Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Spatial distribution of Brazilian bovine taurine breeds associated with climatic, physical and socioeconomic variables / [Distribuição espacial de raças taurinas bovinas brasileiras associada a variáveis climáticas, físicas e socioeconômicas]

Alfonzo, E.P.M.; McManus, C.M.; Campos, G.S.; Portes, J.V.; Padilha, A.H.; Peripolli, V.; Braccini Neto, J..
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 73(3): 693-702, May-June 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1278362

Resumo

ABSTRACT The objective of this study was to evaluate the spatial distribution of purebred Bos taurus taurus bovine breeds raised in Brazil in association with climatic, physical and socioeconomic variables. The breeds Aberdeen Angus, Ayrshire, Braford, Brangus, Charolais, Devon, Flemish, Hereford, Pinzgauer, Shorthorn and Simental were classified according to their aptitude (milk, meat or dual-purpose). They were spatialized according to their aptitude using state and municipal information. The milk breeds were found in the states of Rio Grande do Sul and Santa Catarina, while the dual-purpose breeds were found in Minas Gerais and Rio Grande do Sul states and the beef breeds were concentrated in the southern region. Only the Aberdeen Angus meat breed showed higher dispersion in other regions. Meat and dual-purpose breeds tended to be raised in regions with lower maximum temperature, average temperature, thermal amplitude and temperature-humidity index. Dual-purpose breeds were found in municipalities with high humidity and altitude, but with a low gross domestic product, little technical guidance received from cooperatives and the government, low control of diseases and parasites, as well as low use of pasture rotation systems. The spatial distribution of Brazilian bovine taurine breeds, regardless of aptitude, was related to climatic, physical and socioeconomic factors.
RESUMO O objetivo deste estudo foi avaliar a distribuição espacial de raças bovinas puras Bos taurus taurus criadas no Brasil, associadas a variáveis climáticas, físicas e socioeconômicas. As raças Aberdeen Angus, Ayrshire, Braford, Brangus, Charolês, Devon, Flamenga, Hereford, Pinzgauer, Shorthorn e Simental foram classificadas de acordo com sua aptidão (leite, carne ou duplo-propósito). Elas foram espacializadas de acordo com sua aptidão a partir de informações estaduais e municipais. As raças leiteiras foram encontradas nos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, enquanto as raças de duplo-propósito foram encontradas nos estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul, e as raças de carne concentraram-se na região Sul. Apenas a raça de carne Aberdeen Angus apresentou maior dispersão nas demais regiões. As raças de carne e de duplo-propósito tendem a ser criadas em regiões com menores temperatura máxima, temperatura média, amplitude térmica e índice de temperatura e umidade. As raças de duplo-propósito foram encontradas em municípios com alta umidade e altitude, mas com baixo produto interno bruto, pouca orientação técnica recebida de cooperativas e do governo, baixo controle de doenças e de parasitas e baixo uso de sistema de rotação de pastagens. A distribuição espacial das raças taurinas bovinas brasileiras, independentemente da aptidão, foi relacionada a fatores climáticos, físicos e socioeconômicos.
Biblioteca responsável: BR1.1