Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Nutritional value, total dry matter losses, effluent production and pollutant potential in Brachiaria brizantha cv. Paiaguás grass / [Valor nutricional, perdas totais de matéria seca, produção e potencial poluidor de efluentes em silagem de Brachiaria brizantha cv. Paiaguás]

Saute, J. M; Tres, T. T; Osmari, M. P; Silva, S. L; Daniel, J. L. P; Jobim, C. C.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 73(3): 675-683, May-June 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | | ID: biblio-1278351

Resumo

The objective of the present study was to evaluate losses, production and polluting potential of the effluent, nutritional value and aerobic stability of silages of Brachiaria brizantha cv. Paiaguás grass, in different particle sizes and compaction density in silage. Three theoretical particle sizes (TTP 5; 8 and 12mm) and three compaction densities (DC 550; 600 and 650kg/m3) were evaluated, distributed in a factorial design (3 x 3), with four repetitions. The highest volume of effluent was found in silages with higher compaction densities (600 and 650kg/m3) and lower TTP (5 and 8mm). The highest chemical oxygen demand and biochemical oxygen demand were registered in the treatment with TTP of 5mm and higher DC (600 and 650kg/m3). Greater in vitro digestibility of DM was verified in the silage chopped at 5 and 8mm. There was no break in aerobic stability for 216 hours. Silage with a low compaction density 550kg/m3 and processing with a theoretical particle size of 12mm reduces effluent losses. In general, the nutritional value of Paiaguás grass was not influenced by the treatments. Different particle sizes and compaction density did not change the aerobic stability of silages.(AU)
Objetivou-se avaliar perdas, produção e potencial poluidor do efluente, valor nutricional e estabilidade aeróbia de silagens do capim Brachiaria brizantha cv. Paiaguás, em diferentes tamanhos de partícula e densidade de compactação na ensilagem. Foram avaliados três tamanhos teóricos de partícula (TTP 5; 8 e 12mm) e três densidades de compactação (DC 550; 600 e 650kg/m3), distribuídos em arranjo fatorial (3 x 3), com quatro repetições. O maior volume de efluente foi verificado nas silagens com maiores densidades de compactação (600 e 650kg/m3) e menores TTP (5 e 8mm). As maiores demanda química de oxigênio e demanda bioquímica de oxigênio foram registradas no tratamento com TTP de 5mm e nas maiores DC (600 e 650kg/m3). Maior digestibilidade in vitro da MS (média de 57,2%) foi verificada na silagem picada a 5 e 8mm. Não houve quebra da estabilidade aeróbia durante 216 horas. A ensilagem com baixa densidade de compactação (550kg/m3) e o processamento com tamanho teórico de partículas 12mm reduzem as perdas por efluente. O valor nutricional da silagem de capim-paiaguás, em geral, não foi influenciado pelos tratamentos. Diferentes tamanhos de partícula e densidade de compactação não alteraram a estabilidade aeróbia das silagens.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1