Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Detection of Leishmania infantum amastigotes in neutrophil from peripheral blood in a naturally infected dog / Detecção de formas amastigotas de Leishmania infantum em neutrófilos do sangue periférico de cão naturalmente infectado

Oliveira, Gilsan Aparecida de; Sarmento, Vitória Aline Santos; Costa, Ericka Wanessa da Silva; Pessoa-e-Silva, Rômulo; Morais, Rayana Carla Silva de; Ferreira, Roberto Rômulo; Feitosa, Ana Paula Sampaio; Brayner, Fábio André; Alves, Luiz Carlos.
Rev. bras. parasitol. vet; 30(3): e004821, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1288702

Resumo

Abstract Canine visceral leishmaniasis (CVL) is a zoonotic disease of high lethality caused by Leishmania infantum in the Americas. In the infected dog, the amastigotes are scarce in blood, especially in the late phase of the disease. This study aimed to report a rare case of L. infantum amastigotes found in neutrophils from peripheral blood of a naturally infected dog in terminal phase of CVL, also describing its clinical status before and after treatment with miltefosine 2%. The dog, which presented as polysymptomatic and with classical signs and symptoms of CVL was submitted to the following tests: Dual Path Platform (DPP) rapid test, ELISA and parasitological examination of peripheral blood. Hematological and biochemical parameters were obtained before and after treatment. All diagnostic tests were positive for CVL. The identification of L. infantum amastigotes inside neutrophils from peripheral blood was confirmed through microscopy, and the species was confirmed by molecular analysis. At the end of the treatment, peripheral parasitemia was not detected, and improvements were observed in clinical and laboratorial parameters. Finally, this atypical finding can be used as example to raise discussions about the real immunological role of neutrophils in late phases of CVL and its clinical/therapeutic implications.
Resumo A leishmaniose visceral canina (LVC) é uma doença zoonótica de alta letalidade causada por Leishmania infantum nas Américas. No cão infectado, as formas amastigotas são escassas no sangue, principalmente na fase tardia da doença. Este estudo teve como objetivo relatar um caso raro de amastigotas de L. infantum encontradas em neutrófilos do sangue periférico de um cão naturalmente infectado e terminal da LVC, descrevendo também seu estado clínico antes e após o tratamento com miltefosina a 2%. O cão, que se apresentou como polissintomático e com sinais e sintomas clássicos da LVC foi submetido aos seguintes testes: teste rápido Dual Path Platform (DPP), ELISA e exame parasitológico de sangue periférico. Os parâmetros hematológicos e bioquímicos foram obtidos antes e após o tratamento. Todos os testes diagnósticos foram positivos para LVC. A identificação de formas amastigotas de L. infantum, dentro de neutrófilos do sangue periférico foi confirmada por microscopia, e a espécie foi confirmada por análise molecular. Ao final do tratamento, não foi detectada parasitemia periférica, observando-se melhora dos parâmetros clínicos e laboratoriais. Por fim, esse achado atípico pode ser usado como exemplo para levantar discussões sobre o real papel imunológico dos neutrófilos nas fases tardias da LVC e suas implicações clínicas/terapêuticas.
Biblioteca responsável: BR1.1