herniorrafia perineal em cães / Autogenous tunica vaginalis for perineal herniorrhaphy in dogs

Faria, B. G. O; Caires, L. P; Uribe, A. A; Mercês, G. W. M. S; Muramoto, C; Costa Neto, J. M.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 72(2): 323-331, Mar./Apr. 2020. ilus, tab
Artigo em Português | | ID: biblio-1128176

Resumo

A túnica vaginal possui características ideais para enxertia e já foi empregada na reparação de diversos tecidos, inclusive do diafragma pélvico. Objetivou-se avaliar a aplicabilidade da túnica vaginal como enxerto autógeno livre, em dupla camada, para a reparação do diafragma pélvico em 14 cães portadores de hérnia perineal, das quais, nove eram unilaterais e cinco, bilaterais. Após a orquiectomia, as túnicas de ambos os testículos foram coletadas, sobrepostas e fixadas entre si por meio de quatro pontos de reparo. Foi realizada abordagem ao saco herniário, inspeção, redução do conteúdo herniário, desbridamento muscular e síntese primária mediante sutura. O enxerto foi fixado à musculatura remanescente por meio de pontos simples separados e, posteriormente, encoberto pela sutura intradérmica e por síntese cutânea. Observações transoperatórias e, posteriormente, avaliações clínicas e ultrassonográficas, por período de um ano, permitiram sugerir que a túnica vaginal possui atributos ideais para a reparação do diafragma pélvico. Conclui-se que o enxerto autógeno livre de túnica vaginal, em dupla camada, é exequível e aplicável para o reparo do diafragma pélvico no tratamento da hérnia perineal em cães.(AU)
The tunica vaginalis has ideal characteristics for grafting and has already been used to repair several tissues, including the pelvic diaphragm. The aim of this study was to evaluate the applicability of the tunica vaginalis as a free double-layer autogenous graft to repair the pelvic diaphragm in 14 dogs with perineal hernia, of which, nine were unilateral and five, bilateral. After orchiectomy, the tunics of both testicles were collected, overlapped and fixed to each other by four repair points. The hernial sac was approached, followed by inspection, reduction of the hernia content, muscle debridement and primary synthesis through suture. The graft was attached to the remaining musculature by simple interrupted stitches and later hidden by intradermal suture and cutaneous synthesis. Intraoperative observations and, later, clinical and sonographic evaluations over a one-year period, allow to suggest that the tunica vaginalis has ideal attributes for the pelvic diaphragm repair. It is concluded that the autogenous graft-free of tunica vaginalis in double layer is feasible and applicable in order to repair the pelvic diaphragm in the perineal hernia treatment in dogs.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1