Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Clinical and anatomopathological study of urolithiasis in feedlot lambs subjected to diets with different phosphorus concentrations / Estudo clínico e anatomopatológico da urolitíase em cordeiros confinados submetidos à dieta com diferentes concentrações de fósforo

Santarosa, Bianca Paola; Ferreira, Danilo Otávio Laurenti; Surian, Soraya Regina Sacco; Tremori, Tália Missen; Hooper, Henrique Barbosa; Silva, Priscila dos Santos; Coelho, Matheus Ribeiro; Santos, Vítor Hugo dos; Gonçalves, Roberto Calderon.
Ciênc. anim. bras. (Impr.); 22: e, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1285993

Resumo

Abstract Obstructive urolithiasis is common in farmed sheep and has a multifactorial etiology, but inadequate nutritional management is considered the most relevant condition for its occurrence. The objectives of this study were to verify the influence of two diets with different concentrations of calcium (Ca) and phosphorus (P) on the development of obstructive urolithiasis, and to describe the clinical and anatomopathological findings of the urinary system in sheep. Thirty male crossbred Santa Inês and Ile de France lambs were randomly distributed into two groups: Group 1 (G1, n = 15) - Ca: 1.9:1 P and 0.42% P; Group 2 (G2, n = 15) - Ca: P 1.5:1 and 0.65% P. The diets consisting of Coast-cross hay, soybean meal, wheat, and corn were provided for 90 consecutive days with water ad libitum. After the diagnosis of the disease, the lambs were subjected to clinical and surgical treatment, when necessary. Urolithiasis was detected in 36.7% (11/30) of lambs, 26.7% were asymptomatic and 10% (3/30) had urethral obstruction. A lamb was unobstructed after amputation of the urethral process and urethral catheterization, one died of bladder and uroperitoneum rupture, and another was sacrificed after the failure of perineal urethrostomy and cystostomy. The most frequent renal histopathological changes were vascular congestion, dilation, and tubular degeneration. Proteins in the tubular lumen were more pronounced in G2. The diets were rich in concentrate and had adequate Ca:P ratios, but caused calculogenesis, showing that excess minerals and a small amount of roughage can cause disease in the herd.
Resumo A urolitíase obstrutiva é frequente na ovinocultura e possui etiologia multifatorial, porém o manejo nutricional inadequado é considerado o mais relevante para sua ocorrência. Os objetivos deste estudo foram verificar a influência de duas dietas com diferentes proporções e concentrações de cálcio (Ca) e fósforo (P) no desenvolvimento da urolitíase obstrutiva, e descrever os achados clínicos e anatomopatológicos do sistema urinário de ovinos. Utilizaram-se 30 cordeiros, machos, mestiços das raças Santa Inês e Ile de France, que foram aleatoriamente distribuídos em dois grupos: Grupo 1 (G1, n=15) - Ca:P de 1,9:1 e 0,42% de P; Grupo 2 (G2, n=15) - Ca:P de 1,5:1 e 0,65% de P. As dietas foram fornecidas por 90 dias consecutivos com feno de Coast-cross, farelo de soja, trigo e milho, e água ad libitum. Após o diagnóstico da doença, os cordeiros foram submetidos ao tratamento clínico e cirúrgico, quando necessário. A urolitíase foi detectada em 36,7% (11/30) dos cordeiros, sendo 26,7% assintomáticos e 10% (3/30) apresentaram obstrução uretral. Um cordeiro foi desobstruído após amputação do processo uretral e sondagem uretral; outro foi a óbito por ruptura vesical e uroperitôneo; outro foi sacrificado após uretrostomia perineal e cistostomia sem sucesso. Em ambos os grupos, as alterações histopatológicas renais mais frequentes foram congestão vascular, dilatação e degeneração tubular. A presença de proteínas na luz tubular foi mais pronunciada no G2. As dietas fornecidas, ricas em concentrado, embora com relação Ca:P adequadas, provocaram a calculogênese, o que comprovou que o excesso de minerais e pouca quantidade de volumoso podem causar a enfermidade no rebanho.
Biblioteca responsável: BR1.1