Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Deforestation and environmental valuation of mangaba tree (Hancornia speciosaGomes) in Sergipe State, Brazil / Desmatamento e valoração ambiental da mangabeira (Hancornia speciosa Gomes) no estado de Sergipe, Brasil

Moura, Debora Moreira de Oliveira; Gomes, Laura Jane; Fernandes, Milton Marques.
Rev. Ciênc. Agrovet. (Online); 21(1): 47-55, mar. 2022. ilus, mapas, tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1366118

Resumo

The aim of the current study is to evaluate deforestation in mangaba tree (Hancornia speciosaGomes) growing areas and environmental valuation in fairs held in Sergipe State, in order to suggest environmental service payment mechanisms to help conserving natural mangaba tree-growing areas in the state. Land use and cover, as well as deforestation, were measured based on MapBiomas data. Information about annual mangaba production was extracted from data provided by IBGE on Vegetable Extraction and Silviculture Production. The environmental valuation by mangaba consumers at fairs was measured through questionnaire application. Natural mangaba tree-growing areas in Sergipe State have shown low rates of forest cover and natural non-forest sites in the last 34 years. However, these areas are mainly used for agricultural purposes, a fact that compromises mangaba production. Sergipe State has shown considerable reduction in mangaba production rates from 1995 to 2016; however, such a production presented remarkable recovery in the last three years. Contingent valuation has shown that potential stakeholders are willing to financially contribute to the conservation of both mangaba trees and the Atlantic Forest.(AU)
Este trabalho teve como objetivo avaliar o desmatamento nas áreas de ocorrência de mangaba (Hancornia speciosaGomes) e a valoração ambiental nas feiras do estado de Sergipe, para que se possa propor mecanismos de pagamentos por serviços ambientais para conservação das áreas de ocorrência natural da mangaba no estado de Sergipe. O uso e cobertura da terra e o desmatamento foram quantificados com uso de dados do MapBiomas. A produção anual de mangaba foi extraída de dados da Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura do IBGE. A valoração ambiental dos consumidores de mangaba nas feiras foi obtida por meio de entrevistas. As áreas de ocorrência natural de mangaba no estado de Sergipe em 34 anos apresentaram baixos percentuais de cobertura florestal e áreas naturais não florestais. Nessas áreas predomina o uso agropecuário, o que compromete a produção de mangaba. De 1995 a 2016 houve umagrande redução da produção de mangaba no estado de Sergipe, no entanto houve recuperação nos últimos três anos. A valoração contingente demonstrou que os potenciais stakeholders (tomadores de decisão) estão dispostos a contribuir financeiramente para a conservação das mangabeiras e da Mata Atlântica.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1