Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Effect of the trimming of the toe region of healthy horses forelimb hooves on morphology, distal angles and locomotion by cinematography / [Efeito do casqueamento da região da pinça dos cascos torácicos de equinos sadios sobre a morfologia dos cascos, ângulos articulares distais e locomoção por cinematografia]

Rosa, V.B.B.; Alonso, J.M.; Pizzigatti, D.; Charlier, M.G.S.; Watanabe, M.J.; Machado, V.M.V.; Hussni, C.A..
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 74(2): 234-244, Mar.-Apr. 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1374423

Resumo

ABSTRACT Seven forelimb hooves from healthy horses were submitted to regular trimming and fourteen days later, submitted to toe trimming. Toe angle and length, lateral and medial heels, frog and sole length and width, distal, proximal, and metacarpal phalangeal interphalangeal angles were measured, as well as locomotion evaluation through cinematographic analysis. The measurements were performed ten, 14, 15, 30 and 45 days after the regular trimming, and at 14 days two measurements, one before and one after the toe trimming, were carried out. For cinematography, the sequence of supports and time spent in each support were taken. The comparison of the means obtained from the individuals regarding the variables, between limbs, limbs for each individual, time - points, moments for each individual and between limbs for each moment, as well as the time spent in each in the supports, was performed using ANOVA. Results lower than those of statistical significance (p<0.05) were submitted to Tukey's test. The toe trimming promotes changes in toe length, angle, lateral heel angle, medial and lateral heel length, frog length, width, and sole length, and changes the pattern of the trot of horses.
RESUMO Sete cascos de membros posteriores de cavalos saudáveis foram submetidos ao corte regular e, quatorze dias depois, submetidos ao corte dos pés. Foram medidos ângulo e comprimento dos dedos, saltos laterais e mediais, comprimento e largura do sapo e da sola, ângulos interfalangianos distais, proximais e metacarpianos da falange, bem como avaliação da locomoção através de análise cinematográfica. As medições foram realizadas dez, 14, 15, 30 e 45 dias após o corte regular, e aos 14 dias foram realizadas duas medições, uma antes e uma depois do corte do dedo do pé. Para a cinematografia, foi feita a seqüência de suportes e o tempo gasto em cada suporte. A comparação dos meios obtidos dos indivíduos em relação às variáveis, entre membros, membros para cada indivíduo, tempo - pontos, momentos para cada indivíduo e entre membros para cada momento, assim como o tempo gasto em cada um dos suportes, foi realizada utilizando ANOVA. Resultados inferiores aos de significância estatística (p<0,05) foram submetidos ao teste de Tukey. O corte do pé promove mudanças no comprimento do pé, ângulo, ângulo do calcanhar lateral, comprimento do calcanhar medial e lateral, comprimento do sapo, largura e comprimento da sola, e muda o padrão do trote dos cavalos.
Biblioteca responsável: BR1.1