Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Pre-starter feed thermally processed to feed broiler chicks / Ração pré-inicial processada termicamente na alimentação de pintos de corte

SOUSA, Regina Fialho de; LEANDRO, Nadja Susana Mogyca; CARVALHO, Fabyola barros de; STRINGHINI, José Henrique; CAFÉ, Marcos Barcello; JARDIM FILHO, Roberto Moraes; REZENDE, Pedro Moraes.
Rev. bras. saúde prod. anim; 22: e2122102021, 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1289024

Resumo

ABSTRACT The objective of this study was to evaluate the thermal processing of pre-initial diets on performance, morphometry of the organs of the digestive system and nutrient digestibility in broiler chicks. The test sample consisted of 180 broiler chicks distributed in a completely randomized design, with two treatments, six replications of 15 birds each. The treatments consisted of pelleted feed (70°C) and extruded feed (150°C). The metabolism test was realized from 4 to 7 days of age, while the performance and morphometry of the organs of the digestive system were evaluated at 7 and 21 days of age. The data were submitted to analysis of variance. At seven days of age, chicks that consumed extruded feed had lower feed intake, less development of digestive tract organs, lower nitrogen absorption rate, dry matter, in addition to less metabolizable energy compared to pelleted feed. Likewise, at 21 days of age, chicks that consumed extruded pre-starter feed performed worse than pelleted feed. The conclusion is thus reached that feed extruded at 150 ° C for broiler chicks in the pre-initial phase, results in lower nutrient digestibility and an inferior development of the organs of the digestive system at 7 days of age and worse performance at 21 days.
RESUMO Objetivou-se avaliar o processamento térmico de rações pré-iniciais sobre o desempenho, morfometria dos órgãos do sistema digestório e metabolizabilidade dos nutrientes das rações de pintos de corte. Foram utilizados 180 pintos de corte, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com dois tratamentos, seis repetições de 15 aves cada. Os tratamentos consistiram em ração peletizada (70°C) e ração extrusada (150°C). O ensaio de metabolizabilidade foi realizado de quatro a sete dias de idade, enquanto o desempenho e morfometria dos órgãos do sistema digestório foram avaliados aos sete e 21 dias de idade. Os dados foram submetidos à análise de variância. Aos sete dias de idade, os pintos que consumiram ração extrusada apresentaram menor consumo de ração, menor desenvolvimento dos órgãos do trato digestório, pior metabolizabilidade do nitrogênio, matéria seca, além de menor energia metabolizável em relação a ração peletizada. Do mesmo modo, aos 21 dias de idade, os pintos que consumiram ração pré-inicial extrusada apresentaram pior desempenho em relação a ração peletizada. Conclui-se que ração extrusada a 150°C para pintos de corte na fase pré-inicial, resulta em menor metabolizabilidade dos nutrientes e menor desenvolvimento dos órgãos do sistema digestório aos sete dias de idade e pior desempenho aos 21 dias.
Biblioteca responsável: BR1.1