Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Influence of incubation temperature and embryonic motility on the growth of members of Caiman yacare (Daudin, 1802) / Influência da temperatura de incubação e da motilidade embrionária sobre o crescimento dos membros de Caiman yacare (Daudin, 1802)

Gomes, L G; Stocco, M B; Sousa, N P de; Martini, A C; Morgado, T O; Spiller, P R; Moreira, L F B; de Souza, R L.
Braz. j. biol; 84: e252845, 2024. graf
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: biblio-1355877

Resumo

Abstract This study aimed to evaluate whether skeletal development of the Pantanal Caiman (Caiman yacare) is similarly influenced by temperature variation and controlled increases in embryo motility. All eggs were incubated at 90% humidity and 29 °C for the first 45 days. Thereafter, the incubation temperature was either maintained at 29 °C and embryos were treated with 4-aminopyridine (4-AP) on days 46, 47, 48, and 49 (Group I, 29 °C 4-AP, n = 15); maintained at 29 °C (n = 14; Group II); or at 33 °C (n = 14, Group III). Embryonic movement was measured using an Egg Buddy® digital monitor on days 30, 35, 42, 49, 56, and 60, at which point embryos were euthanized and samples were collected for analysis. No differences were observed between groups with varying incubation temperatures. In contrast, embryonic motility was greater in embryos treated with 4-AP (P < 0.001) on day 49, and this was associated with higher proportions of snout-vent and hand lengths. This study demonstrates for the first time that pharmacologically induced increases in embryo motility result in phenotypic changes to the proportion of elements during prenatal ontogeny, thereby effectively altering the adaptation of the species to specific environments.
Resumo Este estudo objetivou avaliar os efeitos da temperatura e motilidade embrionária sobre o desenvolvimento esquelético de jacaré-do-pantanal (Caiman yacare). Os ovos foram incubados com 90% de umidade e empregou-se a temperatura de 29°C por 45 dias. Após, para a incubação do Grupo I a temperatura continuou em 29°C, mas associou-se à injeção de 4-aminopiridina (29°C-4AP, n = 15) aplicada nos dias 46, 47, 48 e 49, do Grupo II permaneceu em 29°C (n = 14) e do Grupo III elevou-se para 33°C (n = 14). A movimentação foi mensurada através do monitor digital Egg Buddy® nos dias 30, 35, 42, 49, 56 e 60 dias. Aos 60 dias, os embriões foram eutanasiados e coletadas amostras embrionárias. Na análise estatística não foram observadas diferenças entre os grupos para o fator temperatura sobre a motilidade embrionária no desenvolvimento esquelético. Em contraste, a motilidade evidenciou diferença estatística no dia 49 para o Grupo I (P < 0,001) e apresentou maiores proporções de nariz e mão. Esses dados demonstraram pela primeira vez que o aumento na motilidade, induzidos farmacologicamente resultam em divergências fenotípicas na proporção de segmentos anatômicos durante a ontogenia pré-natal, podendo alterar efetivamente a adaptação dos animais em ambientes específicos.
Biblioteca responsável: BR1.1