Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Mesenchymal Stem cells in the context of canine atopic dermatitis: A Review / Células-tronco mesenquimais no contexto da dermatite atópica canina: uma revisão

REIS, Bruna Padilha Zurita Claro dos; ORGE, Iasmim Diniz; SAMPAIO, Gabriela Louise de Almeida; DALTRO, Sérgio Ricardo Teixeira; SANTOS, Ricardo Ribeiro dos; MEIRA, Cássio Santana; SOARES, Milena Botelho Pereira.
Rev. bras. saúde prod. anim; 22: e2122242021, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1341213

Resumo

ABSTRACT Canine atopic dermatitis (CAD) is a chronic inflammatory skin disease and has a high frequency among dermatological diseases. The interaction of genetic factors, skin and environmental conditions affect the expression of the disease, developing a complex pathology. Current multimodal treatment has numerous adverse effects and variations in its efficacy and safety, demonstrating the need to develop safe and effective therapeutic resources for patients with CAD. Mesenchymal stem cells (MSCs) are multipotent cells, with special characteristics, such as self-renewal, immunomodulatory properties, and de-differentiation, making them useful for several clinical problems. The discovery of the immunosuppressive effect of MSCs on T cells has opened the potential for new perspectives with its use as a therapeutic agent for immune diseases, such as CAD. The scarce number of research using the MSC as a treatment for CAD result in the lack of knowledge about the benefits and possible protocols to be followed for the use of this cell therapy. In this review, we highlighted the clinical studies and potential biological mechanisms of MSC-based cell therapy effects attenuating canine atopic dermatitis compared to conventional treatment, which might lead to a safe improvement of the animal's clinical condition in a short period without causing adverse effects.
RESUMO A dermatite atópica canina (DAC) é uma doença inflamatória crônica da pele e tem alta frequência entre as doenças dermatológicas. A interação de fatores genéticos, pele e condições ambientais afetam a expressão da doença, desenvolvendo uma patologia complexa. O tratamento multimodal atual apresenta inúmeros efeitos adversos e variações em sua eficácia e segurança, demonstrando a necessidade de desenvolver recursos terapêuticos seguros e eficazes para pacientes com DAC. As células-tronco mesenquimais (CTM) são células multipotentes, com características especiais, como auto renovação, propriedades imunomoduladoras e desdiferenciação, tornando-se úteis para diversos problemas clínicos. A descoberta do efeito imunossupressor das CTMs sobre as células T abriu o potencial para novas perspectivas com sua utilização como agente terapêutico para doenças imunológicas, como a DAC. O escasso número de pesquisas utilizando o MSC como tratamento para DAC resulta no desconhecimento dos benefícios e dos possíveis protocolos a serem seguidos para a utilização dessa terapia celular. Nesta revisão, destacamos os estudos clínicos e os potenciais mecanismos biológicos dos efeitos da terapia celular baseada em MSC que atenuam a dermatite atópica canina em comparação com o tratamento convencional, podendo levar a uma melhora segura da condição clínica do animal em um curto período, sem causar efeitos adversos.
Biblioteca responsável: BR1.1