Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Physiological and hematological parameters of sheep reared in the tropics and subtropics / [Parâmetros fisiológicos e hematológicos de ovinos criados nos trópicos e nos subtrópicos]

Seixas, L.; Peripolli, V.; Façanha, D. A.E.; Fischer, V.; Poli, C.H.E.C.; Melo, C.B.; Louvandini, H.; McManus, C.M..
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 73(3): 622-630, May-June 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1278347

Resumo

ABSTRACT This study aimed to determine the physiological and hematological parameters of sheep in Brazil. Therefore, 5,081 observations were used from previous experiments with animals from different Brazilian regions with the time of day, gender, breed, age, physiological characteristics, hematological and climatic variables. The animals were classified according to their stress level, and only data of non-stressed animals were used to calculate the reference values. Respiratory rate was the parameter that most differed from the normal range, with values ​​above the limits usually reported for the species, being higher in commercial wool sheep. For hematological variables, differences were observed between the present results and the previously reported values in the literature. A higher number of red blood cells (RBC), lower hemoglobin and mean corpuscular hemoglobin concentration (MCHC) were observed in young animals. A higher number of RBC and MCHC were noted in sheep crossed with local breeds. Considering that physiological and hematological parameters are indicators of the animal's pathological or physiological state, for a correct interpretation of the results, the use of reference values based on animals with similar racial characteristics and subjected to similar environmental conditions is recommended.
RESUMO O objetivo deste estudo foi determinar parâmetros fisiológicos e hematológicos de ovinos no Brasil. Portanto, foram utilizadas 5.081 observações de experimentos anteriores com animais de diversas regiões do Brasil, com diferentes horário, sexo, raça, idade, características fisiológicas, variáveis ​​hematológicas e climáticas. Os animais foram classificados de acordo com o nível de estresse, e apenas os dados dos animais não estressados ​​foram utilizados para o cálculo dos valores de referência. A frequência respiratória foi o parâmetro que mais diferiu em relação à normalidade, com valores acima dos limites usualmente relatados para a espécie, sendo maior em ovinos de lã comercial. Para as variáveis ​​hematológicas, também foram verificadas diferenças entre os resultados observados e os valores previamente relatados na literatura. Maior número de hemácias, menor hemoglobina e concentração de hemoglobina corpuscular média (CHbCM) foram observados em animais jovens e maior número de hemácias e CHbCM em ovinos cruzados com raças locais. Considerando que os parâmetros fisiológicos e hematológicos são indicadores do estado patológico ou fisiológico do animal, para uma correta interpretação dos resultados recomenda-se a utilização de valores de referência baseados em animais com características raciais semelhantes e submetidos a condições ambientais também semelhantes.
Biblioteca responsável: BR1.1