Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Reproductive disorders and reconception of beef cows subjected to timed artificial insemination / Perdas reprodutivas e reconcepção em fêmeas bovinas de corte submetidas a inseminação artificial em tempo fixo

Lima, Amanda Cristielly Nunes de; Pereira, Everton Tadeu Negrão; Almeida, Iuri de Castro; Xavier, Ester Dias; Oliveira, Diana Carla Fernandes; Almeida, Anna Christina de.
Ciênc. anim. bras. (Impr.); 23: e-70384, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês, Português | VETINDEX | ID: biblio-1370106

Resumo

The objective of this study was to evaluate gestational losses between 30 and 120 days of gestation and reconception in beef cows submitted to fixed-time artificial insemination (FTAI). The 18,462 information from the zootechnical file of animals submitted to FTAI in the period of the breeding season from November 2019 to April 2020 in the semiarid region of Minas Gerais were analyzed. The parameters evaluated were gestational loss, animal category, presence of the calf with the cow, body condition score (BCS) and final situation of the breeding season of the females that lost gestation after FTAI, the data were analyzed by Person's chi-square test (χ²) and Kruskal-Wallis test, with a significance level of 5% with use of the SPSS program. The final pregnancy rate was 58.52%. The loss rate between the first and second gestational diagnosis was 3.6%. Dependence was observed between the variables category and gestational loss (χ²= 12.374, p<0.05). The presence of the calf or not at the foot of the cow had no influence in relation to gestational loss (p>0.05). The difference in BSC between the categories was significant (p<0.05). Final situation was influenced (p<0.05) by animal category. Calving order and body condition score significantly influenced the gestational loss rate.
O objetivo deste estudo foi avaliar as perdas gestacionais entre 30 e 120 dias de gestação e reconcepção em vacas de corte submetidas à inseminação artificial em tempo fixo (IATF). Foram analisadas 18.462 informações do arquivo zootécnico de animais submetidos a IATF no período da estação de monta de novembro de 2019 a abril de 2020 na região do semiárido de Minas Gerais. Os parâmetros avaliados foram perda gestacional, categoria animal, presença do bezerro ao pé da vaca, escore de condição corporal (ECC) e situação final da estação de monta das fêmeas que perderam gestação após a IATF, os dados foram analisados pelo teste qui-quadrado de Person (χ²) e teste de Kruskal-Wallis, com nível de significância de 5% com uso do programa SPSS. A taxa de prenhez final foi de 58,52%. A taxa de perdas entre o primeiro e segundo diagnóstico gestacional foi de 3,6%. Observou-se dependência entre as variáveis categoria e perda gestacional (X²= 12,374, p<0,05). A presença do bezerro ou não ao pé da vaca, não teve influência em relação a perda gestacional (p>0,05). A diferença do ECC entre as categorias foi significativa (p<0,05). A situação final foi influenciada (p<0,05) pela categoria animal. A ordem de parição e o escore de condição corporal influenciam significativamente a taxa de perda gestacional.
Biblioteca responsável: BR68.1