Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Morphology and molecular phylogeny of Heterobothrium lamothei (Monogenea: Diclidophoridae), a gill parasite infecting the tiger puffer fish Lagocephalus sceleratus (Tetraodontidae) / Morfologia e filogenia molecular de Heterobothrium lamothei (Monogenea: Diclidophoridae), um parasita das guelras que infecta o peixe tigre pufferLagocephalus sceleratus (Tetraodontidae)

Morsy, K; Al-Malki, J. S; Dajem, S. B; Hamdi, H; Ali, A; Adel, A.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 73(5): 1117-1127, Sept.-Oct. 2021. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1345253

Resumo

Members of the family Diclidophoridae are potentially dangerous species for the puffer fish aquaculture worldwide. They are parasitic polyopisthocotyleans, with a posterior haptor equipped with clamps for attachment to the host's surface, allowing the worm to resist the flow of water to maintain its position on gills. The anterior body of the worm is deformable, allows the worm to feed on blood sucked from fish gills. The present study is the first description of a Heterobothrium species from the gills of the tiger puffer Lagocephalus sceleratus (Tetraodontidae) from the coasts of the Arabian Gulf at Jubail, Saudi Arabia morphologically by light microscopy as well as by molecular analysis of the parasite partial 28S rRNA through multiple sequence alignments and phylogeny by maximum likelihood analysis which is provided for the first time for the described species. Seventeen tiger puffer fish were captured alive from marine water off Saudi Arabia; gills were separated and further examined for parasitic infection. Nine fish were found infected with a monogenean parasite which was robust, equipped by two buccal organs at the tapered anterior end; the posterior haptor was rectangular with four symmetrically arranged clamps, with no isthmus. Marginal hooks absent. Ovary elongated, U-shaped, testes numerous, irregularly shaped and extended from the posterior part of the ovary to the anterior margin of the haptor. Copulatory organ muscular, as a spherical cup armed with 12 to 15 genital hooks. The molecular analysis of the parasite 28s rRNA and phylogeny revealed a percentage of identities between 87.47-89.09%, with Diclidophoridae species within the monophyletic clade of Mazocraeidea where a maximum percentage of 89.09% were obtained for the morphologically different sister taxon H. okamotoi. The results obtained from molecular analysis are consistent with the conclusions drawn from morphological classification where that the parasite recorded was morphologically similar to H. lamothei which was not characterized by molecular analysis before. The recovered sequences were deposited into the GeneBank under accession number MT322610.(AU)
Os membros da família Diclidophoridae são espécies potencialmente perigosas para a aquicultura de peixes puffer em todo o mundo. Eles são parasitas poliopisthocotyleans, com uma hélice posterior equipada com pinças para fixação na superfície do hospedeiro, permitindo que o verme resista ao fluxo de água para manter sua posição nas brânquias. O corpo anterior do verme é deformável, e permite que o verme se alimente de sangue sugado das guelras dos peixes. O presente estudo é a primeira descrição de uma espécie Heterobothrium das guelras do tigre Lagocephalus sceleratus (Tetraodontidae) das costas do Golfo Arábico em Jubail, Arábia Saudita, usando morfologia por microscopia leve, bem como análise molecular do rRNA parcial do parasita 28S através de alinhamentos de sequências múltiplas e filogenia por análise de máxima verossimilhança que é fornecida pela primeira vez para as espécies descritas. Dezessete peixes tigre puffer foram capturados vivos da água marinha da Arábia Saudita; as brânquias foram separadas e mais tarde examinadas para detecção de infecção parasitária. Nove peixes foram encontrados infectados por um parasita monogênio robusto, equipado por dois órgãos bucais na extremidade anterior afilada; o hortetor posterior era retangular com quatro pinças dispostas simetricamente, sem istmo. Ausência de ganchos marginais. Ovário alongado, em forma de U, testículos numerosos, de forma irregular e estendido desde a parte posterior do ovário até a margem anterior do hortelino. Órgão copulatório muscular, como um copo esférico armado com 12 a 15 ganchos genitais. A análise molecular do parasita 28s rRNA e filogenia revelou uma porcentagem de identidades entre 87,47-89,09%, com espécies Diclidophoridae dentro do clade monofilético de Mazocraeidea onde uma porcentagem máxima de 89,09% foi obtida para o táxon-irmão morfologicamente diferente H. okamotoi. Os resultados obtidos da análise molecular são consistentes com as conclusões tiradas da classificação morfológica onde o parasita registrado era morfologicamente semelhante ao H. lamothei que não era caracterizado pela análise molecular antes. As sequências recuperadas foram depositadas no GeneBank sob o número de acesso MT322610.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1