Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Population attributes of Littoraria angulifera (Gastropoda: Littorinidae) in mangroves in Bahia State, northeastern Brazil / Atributos populacionais de Littoraria angulifera (Gastropoda: Littorinidae) em manguezais no estado da Bahia, Nordeste do Brasil

Boehs, G; Freitas, L A de.
Braz. j. biol; 82: e243114, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: biblio-1278478

Resumo

Abstract Littoraria angulifera (Lamarck, 1822) is an estuarine gastropod of tropical occurrence, which lives mainly on trunks of mangrove tree species. This study aimed to evaluate the population attributes of this species, such as abundance, space-time distribution, sex ratio and recruitment in mangroves in Bahia State, northeastern Brazil. The specimens were collected monthly throughout 2018, on trunks of the red mangrove Rhizophora mangle L. at two heights and on two horizontal levels. Specimens that were on the marine grass Spartina alterniflora Loisel were also collected. After counting, biometrics and sexing, the specimens were returned alive to the environment. The average size and weight of L. angulifera was higher (p<0.05) in places with taller and less sparse trees and the vertical distribution on the trunks showed a preference for strata close to the soil. Both results are related to shading and protection against desiccation. Females were more abundant than males, at an approximate sex ratio F: M of 1.4: 1. Recruits were observed throughout the period, showing continuous reproduction of the species with a recruitment peak in spring (September to November). The study revealed the importance of keep the mangroves intact to allow the maintenance of the natural stocks of the species.
Resumo Littoraria angulifera (Lamarck, 1822) é um gastrópode estuarino, de ocorrência tropical, que vive principalmente sobre troncos de espécies arbóreas de mangue. Este estudo teve como objetivo avaliar os atributos populacionais dessa espécie, como abundância, distribuição espaço-temporal, razão sexual e recrutamento em manguezais do estado da Bahia, nordeste do Brasil. Os espécimes foram coletados mensalmente ao longo de 2018, em troncos do mangue vermelho Rhizophora mangle L. em duas alturas e em dois níveis horizontais. Também foram coletados espécimes que estavam na grama marinha Spartina alterniflora Loisel. Após contagem, biometria e sexagem, os espécimes foram devolvidos vivos ao ambiente. O tamanho e peso médios de L. angulifera foram maiores (p<0,05) em locais com árvores mais altas e menos esparsas e a distribuição vertical nos troncos mostrou preferência por estratos próximos ao solo. Ambos os resultados estão relacionados ao sombreamento e proteção contra a dessecação. As fêmeas foram mais abundantes que os machos, em uma proporção sexual aproximada F: M de 1,4: 1. Recrutas foram observados ao longo do período, mostrando reprodução contínua da espécie, com um pico de recrutamento na primavera (setembro a novembro). O estudo revelou a importância de manter os manguezais intactos para permitir a manutenção dos estoques naturais da espécie.
Biblioteca responsável: BR1.1