Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Ocular lesions in a domestic feline: a closer look at the fungal pathogen Sporothrix brasiliensis / Lesões oculares em um felino doméstico: um olhar atento ao patógeno fúngico Sporothrix brasiliensis

Mothé, Gabriele Barros; Reis, Nathália Faria; Melivilu, Carla Stefany Isla; Mendes Junior, Aguinaldo Francisco; Santos, Cinthia Silva dos; Dieckmann, Ana Maria; Machado, Ricardo Luiz Dantas; Rocha, Elisabeth Martins da Silva da; Baptista, Andrea Regina de Souza.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online); 58: e183219, 2021. ilus
Artigo em Inglês | | ID: biblio-1348000

Resumo

Sporotrichosis is a dermatozoonosis, caused by dimorphic pathogenic fungi of the genus Sporothrix. Although Sporothrix brasiliensis is the most frequent and pathogenic species identified from the Brazilian sporotrichosis hyperendemic, to the best of our knowledge this is the first report of its molecular diagnosis from a cat with ocular lesions. A 3-month-old female, domestic feline presented an ocular manifestation with granuloma in the lower-left palpebral conjunctiva, in addition to mucocutaneous lesions in varied locations throughout the body. Samples were collected for subsequent cytopathology, fungal culture, serology, and molecular genotyping. Itraconazole was prescribed for the treatment of sporotrichosis and the animal was considered clinically cured at the end of 5 months of treatment and discharged. S. brasiliensis-cat interactions can manifest with a multitude of clinical forms that resemble either infectious or noninfectious diseases. Both the need for meticulous cat physical evaluation by a veterinarian followed by accurate laboratory diagnosis are key Public Health measures in the Brazilian sporotrichosis hyperendemic area.(AU)
A esporotricose é uma dermatozoonose causada por fungos patogênicos dimórficos do gênero Sporothrix. Embora o Sporothrix brasiliensis seja a espécie mais patogênica e prevalente na hiperendemia brasileira de esporotricose, segundo nosso conhecimento este é o primeiro relato de um gato com lesões oculares causadas por esta espécie, via diagnóstico molecular. Um felino doméstico com três meses de idade apresentou manifestação ocular com granuloma em conjuntiva palpebral inferior esquerda, além de lesões mucocutâneas em diferentes áreas do corpo. Amostras foram coletadas para posterior citopatologia, cultura de fungos, sorologia e genotipagem molecular. O itraconazol foi prescrito para o tratamento da esporotricose e o animal foi considerado clinicamente curado ao final de cinco meses de tratamento, recebendo alta. As interações do S. brasiliensis com o gato podem se manifestar com uma infinidade de formas clínicas que se assemelham a doenças infecciosas ou não. A necessidade de avaliação física meticulosa desses animais por um médico veterinário, seguida do diagnóstico laboratorial preciso, são medidas essenciais em saúde pública na área hiperendêmica para a esporotricose no Brasil.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1