Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Preliminary mechanical evaluation of two novel veterinary angle-stable-threaded interlocking nail systems / Avaliação mecânica preliminar de dois novos sistemas veterinários de haste intramedular bloqueada em ângulo estável roscada

Nóbrega, Jordana da Costa; Lucena, Dayvid Vianêis Farias de; Minto, Bruno Watanabe; Dias, Luis Gustavo Gosuen Gonçalves.
Ciênc. rural (Online); 52(6): e20200892, 2022. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1345804

Resumo

The interlocking nail represents an excellent option as a surgical approach to treat fractures in long bones in veterinary medicine. However, failures were reported mainly due to a slack present in the interface of the rod with the screws. The present study tested and mechanically compare axial compression loads of two novel models of stable angle interlocking nails with threaded holes. Among the two models, one was uniplanar and the other was multiplanar with orthogonally arranged distal holes. Twenty-one specimens made of polylactic acid were used for the implantation of interlocking nail´s rods, divided into three groups: conventional interlocking nail (G1), novel interlocking nail with a stable angle with holes arranged in a single plane (G2), and novel interlocking nail with a stable angle in two planes, with the penultimate hole at 90 degrees from the others (G3). Biomechanical tests were performed using axial, cyclic, and destructive compression load for comparison between them. All the specimens showed plastic deformation in the screws after destructive tests, in both proximal and distal sides, being highly intense in G1. G2 and G3 of the stable angle rods supported higher loads than G1 in all tests performed (P<0.05). The novel stems did not differ statistically from each other (P>0.05). The initial hypothesis that the novel models would provide increased stability was confirmed; however, no differences were demonstrated between them. The screw locking system on the rods allowed high resistance values in the tests performed, proving to be effective and potentially applicable in real clinical situations.
A haste intramedular bloqueada representa excelente opção para abordagem cirúrgica de fraturas em ossos longos na medicina veterinária. Todavia, falhas decorrentes principalmente de "folga" presente na interface da haste com os parafusos foram relatadas. O presente estudo teve como objetivo testar e comparar mecanicamente, por cargas de compressão axial, dois novos modelos de haste intramedular bloqueada de ângulo estável com orifícios roscados, sendo uma delas uniplanar e outra multiplanar com orifícios distais dispostos ortogonalmente. Vinte e um corpos de prova confeccionados em ácido polilático (PLA) foram utilizados para implantação das hastes intramedulares bloqueadas, divididos em três grupos: Haste bloqueada convencional (G1); haste bloqueada nova de ângulo estável com orifícios dispostos em único plano (G2); haste bloqueada nova de ângulo estável em dois planos, com o penúltimo orifício em 90 graus dos demais (G3). Utilizou-se ensaios biomecânicos por carga de compressão axial, cíclicos e destrutivos, para comparação entre eles. Todos mostraram deformação plástica nos parafusos após testes destrutivos, tanto proximais como distais, sendo mais intensa no grupo 1. Os grupos 2 e 3 das hastes de ângulo estável suportaram cargas superiores em relação ao G1 em todos os testes realizados (P<0.05). As hastes novas não diferiram estatisticamente entre si (P>0,05). A hipótese inicial de que os novos modelos proporcionariam maior estabilidade foi confirmada, entretanto não foi demonstrada diferenças entre eles. O sistema de bloqueio roscado dos parafusos nas hastes permitiu valores elevados de resistência nos testes realizados, mostrando-se efetivo e, potencialmente aplicável em situações clínicas reais.
Biblioteca responsável: BR68.1