Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Acoustic Radiation Force Impulse (ARFI) elastography imaging of equine distal forelimb flexor structures / [Elastografia Acoustic Radiation Force Impulse (ARFI) das estruturas flexoras da porção distal do membro torácico de equinos]

Bernardi, N. S; Feliciano, M. A. R; Gravena, K; Avante, M. L; Simões, A. P. R; Uscategui, R. A. R; Dias, D. P. M; Lacerda Neto, J. C.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 72(4): 1154-1162, July-Aug. 2020. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1131491

Resumo

This study set out to determine normal values for acoustic radiation force impulse (ARFI) elastography of the superficial digital flexor tendon, deep digital flexor tendon, accessory ligament of the deep digital flexor tendon and suspensory ligament in horses. Twenty-four horses were submitted to conventional sonographic assessment and elastography imaging (quantitative ARFI method) of distal forelimb tendons and ligaments at nine anatomical regions. Elastograms depicted tendons and ligaments in orange to red tones consistent with greater stiffness. Shear wave velocity was higher in the longitudinal compared to the cross-sectional plane but did not differ significantly between the left and right forelimbs. The suspensory ligament was stiffer compared to remaining structures in the cross-sectional plane. Ligaments were stiffer than tendons and the deep digital flexor tendon was stiffer than the superficial digital flexor tendon in the longitudinal plane. Target structures were stiffer in male compared to female horses and stiffness tended to increase with age. ARFI elastography proved to be a feasible and reproducible imaging modality for assessment of distal forelimb tendons and ligaments in horses. Qualitative features derived from stiffness quantification in these structures can be applied to horses with musculoskeletal disorders, as well as to other animal species.(AU)
Este trabalho objetivou estabelecer valores de referência por meio da elastografia ARFI ("Acoustic Radiation Force Impulse") do tendão flexor digital superficial, tendão flexor digital profundo, ligamento acessório inferior e ligamento suspensor do boleto em equinos hígidos. Vinte e quatro equinos foram submetidos aos exames ultrassonográfico e elastográfico (método ARFI quantitativo) dos tendões e ligamentos da porção distal do membro torácico, em nove regiões anatômicas diferentes. Os elastogramas mostraram tendões e ligamentos de coloração alaranjada a vermelha, que representam maior rigidez. Não houve diferenças em relação ao membro avaliado; as velocidades de cisalhamento foram maiores nos planos longitudinais. No plano transversal, os ligamentos suspensores foram mais rígidos em comparação aos demais. No plano longitudinal, os ligamentos mostraram-se mais rígidos que os tendões, e o tendão flexor digital profundo, mais rígido que o tendão flexor digital superficial. As estruturas mostraram-se mais rígidas nos machos, e houve uma tendência à maior rigidez em animais mais velhos. A elastografia ARFI comprovou ser um método viável e reprodutível para avaliação dos tendões e ligamentos dos membros torácicos de equinos. As características qualitativas obtidas a partir da rigidez dessas estruturas podem ser utilizadas para testes em equinos com distúrbios musculoesqueléticos e também em outras espécies animais.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1