Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Neospora caninum DNA distribution in tissues of gerbils as experimental models of chronic neosporosis / [Distribuição do DNA de Neospora caninum em tecidos de gerbilos como modelos experimentais de neosporose crônica]

Toscan, G; Cezar, A. S; Bräunig, P; Pereira, G. R; Vargas, A. C; Sangioni, L. A; Gonçalves, P. B. D; Vogel, F. S. F.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 72(5): 1719-1726, Sept.-Oct. 2020. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1131563

Resumo

Neospora caninum is the main etiologic agent of neosporosis in domestic animals and its pathogenesis comprises two characteristic phases: acute and chronic. Rodents are used as experimental models to mimic acute and chronic bovine neosporosis. In this study, we inoculated a total of 27 female gerbils, with different doses of N. caninum tachyzoites aiming to induce chronic disease. DNA was extracted from different organs of each animal after spontaneous death or euthanasia. Encephalic tissues were submitted to a highly sensitive real time PCR aiming to detect chronically infected animals. All the other samples were submitted to standard PCR. A total of 11 gerbils died due to acute neosporosis, as confirmed by N. caninum DNA detection in organs. 5x103 tachyzoites/mL of N. caninum was the dosage of antigen that can induce chronic infection in gerbils. In the encephalon sections of some animals that showed clinical signs of persistent infection, we found 70% positive for the anterior encephalon section, suggesting this area as preferential for cyst formation. Therefore, we determined the doses of tachyzoites that cause acute or chronic infection and detection of positive tissues, preferably, systemic organs during acute and encephalon in chronic phases.(AU)
Neospora caninum é o principal agente etiológico da neosporose em animais domésticos, e sua patogênese compreende duas fases características: aguda e crônica. Roedores são usados como modelos experimentais para simular neosporose bovina aguda e crônica. Neste estudo, foi inoculado um total de 27 gerbilos, fêmeas, com diferentes doses de taquizoítos de N. caninum, visando induzir doença crônica. O DNA foi extraído de diferentes órgãos de cada animal após a morte espontânea ou a eutanásia. Os tecidos encefálicos foram submetidos à PCR em tempo real de alta sensibilidade para detecção de animais com infecção crônica. Todas as outras amostras foram submetidas à PCR padrão. Um total de 11 gerbilos morreu devido à neosporose aguda, como confirmado pela detecção de DNA de N. caninum nos órgãos. A dosagem de antígeno que pode induzir infecção crônica foi de 5x103 taquizoítos/mL de N. caninum. Em seções do encéfalo de alguns animais, que apresentaram sinais clínicos de infecção persistente, encontraram-se 70% de positividade para a seção do encéfalo anterior, sugerindo essa área como preferencial para a formação de cisto. Assim, foram determinadas,, em gerbilos, as dosagens de taquizoítos capazes de induzir infecção crônica ou aguda, bem como foram detectados tecidos positivos, preferencialmente, em órgãos sistêmicos, na fase aguda, e no encéfalo, na crônica.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1