Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Seasonal distribution and habitat use preference of Barking deer (Muntiacus vaginalis) in Murree-Kotli Sattian-Kahuta National Park, Punjab Pakistan / Distribuição sazonal e preferência de uso de habitat de veados-latidos (Muntiacus vaginalis) no Parque Nacional Murree-Kotli Sattian-Kahuta, Punjab Paquistão

Habiba, U; Anwar, M; Hussain, M; Khatoon, R; Khan, K A; Bano, S A; Hussain, A; Khalil, S; Akhter, Andleeb; Akhter, Ali.
Braz. j. biol; 82: e242334, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1278515

Resumo

ABSTRACT Microhabitat factors associated with the habitat of barking deer (Muntiacus vaginalis) were examined and compared between summer and winter seasons. Habitat characteristics and preferred habitat were measured by locating direct and indirect signs. To quantify the habitat utilization of barking deer, each selected study site was sampled for floral diversity from 2015 to 2017. Quadrats were deployed along transect lines to determine seasonal distribution. Barking deer were not evenly distributed across vegetation types in the study area; they occurred more often in the broad-leaved forest than in Chir pine forest, at an elevational range of 550-850 m, in thick vegetation on steep slopes. The most preferred habitat included trees and shrubs with 30% and 69% cover, respectively. Barking deer avoided thicker tree cover, possibly as it hinders movement and escape from predators. No significant difference (χ2 = 6.37, df = 3, p = 0.19) in seasonal vegetation cover was recorded.
RESUMO Fatores de micro-hábitat associados ao hábitat do veado (Muntiacus vaginalis) foram examinados e comparados entre as estações de verão e inverno. As características do hábitat e o hábitat preferido foram medidos, localizando sinais diretos e indiretos. Para quantificar a utilização do hábitat de cervos-latidos, cada local de estudo selecionado foi amostrado para a diversidade floral de 2015 a 2017. Quadrats foram implantados ao longo de linhas de transecto para determinar a distribuição sazonal., Veados-latidos não foram distribuídos uniformemente pelos tipos de vegetação na área de estudo; ocorreram com mais frequência na floresta de folhas largas do que na floresta de pinheiros Chir, em uma faixa de elevação de 550-850 m, em vegetação densa, em encostas íngremes. O hábitat mais preferido incluía árvores e arbustos com 30% e 69% de cobertura, respectivamente. O veado-latido evitou uma cobertura de árvores mais espessa, possivelmente porque impede o movimento e a fuga de predadores. Nenhuma diferença significativa (χ2 = 6,37; df = 3; p = 0,19) na cobertura vegetal sazonal foi registrada.
Biblioteca responsável: BR1.1