Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Identification of Leishmania spp. in horses and a dog from rural areas of Uruguaiana, Rio Grande do Sul, Brazil / Identificação de Leishmania spp. em equinos e um cão da área rural de Uruguaiana, Rio Grande do Sul, Brasil

Pradella, Gabriela Döwich; Escobar, Taiane Acunha; Duarte, Claudia Acosta; Lübeck, Irina; Góss, Geórgia Camargo; Lagreca, Luís Felipe Jaenisch; Heckler, Gabriel Feix; Camargo, Lilian Pinto; Romero, Bruno Gostinski.
Semina ciênc. agrar; 41(6): 2687-2694, nov.-dez. 2020. mapas
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1372110

Resumo

Visceral leishmaniasis (VL) is a zoonosis caused by the protozoan of the genus Leishmania. The disease is transmitted by the bite of a sand fly vector. Although the main reservoirs are dogs, other hosts can be infected and may play this role. Rio Grande do Sul western region, located on the triple border of Brazil-Uruguay-Argentina, represents a VL transmission area. The goal of the present study was to identify Leishmania spp. infection in animals from rural areas of Uruguaiana, Rio Grande do Sul. Nine farms in the Uruguaiana municipality, Rio Grande do Sul state, were included. Peripheral blood samples were collected from 113 animals (canine [n=22], equine [n=91]) for detection of Leishmania spp. DNA was isolated and polymerase chain reaction was performed. Eight (7%) animals with Leishmania spp. infection were detected on two farms in the same geographical area, seven of which were horses and one was canine, all of which were asymptomatic. To investigate the species of Leishmania, one of the positive equine samples was subjected to direct sequencing, which confirmed the presence of L. infantum genetic material. Results of this study confirm the presence of L. infantum-infected animals in rural areas of Uruguaiana, and provide evidence supporting further investigation of risk factors for dissemination in such áreas.(AU)
A leishmaniose visceral é uma zoonose causada por protozoários do gênero Leishmania. A doença é transmitida pela picada de um vetor flebotomíneo. Os principais reservatórios são cães, porém outros mamíferos podem se infectar e desempenhar esse papel. A região oeste do Rio Grande do Sul, localizada na tríplice fronteira Brasil-Uruguai-Argentina, representa uma área de transmissão para a leishmaniose visceral. O objetivo deste estudo foi identificar a infecção por Leishmania spp. em animais de áreas rurais de Uruguaiana, Rio Grande do Sul. Nove fazendas do município de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, and foram incluídas. O sangue periférico foi coletado de 113 animais, caninos (n = 22) e equinos (n = 91), para a pesquisa de DNA de Leishmania spp. por reação em cadeia da polimerase (PCR). Oito animais infectados por Leishmania spp. (7%) foram detectados em duas fazendas na mesma área geográfica, sete equinos e um canino. Todos eles eram assintomáticos. Para investigar as espécies de Leishmania, uma das amostras positivas da espécie equina, também foi submetida ao sequenciamento e a presença de material genético de L. infantum foi confirmada. Este estudo garante a existência de animais infectados por Leishmania infantum nas áreas rurais de Uruguaiana e evidencia a importância de estudos para investigar os fatores de risco de disseminação nestes locais.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1