Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Design and optimization of an experimental maintenance system for yellow clam broodstock Amarilladesma mactroides (Reeve, 1854) / Desenvolvimento e otimização de um sistema de manutenção experimental para reprodutores de marisco branco Amarilladesma mactroides (Reeve, 1854)

Gauthier, N B; Goes, F S; Quaresma, L; Pedrosa, V F; Roselet, F; Romano, L A; Cavalli, R O.
Braz. j. biol; 82: e243168, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: biblio-1278514

Resumo

Abstract The yellow clam is a sand-burrowing bivalve that inhabits the dissipative beaches from southern Brazil to the north coast of Argentina. In the last decades, populations of this species have been impacted by mass mortality events, overfishing and other anthropogenic activities. The production of juveniles in captivity would allow feasibility studies to be carried out to restore the natural stock as well as the production in aquaculture systems. Given the scarcity of studies on the maintenance of this species in captivity, a culture system and a management protocol were developed and tested. Wild-caught clams (total length ≥50 mm) were used in a series of 14 day-long trials. Survival was higher in clams that were allowed to bury into the sand. A permanent ink marker covered with a thin layer of a quick-hardening adhesive proved to be a reliable method to tag clams. The maintenance of yellow clams in this system resulted in high survival and growth, increases in the condition factor and oocyte diameter, and a relative advancement of gonadal development.
Resumo O marisco branco é um bivalve de areia que habita as praias dissipativas do sul do Brasil até a costa norte da Argentina. Nas últimas décadas, as populações desta espécie têm sido afetadas por eventos de mortalidade maciça, sobrepesca e outras atividades antropogênicas. A produção de juvenis em cativeiro permitiria a realização de estudos de viabilidade para restaurar o estoque natural, assim como a produção em sistemas de aquicultura. Dada a escassez de estudos sobre a manutenção desta espécie em cativeiro, um sistema de cultivo e um protocolo de manejo foram desenvolvidos e testados. Mariscos branco selvagens (comprimento total ≥50 mm) foram utilizados em uma série de ensaios de 14 dias de duração. A sobrevivência foi maior nos mariscos que podiam ser enterrados na areia. Um marcador de tinta permanente coberto com uma fina camada de adesivo de endurecimento rápido provou ser um método confiável para marcar os mariscos. A manutenção dos mariscos neste sistema resultou em alta sobrevivência e crescimento, aumento do fator de condição e do diâmetro do ovócito, e um relativo avanço do desenvolvimento gonadal.
Biblioteca responsável: BR1.1