Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Parasitism capacity of Trichogramma pretiosum Riley, 1879 and Telenomus remus Nixon, 1937 after ingestion of biological pesticides / Capacidade de parasitismo de Trichogramma pretiosum Riley, 1879 e Telenomus remus Nixon, 1937 após ingestão de pesticidas biológicos

Colombo, Fernanda Caroline; Amaro, Junio Tavares; Maciel, Rodrigo Mendes Antunes; Hayashida, Rafael; Neves, Pedro Manuel Oliveira Janeiro; Bueno, Adeney de Freitas.
Semina ciênc. agrar; 43(4): 1441-1456, jul.-ago. 2022. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1369676

Resumo

Augmentative biological control (ABC) of insect pests is an environmentally sustainable alternative to synthetic insecticides. By performing BC, more than one control agent can be used for the same insect pest that is in different stages of its life cycle or for pests that simultaneously occur in the area. However, this relationship requires biosecurity for the control agents employed. The aim of this study was to evaluate the parasitism capacity of Trichogramma pretiosum Riley, 1879 and Telenomus remus Nixon, 1937 after ingestion of biological pesticides. The entomopathogens, Baculovirus Anticarsia gemmatalis nucleopolyhedrovirus (AgMNPV), Bacillus thuringiensis (Bt) var. kurstaki, Bt var. aizawai, Beauveria bassiana, and Metarhizium anisopliae; the microbiological fungicide, Trichoderma harzianum, at concentrations recommended by the manufacturer; and a negative control (pure honey) were employed in this study. Further, forced ingestion was adopted, with the treatments mixed in honey and offered as food at two dilutions (one-part product: one-part honey and one-part product: nine parts honey). Each treatment consisted of 20 individual females for each parasitoid (T. pretiosum or T. remus). The following parameters were evaluated: female longevity, number of parasitized eggs, egg viability, and number of females and males to determine the sex ratio. For T. pretiosum, B. bassiana (1 × 1013 viable conidia 100 L H2O-1), and T. harzianum (5 × 1012 viable conidia 100 L H2O-1), the longevity of their females was reduced by the 1:1 mixture; however, this mixture did not interfere with other parameters and other biological pesticides compared to the respective controls of both dilutions. The biological pesticides did not negatively influence the parameters evaluated for T. remus. The tested products had low toxicity to the egg parasitoids, T. pretiosum and T. remus. Overall, more work is still required with parasitoids in other stages of development and with other exposure methods to confirm the selectivity of products for egg parasitoids to recommend its combined use in the field.(AU)
O controle biológico aumentativo (CBA) de insetos-praga é uma alternativa ambientalmente sustentável em relação aos inseticidas sintéticos. Com a utilização do CBA, mais de um agente de controle pode ser utilizado para um mesmo inseto-praga que se encontra em diferentes estágios do seu ciclo de vida ou para pragas que ocorrem simultaneamente na área. No entanto, essa relação necessita de biossegurança para os agentes de controle envolvidos. O objetivo do trabalho foi avaliar a capacidade de parasitismo de Trichogramma pretiosum Riley, 1879 e Telenomus remus Nixon, 1937 após a ingestão de pesticidas biológicos. Os entomopatógenos Baculovírus Anticarsia gemmatalis nucleopoliedrovirus (AgMNPV), Bacillus thuringiensis var. kurstaki, Bacillus thuringiensis var. aizawai, Beauveria bassiana, Metarhizium anisopliae, o fungicida microbiológico Trichoderma harzianum nas concentrações recomendadas pelos fabricantes e um controle negativo (mel puro) foram utilizados nos bioensaios. A metodologia empregada foi de ingestão forçada, com os tratamentos misturados ao mel e oferecidos como alimento em duas diluições diferentes (1 parte do produto:1 parte de mel e 1 parte do produto:9 partes de mel). Cada tratamento constou de 20 fêmeas individualizadas de cada parasitoide (T. pretiosum ou T. remus). Os parâmetros avaliados foram: longevidade das fêmeas, número de ovos parasitados, viabilidade dos ovos e número de fêmeas e machos para determinação da razão sexual. Para T. pretiosum, B. bassiana (1×1013 conídios viáveis 100L H2O-1) e T. harzianum (5×1012 conídios viáveis 100L H2O-1) reduziram a longevidade das fêmeas na mistura 1:1, porém não interferiram nos demais parâmetros avaliados, bem como os demais produtos microbiológicos comerciais avaliados, quando comparados às respectivas testemunhas de ambas as diluições. Os pesticidas biológicos não influenciaram negativamente nos parâmetros avaliados de T. remus. Os produtos testados apresentam baixa toxicidade aos parasitoides de ovos T. pretiosum e T. remus. Ainda há necessidade de mais trabalhos com outros estágios de desenvolvimento dos parasitoides e outros métodos de exposição para confirmar a seletividade dos produtos aos parasitoides de ovos, para recomendar o uso conjunto destes no campo.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1