Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Chemical composition, vitamins, and minerals of family farming biribiri (Averrhoa bilimbi L) in the Middle Doce River region, Minas Gerais, Brazil / Composição química, vitaminas e minerais do biribiri (Averrhoa bilimbi L) da agricultura familiar da região do Médio Rio Doce, Minas Gerais, Brasil

Ferreira, Jéssica Nunes; Pinheiro-Sant'Ana, Helena Maria; Lucia, Ceres Mattos Della; Teixeira, Reinaldo Duque Brasil Landulfo; Cardoso, Leandro de Morais.
Ciênc. rural (Online); 52(3): e20200816, 2022. ilus, tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1339662

Resumo

This study evaluated physical characteristics, chemical composition, content of vitamin C, vitamin E, carotenoids, and minerals in biribiri fruits (Averrhoa bilimbi) from the Middle Doce River region (Minas Gerais, Brazil). Titratable acidity was determined by volumetric neutralization, pH by direct potentiometry, soluble solids by refractometry, humidity by gravimetry, ash by calcination in muffle, proteins by the micro-Kjeldahl method, dietary fiber by non-enzymatic gravimetric method and lipids using a Soxhlet extractor. Carotenoids and vitamin C were analyzed by high-performance liquid chromatography (HPLC) and vitamin E by HPLC with fluorescence detector. Fourteen minerals were analyzed by inductively coupled plasma atomic emission spectrometry. Biribiri showed high yield of edible portion (100%), low lipid, protein and carbohydrate content, and; consequently, low total energy value (25.36 kcal 100 g-¹). The fruit also showed low dietary fiber content (0.62 g 100 g-¹), total vitamin E (17.62 µg 100 g-¹), total carotenoids (0.32 g 100 g-¹), and high vitamin C, zinc, copper, iron content, manganese, molybdenum and chrome content. Regarding the heavy metals, the fruit showed no cadmium, and traces of aluminum and nickel. In conclusion, biribiri presented low energy value and expressive contents of dietary fibers, vitamin C, iron, manganese, molybdenum, chromium, zinc, and copper.
Este estudo teve como objetivo avaliar as características físicas, a composição química, teor de vitamina C, vitamina E, carotenoides e minerais em frutos de biribiri (Averrhoa bilimbi) do território do Médio Rio Doce (Minas Gerais, Brasil). A acidez titulável foi determinada por neutralização volumétrica, o pH por potenciometria direta, os sólidos solúveis por refratometria, a umidade por gravimetria, as cinzas por calcinação em mufla, as proteínas pelo método micro-Kjeldahl, as fibras alimentares pelo método gravimétrico não enzimático e os lipídios usando um extrator Soxhlet. Os carotenoides e a vitamina C foram analisados por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE). A vitamina E foi analisada por CLAE com detector de fluorescência e quatorze minerais foram analisados por espectrometria de emissão atômica com plasma indutivamente acoplado. O biribiri apresentou alto rendimento de porção comestível (100%), baixos teores de lipídios, proteínas e carboidratos e, consequentemente, baixo valor total de energia (25,36 kcal 100 g-¹). Os frutos também apresentaram baixos teores de fibra alimentar (0,62 g 100 g-¹), vitamina E total (17,62 µg 100 g-¹), carotenoides totais (0,32 g 100 g-¹) e altos teores de vitamina C, zinco, cobre, ferro, manganês, molibdênio e conteúdo cromado. Em relação aos metais pesados, os frutos não apresentaram cádmio e tiveram vestígios de alumínio e níquel. Em conclusão, o biribiri apresentou baixo valor energético e conteúdos expressivos de fibras alimentares, vitamina C, ferro, manganês, molibdênio, cromo, zinco e cobre.
Biblioteca responsável: BR68.1