Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Perfil hematológico e epidemiológico em cães com babesiose, no município de Fortaleza/CE / Hematological and epidemiological profile in dogs with babesiosis in the municipality of Fortaleza/CE

Veloso, Soraya Kelly de Sousa; Holanda, Letícia Soares; Tavares, José Ryan Ribeiro; Petelinkar, Máyra Carvalho; Rodrigues, Victor Hugo Vieira; Silva, Isaac Neto Góes da; Pinheiro, Breno Queiroz.
Ciênc. Anim. (Impr.); 31(4): 56-65, 2021. ilus, tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1369371

Resumo

A babesiose canina é uma hemoparasitose, causada por um protozoário do gênero Babesia spp., que parasita os eritrócitos de animais infectados. Este estudo teve como objetivo analisar o perfil hematológico e epidemiológico de cães diagnosticados com babesiose, através da visualização, no esfregaço sanguíneo, de merozoítos no interior dos eritrócitos, na cidade de Fortaleza/CE, durante cinco anos (2015 a 2019). No período, foram observados 38 cães acometidos. O segundo semestre, o período seco, foi o que apresentou um maior número de casos (60,5%). Observou-se maior frequência em cães machos (57,8%), sem raça definida (57,8%), com menos de um ano de idade (73,6%). As alterações hematológicas mais frequentes foram trombocitopenia (86,8%) e anemia (81,5%). Sugere-se, nesses casos, a inclusão da babesiose como diagnóstico diferencial. Apesar da baixa sensibilidade, a pesquisa de hemoparasitos, no esfregaço sanguíneo, pode ser utilizada na rotina clínica.
Canine babesiosis is a hemoparasitosis caused by a protozoan of the genus Babesia spp., that parasitize the erythrocytes of infected animals. This study aimed to analyze the hematological and epidemiological profile of dogs diagnosed with babesiosis, through visualization in blood smear of merozoites inside erythrocytes, in the city of Fortaleza/CE, for five years (2015 to 2019). During the period, 38 affected dogs were observed. The second half, the dry period, was the one with the highest number of cases (60.5%). A higher frequency was observed in male dogs (57.8%), mixed breed (57.8%) under one year of age (73.6%). The most frequent hematological changes were thrombocytopenia (86.8%) and anemia (81.5%). In these cases, it is suggested to include babesiosis as a differential diagnosis. Despite the low sensitivity, the search for hemoparasites in the blood smear can be used in the clinical routine.
Biblioteca responsável: BR68.1